1. Spirit Fanfics >
  2. Dead by daylight fugir ou ficar... amar ou odiar >
  3. Corra, você esta sendo caçado

História Dead by daylight fugir ou ficar... amar ou odiar - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


oii, historia inspirada no jogo dead by daylight e na fanfic minha "família' assassina, da autora Luna_Killer

Capítulo 1 - Corra, você esta sendo caçado


oi, eu me chamo pedro tenho 15 anos, sou albino , e tenho olhos vermelhos , não sei como isso foi acontecer, ninguem sabe como eu fui nascer de olhos vermelhos, meus cabelos chegam passar da minha bunda, eu nunca quis corta-los e nem vou

gosto de jogos de terror, e um especifico é o meu favorito, o jogo de sobrevivência , Dead by Daylight , amo esse jogo de coração e odeio quem o critique 

- filho, levante ou vai ficar sem café!- essa é minha mãe, amanda , ela é uma mãe muito amorosa, como se fosse, ela é horrível  só esta falando assim comigo poque a irmã dela, e sua filha que é outra escrota , estão a que em casa se não ela nem teria me chamado. levanto da cama e vou em direção ao banheiro, olho para o espelho, meu cabelo branco estava preso em uma trança frouxa , souto o mesmo fazendo os fios brilhosos de que tanto tenho orgulho cairem sobre meus ombros como uma cascata preteada, eu amo o meu cabelo, e por isso cuido muito bem dele

sorrio para meu reflexo , e pego minha escola de cabelo, passo ela calmamente entre meus fios de cabelo vendo ela passar facilmente depois de um tempo o prendo em uma trança escama de peixe dupla , e vou para o chuveiro , tomo um banho rápido , e volto para o quarto com uma toalha na cintura , abro o meu guarda roupa e observo, aquelas roupas femeninas que eu amo usar, mas hoje eu não posso, tenho que fingir ser 'normal' para não envergonhas minha mãe

boto a roupa da escola, uma calça preta e uma blusa branca com duas listras laterais azuis, com meu nome bordado em preto , calço minhas botas de couro preta , e pego minha mochila, adivinha de quem? isso mesmo , do jogo maravilindo DBD , ele tinha o Trapper no meio o Michael Myers na esquerda e a Nurse  na direita e em cima deles o simbolo do jogo e de fundo o milharal, que é um mapa do jogo, desso as escadas e vou para a cozinha , na mesa tinha pão , geleia , queijo, bolo de chocolate , frutas , sucos de manga e maracujá , se elas não estivessem a que, eu comeria somente café e bolacha creme crack 

- oi filho, sente e venha comer rápido, ou vai se atrasar- olho para o relógio e vejo que falta meia hora pra mim sair, ela só quer que eu vá em bora

me sento na cadeira e me sirvo com um pedaço de bolo e um pouco de suco de manga , por que eu sei que se eu comer muito, quando elas forem em bora eu vou apanhar, então melhor não arriscar, mas quando ela sai eu pego e faço um pão com queijo e vou até a porta, dou tchau pra minha mãe e vou para a escola

- hehehe, trouxa- quando eu ia dar minha primeira mordida, vejo um senhor sentado no chão, sujo e com roupas surradas, um mendigo olho para o meu pão e depois para o senhor e vou caminhando em sua direção, ele me olha e eu estico a comida, quando ele ia pegar eu vejo que atras dele tinha uma loja , pego pão e saio de perto dele entrando na mesma , compro um suco e um biscoito, que era o dinheiro do meu almoço, volto, vendo ele de cabeça abaixada

me abaixo e estico a sacola com as compras e o pão, ele me olha e sorri pegando a comida, me levanto e continuo o meu caminho para a escola, eu sou muito coração mole, essa é a quinta vez que fico sem dinheiro . chego na escola, e como sempre todos olham pra mm, e não é pelas minhas notas altas, ou pela minha aparencia, e sim, pelos rumores maldosos de que eu sou molestado em casa de que minha família é drogada , e que eu sou um procurador de atenção

- eai bichinha - e porque sou gay- alguém já te arrombo hoje? se você quiser eu faço isso pra você- vejo ele  pegar sua mão e boatar em sua pequena ereção 

- oi Matheus , como vai você e seu grupo de arrombados? - falo de modo sarcástico o vendo fechar o sorriso convencido e uma carranca ma cara 

- não se ache  viadinho , eu vi você DANDO PRO MENDIGO!- o mesmo grita a ultima parte para que todos escutassem , sinto olhares de nojo em cima de mim

- e eu vi VOCÊ DANDO PRO SEU PAI E PRO SEU TIO, ELES TE ARROMBARAM COMO VOCÊ QUERIA SEI MER- paro de gritar ao sentir um soco ser dado no meu rosto , Matheus olhou pra mim com a cara vermelha, de raiva e vergonha , por que isso que eu disse, é a mais pura e inocente verdade

- eu vou acabar com a rua raça seu merdinha- fala ele vindo pra cima de mim e me dando outro soco, outro e outro, vejo uma brecha e dou um soco em sua barriga vendo ele se afastar , seguro seu cabelo e soco seu nariz vendo sair sangue, com toda certeza quebrou 

====================================================================================================

- como você pode fazer isso? eu não te criei assim- depois da "pequena" briga, fomos para a diretoria , e depois eu levei uma suspensão de uma semana, e agora estou ouvindo o esporro da minha mãe em frente a minha tia , mas eu sei que a noite ela vai ir no, m,e,u,, quarto me bater ate eu desmaiar 

subo para o meu quarto jogo minha mochila em qualquer canto e pulo na cama, eu acabo dormindo , quando acordo vejo que já é anoite , mas especifico , 03:30 da manha , suspiro, e olho para o teto, quando o meu computador liga , olho para o mesmo , estava com o simbolo do jogo do DBD na tela, me levanto da cama indo em direção ao esmo, quando ele começa a emetir uma luz branca e me sinto ser sugado por ele e por conta dessa sensação eu fecho os olhos 

quando os abro de novo, estou perto de uma mansão abandonada , escuto passos atras de mim, quando me viro vejo que uma menina de cabelos negros curtos estava correndo em minha direção, ele para e me olha assustada, a vejo abrir a boca para falar algo mas ela torna a fechar , ela agarra a minha mão e começa a correr e eu me deixo ser puxado sem intender

- o que esta acontecendo?- pergunto vendo ele me olhar por cima dos ombros 

- apenas corra- ela responde e volta a olhar para frente

- por que?- pergunto, ela demora um pouco para responder 

você- ela solta  a minha mão e corre mais rápido se distanciando de mim, mas mesmo assim eu consegui escutar-  esta sendo caçado...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

continua  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...