História De Volta Para Você (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Imagine, Suga, Yoongi
Visualizações 250
Palavras 1.567
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei ❤️

Capítulo 8 - Um Término


Fanfic / Fanfiction De Volta Para Você (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 8 - Um Término

Pov SN

Acordei era por volta das 6 horas da manhã com minha mãe me chamando.

-- ei, me dá atenção! Estou te chamando a muito tempo. -- ela disse.

-- desculpa, mas diga o que houve. -- eu pedi após bocejar.

-- você pode ir comprar pó de café para mim? -- ela sorriu.

-- o que você não me pede sorrindo que eu faça com sono. -- eu disse me levantando da cama.

-- acho que essa frase está errada.

-- não, hoje ela não está, relaxa. -- eu disse indo até o banheiro e a mesma riu.

-- obrigada, estou lá na sala vendo televisão. -- minha mãe disse.

Fiz minhas higienes e em seguida desci. Ainda com sono.

-- qual a marca? -- perguntei me referindo a marca do café.

-- aquela que você sempre compra.

-- vai querer mais alguma coisa?

-- não, obrigada. Vai com Deus.

-- amém, fica com Ele também. -- eu disse bocejando e saindo de casa.

Pov Yoongi

Acordei em torno das 6 da manhã, tentei dormir de novo, mas não consegui. 

Me levantei, fiz minhas higienes e fui até a sala. 

Ailee estava dormindo no sofá, eu disse milhares de vezes ontem para ela dormir na cama, mas ela não quis. Afinal, quando eu cheguei ela já estava dormindo no sofá, acho que a linha de raciocínio dela na hora nem funcionava direito.

-- ei, vai dormir na cama. -- disse tentando acordar ela.

-- não precisa. -- a mesma respondeu se virando para o outro lado do sofá.

-- lá é mais confortável. -- eu disse e Ailee não me respondeu. Ela dormiu de novo.

Saí de casa, pois gostava de ficar na varanda quando era manhã cedo e também por que ela poderia estar na varanda dela.

Realmente, ela estava lá, porém, saindo de casa. Assim que a vi fui até a mesma.

-- bom dia! -- eu disse.

-- bom dia. -- SN disse.

-- como você está, cara de sono? -- eu ri.

-- com sono e você?

-- estou bem, já tomou café? -- perguntei.

-- ainda não, minha mãe vai fazer, mas tenho que comprar na padaria. 

-- posso ir contigo? -- perguntei.

-- fique a vontade. -- a mesma disse e começamos a andar.

-- aliás, na padaria vende pacote com o pó de café?

-- sempre vendeu, tem vender hoje também. -- SN disse e eu ri.

-- você como sono é incrível!

-- só para você mesmo, se eu pudesse eu deitava nesse banco mesmo e dormia. -- a mesma disse quando passamos por um banco.

-- nossa! -- eu disse e entramos na padaria, SN fez o pedido e pagou logo em seguida. Voltamos a andar novamente, agora voltando para casa. -- posso te perguntar algo?

-- pergunte. 

-- seus pais e eu tem algum problema?

-- seja mais específico sobre isso. -- ela pediu.

-- seus pais tem algum problema comigo? Você sabe o porquê estou te perguntando isso.

-- sei. Relaxa que eles não tem nenhum problema contigo. Eles estão bem tranquilos. E cara, tira esse peso das costas, o passado não te condena. -- ela disse e eu sorri.

-- obrigada. Na época eu achei que seu pai fosse me matar.

-- minha família é da paz.

-- me perdoa, mesmo por tudo de errado que fiz. -- eu disse quase em modo automático e ela parou de andar, fiz o mesmo.

-- esquece a parte ruim do passado. -- ela pediu.

-- mas você me perdoa?

-- eu já te perdoei. -- a mesma disse voltando a caminhar.

-- obrigada, de verdade. Eu te amo. -- disse realmente o que eu sentia.

-- eu espero um dia poder dizer o mesmo. -- SN disse.

-- por que não diz?

-- não vou paquerar um cara comprometido. 

-- a gente vai terminar. -- eu disse.

-- por quê?

-- acho que o meu motivo está óbvio, é só você perceber. Tem espelho? -- a mesma riu.

-- eu já entendi. Ela está bem?

-- a Ailee?

-- sim.

-- está melhorando.

-- espero que ela ache alguém que a ame.

-- eu também espero.

-- você não a ama né? -- ela parou assim que chegamos na porta de sua casa.

-- gosto dela como pessoa, mas já percebi que um relacionamento de casal com ela, para mim, não dá certo. Eu amo outra pessoa.

-- por acaso você sentiu ciúmes dessa pessoa com o Namjoon?

-- o que você acha?

-- estava explícito.

-- sempre foi assim, você sabe como eu sou com ciúmes. E eu sei que você já teve ciúmes de mim também nesses dias, ok?

-- eu? -- ela se fez por desentendida.

-- eu te conheço, SN. Você tinha ciúmes de mim com a Taeyeon que, ainda por cima, namorava e era sua amiga.

-- ela ainda é minha amiga. O ciúmes já passou, ok? E você também não pode falar nada, você tinha ciúmes de mim com o J-Hope que é meu irmão.

-- ele ia te buscar toda sexta no colégio, como eu não ia ter? -- eu disse.

-- ele é meu irmão! -- SN deu ênfase nessa frase.

-- mas eu não sabia.

-- mas você tinha ciúmes.

-- somos dois ciumentos, pronto! -- eu disse.

-- filha, comprou? -- a mãe da mesma perguntou abrindo a porta.

Acho que estávamos falando um pouco alto.

-- aqui! -- SN disse entregando a sacola com a embalagem para a mais velha. -- eu já ia entrar.

-- relaxa. Aliás, oi, Yoongi, quer entrar? -- a mãe da mesma disse sorrindo.

Ufa!

-- não, obrigada.

-- ele quer sim.

-- não precisa.

-- mas você quer.

-- estou falando sério, eu já vou ter que ir para casa.

-- para de ser cínico! Entra logo. -- SN disse. Eu não respondi nada.

Começamos a nos encarar.

-- eu estou lá na cozinha. -- a mãe da mesma disse entrando em casa.

-- aff! -- SN disse revirando os olhos.

-- ainda faz isso?

-- isso o quê? -- ela perguntou.

-- revirar os olhos quando está brava.

-- Yoongi? -- a mesma mudou sua feição.

-- diga.

-- eu acho que está na hora de você ir. Até logo. -- SN disse entrando em sua casa.

Me virei para trás e vi Ailee vindo em minha direção.

-- desculpa atrapalhar, mas eu posso falar com você lá na sua casa?

-- tudo bem. -- eu disse e entramos na moradia.

-- aconteceu algo? -- perguntei assim que fechei a porta.

-- eu queria falar contigo algo que alguma hora você viria falar comigo. -- eu ainda não tinha entendido o que Ailee queria dizer.

-- o que é?

-- Yoongi, vamos terminar, ok? -- tentei dizer algo mas ela impediu -- não precisa dizer nada. Eu quero fazer isso, você também quer isso. Yoongi, você ama a SN e merece ser feliz com ela. Não precisa sentir pena de mim. Eu vou ficar bem e achar alguém que me ame.

-- eu gosto de você, mas... -- tentei terminar, porém ela me interrompeu.

-- está tudo bem, você ama a SN e ela te ama, merecem serem felizes juntos.

-- obrigada! 

-- eu também tenho que te contar outra coisa. Bom, agora que já terminamos, eu vou morar em outro lugar. Minha amiga me arrumou um apartamento para eu morar e eu vou para lá hoje a tarde. Essa casa é totalmente sua agora. Antes de falar qualquer coisa, não precisa ficar preocupado, eu estou bem e vou melhorar ainda mais.

-- espero ainda sermos amigos.

-- também! Eu tenho que arrumar minhas malas agora.

-- quer ajuda? 

-- eu já arrumei as de roupas. Se puder me ajudar a arrumar a mala de sapatos agradeço. -- assenti e caminhamos até o quarto.

-- não vai levar nenhum objeto que é importante para ti?

-- já peguei todos os objetos que eu acho importante. Aliás, obrigada pela ajuda. -- ela disse assim que entramos no quarto.

-- por nada. -- sorri.

::Quebra de Tempo::

Pov SN

-- mãe, por que o Suga ainda não veio? Ele não ia vir hoje? Eu quero brincar com ele! -- Sunhee disse enquanto eu terminava de secar a louça e minha mãe ria.

-- calma, Sunhee foram só dois dias que ele não veio. -- meu pai disse.

-- dois dias nada, ele vai vir sim aqui hoje! -- a menor disse.

-- que fé! -- minha mãe disse.

-- o que você quer que eu faça? -- perguntei a Sunhee.

-- chama ele, por favor. Vocês dois são amigos. -- ela disse quase implorando e todos olharam para mim.

-- ok! Eu vou! 

-- eba! -- Sunhee comemorou.

-- se comporta. -- eu disse indo até a sala.

-- eu sou comportada!

Ri e saí de casa. Vi Ailee com malas em frente de sua casa, bom agora pelo visto não é mais sua casa, parecia que a mesma iria se mudar.

-- Ailee? -- perguntei após atravessar a rua. -- tudo bem?

-- ah, oi, SN! -- a mesma sorriu. -- estou ótima e você?

-- bem. Por que essas malas?

-- vou ser direta contigo porque o táxi que pedi está chegando. Eu e Yoongi terminamos e ele está totalmente livre. Vocês se amam e merecem ficar juntos. Não perca oportunidade, a porta da casa dele está destrancada. Vai lá. -- ela disse e eu estranhei por um momento. -- não se preocupe, eu não minto. Tenho que ir, -- Ailee disse quando viu um táxi se aproximando -- eu vou me mudar. Por favor, sejam um casal. Vocês merecem um ao outro. -- a mesma disse entrando no táxi. -- tchau, espero um dia sermos amigas.

Eu não sabia o que dizer e o táxi já havia partido. Abri a porta da casa de Yoongi e não havia ninguém na sala. Entrei e assim que fechei a porta me assustei com ele falando.

-- veio me procurar? -- me virei e vi ele sorrindo na porta da cozinha.


Notas Finais


Por hoje é só ❤️

Beijos 🍃


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...