História De Volta ao País das Maravilhas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alice no País das Maravilhas (Alice in Wonderland)
Personagens Absolem, a Lagarta, Alice Kingsley, Chapeleiro Maluco, Coelho Branco, Dormidonga (Mallymkun), Gato de Cheshire (Gato Risonho), Lebre de Março, Personagens Originais, Rainha Branca, Rainha Vermelha, Tweedle-Dee, Tweedle-Dum, Valete de Copas
Tags Ação, Alice In Wonderland, Aventura, Livros, Romance
Visualizações 14
Palavras 990
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ainda não é 00:00 da pra postar mais um

Capítulo 3 - 02


Fanfic / Fanfiction De Volta ao País das Maravilhas - Capítulo 3 - 02

Não revisado 

 

 Alice andava lentamente pelos corredores vazios do Colégio Mercury. Sua mente estava totalmente vazia. Andava sem nem ao menos prestar atenção.

 

 

- É errado matar aula Lice. - disse alguém, que estava fora de seu campo de visão.

 

- É errado ficar perseguindo sua irmã Dave! - disse se virando para olhar o maior de olhos azuis.

 

Seu irmão - mais conhecido como Dave - era a cópia de seu pai. Olhos quase tão azuis quanto o mar de uma praia paradisíaca

 

- Não estou te perseguindo, apenas certificando de que não esta se metendo em encrenca.

 

- Você fala como se eu fosse sair por ai espalhando as suas fotos de bebê. - disse revirando os olhos.

 

Apesar de ser super protetor, e as vezes possessivo, Dave era um otimo irmão. Estava no último ano, prestes a cursar a faculdade de medicina.

 

- Não é algo muito "pesado", se é que me entende. Agora, volte pra sala. - disse o mais velho que se virou e seguiu para sua sala.

 

Alice não iria voltar para sala. Estavam tendo aula de química, e Alice odeia química. Seu lugar era a biblioteca. Passava boa parte de seu tempo lendo - algo que não gostava quando pequena -, essa foi uma maneira que encontrou para fugir da realidade por um tempo.

 

O sinal do intervalo tocou, mas Alice permaneceu ali. O livro que atraiu de tal forma, que nem sequer lembrava o título.

 

Alguém parou logo a sua frente, o que fez com que toda a luz que batia no livro sumisse.

 

- Com licença? - perguntou erguendo o olhar para ver quem era. Benjamin.

 

- Matou aula para ler? - perguntou pegando o livro das mãos da garota, para olhar bem - Você viu o título?

 

- Não, por quê?

 

Ao pegar o livro de volta, percebeu que se travava de um livro de terror - algo que Alice nunca gostará.

 

- Eu juro que estava lendo um romance, eu lembro da historia, mas o título não me vem a cabeça.

 

- Deve ter pensado em um romance e nem viu qual livro pegou, isso é normal.

 

- Claro.

 

- Vem, vamos. - disse tomando uma das mãos da garota. O gesto em si era algo normal entre os dois, mas naquele momento, Alice jurava que sentiu seu coração se aquecer um pouco.

 

Passaram pelo pátio, seguindo em direção a estufa da escola. Lá se encontravam todos seus amigos - e seu irmão. Zoey, sua parceira de laboratório. Rose, e as gêmeas Marshall: Annabeth, e Elizabeth.

 

- Onde estava Alice?! - perguntou Dave olhando para Benjamin desconfiado.

 

- Na biblioteca.

 

- E o que fazia lá? - perguntou ainda olhando para Ben.

 

- Estava tendo uma discussão com Cheshire, o Gato Risonho. - disse com sarcasmo evidente na voz - Óbvio que estava lendo idiota!

 

Todos riram. Exceto Dave, é claro.

 

Todos se dirigiram para dentro da grande estufa. Alice não pode deixar de notas as rosas brancas ali. Mas algo esta diferente. Alguem pintara as rosas, assim como havia feito quando criança, quando ainda podia visitar o País das Maravilhas.

 

- O que foi? - disse Zoey parando ao seu lado. Logo a morena percebeu o que chamava tanto a atenção de sua amiga - Foram pintadas?

 

- Vamos pintando assim, as rosas cor de carmim. - cantarolou Alice.

 

- O quê é isso? - perguntou Zoey se referindo a música.

 

 - Nada.

 

 Vários pensamentos invadiram a mente de Alice. Será que estavam fazendo algum projeto de artes? Alguém derrubou tinta nas flores por engano? Ou pintaram de propósito? Essas eram apenas algumas das perguntas que Alice se fazia. Mas preferiu ignorar.

 

 Durante toda a semana, Alice deixou de comparecer as aulas de química, para investigar as rosas. Em vão. 

 

 Sábado chegou, e junto, mais uma visita ao seu psicólogo. Ao chegar, forá recebida pela recepção com carinho - sua visitas eram tão frequentes, que já considerava o local como sua segunda casa.

 

 - Bom dia Alice. - disse Dra Margie. A mulher de certa forma lhe causava arrepios. Seu semblante era assustador, sempre sorrindo, deixando a mostra seus dentes perfeitos.

 

 - Bom dia Margie. - a intimidade entre elas era grande o suficiente para se referirem pelo primeiro nome.

 

 - Pintou muitas rosas? - perguntou Margie.

 

 Alice se assustou com a pergunta. De certa forma ela parecia saber das rosas da estufa.

 

 - Como?

 

 - Hora, em uma de nossas sessões você disse que pintou rosas no seu mundinho - seu tom de voz soava ameaçador - , essa é a nova moda da vez não?

 

 - Ah, sim. Eu não sei, não costumo seguir tais modas. - disse sorrindo para a mais velha.

 

 - claro que não. Já que você criou essa moda, não tem motivo para segui-la.

 

 - Eu não estou te entendendo. Você esta bem?

 

 - Por favor Alice, todos nó sabemos que foi você que pintou minhas rosas.

 

 - Eu acho que vou para casa, não estou muito bem.

 

 - Oh que pena, esta esperando que me reconhecesse - um sorriso amarelado tomou conta de seu rosto. Fazendo com que a garota se arrepiasse.

 

 - Eu preciso ir.

 

  A garota saiu do consultório correndo. Sua cabeça girava descontroladamente, seus olhos pesavam, e o ar em seu pulmão fazia falta. A escuridão tomou lugar de sua visão.

 

 Ouvia-se um barulho familiar ao fundo. O chão abaixo era gelado. Ao abrir seus olhos, sorriu. Sorriu por estar na sala das portas, ao  seu lado se encontrava a mesa, com a  famosa garrafa. mas desta vez, não tinha etiqueta.

 

 - Sentiu saudade Alice? - disse alguém, com a voz tão familiar para a garota, que seria capaz de reconhece-la em meio a todo o barulho do mundo.

 

 Os lábios pintados com um coração, os olhos desejo de vingança, e o sorriso qual todos temiam. A Rainha Vermelha voltará, e a cabeça de Alice era o troféu.

 


Notas Finais


Sonho? talvez sim, talvez não. Quem sabe?

É errado sentir raiva da Margie? Não.

Caso queiram saber como eu vejo cada personagem

Confira De Volta ao País das Maravilhas. (elenco) no We Heart It! https://weheartit.com/sad_princess_unicorn/collections/136529585-De Volta ao País das Maravilhas. (elenco)

Clique aqui 👆

É só isso por hora OK? Ok

Ps: desculpem os erros (caso tenha, o que e bem provável)

Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...