História Dear Sensei - Capítulo 26


Escrita por: e HarumiHatae

Postado
Categorias Yuri!!! on Ice
Personagens Lee Seung Gil, Otabek Altin, Phichit Chulanont, Victor Nikiforov, Yuri Katsuki, Yuri Plisetsky
Tags Victor, Yuri!! On Ice, Yuuri
Visualizações 119
Palavras 2.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


KONBANWA MINNA-CHAN
quase que essa crl de capitulo não sai hj, mds, to com raiva ainda, o word decidiu bugar, que lindo né
vou meter um procelssom na microsoft
Enfim, deixando minha ira de lado...
Agradecemos aos comentários e favoritos, adoramos os comentários de vcs, sério <3
E pra quem queria yaoi, hj é o seu dia :3
Boa leitura *---*

Capítulo 26 - Chances?


         A apresentação havia sido linda, eles haviam conseguido dividir perfeitamente suas vozes em uma única noite de ensaio, uma longa noite de ensaio. Mickey e Emil passaram aquele tempo juntos, apreciando as vozes um do outro secretamente, nos intervalos que faziam para descansar a voz por poucos minutos, uma pequena conversa se formava com perguntas cheias de curiosidade. “Por que você é tão sério?”, “do que você gosta?”, “por que cursa música?”. Todas essas perguntas sendo direcionadas ao italiano. Ao fim da noite, seu professor devia ser a pessoa que mais sabia de sua vida no Japão.

          Mas Mickey não foi o único a falar sobre sua vida, descobriu muito sobre seu professor também. E tenta negar o sentimento crescendo dentro de si, negar o fato de que gosta, nem que seja um pouco, de seu professor.

 

                                                         +  +  +

 

     - Mickey, como assim? - Sara pergunta a seu irmão.

           Os irmãos estão a conversar pelo Skype. Apenas dois dias depois ele veio se lembrar de contar sua apresentação surpresa a sua querida irmã.

     - Me apresentei com meu professor no festival que teve no final da semana – o moreno dizia com certa vergonha.

     - Você gravou? - Sara nem sonhava em ver o irmão todo sério e tímido cantar em frente a uma plateia cheia.

     - Não, eu estava no palco, como eu gravaria? - ele olhando para irmã com uma expressão confusa.

     - Ah...! Mickey, acha um jeito de me mandar a gravação, além do que vou contar para mamãe e ela vai querer ver a apresentação! – Sara diz animada com as coisas que o irmão estava falando.

     - Sara, assim que eu tiver o vídeo eu te mando. Como anda as coisas da viagem? - Mickey muda de assunto desconversando a irmã. Sempre que lembrava daquele dia, o seu coração batia mais forte somente ao em pensar no seu professor cantando lindamente ao seu lado.

     - Já está tudo pronto, só estou esperando o dia da viagem! – a garota bate palmas animada, mal podia esperar para ir ao Japão, já pensava nos homens bonitos que poderia encontrar... Sem que seu irmão soubesse, é claro.

     - Então tudo bem, vou sair, até amanhã! – ele lhe lança um sorriso gentil, já acenando em despedida.

     - Até...- Sara desliga a chamada com seu irmão.

          Mickey se deitou na cama após terminar de falar com sua irmã, sua esperança era de conseguir dormir rapidamente, coisa que não aconteceu. Desde o dia da apresentação, não consegue parar de pensar em seu querido professor. Como ele, Michele Crispino, poderia estar gostando de alguém tão radiante como Emil Nekola? Não entrava em sua cabeça tal possibilidade, até o dia seguinte...

     - Bom dia, sensei - Mickey diz automaticamente ao estranhar a presença de seu professor dentro de sala tão cedo.

     - Bom dia, Mickey – o sorriso do loiro preencheu o coração do aluno de tanta alegria que o mesmo se perguntava o porquê de tanta aceleração por parte de seu coração.

          O italiano andou até as carteiras e se sentou em seu lugar, arrumando suas coisas rapidamente enquanto observa seu professor organizar os instrumentos que usaria na primeira aula.

     - Quer perguntar algo, Mickey? - Emil pergunta ao aluno, percebendo que o mesmo o encarava firmemente enquanto fazia suas coisas.

     - Hum... Por que hoje você chegou primeiro na sala? – Mickey engole em seco ao ver seu professor se aproximando, ele se senta em uma carteira ao lado da sua e o encara.

     - Eu sei que você sempre chega antes, então cheguei primeiro para ter a chance de observar você um pouco - Emil diz sendo mais sincero do que o moreno achou que ele pudesse ser. Mickey ruborizou levemente de vergonha por sua resposta.

          Michele desvia o olhar de professor, que insistia em envergonha-lo com essas encaradas constantes, fazendo sentimentos estranhos aparecerem. Ele nunca havia sentido tais coisas na presença de ninguém.

     - Mickey, olha para mim. – o professor pegou a mão do aluno e a manteve entre suas duas mãos. - Você tem namorada? – o italiano olhou para professor ainda mais envergonhado.

     - Não, professor... – ele diz desviando o olhar para a janela. Estava quase começando a suar frio.

     - Porque não, você é tão lindo... – Emil começa a acariciar a pele macia do rosto do mais novo enquanto milhares pensamentos invadem sua cabeça, tentando lhe dizer o que fazer, mas ele não consegue prestar atenção, apenas quer seguir o seu desejo - Eu acho que gosto de você, Mickey...

          Emil o queixo do aluno, o puxando delicadamente pra baixo. Mickey fecha os olhos sentindo seu professor se aproximar de seu rosto cada vez mais e umedece os lábios em um ato automático, mas que serviu como um convite para seu professor. E esse teria usado muito bem desse convite, se não fosse uma interrupção.

     - Bom dia. - Otabek diz entrando na sala, acabando por quebrar clima entre o professor e aluno que ele nem sabia que existia.

     - Bom dia, Otabek! – Emil diz levantando e caminhando até a porta – Bom, eu vou indo para sala dos professores, tenho umas coisas a resolver lá. Até depois!

     - Ok... – Mickey sussurra vendo o professor saindo da sala.

          Otabek começa a andar na direção de Mickey, enquanto este o encara de modo estranho.

     - Bom dia, Beka! – Mickey, mesmo ainda envergonhado com as palavras do professor e quase beijo, tenta parecer normal.

     - Bom dia...- Beka diz mais baixo, estranhando o comportamento de seu amigo.

     - Ah... Otabek, você gravou o vídeo da apresentação? – o moreno se lembra do pedido de sua irmã na noite anterior.

          Seu colega acena a cabeça em resposta, afirmando.

     - Então me passa o vídeo! - Mickey pega seu telefone celular já a espera do vídeo.

     - Ok... – Otabek concorda e retira seu telefone do bolso, logo começando a lhe enviar o vídeo.

          Durante a aula, Emil tentava disfarçar os olhares que dava para seu aluno querido, mas não conseguia deixar de olha-lo. Agora o achava lindo até quando ele estava quieto pensando. O professor sorria a cada desviada de olhar de Mickey, que não conseguia encara-lo por muito tempo. E por fim, ficou pensando no que teria acontecido se Otabek não tivesse chegado, pensando em como seria ter o lábios de seu aluno nos seus.

          Mickey abaixou a cabeça, rezando para que o professor parece de secar ele durante a aula....  E acabou dormindo, pensando como seria sentir o gosto da boca do professor....

     - Crispino, você está bem? – a voz lhe fez voltar do sono

     - Anne... - Mickey sussurra abrindo os olhos e encarando a colega de sala.

     - Está bem? - Anne tinha sorriso gentil nos lábios finos. Seu cabelo preto e longo estava solto, deixando suas ondulações aparentes e sua franja caia sobre os dois lados do rosto.

     - Estou, por que a pergunta? – ele retribui o sorriso da garota da forma mais gentil que conseguiu. Se levantou e se apoiou nas costas da cadeira.

     - O professor não parava de te encarar, aconteceu algo entre vocês? – Anne pergunta aproveitando que apenas os dois estão na sala, já que todos haviam saído para o intervalo.

     - Por que a pergunta? – Mickey arregala os olhos ficando surpreso com a pergunta e então tenta disfarçar com um sorriso nervoso.

     - Na apresentação de vocês estavam tão íntimos e hoje o professor não parava de encarar você! - Anne disse pondo os cotovelos sobre a mesa de Mickey e em seguida apoiando a cabeça nas mãos.

     - Hum... nada não, por que? – agora Mickey estava curioso do que de tais perguntas.

     - É que, bem... – Anne sutilmente enrolou uma mecha de sua franja com os dedos sem sair de sua posição anterior. – Você acha que eu tenho chance com o professor, Mickey?

     - Chance? Com o professor? – ele processava tudo em sua cabeça até se tocar do que isso realmente tratava. Ficou mais surpreso do que esperava e sua vontade era de gritar para ela dizendo que não tinha nem 1% de chance, mas teria que ser educado.

     - Eu acho que não... – sorri minimamente.

     - Mas... ah... – a garota faz um bico – por que, heim?

     - Se não me engano, ele gosta de alguém – Mickey diz se lembrando das palavras de seu professor mais cedo – E parece que essa pessoa também gosta dele.

                                                  + + +

          Yuuko andava pela casa apressadamente, a procura de seu celular, já havia procurado em tudo quanto é lugar, até mesmo dentro da geladeira e dos armários da cozinha, mas nada de encontrar o aparelho. A mulher passou a mão no cabelo arrumando os finos fios que soltavam de seu rabo de cavalo e suspirou pesadamente andando até a sala, onde as trigêmeas estavam sentadas no sofá assistindo a algum programa.

     - Meninas - ela as chamou tendo a atenção das três. - Viram o meu celular? - as três negaram balançando a cabeça - Não está com vocês, está? - negaram novamente - Que me... - suspirou - Não consigo acha-lo, se acharem me entreguem, okay?

     - Sim, mamãe - as três disseram juntas.

     - Obrigada - Yuuko diz saindo, indo na direção do quarto procurar pela milésima vez o celular debaixo da cama.

          Quando a mãe virou as costas, Axel puxou seu telefone de debaixo da almofada e as três irmãs sorriram. O vídeo de Yuuri patinando estava carregando para ser postado no canal de Yuuko no YouTube, o carregamento estava quase concluído. O mundo iria novamente ver Katsuki Yuuri patinando.

                                                + + +

          Yuuri e Victor ainda dormiam, o russo havia despertado com seu celular tocando, mas o desligou e avisou a Phichit que nem ele é bem Yuuri iriam para a universidade, devido ao mal estar dela. Então voltou a dormir ao lado de sua sensei, que parecia estar tão bem dormindo, odiaria ter que acorda-la.

     - Yuuri! - Mari entra no quarto empurrando a porta com rapidez.

          Yuuri e Victor despertam na hora em um susto que faz a morena cair no chão. Mari encara os dois com um sorriso sacana no rosto e sua irmã ruboriza.

     - Olha só, não aconteceu nada... - Yuuri começa se levantando.

     - Eu sei que não, mas não é sobre isso que vim falar - ela diz animada - Yuuri, estão falando de você em todo lugar! Os canais locais não param de noticiar sobre você!

     - O que!? Por que? O que eu fiz? - ela pergunta desesperadamente preocupada.

     - Ue, é por causa daquele vídeo seu patinando seu último programa no canal da Yuuko - ela diz simples - Bom, tenho que ir.

     - Espera! - sua irmã já tinha ido. Yuuri se virou para Victor e o mesmo já estava com o celular na mão olhando o YouTube. - Não pode ser...

          Seu telefone toca sobre a cômoda e ela vai depressa atender. É a Yuuko.

          "Yuu, me desculpa, as meninas pegaram meu telefone é postaram, eu estou brigando com elas e tentando remover o vídeo, eu vou cuidar disso, okay?"

          A morena pode ouvir Yuuko brigando com suas filhas e as mesma dando respostas do tipo "mas todo mundo adorou", "já tem milhares de visualizações". Yuuri desligou a ligação sem responder e se jogou na cama, enterrando a cabeça debaixo do travesseiro. Isso não podia estar acontecendo.

          Não conseguia acreditar que as meninas haviam feito isso. Por que elas fizeram? Talvez pensando que isso poderia encoraja-la a voltar a patinar profissionalmente, como muitas pessoas querem, mas isso havia deixado Yuuri com mais receio ainda.

          Ao pegar seu telefone, pode ver todas as notificações, as mensagens que recebeu de seus amigos perguntando o que aquilo poderia significar, se ela voltaria. Havia uma hashtag nos trendingtops do Twitter com diversos usuários questionando se ela voltaria e mais ainda torcendo para que ela volte. Isso a deixava surpresa e apavorada. Pensava que nem se lembravam dela, então um vídeo é postado e todos aqueles que antes te davam apoio voltam e começam a lhe dar apoio novamente.

          Enquanto isso, Victor observava as pessoas falando de Yuuri na internet. Nos jornais, passaram-se matérias sobre a carreira de Yuuri e algumas análises de possibilidades de sua volta, que a maioria dizia se possível, já que a mesma ainda é nova e pelo que mostra o vídeo, está muito bem fisicamente. Então o russo passou a pensar se isso não seria melhor para ela, voltar a patinar. Estava mais do que explicito que patinar a deixava feliz, ela era muito mais feliz em um rinque do que em uma sala de aula. Fato que deixa Victor levemente triste ao pensar que pode perder sua sensei. 


Notas Finais


ROLOU YAOI NA FIC GENTE QUE LINDO
isso foi ciumes pela parte do Mickey que eu sei, não esconda querido hehe
O que acham que vai acontecer heim, a Yuuri vai voltar? Ou é melhor ser professora do Victor? Tan tan taaaaaam

[off]
Genti, perguntinha aqui no off. Tem alguma kpopper por aí? alguém que curte BTS e pá <3
Por que é o seguinte, postei uma fic do BTS a um tempinho já e to realmente esperançosa com ela, quem puder dar uma olhada, deixar um comentário, um favorito, agradeço de coração <3 E quem não conhece, pode passar a conhecer, minha escrita é meio diferente nessa fic hehe
https://spiritfanfics.com/historia/yulyeong-10751188
Obgd pela atenção ^^
Ps: outra autora, não me mate pela divulgação, amo vc <3

Bejunda :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...