1. Spirit Fanfics >
  2. Dear forever Loey - EM REVISÃO >
  3. Be forever mine, you and I

História Dear forever Loey - EM REVISÃO - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


oi, saiu do forninho agora kkkkkk
espero que gostem!

Capítulo 4 - Be forever mine, you and I



3 anos depois



Gostamos de viver em expressões utópicas do tipo: "mudaram as estações, e nada mudou". 

Eu encaro isso como uma total balela. 




Desde que partiu para o exterior, a vida de Baekhyun tornou-se deveras corrida. Estava no auge de seus 28 anos, recebia diversos convites para eventos famosos, a fim de fotografar as celebridades mais renomadas - e claro, não desperdiçava a chance de tirar algumas casquinhas e flertar com alguém enquanto frequentava os eventos -, por mais que tenha adquirido uma boa experiência e impulso no ramo da fotografia, sentiu a necessidade de retornar a Seul e inaugurar seu próprio estúdio.


 BBH STUDIO



Era o que indicava o grande letreiro na faixada do prédio.

Byun repetiu em voz alta e atento, um trecho destacado do site na tela de seu computador:


"Somente ele carrega o título de artista completo, isto é, além de ser reconhecido pelo vocal, não esconde seu talento para a guitarra. Por conta de passagens turbulentas na sua vida, LOEY decide lançar o seu novo álbum, onde irá retratar de forma honesta sobre os seus sentimentos. Preso em mágoas do passado, não superou seu primeiro amor."



Estranhou o fato do site não conter nenhuma foto do cantor, o deixando mais instigado ainda.


Baekhyun despertou de seus devaneios com a voz - nada discreta e empolgada - do editor chinês.


— Ah, vejo que está por dentro das novidades! 


— Que susto, inferno! Quais são as novidades? - Byun questionava, ainda incrédulo, com o susto que Yixing tinha o dado.


— A equipe do Loey - apontou para a tela que continha as informações do cantor, na qual o fotógrafo estava recitando -, entrou em contato conosco, questionou se o melhor fotógrafo de Seul poderia realizar o ensaio dele para o novo álbum.


— Como não fiquei sabendo disso? 


— Queriam que o próprio Loey viesse aqui e marcasse a data do photoshoot. 


— Mas a acessoria dele é responsável por essa função. Por qual motivo traria o próprio até aqui? - o acastanhado continuava a questionar. 


— Para ser sincero, não faço a mínima ideia. Talvez ele mesmo queira mais detalhes de como será realizado o ensai... - Yixing não terminou sua fala por conta da terceira voz que ecoou no estúdio. 


— Olá, estou no estúdio certo? Vim marcar a data do ensaio! 

O rapaz teria entrado no prédio sem nenhum aviso. Retirou sua touca e passou a mão pelos fios loiros, também ajustou o seu grande moletom cinza.


Baekhyun se virou para identificar quem era o dono da voz grave, e antes que pudesse esboçar qualquer recepção, se manteve estático.


Sentiu a temperatura do seu corpo oscilar, gelando e queimando. O coração palpitava rapidamente, como nunca na vida. 



Não podia ser verdade, estava delirando. 

Aquele não podia ser o seu Chanyeol



— C-Chanyeol?


Foi sua última palavra antes de perder qualquer resquício de consciência no seu corpo, e em seguida, apagou.






— Meu pai amado, quando foi que ataquei pedra na cruz pra ser castigado desse jeito? Baek, acorda agora, seu viadinho! - o chinês suplicava repetidamente na espera de Baekhyun acordar. 



O fotógrafo retornou a sua consciência com os chamados de Yixing. Estava atordoado e confuso com a situação.


— Quem foi que me pôs nesse sofá minúsculo que vive maltratando as minhas costas?


— Oh céus, olha o que você me fez passar, Baekhyun! - o editor cuspia as palavras ainda incrédulo - Eu que te coloquei aí, deveria me agradecer por não ter te largado no chão!


— O que diabos... aconteceu? 


— O Loey veio marcar a data do photoshoot, e você teve a proeza de desmaiar na frente dele.


— O LOEY? Como assim eu desmaiei na frente dele?


— E detalhe, isso nem foi o pior - Yixing fez uma pausa dramática e deixou Baekhyun mais frustrado ainda -, você murmurou "Chanyeol" e, puft, apagou. 



O acastanhado arregalou tanto os olhos, que podia os sentir fora das orbes.



— A sua sorte foi que ele deixou essa situação de lado, e mesmo assim marcou o photoshoot depois de todo o seu mico. 


— M-marcou? 



Byun sentiu os olhos arderem e levemente embaçarem por conta da visão marejada. 



— Deixou o número dele conosco também, até desejou melhoras pra você! Um querido, não é? Eu tinha duvidado que aquele era o Chanyeol, ele sumiu um tempão. Não o reencontrei desde o casamento com Sehu...


— Mas que merda, Yixing! Me mande o número dele depois, preciso ir. - interrompeu o chinês e se apressou saindo o mais rápido possível do estúdio. 







— Oi! Ainda está na galeria? Preciso conversar urgentemente com você. 


Chanyeol encerrou a chamada depois da confirmação do amigo, logo se locomoveu até a galeria de arte Juncotton.

O rosto expressava agora, de uma forma abalada, pavorosa e confusa. Deixando nítido para Junmyeon ver que o mais novo não estava nas melhores condições. 


— Desembucha, o que rolou? 


— Hoje fui atrás do estúdio que vai realizar o photoshoot do meu álbum. 


— Oh, isso é ótimo! Mas por quê a aflição? - perguntou enquanto servia o café sutilmente para Chanyeol.


— É porque o fotógrafo daquele estúdio - levantou o olhar para observar Junmyeon, que ainda despejava o café sem desviar a atenção para a xícara -, é o Baekhyun, e Yixing trabalha com ele também. 


Assim que Kim ouviu a resposta do mais novo, se atrapalhou e acidentalmente derramou um pouco de café na pequena mesa. 


— C-como? Baekhyun? Yixing? Perdão, sujei tudo!


— Pois é, tive a mesma reação - Loey suspirou fundo, tentando dar um jeito de limpar a bagunça feita por Junmyeon.


— Caramba... já se passaram três anos e nada de você cont...


— Contar a real situação pra ele? Sim, Junma, ainda não tomei coragem - interrompeu.


— Olha, Chanyeol... - olhou fixamente para o mais novo - É melhor se apressar enquanto dá tempo, se não o perdedor da vez - pôs o dedo indicador no peitoral de Loey -, será você


Era verídico que Chanyeol esperava pelo Byun corresponder o seu amor também, entretanto, o maior era considerado - meio, ou talvez muito - impaciente para esperar. 


Quando Baekhyun ousou se confessar, Yeol já teria partido para outro. Porém, ainda era perceptível, que, o próprio nunca teria expulsado o acastanhado completamente do seu coração.


Esgotado de carregar o fardo de casar com outro alguém, onde tentava suprir a enorme falta que o melhor amigo causou, impôs um basta exigindo o divórcio com Sehun. Pouco se sabe sobre Oh depois do ocorrido. Assim como Baek, também inventou uma desculpa, e se mandou para o exterior, evitando qualquer vínculo com o ex-marido. 


— Tem razão, passei esse tempo todo com a reciprocidade embaixo do meu nariz, e ao menos nem pude perceber. Vou fazer o possível para conquistar ele novamente! 


Junmyeon estampou um grande sorriso nos lábios. Estava orgulhoso do amigo, e nunca escondeu que apoiava os dois, torcia o máximo pela união deles.


— Onde está indo? - perguntou.


— Vou pra casa. Preciso elaborar um plano para ter meu amado de volta, e sem ajuda de nenhuma vidente! - arrumou suas coisas, levantou e se despediu do amigo. 


Junmyeon deixou escapar um riso fraco.



— Junma!


— Sim?


— Eu sei que você ainda é caidinho pelo Yixing, pode ficar tranquilo, mais tarde te passo o contato dele!


— CHANYEOL? Escuta aqui! Eu nem falei nad...


Percebeu que era tarde demais para responder, agora o maior já estaria saltitando para longe feito criança, e sem dar ouvidos ao mais velho. 


— Esse moleque! - ria e balançava a cabeça de forma negativa. - O pior é que ainda sou caidinho mesmo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...