História DeadRose - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Visualizações 5
Palavras 500
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - His letter.


 

peço para que não fique triste, por favor, isso não é algo ruim.

não chore muito, não estarei fisicamente para te abraçar, beijar e enxugar suas lágrimas.

mas quero que saiba.

não houve nada mais amado por mim e não aprendi em nenhum lugar o que aprendi com você.

desculpe se fui insuficiente, eu tentei lhe ajudar com todas as forças que tinha e não tinha.

desde quando te vi perdido, precisando talvez de alguém e eu mesmo morto me deparei abrigado na sua confusão.

park Chanyeol, quem se achava tão ofusco e para mim era o único que iluminava um pouco de mim.

te conheci tão bem, desculpa não me apresentar a ti.

nem eu mesmo me conheço, ou pelo menos conhecia, não tive a chance de conhecer meu próprio eu.

talvez tenha sido o tempo, mas mesmo se eu tivesse todo o tempo, não me conheceria.

seis meses, foi o tempo que me dei à ti.

enquanto o veneno fazia efeito, foi a maneira mais dolorosa mas a única que consegui, não queria dilapidar meus últimos momentos se não a quem eu amo e pospus até onde pude, realmente achei não teria coragem para me livrar de mim.

não queria que soubesse pois temia sua reação e como entenderia.

meu corpo se abrigou em você.

sei que talvez não entenda, há milhares de coisas também não entendi.

como por exemplo seu curioso jeito gostar de flores e me comparar à elas.

me disse que amava rosas.

disse que me amava.

bom, as rosas tem espinhos, certo?

não é por ter espinhos, aparentando serem fortes, que serão e conseguirão aguentar tudo o que vier.

e como rosa, não aguentei nem ao menos as pétalas.

durante esses seis meses, vivi muito mais que minha vida inteira.

eu fui feliz, com você, eu fui feliz.

mas não pude adiar mais, vivi morto, eu estava morto há anos, nunca vivi pela felicidade.

não espere nem deixe de lado, mas não passe muito tempo procurando-a.

seja feliz.

viva, viva como se fosse possível tudo, como se tivesse pouco tempo vivo, viva como se o amanhã não existisse.

aliás, eu nunca entendi a verdade sobre o amanhã, talvez amanhã nunca chegue. o amanhã é apenas um futuro hoje. não viva o amanhã, Channie, viva o hoje.

eu estarei contigo não só hoje, nem amanhã, estarei contigo sempre.

então te peço…

viva.

eu já te disse, a vida é como um trem, lembra?

como um trem, cabe a você.

você dirige o trem, e em cada vagão estará suas lembranças.

são as únicas coisas que levará, trate de ter as melhores.

seu destino é você quem faz e sua felicidade é o ponto final, pra isso talvez você precise deixar o trem sair um pouco da linha.

dirija com cuidado.

-

e foi isso que achei, depositado em cima de nossa cama, embaixo de uma pequena caixinha com chocolates, flores e fotos nossas.

escrito por meu amor, trevo e rosa preferida.

escrito por Byun Baekhyun.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...