1. Spirit Fanfics >
  2. Dealing -- TaeGi >
  3. A foto.

História Dealing -- TaeGi - Capítulo 29


Escrita por: e llRize-San


Notas do Autor


Oi pessoas!

Peguem os lenços... hora de chorar.

boa leitura.

Capítulo 29 - A foto.


Fanfic / Fanfiction Dealing -- TaeGi - Capítulo 29 - A foto.

Taehyung não queria voltar pra casa, ele queria ficar lá na empresa, ao lado de seus pais para resolverem logo tudo aquilo e trazerem Yoongi de volta, ele não via motivos para não fazer a transferência o quanto antes.

 

Mesmo assim, ali estava ele, dirigindo para seu apartamento, ele não estava com a mesma pressa de antes, mas até que chegou rápido, ele estava mais calado que o normal, nem cumprimentou os funcionários do prédio.

 

Taehyung se perguntava como um condomínio daquele tipo tinha deixado pessoas tão horríveis subirem em seu apartamento, se perguntava como aquilo tinha acontecido e porque.

 

Ele saiu do elevador, não aguentava olhar para aquela porta, ela não fechava direito e estava toda suja, ele apenas a empurrou e ela se abriu totalmente, ali era para ser seu lar, um lugar seguro e estava todo destruído.

 

Taehyung empurrou a porta e a fechou, mesmo ela não fechando totalmente, aquela bagunça no apartamento todo o deixava zonzo, aquilo tudo fazia suas respiração falhar e sua visão ficar turva.

 

Era difícil para ele ficar naquele lugar sem ter uma crise atrás da outra, ele estava desesperado e profundamente preocupado, não entendia como tudo aquilo aconteceu justo com sua família.

 

Taehyung viu muitos cacos de vidro no chão, ele se aproximou lentamente e eles eram dos porta-retratos, todos estavam quebrados, as fotos tinham saído da moldura.

 

Ele pegou uma das fotos do chão, era do dia de seu casamento, aquela roupa apertada e engomada, os sorrisos falsos e aquele amor fingido, aquele dia tinha sido terrível.

 

Uma lágrima escorreu no rosto de Taehyung, não por lamentação ao casamento, mas porque percebeu o quanto as coisas entre eles haviam mudado no decorrer do tempo.

 

É verdade que eles brigavam ainda e eram muito diferentes um do outro, mas Taehyung sabia que nada daquilo era insuportável de verdade, mesmo que ele não expressasse por palavras, gostava de Yoongi.

 

Ele ficou olhando para a foto, foi então que percebeu que ele e Yoongi nunca tiraram uma foto de verdade, uma que eles realmente quiseram tirar, eles não faziam as coisas bobas de casal, tinham começado sim a fazer, mas não era nada comparado aos outros.

 

Taehyung sentou no chão e se questionou se Yoongi também gostava dele, talvez aquilo justificava porque o loiro não lembrava das datas de cada mês do casamento ou porque não deu importância para aquele dia para as mensagens dele.

 

Ficou olhando a foto, começou a pensar se Yoongi era realmente feliz com ele, se questionou se aquele casamento era real para os dois ou só para ele no fim das contas.

 

Taehyung respirou fundo e se levantou, ele tinha que arrumar tudo aquilo, tinha que ajeitar toda aquela bagunça, não podia ficar ali daquele jeito, poderia se machucar.

 

Pegou a vassoura e rodo e começou a fazer a pior faxina de toda sua vida, ele pegou um saco de lixo e foi recolhendo as coisas, não parou de chorar durante todo o tempo e seus pensamentos não o ajudavam.

 

Ele limpou o sangue do apartamento todo, mas o mais difícil foi com certeza o do seu quarto, tinha deixado o cômodo por último e teve que parar diversas vezes por causa das crises.

 

Taehyung terminou a faxina já era quase de noite, não estava suportando mais, ele tomou um banho e tentou deitar, estava sem fome e também sem apetite, seu estômago revirava por qualquer coisa.

 

Deitou na cama e fechou os olhos, não conseguia descansar, virava de um lado para o outro, não conseguia parar de pensar em Yoongi, onde ele poderia estar, se estava ferido, se estava com fome, Taehyung se encolheu e abraçou suas pernas, não conseguia conter o choro e o desespero.

 

Ele olhou para seu celular, não estava aguentando aquele silêncio absurdo, pegou o aparelho e ligou para Jimin.

 

- Alo?

- Jimin? Te acordei?

- Não, eu ainda não tinha dormido. O que houve? Sua voz ta estranha.

- Jimin o Yoon.. ele…

- O que tem ele? Tae ta me assustando!

- Pegaram ele Jimin.. eles entraram aqui..

- O que? Como assim? Tae, calma, respira, me conta isso direito.

- Uns caras estavam ameaçando ele.. eles entraram aqui… Jimin sequestraram meu marido!

- Céus! Taehyung! Onde você tá?

- Em casa.. 

- Você falou com a polícia?

- Não posso envolver a polícia, eles vão matá-lo!

- Tae mas..

- Eu falei com meus pais, eles disseram que vão resolver isso mas… Jimin… eu quero ele de volta.

- Tae.. 

- Jimin, posso ir ai? Eu não quero ficar aqui..

- Claro que pode! Vem agora! Vou fazer alguma coisa pra gente comer.

- Obrigado Jimin.

 

Taehyung se levantou e lavou o rosto, ele juntou algumas roupas e colocou em uma mochila, não adiantava trancar a porta porque ela não fechava e Taehyung também não se importou, ele trancou apenas o escritório e o quarto deles, eram os únicos lugares que tinham coisas importantes.

 

Ele nem trocou de roupa, foi para casa de Jimin de pijama, não estava ligando muito para sua aparência, ele nem ao menos sabia o que queria fazer, só sabia que queria Yoongi a salvo e mais nada.

 

Jimin foi recebê-lo com um abraço, o amigo estava preocupado com o estado de Taehyung, seu rosto estava inchado e as bochechas molhadas, não era comum ver o moreno daquele jeito.

 

- Tae.. eu sinto muito! - Jimin o abraçava.

- Queria que tivessem me levado no lugar dele Jimin.. Era para ser eu e não ele. 

- Pare com isso! Não era para ser ninguém! - Jimin o olhou sério.

- Eles só querem ações, só isso. Meus pais ficam bolando um jeito de fazer sei lá o que. Porque não transferem logo? - Taehyung suspirou.

- Acho que não é tão simples Tae…

- É simples, mas ninguém quer perder dinheiro.. Porque é só com isso que eles se importam… dinheiro.

- Tae.. não diga isso, você está magoado.

- Digo isso porque é verdade e não porque estou magoado.

- Tenho certeza que logo Yoongi estará de volta ao seu lado e você vai cansar de se irritar com ele - Jimin sorriu tentando animar o amigo.

 

Taehyung soltou um longo suspiro, olhava para o chão fixamente, não expressava nada diferente do que tristeza e chateação.

 

- Quando ele voltar Jimin, vou pedir divórcio. - Taehyung disse por fim.

- O QUE? Não! Vocês estão se entendendo! Você mesmo disse que gosta dele! - Jimin ficou indignado.

- Eu gosto dele, Jimin, gosto mesmo, mas não sei se ele gosta de mim e não vou mais prendê-lo a mim dessa forma. Ele tem aquele cara que eles quase namoraram, aposto que serão mais felizes juntos e Yoongi não vai ter que passar por nada disso de novo.

- Cala a boca Taehyung! Você está falando muita merda!

- Jimin… eu não vou mais fazer ele passar por isso, ele não precisa mais ficar ao meu lado por um acordo. Eu quero que ele seja feliz, mesmo que não seja comigo.

- Ai caralho, você gosta mesmo dele! 

- Jimin…

- Tae, você gosta mesmo dele!

- Para.. não torne isso mais difícil do que já é!

- Não! você tem que lutar por ele!

- Jimin vai a merda! Não vou correr o risco de outro sequestro acontecer, de outro acidente de carro acontecer, não vou! - Taehyung disse serio.

- Talvez ele também goste de você, já pensou nisso? 

- Já e não acredito.

- Por que?

-  Porque ele nunca demonstrou ou disse… é verdade que a gente transa mas, não sei se tem para ele o mesmo significado que tem pra mim. - Taehyung olhou para o chão. 

- Pelo menos dê a ele a chance de dizer isso. 

- O que?

- Ué, diga a ele que quer o divórcio, e diga que se ele não gosta de você, que ele pode assinar o divórcio e ser livre, mas, se ele gosta de você, então que vocês dois fiquem juntos de verdade e não só por causa do acordo de família. - Jimin disse calmamente.

- Pode ser.. 

- Eu acho que ele vai querer ficar com você. - Jimin disse otimista.

- Eu não… Ele me trata como um…. amigo? Um amigo que ele transa. - Taehyung respirou fundo.

- Taehyung…

- Ele não me liga, ele não sabe de nada de mim, não conversa, não pergunta, às únicas vezes que me visitou no serviço foi porque esqueceu as chaves porque queria sexo. É diferente, já vi ele com aquele Hoseok, ele ri, conversa por horas e eu… eu sou só o cão de guarda dele. -  Taehyung relaxou os ombros.

- Para! Ele tem cara de ser romântico cor de rosa, estilo unicórnios fofos.

- Deve ser.. mas não comigo..

- Tae.. ele deve fazer alguma coisa vai! O que ele disse do jantar? Aquele que você passou semanas planejando. Ele deve ter amado, vocês até transaram!

- Ele não foi… transamos é verdade, mas não pelos motivos que você acha que foi. Aquilo foi como um…. pedido de desculpas, algum tipo de reconciliação. 

- Como assim ele não foi?

- Aquela noite foi tudo pra mim.. - Taehyung deu um pequeno sorriso.

- TAE! Me responde! - Jimin o chacoalhou.

- NÃO FOI, NÃO APARECEU! ELE SAIU COM HOSEOK! - Taehyung se exaltou.

- E as cartas? 

- Ele nunca leu.. eu as rasguei..

- Mas… Tae… - Jimin o olhava tentando entender.

- Esquece Jimin… eu quero ele bem, quero ele em casa, quero ele. Só isso. - Taehyung se levantou - Eu posso ir dormir?

- Claro… 

- Boa noite Jimin e.. obrigado por me ouvir.

- Estou aqui para tudo Tae, eu amo você.

- Boa noite Jimin..

 


Notas Finais


Para! Ninguem me toca! Tae Tae ta triste!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...