História Dead boyfriend's mission - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, HyunA, Melanie Martinez, Minzy, Red Velvet, TWICE
Personagens BamBam, Chaeyoung, Dahyun, HyunA, Irene, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jihyo, Jinyoung, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Melanie Martinez, Min Yoongi (Suga), Mina, Minzy, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sana, Seulgi, Tzuyu, Wendy, Yeri, Youngjae, Yugyeom
Tags Apocalipse, Aventura, Bangtanboys, Blackpink, Bts, Chaesoo, Comedia, Dahmo, Jenlisa, Jikook, Jikookmin, Jimin Top, Jk Bottom, Jm!top, Jungkook! Bottom, Kookmin, Longfic, Markson, Namjin, Park_min_beth, Red Velvet, Romance, Satzu, Sobrenatural, Taegi, Taehyung Top, Vtop, Yoongi Bottom, Zumbi
Visualizações 57
Palavras 1.927
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiieeeee, gente pelamordedeuso ficou enorme kkkk, pensei em dividir ele em dois mas achei melhor não então é isso.

É legal escrever essa fic, se vc for ver bem, ela é meio retardada e diferente, mais acredito que seja boa kkkkk.

Boa leitura.

Capítulo 2 - O reencontro de amores não correspondidos


  Acordei com muita dor de cabeça, sentindo que algo me arrastava pela canela, pensei que se dissesse estar acordado aquilo me comeria vivo, então continuei de olhos fechados.

Com os olhos semi cerrados pude notar a coisa horrenda que me puxava pelas duas canelas, tinha a pele em um tom esverdadiado quase azul, os cabelos loiros eram quebrados e em pouca quantidade, alguns pedaços da pele dele caía no chão e a boca era desfigurada, sem falar na pele enrrugada como de uma anciã debilitada.

Meu corpo era arrastado pelo caminho de folhas e galhos, porém aquilo não me feria, apenas faziam cócegas.

Meu coração batia a mil por hora, quando chegamos na entrada de um cemitério eu soube que seria minha morte, já imaginava como seria, adolescente é encontrado morto com órgãos desfigurados e miolos mastigados.

Ou talvez eu apodreceria ali, já que muito provavelmente ninguém viria atrás de mim.

Paramos perto de um túmulo que não me parecia estranho, era um túmulo muito conhecido por mim, e apesar de eu não ter visto o trajeto até aqui, conheço bem esse cemitério, eu sempre vinha ver o túmulo de Jimin aqui.

O morto vivo me jogou sobre a cerâmica fria, a ali eu pude ver claramente que estávamos no túmulo de Park Jimin.

O túmulo de PARK JIMIN!.

Olhei para foto dele que havia ali com seu R. I. P, minha vontade de chorar foi grande.

Então derrepente, sinto uma mão fria e áspera tocar minha bochecha, dou um gritinho bem... Gay, o susto atrapalhou meu disfarce.

Notei que o defunto me encarava aparentemente assustado, ele tinha olheiras fundas e seu corpo era bem horrendo, naquele momento eu me perguntava oque aconteceria comigo, medo me definia. Provavelmente ele iria me arrastar para o mundo dos mortos.

—quem é você? _perguntei tremendo de medo, enquanto ele me encarada de pé, um pé torto e horrendo.

— eu_ele pronunciou com a voz rouca e forçada, era quase impossível ouvi-lo corretamente, mas o problema maior era o fato de eu estar falando com um zumbi.

— sim você _reforcei e ele pareceu processar minha fala, então olhou para foto do meu amado e depois olhou pra mim.

—Jimin_ele pronunciou olhando a foto, fiquei sem entender nada, desci do túmulo me aproximando dele, que pareceu sentir mais medo de mim do que eu dele.

—senhor zumbi, eu não entendo bem seu diálogo, só quero saber porque me trouxe aqui? _perguntei já desacreditado que aquele zumbi realmente me comeria vivo.

Ele estava prestes a responder, quando pude ouvir barulho de pegadas em nossa direção, aquilo me assustou bastante mesmo, tando que sentindo mais medo do barulho desconhecido do que do senhor zumbi, andei para trás dele em um ato bem  covarde.

Caramba, eu estava pedindo proteção para um cara morto!

— Park Jimin! _uma voz feminina e bem segura fez se ouvir, me fazendo arrepiar todos os pelos do corpo, seja lá quem for, estava chamando o nome do meu falecido amor, isso além de me assustar me intriga.

—aí está você _uma loiro bem alta falou aparecendo, ela vestia roupas negras e tinha uma maquiagem carregada no escuro, parecia até mesmo uma bruxa,  e de bruxas eu entendo.

— aí meu deus_ela parou e falou assim que me viu, oque me assustou mais ainda, qual é? O halloween ainda nem chegou pra esse tipo de coisa está acontecendo.

— primeira parte... Missão _o zumbi falou bem arrastado pra mulher, oque ele queria dizer com aquilo "primeira parte? " "missão? ", como assim.

— querido Jeon! _ela falou se aproximando de mim, isso me assustou até porque eu nunca vi essa mulher na vida, não é possível que ela me conheça.

Não pude correr, paralisei, ela ficou bem na minha frente e agora eu podia enxergar com clareza suas feições, e eu tinha certeza que já havia visto ela, talvez em algum sonho.

— finalmente! _ela falou acariciando meu rosto, eu devia estar branco como papel, não sentia sangue em minhas faces como de costume e o frio me consumia.

— chegou a sua hora de brilhar_ela falou tocando minha testa, meu medo só cresceu quando ela começou a pronunciar palavras em outra lingua.

Meu corpo estava fraco de mais, era como se toda e qualer energia do meu corpo fosse drenada a medida que ela pronunciava aquelas palavras. Coisas novas apareciam em minha mente, milhares de novas informações.

Sim, eu conhecia aquela mulher, seu nome era Jeongyeon, uma bruxa de 508 anos encarregada de me auxiliar junto com Park Jimin na missão de salvar a humanidade de um apocalipse causado por zumbis ruins, todos os maus elementos que morreram desde o início dos séculos, se unificariam para acabar com a raça humana.

(Autora on)

As folhas envolta dos dois rodopiavam com o vento e os galhos secos, corvos sobreovoaram os dois, Jungkook se sentia cada vez mais sábio e fraco, e uma sensação estranha o invadiu, como se seu corpo fosse invadido também.

E quando soube que iria cair e desmaiar novamente, tudo aquilo sumiu! Simplesmente desapareceu!

Olhou em volta sem ver ninguém —vivo ou morto— a visão ficou turva e as pernas bambearam, o fazendo cair no chão.

— Jungkook! _uma voz doce e melodiosa surgiu no ar, e braços fortes dodearam a cintura do moreno caido no chão, aquele cheiro... Aquela voz.

O mais jovem abriu os olhos desacreditando no que via, sentiu-se ainda pior, mais nervoso, mais fraco e mais vulnerável. O peito subindo e descenso rápido sem falar na imensa vontade de chorar.

Quem o segurava de maneira firme era seu amor... Seu falecido amor.

Sentiu a respiração próxima da sua, então quando se acalmou mais, pode ver com clareza o grande sorriso daquela boca carnuda e vermelha.

Era Jimin, tão vivo quanto sí próprio, com sangue nas bochechas coradas e o calor humano que aquecia o corpo do moreno maior e mais novo.

— é você? _perguntou perdido e confuso, sentia muita fome e cansaço extremo.

  —sim Jungkook, sou eu... Precisamos ir a um lugar seguro, você precisa se alimentar_falou se levantando e segurando o Jeon no colo estilo noiva, ele cresceu bastante nos últimos anos, mais Jimin ainda era mais forte que sí e o aguentava tranquilamente.



Chegaram até a casa de portas de madeira azul e estrutura simples, mas ainda sim charmosa, Jimin sabia que o velho amigo saberia explicar melhor toda a história para o Jeon, e também o alimentaria sem despertar surpresas.

Bateu com dificuldade na porta por estar com Jungkook no colo, logo ouviu barulhos de diversas trancas e cadeados diferentes se abrindo, J-hooe continuava o mesmo maluco de sempre.

Abriu a porta dando de cara com velho amigo, que encarou nada surpreso o loiro que parecia bem vivo.

— não me diga que Jungkook já está virando adulto? _ele perguntou com a cara preocupada, olhando o rapaz que havia dormido de tão fraquinho que ficou .

—oi pra você também Hoseok_Jimin respondeu ignorando a pergunta óbvia, adentrando a casa muito bonitinha e nada bizarra —oque seria normal já que se trata de um lar de bruxo— e depositando o jovem moreno no sofá.

— ele está muito fraco Hope, me sinto culpado_Jimin falou indo até a cozinha, fuçando os armários em busca de alimento para o que dormia, enquanto Hoseok ia novamente atender a porta.

—que bom que chegaram_falou atendendo a moça auta que carrega também estilo noiva uma garota no colo, e mais atrás também duas garotas em situação semelhante.

—Jimin, essas são Tzuyu e Jennie, também fazem parte da profecia_Hoseok falou acomodando todas.

—quantas pessoas faltam? _A morena perguntou depositando a ruiva bem maior que si sobre o outro sofá, aquela era Kim Jennie.

—bom, já foram 3 jovens, então faltam 4,quando os quatro chegarem, eu explico tudo para todos.

—o-oque está acontecendo? _a loira que chegou com Tzuyu perguntou, parecia muito fraca também, todos estavam.

Os 4,Jimin, Tzuyu, Hoseok e Jennie, prepararam uma boa refeição para os jovens, e logo os outros chegaram.

Suga, era um baixinho mal humorado que carregava com dificuldade um moreno chamado Kim Taehyung, também chegou Momo com Dahyun e Jackson com Mark.

Faltava apenas 1 jovem, mais Hoseok resolveu adiantar o assunto para aqueles que estavam duvidosos e assustados.

— bom meu povo_iniciou da pior forma possível — vocês devem ter percebido que estes que os trazem não eram seres vivos, quer dizer, seres com vida_iniciou vendo os recém ressucitados revirarem os olhos.

—traduzindo, a gente era morto e agora voltou pra vida_Yoongi interrompe sem paciência, vendo o ruivo maior fazer uma careta.

—continuando, eles só estão aqui novamente por vocês _disse vendo as caretas confusas.

—isso não é possível, eu vou a igreja e sei que não é possível _Mark se pronunciou, sentindo Jackson o abraçar pela cintura sentados no sofá, Mark se lembrava do dia que viu Jackson falecendo em uma cama de hospital com uma doença grave.

—meu querido, não se trata de religião não, o negócio é que estamos a beira de um apocalipse zumbi e outra criaturas vindas do fundo do inferno para acabar com a raça da humanidade, e vocês 7 são os únicos capazes de salvar a todos_Hoseok continuou.

—mais aqui só tem 6_Lisa fez a observação comendo vários biscoitos em seguida, Jennie observava com ternura a jovem comer.

—poiser, ainda estamos vendo isso, falta um_Jimin que se encontrava calado falou mordendo o lábio inferior pensativo.

—prosseguindo, o avivamento temporário dos seus "guardiões" por assim dizer, só foi possível por que vocês foram ligados por um feitiço antigo, criado especialmente para isso, toda energia de vocês fora usada para dar vida aos que os trouxeram aqui, por isso se sentem fracos e famintos, agora terão que se alimentar por dois, já que seus órgãos internos estão interligados_explicou vendo mais caras confusas e até assustadas, Jungkook sempre foi um garoto esperto, e aquilo fazia muito sentido para sí, mais se perguntava porquê logo eles.

—mais oque a gente tem que fazer? _Dahyun perguntou comendo mais que todos, não era muito esfomiada, mais Momo era... Então ela comia muito mais, e os benefícios da refeição exagerada eram divididos.

Hoseok já estava preparado para aquilo, havia lotado a dispensa e a geladeira, conhecia bem a Hirai. 

—bom, primeiro vou dizer algumas coisas, todos vocês tem algo em comum, por exemplo, todos vocês tem 17 anos, e faram 18 ainda nessa semana, e também tiveram a perda da pessoa que mais gostavam quando jovens em algum dia desta semana_Hoseok explicou, vendo bochechas corarem, Taehyung era um dos que mais sofreu com a perca de Yoongi.

Taehyung era órfão e cresceu no orfanato da cidade, não tinha ninguém, a não ser o filho da diretora chamado Yoongi, que cuidava dele como ninguém, era bem jovem, mais amava com todas as forças o rapaz.

Yoongi também, mas não poderia corresponder aos sentimentos, ninguém poderia. 

— tá mas... Oque a gente tem que fazer? _Dahyun reforçou a pergunta.

  — bom, eu não tenho templo para explicar isso, seus amigos... Bom... Não sei se posso dizer amigos, em fim... Eles o ajudarão com oque terão que fazer, na segunda feira todos vocês deverão voltar aqui para a ultima tarefa, e ainda temos que encontrar o último jovem... Ai droga, porque o Jb tem que ser tão irresponsável? _se perguntou praguejando o rapaz, torcia para que tudo desse certo.

Definitivamente nada poderia dar errado, e agora que Jungkook tinha noção daquilo, daria tudo de sí para salvar o mundo, e estava decidido a conquistar o amor de Jimin também, ele seria seu namorado. 


Notas Finais


Foi isso, tá ruim? Está! Eu LIGO? Não! Kkkk

Espero que não esteja ruim, até o próximo e perdoem os errinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...