História Dead boyfriend's mission - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, HyunA, Melanie Martinez, Minzy, Red Velvet, TWICE
Personagens BamBam, Chaeyoung, Dahyun, HyunA, Irene, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jihyo, Jinyoung, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Jungyeon, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Melanie Martinez, Min Yoongi (Suga), Mina, Minzy, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sana, Seulgi, Tzuyu, Wendy, Yeri, Youngjae, Yugyeom
Tags Apocalipse, Aventura, Bangtanboys, Blackpink, Bts, Chaesoo, Comedia, Dahmo, Jenlisa, Jikook, Jikookmin, Jimin Top, Jk Bottom, Jm!top, Jungkook! Bottom, Kookmin, Longfic, Markson, Namjin, Park_min_beth, Red Velvet, Romance, Satzu, Sobrenatural, Taegi, Taehyung Top, Vtop, Yoongi Bottom, Zumbi
Visualizações 42
Palavras 2.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Atenção, se vc não gosta de muita interação entre outros shipps e shipps yuri, ou não gosto de ter seu/sua ultimate bias assassinada é melhor não ler essa fic!


Kkkkk brincaseira gente, mais tem isso, relaxa q aqui é 100% jikook

Capítulo 3 - Uma sensação ruim!


Jimin e Jungkook andavam lado a lado, o rapaz mais velho e menos vivo, por assim dizer, parecia distraído em pensamentos distantes.

  O Jeon, pensava sobre o fato de Jimin nunca tê-lo o correspondido no quesito sentiment, já que ele já sabia desde cedo da tal profecia e que eles haviam nascido com esse propósito.

   Jungkook tinha certeza de que aquilo era apenas um sonho, e que em breve despertaria,  porém enquanto sonhava fazia questão de se envolver para salvar o mundo.

   Tá bom que Jungkook acreditava naquilo tudo, puff... Brincadeira né?, tipo não é porque ele era meio diferente que ele iria acreditar em um apocalipse zumbi e que ele e outros seis adolescentes da mesma idade salvariam o mundo.

   Já Jimin, andava pensativo com as vestimentas velhas e rasgadas, ainda eram as mesmas de quando foi enterrado, acreditava estar num estado deplorável.

   Era um lindo rapaz em um estado deplorável, Jungkook observou, sentindo seu coração acelerar a cada momento que lembrava de quem o conduzia pela floresta perigosa, o Park não parecia sentir medo, isso de certa forma o transmitia coragem. 

   —J-Jimin? _chamou bem tímido com as bochechas coradas o Jeon, não acreditava que havia passado de Jimin no tamanho, apesar desse detalhe, continuava se sentindo uma criança perto de um homen.

   —fale?_Jimin respondeu encarando o mais novo, ha... Como ele estava bonito, havia melhorado bastante, nunca fora feio, mas Jimin não gostava muito do aspecto infantil e bobinho do antigo Jeon.

    Ele continuava infantil e bobinho, só que agora com um corpo 100% gostoso e atraente.

  —oque vamos fazer agora? _perguntou o moreno tentando acompanhar os passos acelerados e precisos do loiro.

  —vamos achar minhas coisas, antes de eu morrer eu escondi em algum lugar dessa floresta_respondeu vendo a careta de Jungkook.

  —antes que você pergunte, sim... Eu sabia que morreria_respondeu antecipado vendo agora uma cara assustada no rosto do Jeon, Jimin leu seus pensamentos ou o que ?

  —oque foi isso? _Jungkook perguntou se relacionando sobre a telepatia e até empatia que sentiram.

  —bom... Com o feitiço estamos meio que... Interligados, cuidado_avisou passando por um buraco, aquele lugar era repleto de armadilhas estranhas e perigosas.

   — você ler meus pensamentos? _Jungkook perguntou meio ingênuo em relação ao assunto.

   — não Kook, só sinto as mesmas coisas que você, por exemplo agora você sente um pouco de medo e uma felicidade grande, e eu também sinto muita felicidade_Jimin respondeu sentindo a vergonha alheia, aquilo era muito bom.

    Ambos se sentiam confusos não pelo feitiço, a confusão era algo individual, que dificultava Jimin em saber se aquele turbilhão vinha do maior ou de sí próprio.

  —chegamos_falou parando frente a uma árvore diferente das outras, elas possuía galhos mais claros e as folhas eram de um verde claro brilhante, além da vida que ela trazia ao lugar sombrio.

   Jimin se abaixou próximo as raízes cavando com as mãos pequenas a terra estranhamente fresca, tirando uma caixa do chão, tamanho médio, dourada, realmente era uma caixa linda.

  —olha Kook, acho melhor você virar de costas, se não quiser me ver nu_Jimin pediu e Jungkook paralisou, não se virou de primeira, realmente queria ver o loiro nu.

  —humm? Ata_falou envergonhado ao sí dar conta das palavras proferidas pelo Park, se virando, corando em seguida, sabia que Jimin estava se despindo lentamente, aquilo o deixava inquieto.

   Com a língua, espetava a parte interna da bochecha, era um hábito que tinha quando estava ansioso.

   Se assustou ao sentir Jimin abrir sua mochila, mais não se moveu.  Jimin pôs algumas coisas ali e a fechou.

  —vamos Jungkookie, não temos tempo a perder! _falou vendo Jungkook se virar para sí, vendo Jimin usar novas roupas, uma calça jeans preta e uma camisa igualmente preta, estava muito bonito. Jungkook deduziu que aquela roupa fora escolhida por Jimin a anos atrás quando faleceu.

    —onde vamos agora?_perguntou vendo um sorriso surgir nos lábios carnudos, porquê Jimin sorria assim? Até parece que lia seus pensamentos.

  —me abraça _Jimin pediu autoritário vendo a confusão em Jungkook.

  —o que? _perguntou se calando ao ter o corpo puxado por Jimin, que o agarrou firme, logo ambos virão uma luz forte os consumir.

   Jungkook assustado, fechou os olhos com força abraçando Jimin, mas logo já sentia o brilho ir em bora, e surpreendentemente, quando os abriu, estavam na biblioteca da cidade.

  —oque foi isso? _perguntou deslumbrado, aquilo foi assustador e incrível.

  —teletransporte, agora mãos à obra!

  (Jimin on)

      Expliquei para Jungkook que deveríamos achar um livro cujo título é "o renascer dos mortos" com capa de couro velho e escuro, letras prateadas e bem antigo, o mesmo concordou indo para a seção "O ¹" e eu a seção "O²".

   A biblioteca continuava do mesmo jeitinho como a 4 anos atrás, esquecida, silenciosa e enorme, aquilo daria bastante trabalho.

   Mas o que dava trabalho mesmo, era esconder as emoções, ficar perto de Jungkook e vê lo de pertinho após tanto tempo, mexeu comigo de uma forma assustadora, ele parece um jovem tão provocante... 

   Nem a morte pôde tirar esse meu lado pervertido de mim, mas não posso pensar nisso o tempo está passando, uma semana passa rápido e não podemos perder tempo, sei que os outros se apressavam em dar tudo de sí para salvar o mundo, nós não poderíamos nôs distrair certo?

 
    (Autora on)


     Yoongi se encontrava sobre o colo de Taehyung, esperava que quando fosse o reencontrar ele seria o dominante, mas não!  se rendeu aos charmes do acastanhado que o seduziu... Ou quase isso.

     Suga era um cara sério e estava preocupado com a missão, porém rever seu menino o alegrou tanto que acabou se empolgando.

   Sentiu as mãos enormes envadirem sua calça, apertando as bandas palidas, os dois estavam cheios de energia, e se encontravam na casa do Kim, onde buscavam informações na internet, ou pelo menos deveriam.

  Suga já começava a ondular o corpo sobre o colo do maior, que beijava afoito a boca do Min, que tinha as mãos concentradas nos cabelos sedosos do maior, enquanto gemia descretk e ouvia os gemidos graves do maior. 

   Sentia cada vez mais o membro do mais novo despertar abaixo de sí, causando sensações maravilhosas pelo corpo pequeno.

   —Tae... Como você cresceu_falou separando os lábios por falta de ar, indo até o pescoço começando a chupar a pele bronzeada.

  —isso é errado... Não deveríamos perder tempo_o Kim falou com dificuldade, trocando as posições, ficando por cima do Min, tirando a camisa preta, expondo o corpo magro e bonito e subindo a mão que que não usava para se equilibrar na cama para colar os corpos, segurando a cintura fina.

   Ainda bem que já morava sozinho.

  —ainda temos tempo _Suga disse apenas, voltando a beijar os lábios bonitos de Taehyung.

 
   (Jimin on)


    Durante vários minutos olhei vários livros sobre apocalipse zumbi e etc.  Porém nenhum deles era o despertar dos mortos, oque me preocupou.

  Fui até Jungkook, que estava sobre uma escada bem alta, ela era segura, já que fazia parte da prateleira, porém ele só se equibrava com a mão direita, a outra checava os livros.

  Cheguei mais perto e tive a plena visão das coxas grossas e a bunda não muito grande mais admirável de Jungkook, parece até proposital.

     O corpo se destacava no uniforme colado do menino, que parecia se empinar bastante para pegar os livros.

    Senti até um formigamento no baixo ventre em imaginar ele todo desnudo, em uma cama e...

   Para Jimin, ele sente as mesmas sensações que você idiota!

   Me afastei da prateleira, indo novamente Lara ala 2 da letra O, precisava me distrair.

   Encontro um livro sobre feitiços bem interessante que parecia realmente funcionar quando ouço Jungkook me chamando.

  —encontrei_ele diz vindo até mim com o grande livro em mãos, capa negra e letras prateadas, realmente senti vontade de agarrar Jungkook em agradecimento.

   E ele corou, fofo.

  — ótimo Kook! _Falei pegando o livro e levando até uma mesa, abri ansioso sendo acompanhado pelo moreno, mas tivemos em união uma grande decepção ao abrir o livro.

   Ele estava todo em outra língua, letras que pareciam ser impossíveis de ler, bem borradas.

  — oque a gente faz? _ele pergunta folheando o livro, penso um pouco e chego a uma conclusão.

  —mas é claro, Jeongyeon pode descifrar isso! _exclamou feliz e o rosto do  jovem se ilumina.

   —a bruxa!, mais é claro... Pera, aonde a gente encontra ela? _perguntou molhando os lábios de coelho lentamente.

   Se controla Park...

  —a-acho que Hoseok pode dizer _respondo me praguejando por gaguejar, esse menino está me matando.

  —sim... Mas eu confesso que sinto medo dele _Jungkook falou sendo fofinho e não aguentei, apertei sua bochecha levemente o  vendo corar.

  —eu te protejo_digo sorrindo e ele ri tímido, pegando o livro.

   —vamos logo! _chama acenando negativamente, sem tirar do sorriso do rosto.

  


     ...


   Enquanto todos os jovens e seus acompanhantes faziam sua parte, haviam sim aqueles que tentavam impedir o cancelamento da profecia, até porquê toda ação tem uma reação.

  —unnie, não acho isso uma boa ideia_Roseanne falou para Jisoo, que lia um feitiço sobre o túmulo de ninguém menos e ninguém mais que uma bruxa muito temida na antiguidade, Kim Hyuna, era taratará taratará  taratará  avó de Kim Jisoo, a bruxa fora assassinada a séculos atrás, deixando apenas uma filha pequena que deu continuidade  a geração de bruxas.

   Jisoo sabia que aquele período era o exato período em que os mortos podiam ser ressucitados, com o feitiço certo, tudo era possível!

  Rosé que era a seguidora mais fiel  da amada bruxa de cabelos negros, concordou em ajudar a Unnie no que fosse preciso, mas isso não significava que ela não tinha medo, na verdade ela tinha medo sim, e muito.

   Contou para o irmão Jin toda a história, o mesmo apenas riu da cara da garota, a chamando de maluca.

  Agora além de ajudar a amada, com a esperança de conquista-la, iria provar que estava certa.

  Jisoo simplesmente acreditava que sua taratará  taratará  taratará  vó, sabia muito bem o feitiço para comandar os mortos assim que acordassem, e teria o controle dos mortos vivos, podendo dominar a terra.

  Talvez fosse por este motivo que mataram a bruxa.

  O mais estranho é que o mais comum seria que a queimassem ou a esquartejassem, já que só assim ela não poderia mais ser revivida, oque também levava a teoria de que Hyuna havia cometido suicídio.

Jisoo proferiu as palavras, enquanto Roseanne apenas tremia sendo aquecida pelo sobretudo negro com o símbolo das bruxas malignas.

  Após terminar o feitiço, um silêncio tremendo no cemitério clandestino surgiu, e derrepente uma mão saiu de dentro do chão.

  Não era mão comum, era mão apenas composta por ossos.

  Logo após, Jisoo começou a cavar sem medo com a ajuda da ruiva o barro, desinterrando o esqueleto que se movia, após cavar por completo, sentiu os olhos brilharem, afinal o feitiço funcionou.

  Porém nem tudo funcionava como esperado, já que o esqueleto da bruxa agarrou com uma força sobrenatural o pescoço das duas, as levantando no ar, com uma luz negra aroxeada correndo em volto dos três seres ali presentes.

Pouco a pouco os corpos bonitos começavam a secar, e a pele alva das duas moças murchavam ganhando um aspecto de algo podre e seco, enquanto o esquelo ganhava camadas, até estar completamemte formada, e as duas antes garotas, se tornarem esqueletos.

  —foi uma ótima refeição _uma voz fofa saiu estranha da garante da mulher bela, jovem e muito atraente por sinal.

  Ela tinha pele pálida e cabelos longos e escuros, olhos deliniados e um sinal na face esquerda abaixo do olho. 

  A terrível bruxa Kim Hyuna estava de volta, com todos os seus planos malignos de volta em ação.

    (Suga on)

     Taehyung saiu de dentro de mim após sí desfazer em meu interior, sua pupila se encontrava dilatada a respiração descompassada e o corpo suado, eu estava igualmente acabado, meu corpo chegava a doer pela transa recente.

   Se deitou ao meu lado me puxando pela cintura, me dando um selo rápido e me encarando.

  —foi o melhor dia da minha vida_ele falou próximo a meu ouvido, queria responder mas uma sensação ruim tomou conta do meu corpo, ele provavelmente sentiu, já que somos ligados.

—oque foi isso? Não gostou? _Taehyung perguntou assustado, acariciando meu cabelo.

  — não... Quer dizer eu amei, não foi algo relacionado a você, eu não sei explicar, algo ruim está prestes acontecer, esse também foi o melhor dia da minha existência, mas se não nos apressarmos, provavelmente será o último! 


Notas Finais


Foi isso e galera kkk

É isto, matei a Jisoo e a Chaeyong/Rosé apenas para reviver a Hyuna:/podem me bater agr kkkk

Interação pequena de Taegi só pra esquentar, desculpe n fazer o lemon todo, n tenho cabeça pra isso agora ( kkk lembrei do comercial que aparece o povo sem a cabeça literalmente)

Até o próximo favorita logo pq essa história promete fortes emoções, beijos... Perdoem os errinhos seus doritos apimemtados kkkk❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...