História Dear No One - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor, Idol, Romance, Taehyung
Visualizações 32
Palavras 2.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo!

Pra escrever sobre o We Got Married, estou me baseando no pouco que assisti que foram apenas a parte do Sungjae e da Joy, então provavelmente terão algumas partes baseadas neles. Mas lembrando que eu não sei muito sobre como funciona o programa e tudo mais.

Vou deixar um recado nas notas finais, por favor leiam que é de muita importância pra mim.

Aproveitem a leitura! ^-^

Capítulo 13 - Capítulo 12


Me acordo cedo, eu vou me encontrar com meu marido as nove, ainda é estranho falar meu marido.

- Yun-ah, unnie veio te ajudar a se arrumar. - Hyun falou entrando no meu closet com a Sun.

- ‎Obrigado, estava mesmo sem saber o que vestir. - falo olhando pro armário cheio de roupa.

- Estamos no outono, vai usar o que eu escolher? - Hyun pergunta e eu concordo.

- ‎Quer que eu use vestido né?

- ‎Sim, comprei um que vai ficar tão fofo em você. - falou saindo.

- O que comprou pra presente? Kyung não quis falar. - Sun pergunta e eu nego.

- Não posso falar. - falo e ri da cara que ela fez - Unnie, e se a gente não se gostar?

- Pelas conversas que você me mostrou, vocês vão se dar bem. Não se preocupe com isso. - ela fala e eu só concordo.

Hyun entrou com um vestido azul claro manchado com tons escuros, era bonito, mas eu não gosto muito de vestido.

- Só hoje, Yunnie. - falou e eu suspirei concordando.

Visto o vestido, mas visto também um short por baixo, Sun me fez usar uma meia branca que vai até o meu joelho e por fim coloco um sapato azul.

- Você esta linda, parece uma boneca. - Hyun falou e eu ri.

- ‎Vocês me fizeram de boneca.

Passo uma maquiagem e faço um penteado rapido, meu cabelo ainda estava cinza, mas agora tinha mechas violeta, o que fica bem bonito.

- Você vai dirigindo? - Sun pergunta.

- ‎Sim, estavam instalando as câmeras no carro. Pelo que eu consegui arrancar do Yoo Jin, eu sou a unica com carteira, então melhor ir de carro.

- ‎Yun, já é quase oito e meia, melhor sair pra não se atrasar. - Yoora grita da sala, eu acho.

Vou pra sala com as duas me seguindo, Yoora parece uma mãe, porque me fez tirar varias fotos.

- Unnie, eu vou me atrasar. - falo enquanto ela continua a tirar foto.

- ‎Okay, você esta linda, aposto que ele vai gostar.

- ‎Cadê o presente? - Kyung pergunta.

- ‎Deixei no carro, assim não esqueceria. Preciso ir, agora.

Me despeço delas e vou pra garagem, lá uma mulher da produção do programa me da as instruções pra onde devo ir e coloca o microfone em mim. Entro no meu carro e dou a partida, saindo de lá. É estranho ficar num carro sozinha e ter câmeras.

- Se eu não estou falando nada, é por que estou timida, me desculpem. - falo enquanto paro no sinal - Vou colocar uma musica.

Vou o caminho todo, tentando me distrair por causa do nervosismo. Quando chego parque perto d rio Han, encontro a equipe e eu fico sentada no carro com a porta aberta.

- Ele já chegou? - pergunto e uma mulher assente, o que me faz esconder o rosto de vergonha - E agora? Omma. Devo mandar mensagem?

Fiquei uns minutos sentada, até que me deu uma leve coragem e eu fui andar até onde iriamos nos encontrar. O que eu faço? Já parei umas três vezes, por que minhas pernas travaram. Meu celular vibra.

Marido: Você já esta no parque?

Yun: Sim, estou indo a onde mandaram.

Marido: Como você esta vestida? Pra eu poder identificar.

Yun: É só você ver uma pessoa de cabelo cinza com mechas violeta.

Eu chego primeiro, me sento no banco e fico olhando para os meus pés balançando, esse lugar me traz boas lembranças. Depois que aquilo tudo aconteceu, eu conversei bastante com as unnies, com a minha mãe e minha psicologa, elas todas me aconselharam a esquecer tudo de ruim e se lembrar apenas das coisas boas. Estava decidida a próxima vez que encontrasse os meninos, se eles falassem comigo eu falaria com eles, Kookie me liga as vezes, eu só não atendi por que estava com vergonha.

- Aigoo, esqueci o presente no carro. - resmunguei quando lembrei do presente.

Olho pro rio e sorrio, gostava de vir aqui de madrugada com o Tae, só pra conversar mesmo. Olho pro lado tentando ver alguém, mas nada. Pego meu celular e mando uma mensagem.

Yun: Onde você esta?

Marido: Estou te vendo. - leio e olho em volta.

Yun: Por que não veio até mim?

Marido: Yun-ah, estou atrás de você.

Olho e solto um grito assustada, não acredito.

- Omma. - falo fazendo drama e ele ri.

- ‎Olá, Yun-ah. - ele fala sorrindo.

- ‎Olá, Taehyung-ssi. - falo quando me recupero do susto.

- ‎Desculpa, se eu te assustei. - ele falou e sentou do meu lado.

A gente se olhou e começamos a rir, sinceramente, vou matar as unnies.

- Está com vergonha né? - ele falou rindo.

- ‎Não.

- ‎Mentir é feio, ainda mais pro seu marido. - falou e eu ri.

- ‎Omma. - falei baixinho.

- ‎Você não tinha conseguido adivinhar pela dica?

- ‎Todo mundo faz aquilo, que tipo de dica foi aquela? - falo informalmente e ele ri.

- ‎Yoongi hyung que deu a ideia, e você que mandou aquele audio?

- ‎Por que eu sou descendente de brasileira, todo mundo sabe disso.

- ‎É? Eu não sabia.

- ‎Você vai ter tempo de me conhecer. - falo evitando olhar pra ele, por que estaria vermelha.

- Por que esta desviando o olhar?

- Olha, um envelope. - aviso e ele vai pegar.

- Primeira missão como casal. - ele falou e rimos - "Para: TaeYun, Parabens pelo casamento virtual. Agora que se conheceram pessoalmente, a partir de agora é hora de vocês se conhecerem melhor."

- Aigoo. - falo e ele riu.

- O que quer fazer?

- Eu vi um café, no caminho. Queria chocolate quente.

- Então vamos. - falou se levantando.

- Meu carro esta pra lá. - aponto na direção oposta que ele foi.

- ‎Vamos, esposa. - falou e eu ri.

Fomos caminhando até o carro com ele fazendo brincadeiras, ele me falou de como os meninos reagiram ao saber que ele iria se casar.

- Eu fiquei surpreso, principalmente quando falaram que era dois grupos famosos, Jungkook pensou logo em vocês. - Tae falou e eu ri.

- ‎Kyung já sabia, assim como as meninas. Elas mentiram pra mim desde o primeiro dia que nos falamos, elas estão melhorando na atuação. - falei e ele riu.

- ‎Não tinha nem como os meus membros atuarem, por que são ruins.

- Ah, seu presente está no carro. - falo e ele sorri.

- Serio? O que é? - falou e eu o olhei, ele estava tentando me deixar com vergonhar.

- Surpresa. Kyung unnie me ajudou a escolher.

- Já que está falando assim, como devemos nos tratar? - pergunta.

- Você é mais velho que eu, então é oppa.

- Vai me chamar assim mesmo? Pelo que eu via de você, você tratava as suas unnies informal. - falou rindo.

- Só quando elas me fazem raiva ou não me deixam quieta, mas eu trato bem elas. - falo e ele continua a rir.

Chegamos no carro e a produção me dá as instruções novamente pra onde ir, entro no carro e o Tae senta do meu lado.

- Ah, seu presente. - me lembrei e me estiquei pra pegar no banco de trás - Abre.

- Certeza?

- Nada vai saltar dessa caixa, abre. - falo rindo e ligo o carro.

- Comprou um casaco pra mim? - pergunta e eu concordo.

- Kyung tinha dado a ideia de comprar blusas iguais, mas eu pensei que o inverno esta chegando e eu não quero que o meu marido fique doente. - expliquei e ele sorriu.

- Então você tem um casaco igual? - perguntou e eu concordei - Que fofa.

- Olha a parte de dentro, a produção do programa fez e pra eu não ver, Kyung que guardou meu casaco. - falei e ele riu.

- Olha que fofo, tem as nossas iniciais e um coração. - falou me mostrando, isso eu ainda não tinha visto.

[...]

- Quer comer algo? - Tae pergunta.

- ‎Cup cake. - falo e ele ri.

Ele vai pedir e eu fico sentada, pego meu celular e mando uma mensagem para as meninas.

Yun: Vou matar vocês!

Kyung: Ta gostando do encontro?

Yoora: Eu apoio o casal.

Hyun: Vocês ja ganharam mesmo a benção da líder.

- Omma. - resmungo baixinho.

Olho pro Tae e ele está fazendo o pedido, eu vou mesmo fazer esse programa com ele? Eu to com vergonha, que quero cobrir meu rosto.

- Aqui esta. - ele fala pondo uma bandeja na minha frente.

- ‎Obrigado. - olho pra ele sorrindo.

- ‎Você está bonita hoje. - falou e eu ri.

- ‎Nos outros dias eu sou feia? - a careta que ele fez foi engraçada, que acabei rindo. - Eu to brincando.

- ‎Por que as vezes você parece noona?

- ‎Deve ser por causa que foram as meninas que me criaram, então eu tenho varias características delas.

- ‎Como assim?

- ‎É tipo o Jungkook, ele passou grande parte da adolescência com vocês, ele tem traços de todos.

- ‎Por que estamos falando dele?

- ‎Você que perguntou, eu só dei um exemplo.

- ‎Sei. - falou e desviou o olhar.

Ficamos um tempo em silencio, eu não conseguia olhar pra ele com vergonha, acho que eu estava mesmo falando muito do Jungkook, mas o que eu posso fazer? Ele é ou era o mais próximo de mim.

- Eu não sei o que falar. - ele fala e eu sorrio.

- Ultimamente eu tenho visto alguns doramas, no meu tempo livre com a Hyun unnie. - falo e ele me olha.

- Serio? Qual você mais gostou?

- Hwarang. - falo olhando diretamente pra ele, que fica vermelho e ri - Gostamos tanto, que assistimos quase todo de uma vez.

- Qual ator vocês mais gostaram?

- Unnie gostou do Park Hyunsik. - falo e desvio o olhar pro meu chocolate.

- Unnie gostou e eu também?

- Hã? - pergunto confusa.

- Sua unnie, gostou dele e você também?

- Ele atua bem. - falei só pra ver a cara dele - Mas eu prefiro outro.

- É? Quem?

- O que quer fazer? Tipo sempre quis fazer quando fosse casado. - mudo de assunto e ele ri.

- Viajar. Eu fui pro havai com os meus membros e agora pensei em ir com a minha esposa. Mas tem varias coisas que eu quero fazer. Mas e você?

- ‎Eu tenho uma lista no meu celular, nunca consigo pensar em uma coisa só.

- ‎Fala a primeira coisa que vem na tua cabeça.

- ‎Mochilão.

- ‎Serio?

- ‎Faz muito tempo que eu quero fazer isso, mas a minha agenda não deixa.

Ficamos um tempo conversando sobre essas coisas e depois encerramos a gravação. Eu fiquei com receio de falar algo com o Tae, por que ele podia estar atuando a gravação toda, mas ele me parecia bem sincero. Então eu fiquei quieta enquanto a produção arrumava as coisas, ele sentou do meu lado e me olhou, profundamente.

- O que foi? Está sujo? - pergunto e ele não fala nada - Acorda.

- Você esta bem mesmo com esse programa? Podemos mudar de pessoa se quiser, Jungkook faria sem problema.

- Não precisa, alias, ficaria estranho falar que ele é meu marido.

- Por que? Vocês eram proximos.

- Por que ele é, ou era como um irmão. - falo e tomo o resto do meu chocolate.

- Yun-ssi, já retiramos o equipamento do seu carro. - uma mulher falou e eu sorri agradecendo.

- Quer uma carona? Ou vai ficar? - pergunto me levantando.

- Eu vou contigo. - falou se levantando.

Fomos pro meu carro, ajeito o que a produção do programa tinha tirado do lugar.

- Yun, preciso me descul... - interrompo ele.

- Não precisa, só vamos esquecer o que aconteceu?

- Tudo?

- Eu não me esqueci de tudo, só me lembro das coisas boas. - falo ligando o carro.

- O que estava escutando? - pergunta ligando o som.

- Eu disse que estava assistindo muito dorama. - falo quando começa a tocar uma ost de um dorama.

- Pensei que estava brincando. - falou rindo.

Cantei baixinho, quase todas as musicas que tocou, quando parei no sinal, olhei pro Tae e ele me filmava.

- Ah, não. - falo tentando esconder meu rosto.

- Continua a cantar. - pediu de uma forma fofa e eu ri.

- Para de gravar.

- Parei. - olhei e ele ergueu as mãos.

Continuei o a dirigir enquanto cantava baixinho, as vezes eu olhava pra ele mas rapidamente voltava a olhar pra rua, por que ele estava me olhando. Quando chego na rua dele, antes mesmo de estacionar vejo o Jungkook parado.

- Acho que vai receber uma bronca. - falou e eu suspirei estacionando o carro.

- Pode ir saindo desse carro, Park Hyunae. - Jungkook falou quando o Tae desceu.

- Não posso, preciso ir trabalhar. - minto.

- Você não consegue mentir pra mim. Eu deveria nunca mais olhar na sua cara.

- Jungkook, preciso realmente ir, tenho que terminar de gravar uma musica. Pode me ligar, eu vou atender e escutar tudo.

- ‎Acho bom atender mesmo.

Ele fechou a porta e eu sai de lá, acho que vou precisar de ajuda pra acalmar o Jungkook.


Notas Finais


Gostaria de pedir ajuda de vocês, estou postando uma historia no wattpad, novamente é com o BTS e o principal é o Taehyung, vocês gostariam de ler? Vou deixar o link aqui, por favor me dêem apoio nessa nova fase.

Soulmate: https://my.w.tt/ON34zG1J7O


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...