História Dead inside - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Aqui vai um pedaço de mim pra vcs. Espero que fique legal

Capítulo 1 - On the bus


Fanfic / Fanfiction Dead inside - Capítulo 1 - On the bus

Oi, meu nome é Mason Pines, mas pode me chamar de Dipper. Eu tenho 16 anos e sofro de depressão e ansiedade e outros vários problemas emocionais. Tem uma irmã gêmea que se chama Mabel, e ela é muito linda. Ela é uma pessoa muito radiante, faz amigos fácil, e é muito popular na escola. Acho que deve ser por isso que o papai e a mamãe gostam mais dela. Mas enfim não estamos aqui para falar dela e sim da história da minha vida de merda.

Bem... Depois de inúmeras tentativas de suicídios falhas, meus pais cansaram de mim e me colocaram em um ônibus para Gravity Falls, uma pequena cidade do Oregon onde passei o melhor ano da minha vida. eles sempre diziam que não tinha motivos para eu ficar triste, que eu era um menino que só queria chamar atenção, que eu tinha tudo do bom e do melhor e não precisava ficar assim, mas é que eu tava cansado cansado de fingir que estava feliz o tempo todo, apesar do bullying, eu sempre tentei ignorar e forçar um sorriso, eu sempre tentei ver o lado bom das coisas mas a verdade é que eu cansei, cansei de esperar que as coisas vão melhorar e nunca melhoram, cansei de esperar alguém vir me ajudar para eu conseguir sair desse inferno. A verdade é que o mundo é um lugar cruel, e você sabe disso. Não precisamos morrer para ir para o inferno, porque esse já é o inferno. Mas sabe, talvez eu seja mesmo um inútil, talvez eu só queria chamar atenção pelo um monte de merda que eu sou. Sempre tentei matar meus inimigos com bondade, mas isso não dá certo, não funciona.

Apesar de tudo isso, eu realmente quero que tudo dê certo, que eu consiga seguir em frente. É por isso que os meus pais mandaram para cá. Como esperado a Mabel não veio comigo. Já que a Candy e a Grenda se mudaram pra lá, talvez ela queira ficar com as amigas dela, ou talvez a mamãe e o papai não deixaram ela vir, sei lá. Basicamente só vai ser eu e a cabana do mistério já que os meus tivôs estão ainda naquela viagem ao mundo, e o Soos e a Melody estão viajando de férias. Enquanto eu estiver em Gravity Falls eu vou ter que cuidar dos negócios dos meus tivôs.

enquanto estou entrando no ônibus mundo perde a cor para mim, vejo tudo preto e branco como se alegria tivesse sido sugado de todos. Olhando pela janela tudo está frio lá fora, como se estivesse morrendo por dentro, mas eu quero dar mais uma chance para minha vida de merda, dessa vez eu quero mesmo que as coisas melhorem. Enquanto penso e reflito sobre isso tem dois garotos fumando e bêbados atrás de mim, com mais ou menos a minha idade. Mas onde já se viu o mar no ônibus? E aquela fumaça toda tava me incomodando muito, já que eu tenho problema no pulmão;

— com licença... vocês poderiam parar de fumar aqui no ônibus? — pergunto super nervoso.

— Hahaha fica na sua viadinho, tá querendo arrumar confusão?

— não... é só que tá incomodando um pouco — digo com lágrimas nos olhos tentando ser muito gentil.

— Ah desculpe então. Vou apagar agora mesmo

Então um deles segura meu braço com força, levanta a manga do meu casaco, e apagam o cigarro na minha pele;

— Melhorou? Hahaha — eles falam gargalhando enquanto o motorista via toda a situação.

Coloco meus punhos sobre o meu rosto e começo a chorar.

— Nossa, vai chorar mesmo? Tinha que ser um viadinho mesmo. — um deles falam e começam a rir — Cadê seu namorado bebê chorão hahaha

eu pensei que o motorista e a reclamar e mandarem eles descer do ônibus, mas o motorista só ficou esperando como se não fosse nada. É bem típico do bullying. Todo mundo vê que acontece, mas ninguém faz nada.

depois de um tempo finalmente chegamos em Gravity Falls, e o motorista anuncia a última parada. Então pego minhas coisase vou direto para a porta do ônibus e assim que chego aqueles dois garotos me empurram para fora deixando a minha mala cair com todas as minhas coisas voando para fora.

— Até mais trouxa!! — eles falam gritando enquanto correm.

Como sempre a vida sempre dá um jeito de te jogar pra baixo. Então começo a recolher minhas coisas e colocar dentro da mala, então eu escuto uma voz familiar gritar meu nome;

— Dipper!! — então eu olho para trás e vejo uma grande surpresa.

— Wendy!! — digo muito animado pois foi uma maravilhosa surpresa para mim.

— Cara, como você cresceu. Como você tá?

— Bem. Mas...como você soube que eu viria?

— A Mabel me contou. Assim que ela disse vim o mais depressa possível.

— Obrigado Wendy, de verdade. — digo sentido que ainda tem gente que se importa comigo

— relaxa Dipper! Vem, eu vou te dar uma carona até a cabana.

Então eu pego minhas coisas e entro dentro do carro. Depois de alguns segundos de silêncio começo a puxar assunto com a Wendy;

— E aí, como estão a Pacífica e os outros? — pergunto forçando um sorriso

— a Pacífica e a família se mudaram para tentar recuperar a fortuna perdida, e o Gideão tá fazendo uma turnê de mágica com a tenda da telepatia.

— E Você? O que você ficou fazendo todo esse tempo?

— bem eu fiquei ajudando meu pai com o trabalho de lenhador mas daqui a alguns dias eu vou para faculdade.

— que legal Wendy — falo muito feliz por ela

— só uma pena eu ir embora assim que você chegou. Mas não pense que vai se livrar de mim tão fácil assim, eu vou voltar para ver como você tá, ok?

— ok

— olha a Mabel contou os problemas que você tá passando, eu quero que saiba que se precisar conversar eu tô aqui

— tudo bem...

Depois de alguns minutos chegamos enfim na cabana do mistério, então eu me despeço da Wendy e vou para porta. Fiquei pensando um pouco sobre o que a Wendy falou sobre conversar com ela, sabe às vezes é bom desabafar com as pessoas, mas às vezes não dá para confiar. Talvez ela não entenda. Às vezes eu queria um amigo que não fosse de mentirinha, alguém entende de verdade meus problemas, para vir para minha casa para morrermos juntos, essa amizade iria durar pra sempre, mas quer saber? foda-se, sou solitário. Então eu pego a chave que o Soos deixou para mim, abre a porta e vou direto para cama pois estou muito cansado da viagem e daqueles dois garotos. Espero que amanhã seja melhor, de verdade.


Notas Finais


Vlw por lerem pessoas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...