História Dear no One (Yoonkook) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), DAY6, Got7
Personagens Dowoon, Jackson, Jae, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Junhyeok, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Sungjin, Wonpil, Young K, Yugyeom
Tags Otp, Pairing, Shipper, Songfic, Twt, Waff
Visualizações 282
Palavras 1.935
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Drabs, Drama (Tragédia), Ecchi, FemmeSlash, Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Pansexualidade, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hi gorgeousss, como está a vida de vcs? Boa? A minha tá meia bosta pq eu tirei 6,0 em história. Estou quase me batendo; já que na outra eu tirei 10,0. Mas okay, vou deixar minhas irritações de lado e boa leitura!

Ps: não sei se o capitulo ficou muito bom, mas eu tentei dnnzzn

Capítulo 21 - 19


Fanfic / Fanfiction Dear no One (Yoonkook) - Capítulo 21 - 19

- Bom dia turma linda do meu coração! - falou o professor Hyungsik colocando suas coisas em cima de sua mesa.


- Bom dia professor! - gritou a turma e ele tampou os ouvidos enquanto ria.


- Não vou fazer prova esse trimestre - avisou e todos comemoraram - Então como o trabalho passado ficou fantástico; chorei com algumas interpretações, vocês são muito incríveis, decidi passar outro e envolve escrita - toda a turma suspirou - Não vou passar duplas porquê eu não estou afim. Vai ser uma coisa como se você livre. - pegou seu caderninho de dentro da bolsa e leu algo que estava escrito lá - Alguém sabe o que é carta? - uma menina ruiva levantou a mão.


- Era um meio de comunicação muito usado na época quando o telefone não havia sido inventado - falou e sorriu tomando um gole de sua água.


- Parabéns - elogiou a menina. - Quero que vocês escrevam uma carta. - falou se escorando na mesa - Não vai ser pra mim e você também não me fale quem é essa pessoa. E, claro, sem provocações ou brincadeiras. - falou o professor.


- Mas como vamos apresentar o trabalho se você disse que não era pra falar sobre a pessoa da carta? - perguntou um garoto.


- Vocês vão falar sobre os sentimentos que você escreveu e o que você sentiu enquanto escrevia a carta - falou o professor - Também quero saber o que vocês pensaram enquanto escreviam.


Jungkook mordeu os lábios olhando para a janela da sala; não sabia para quem ele escreveria.


- Vou dar até depois do recesso - falou Hyungsik olhando para cada um dos alunos atentos. - Sei que vocês tem provas na próxima semana, então acho que não seria tão legal vocês pensarem em escreverem cartas na véspera de uma prova de Química por exemplo - falou e riu - Então acredito que vocês podem fazer isso no recesso, com mais calma, já que vocês tem 3 meses se não me engano. E também não precisa mandar apenas uma carta à pessoa, pode mandar uma série delas. - sorriu e o sinal tocou - Bom final de semana a todos e boas provas - falou e todos saíram da sala.


- Pra quem você vai mandar as cartas? - perguntou Yoongi a Jungkook.


- Eu realmente não sei. - falou suspirando.


- Ya! - gritou Yoongi e Jungkook riu ajeitando-se melhor em sua cadeira.



Faziam quase duas semanas em que o professor havia passado aquele trabalho e ele já estava de férias; o que para si era legal, mas não era tanto assim por ser verão e ele não poder ir até alguma praia por conta de sua dificuldade.


- Jungkook? - chamou a mãe batendo em sua porta.


- Sim! - gritou e a mãe abriu a porta sorridente.


- O Yoongi está aqui e está vestido com traje de praia. - falou a mulher sentando-se na beira da cama do filho que lia um livro deitado enquanto escutava música.


- Ele falou o que queria? - questionou virando a página ainda concentrado em seu livro.


- Disse que queria falar com você - falou e tirou o livro das mãos do menino que se emburrou.


- Então peça pra ele subir - bufou tentando tirar o livro das mãos da mãe.


- Chega de ler! - falou a mãe - Só vou dar esse livro à noite. - saiu do quarto segurando o livro olhando atrás a sinopse. - Esse menino só pode estar maluco - riu.



- Gostou da surpresa? - perguntou Yoongi tirando as mãos dos olhos de Jungkook.


- Não. - falou firme fitando a beleza da praia em sua frente.


Ele amava praias.. Até o acidente acontecer.


- Ya! Essa praia é linda; por quê você não gostou? - perguntou se agachando em frente a Jungkook.


- Porquê eu não posso entrar no mar - falou suspirando.


- Quem disse? - perguntou Yoongi e o pegou no colo desarmando a cadeira e a colocando no outro braço.


- Yoongi! - gritou Jungkook - Me põe no chão!


- Você quer mesmo que eu te ponha no chão? - perguntou e Jungkook se tocou.


- Me ponha na cadeira! Agora! - gritou se debatendo.


- Calma princesa, calma - falou com um ar zombeteiro e Jungkook se enfureceu mais.


- Me larga Yoongi! - empurrou os ombros do mais baixo que, por estar sem apoio, e soltou Jungkook.


Tudo foi como em câmera lenta. Yoongi soltou a cadeira de Jungkook do braço e segurou na cintura do outro que, também, para evitar a queda, segurou na gola de Yoongi e a puxou fazendo-o tropeçar em seus próprios pés e, quando viu que iria cair, colocou a mão embaixo na cabeça de Jungkook para que ele não se machucasse.


Mediante essa situação os dois encararam um os olhos do outro e soltaram suspiros surpresos antes de sentirem o impacto com a areia que não machucou Jungkook - pela mão de Yoongi estar em sua cabeça.


- Está tudo bem? - perguntou Yoongi preocupado e Jungkook desviou seu olhar de seus olhos para a boca rosada e carnuda que ele possuía.


Uma súbita vontade de beijá-lo tomou conta do conta do corpo de Jungkook, porém ele tentou controlar, mas (in)felizmente, não aguentou e puxou novamente a gola de Yoongi o que desencadeou em um colar de lábios.


*


- Hyung! - chamou Jin. - Aprendi uma nova coreografia!


- Sério Jin? - sentou-se no sofá com uma pipoca em mãos.


- Sério. - respondeu e pegou uma pipoca dando um selinho em Namjoon que apenas sorriu mostrando suas covinhas.


- What is love? - perguntou ele com as sobrancelhas franzidas.


- Sim! - respondeu Jin - Jin ama essa música - começou a dançar e sua saia levantava algumas vezes o que fez Namjoon mudar seu campo de visão dos braços do mais novo para suas coxas e pernas.


Aquilo era completamente errado, mas não havia muito o que fazer; ele era um homem, tinha seus desejos. Mas um paciente? Aquilo não era normal, ele precisava ir embora. Não sabia se aguentaria.


- O que achou Jonnie? - perguntou com os cabelos negros colados na testa e um sorriso infantil nos lábios.


- Eu gostei - falou e sorriu, engolindo alto.


- Pode me dar essa garrafa d’água? - pediu e Namjoon rapidamente deu vendo-o colocar os cabelos para trás de forma sexy e beber a água desse mesmo modo, fazendo a boca do mesmo salivar e ele novamente engolir alto. - Tudo bem Joonie? - perguntou Jin largando a garrafa e sentando no colo de Namjoon fazendo-o arfar.


“Alguém me tira daqui!”, ele pensava.


- T-tudo - suspirou - Tudo.


O celular de Namjoon apitou avisando que ele tinha novas mensagens; uma era de Taehyung que ele só olharia mais tarde e outra da mãe de Jin, avisando que já estavam na porta.


- Jin, sua Omma já chegou - falou e Jin deu um suspiro triste - Já estou indo - deu um selinho no outro e saiu vendo a senhora Min na porta como a mesma havia dito.


*


- Não me solte! - gritou Jungkook segurando firmemente nos ombros de Yoongi.


Ele ainda estava meio constrangido pelo beijo, porém ele não deixaria aquilo transparecer; óbvio.


- Eu não vou lhe soltar, confie em mim, sim? - perguntou e Jungkook assentiu e foi quando uma onda veio e ele se apertou no outro como se fosse um bebê coala. - Ya, ‘ta tudo bem.


- Está tudo menos tudo bem! - falou apoiando a cabeça no ombro de Yoongi enquanto ainda o abraçava.


- Fique calmo, está tudo bem - começou a fazer carinhos pelas costas de Jungkook que apenas se arrepiou e suspirou se aconchegando mais nos braços do outro - Neoui hyeonsireneun nae jariga eopseosseo - começou a cantar com a voz rouca balançando Jungkook como se fosse um bebê.


Sua mãe o acalmava assim quando era criança. Não cantava bem, mas pelo menos sabia que conseguiria acalmar o outro.


- Mundeuk bureoon seollem ttaemune jari jabasseo - continuou a cantar calmamente fazendo Jungkook relaxar ainda mais em seus braços.


Poderia ser estranho ele estar fazendo isso dentro do mar e, ainda, com outro homem, mas ele não se importava. Sabia que Jungkook gostava de água - a mãe dele havia falado -, e ele havia prometido que o faria se divertir; e todos se divertiam numa praia, certo?


- Sigani jinalsurok joeyeooneun sesangi museopjiman - respirou - Nan nega johdeora. - parou de cantar quando percebeu que Jungkook iria dormir.



- Já pensou pra quem você vai mandar a carta? - perguntou Yoongi secando-se com uma toalha felpuda.


- Vou mandar para o meu pai - falou se secando também.


- Mas ele não mora com você? - perguntou tirando a camisa molhada e vestindo uma seca.


- Não. Quem mora comigo é o meu padrasto - falou e fez a mesma coisa que Yoongi. - Meus pais se separaram quando eu era muito novo.


- Que triste - falou Yoongi lembrando-se de seu pai - Você não tem mais contato com ele? - perguntou e o outro fez um sinal de mais ou menos.


- Sei onde ele mora, como ele é, mas nunca tivemos alguma relação de pai e filho normal - deu de ombros; aquilo não o afetava tanto - Foi casamento arranjado. - suspirou.


- Tudo bem, huh? - falou afagando as costas do outro - Eu e meu irmão não tivemos uma relação muito boa com o meu pai também. - deu de ombros.


- Não precisa me contar sobre isso - falou Jungkook e sorriu - Estou com a carta que eu fiz pra ele na bolsa, você pode me levar até lá?


- Claro. - falou Yoongi e sorriu fazendo o outro sorrir também; era como se fosse uma pequena ligação entre os dois.



- É aqui. - falou Jungkook e Yoongi engoliu em seco reconhecendo aquela casa e não acreditando que aquilo era possível.


- Você vai entrar, ou só vai colocar a carta na caixa de correio? - perguntou.


- Vou entrar - falou Jungkook - Acho que não vai fazer mal eu ver meu pai. - sorriu e Yoongi o levou à porta e apertou na cigarra.


- Já vai! - gritou uma voz um pouco grossa que Yoongi logo reconheceu de quem seria respirando fundo novamente. - Oi, boa- foi interrompido por si mesmo vendo Yoongi em sua frente que apenas fez um gesto como se pedisse para que ele ficasse calado.


- Quem está aí na porta? - ouviu outra voz masculina e, dessa vez, Jungkook logo a reconheceu. - Jungkook?! - falou o pai surpreso; indo logo abraçar o filho que retribuiu o abraço na mesma intensidade.


“Ele não sabe?” perguntou o homem que estava na porta da casa do pai de Jungkook; em libras.


“Não e, por favor, fique quieto” respondeu Yoongi “Mais tarde eu venho e eu falo melhor com você, certo?” perguntou e o homem assentiu.


“Tudo bem, vou esperar”, respondeu o homem.


- Que surpresa boa, filho - falou o pai de Jungkook.


- É.. - falou Jungkook sorrindo - Vim deixar essa carta para o senhor. - entregou ao pai que observou o cartão e sorriu.


- Depois eu leio - falou - Ainda tenho a primeira cartinha que você me deu quando era pequeno - sorriu e os olhos se encheram de lágrimas, porém ele disfarçou.


- Outro dia eu volto aqui, tudo bem? - perguntou Jungkook e o pai assentiu fazendo Yoongi levantar-se entendendo que ele queria ir embora - Tchau - acenou para os dois e quando saiu de casa, pode respirar normalmente.


Não era fácil ver seu pai com outro homem; E a mesma coisa acontecia com Yoongi.


Notas Finais


Música cantada pelo Yoongi: https://youtu.be/9jdPBtWnhM4


Nada a declarar; só sentir.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...