História Dear Brother (Jikook) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 115
Palavras 702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá!! Olha eu dnv ksksksk

Capítulo 13 - Thirteen



Um pedaço do céu?

(。•́︿•̀。)


Jimin estava em um lugar diferente, a local era lindo, um belo jardim. 

— Alguém...?– Voz saia como um eco, se assustou olhando para os lados a procura do amado. E para sua tristeza não o achava, assim que olhou para baixo assustou-se ao ver que não usava mais seus casacos grossos. O mesmo agora vestia uma camisa branca feita de seda, uma calça moletom cinza que para si era demasiadamente confortável. Tudo a sua volta parecia estar mais vivo, ter mais cor. Com certeza se não estivesse sozinho e assustado desejaria morar nesse lugar. 

Um pouco mais longe Jimin avistou a silhueta familiar de um homem, que está se aproximava vagarosamente. Revelando aos poucos seu rosto. Os cabelos grisalhos com o olhar felino que Park reconheceria em qualquer lugar, seus olhos enceram-se de lágrimas e sem delongas se jogou nos braços do mais velho.

— Appa!!!

— Meu menino!– Sorriu beijando a bochecha gordinha de seu filho– Senti muita a sua falta.

— M-mas como?– Olhou ao redor– Onde estamos?!– Indagou vendo o Park mais velho suspirar frustrado.

— Estamos no céu, filho.

— Não...– Se ajoelhou no chão descrente de toda a situação que se encontrava– Então... Eu morri?– Sua voz saiu trêmula.

— Ainda não. Mas se não fizer algo a respeito com certeza morrerá em breve.

— Não estou te entendo, pai.

— Respire fundo, se você manter toda a calma e concentração você poderá enxergar sua corrente.

— Eu ainda não consigo entender...

— Apenas faca o que eu te peço.

Sem nada dizer, o Park mais novo fechou os olhos puxando o ar para os pulmões com força, liberando o ar preso em seguida. Sentiu em seu corpo uma sensação diferente. Algo.... Estranho para si. Assim que abriu as pálpebras teve a visão que seu peito estava uma corrente ligada com um lugar distante, a corrente seguia o horizonte que parecia não ter fim. Em seguida via seu pai, que este tinha a corrente quebrada sem ligação nenhuma.

— Vejo que consegue ver.

— O que é isso?

— Essa corrente representa a ligação que você tem com o seu corpo e sua alma. Sua corrente está ligada na direção onde seu corpo está, se você seguir a diante estará indo em direção ao seu corpo.

— Sua corrente...– Apontou para o tórax do pai.

— Minha corrente foi quebrada tem um tempo... Isso significa que não tem como eu voltar. Mas você consegue! Você precisa voltar. 

— Sim... Preciso. Mas como?– O grisalho se agachou ficando da altura de sua criança.

— Para isso precisamos ir ao templo de Eli. 

— Quem é Eli?

— Ele que coordena tudo por aqui. As águas os rios o Sol, a Lua, e tem acesso a todas as imagens de todos os humanos em tempo real, precisamos ver onde você está.– Dito isso Jimin assentiu. 

— Certo... Mas onde esse templo fica?

— Um pouco longe daqui.

— Então vamos, não temos tempo a perder– Exclamou, seu pai assentiu o guiando a diante. Seria uma viagem um pouco longa.








ಠಗಠಠಗಠಠಗಠಠಗಠಠಗಠ


— Deixe-me ver se eu entendi... Essa coisa no meu peito que está ligada lá na pqp é a ligação que eu ainda tenho com o meu corpo na terra e eu preciso voltar para a terra?– Jungkook indagou confuso.

— Acertou na mosca!– A loira dos olhos azuis sorriu.

— Okay... Isso parece complicado... Na verdade... É só seguir a corrente e depois entrar no meu corpo como naqueles filmes de espíritos né?

— Claro que não, Jungkook!– Mina bateu a mão na testa– Precisamos ir ao templo de Eli para ver a situação primeiramente.

— Achei que Eli fosse apenas um conto em livros.

— Já ouviu falar dele?– Perguntou a loira surpresa.

— Apenas em alguns livros da biblioteca. E sim. Tenho uma noção de quem ele é, enfim... Onde esse templo fica?

— Me acompanhe!– Solicitou se colocando em frente ao castanho o guiando em direção ao local mencionado.



Agora Jimin e Jungkook tinham uma nova jornada.

Seguirem em direção ao templo para verem seus corpos na terra, o que deixava os garotos receosos. E o mais importante.

Adentrarem em seus corpos antes que seja  tarde demais.










Notas Finais


Oiiir.... Kakakak.

Dei uma viajada nas ideia né? Kkkk

Desculpa qualquer erro ortográfico.

E Até a próxima....

(É... Eu não matei eles, por partes kakaakakk)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...