1. Spirit Fanfics >
  2. Dear Sourwolf (Sterek) >
  3. Noite difícil - Parte um

História Dear Sourwolf (Sterek) - Capítulo 33


Escrita por:


Notas do Autor


Ei leitores do meu coração, feliz páscoa 🐰❤
Espero que tenham ganhado muito chocolate, mas quem não ganhou não se preocupe pq chocolate dá cárie KKKKKKKKK e em comemoração do feriado tá aqui um presentinho (que não dá cárie) pra vcs.

Boa leitura 🥰

Capítulo 33 - Noite difícil - Parte um


Stiles

1 mês depois:

— Não dá pra cancelar, Stiles. Eu tô planejando essa festa há semanas! — Lydia continua a negar meu pedido me fazendo cair de costas na sua cama e espernear — E também não adianta fazer birra.

Me sento e bufo alto, tentando demonstrar o quanto estou infeliz.

— Então eu não vou! — Cruzo os braços decidido e ela me encara com um sorrisinho.

Se eu me concentrar acho que consigo escutar ela me chamar de criança mentalmente

— É claro que você vai. — Scott se intromete na conversa ao entrar no quarto da Lydia carregando caixas

— Stiles ainda está chorando porquê a festa vai ser na casa dos Hale? — Isaac aparece logo atrás com mais caixas

— Por que ninguém me avisou? — Choramingo mais uma vez me debruçando na cama

— Você estava ocupado demais estudando e a não ser que você cedesse sua casa, a dos Hale é a melhor e única opção que temos.

— Exatamente. É grande e não tem vizinhos próximos para denunciar o barulho. — Scott a apoia e coloca a caixa em cima da cômoda da Lydia, Isaac faz o mesmo em seguida. 

— Sem falar que demorei semanas para convencer o Peter e o Derek a deixar a gente usar a casa, então eu não abro mão dela por nada! — A ruiva solta uma piscadela pra mim e dá as costas indo olhar as caixas que os meninos trouxeram.

Me sento e suspiro, não tem jeito. Lydia não vai mudar o local da festa e o Scott não vai me deixar ficar de fora... Eu terei que ir. Depois de um mês terei que retornar na casa do Derek.

Um mês. Faz um mês desde que terminei com o Derek e também um mês que eu não o vejo.

Não foi tão ruim quanto eu esperava... Fiquei apenas uma semana sem conseguir sair da cama e tive até um desmaio por não ter conseguido me alimentar, mas depois de ter alta no hospital e começar a frequentar uma psicóloga, direcionei meu foco a mim e aos meus estudos, afinal, eu havia acabado de passar por uma experiência em que quase acabei morto e faltava apenas algumas semanas para o ano letivo se encerrar. Graças ao meu esforço, fui aprovado, estou finalmente no último ano de ensino médio e agora posso aproveitar minhas férias.

Apesar do colégio ter organizado um baile de fim de ano, a Lydia não ficou satisfeita e decidiu então organizar outra festa, a que vai acontecer na casa Hale. Eu só descobri isso hoje que fui ler o convite e a festa vai acontecer daqui há algumas horas, nem tive um momento para me preparar e por isso estou literalmente surtando.

— Vocês não estão sendo sensíveis com o Stiles, ele está nervoso por que vai reencontrar o Derek. — Isaac caçoa

— Não estou não. — Minto descaradamente e eles rirem. — Ok... Eu estou.

— Uau, que revelação. — Lydia brinca, mas eu a ignoro e volto a falar

— Eu não sei se estou pronto para vê-lo, será que vou aguentar? e se ele tiver com alguém? E esse tiver mais gostoso? Por que tudo que fiz desde o nosso término foi engordar!

— Qual o problema dele estar com alguém? — Scott senta do meu lado na cama — Você não está saindo com o Danny?

— Não sei... O que temos é... Confuso.

Alguns dias depois do meu término com o Derek, Danny revelou que sempre sentiu algo por mim e que também entendia completamente como eu estava me sentindo, afinal, há uns meses atrás ele rompeu com o Ethan.

Então com essas duas informações ele sugeriu que se eu quisesse fazer algo para esquecer o Derek ou simplesmente parar de pensar nele por algumas horas, ele estava disposto a me ajudar.

Inicialmente eu achei ridículo, até que em um certo dia, no meio da madrugada eu dirigi de pijama até sua casa e nós transamos.

Foi bom, é claro que não chega ao pés do meu sexo com o Derek, mas foi... Diferente. No entanto para o meu azar a culpa me atingiu logo quando eu acordei. Eu não queria lidar com as coisas assim, por mais que o Danny não se importasse eu não queria trata-lo como alguém que serve apenas para me fazer esquecer do Derek, sem falar que dessa forma eu apenas ia remediar meu sofrimento, como disse a Sr. Baker, minha psicóloga. 

Então eu falei pra ele que aquilo nunca mais ia acontecer e que eu não estava pronto para iniciar algo com alguém no momento. Optamos por manter nossa amizade, mas dpeois do ocorrido confesso que nos tornamos muito íntimos e uma vez outra até acabamos ficando novamente, só que dessa vez eu não estava usando ele então não vendo nada de errado  decidi manter nossa relação assim... Amigos, porém amigos que se pegam... Mas totalmente sem compromisso.

— Eu não faço ideia do que vestir. — Choramingo.

— Relaxa, a gente te ajudar a procurar algo. — Isaac senta ao lado do McCall e eu sorrio agradecido — Você vai ser o mais gostoso da festa... Depois do Scott, é claro.

Eles se encaram e trocam selinhos.

— Ai que fofos. — Lydia comenta ao se virar para nós

— Eu vou vomitar. — E torno a me deitar na cama

— Hum... Stiles, se por acaso você se encontrar com o Derek você vai falar com ele? — Lydia questiona sentando do outro lado da cama e eu entro em pânico só com o pensamento

— Não... Ou sim? Não sei... Eu devo?

— Acho que não custa nada dizer um oi. — Isaac dá de ombros — O Scott roubou o namorado da ex namorada dele e ela ainda fala com ele.

— Ei. — Scott o empurra de leve — Eu não roubei nada, ele que se atirou para mim.

— Como não me atirar para um gostosão desses?

McCall o abraça pela cintura e na minha frente e na de Lydia eles começam a se agarrar, como se não existissemos.

Pego um dos travesseiros da Lydia e coloco no meu rosto para não ser obrigado a ver tal cena.

Eu odeio vocês.


• • •


— Você consegue? — Lydia chama minha atenção e eu assinto apesar de estar soando frio e cravando minhas unhas no banco do passageiro.

Depois de um mês aqui estou parado em frente a casa do Derek novamente.

Inconscientemente começo a lembrar de todos momentos que tive aqui — sendo 90% deles com o Derek — e sinto meu coração palpitar e o todo oxigênio do mundo sumir aos poucos. Quero sair correndo pela floresta até chegar na minha casa, mas ao invés disso ajeito meu cabelo no retrovisor e olho para a ruiva que me encara apreensiva.

— Sim, eu não vim "para a casa do Derek", eu vim para festa! — Sorrio tentando pelo menos parecer confiante — Vamos?

— Gostei de ouvir. — Lydia bate palminhas — Vamos!

Descemos do carro dela juntos e rumamos até a casa.

Assim que entramos eu fico surpreso, isso aqui está incrível. Lydia praticamente redecorou o lugar e não está mais parecendo uma casa triste e sem vida e sim uma boate.

Tem globos de luz no teto, led nas paredes e balões de luz espalhados pelo chão. Na sala ela fez uma pista de dança improvisada com direito a mais globos de luz, uma área para o DJ com caixas de som imensas — agora eu entendo o que o Scott quis dizer com barulho — e máquinas de fumaça.

A escada está enfeitada com mais luzes e no topo tem uma faixa escrita "Não Ultrapasse", não sei identificar se quem colocou isso foi o Derek, o Peter ou os dois juntos.

A cozinha é o único lugar que não está tão decorado, mas a bancada está repleta de petiscos e bebidas alcoólicas coloridas distribuídas em baldes de gelo seco.

Na parte de trás da casa onde normalmente ocorre os treinamentos é o lugar que pra mim ficou mais bonito. Tem lâmpadas amarelas penduradas iluminando todo local, poltronas e toalhas estendidas no chão, uma mesa de ping-pong, bacias de gelo com cervejas e refrigerantes e um narguilé.

— Ficou perfeito. — Elogio após Lydia acabar de me mostrar tudo

— Eu sei. — Ela sorri animadamente e me puxa pelo braço para retornarmos a cozinha — O DJ já devia estar aqui, vou ligar pra ele.

Assim que chegamos no cômodo vou até a geladeira em busca de uma garrafa de água. Já que eu não estava com muito clima para a festa de hoje e como eu sei que Lydia não se controla quando bebe nós combinamos dela beber e eu ficar sóbrio, além de tomar conta dela, irei ficar encarregado de leva-la para casa.

— Lydia, você só comprou bebidas alcoólicas, cerveja e refrigerante? — Pergunto ao revirar toda geladeira e não encontrar água — Cadê a inclusão para os hidratados?

Acabo pegando um refrigerante de uva e fecho a geladeira.

— As águas estão na gaveta de baixo

Uma voz grave soa suavemente atrás de mim, uma voz que claramente não pertence a Lydia e a quilômetros de distância eu reconheceria. Puta merda, Derek está aqui. Atrás de mim!

Após tomar coragem me viro e o encaro. Ele está parado segurando uma cerveja e... Nossa, ele conseguiu mudar drasticamente em apenas um mês. Seu cabelo tem um corte novo, sua barba está mais fechada e seu corpo... Wow... Meu medo se concretizou, Derek Hale está muito mais gostoso, sua calça preta justa esfrega na minha cara as coxas que nunca terei e seus braços parece que vão rasgar a sua camisa azul escuro.

A campainha da casa toca quebrando o silêncio desconfortável e logo em seguida escuto a voz da Lydia vindo de algum cômodo:  — Stiles, abre pra mim por favor?

Agradeço mentalmente por conseguir escapar dessa situação. O nervoso de estar encarando Derek está me dando tontura e saber que ele sabe que eu estou nervoso e meu coração está acelerado piora tudo, me dando vontade de vomitar.

— Eu vou... — Aponto para a porta da cozinha começando a dar pequenos passos

Derek apenas assente com um pequeno sorriso nos lábios. Ele não parece estar com raiva de mim e isso me alivia.

Saio da cozinha e vou em direção a porta da entrada. Minhas pernas estão tremendo, minhas mãos soando e minha boca está seca. Pelo menos ele não parece me odiar e isso é bom, apesar de ainda estar magoado eu ainda o amo... Será que ele ainda me ama?

Abro a porta e meus pensamentos se afastam assim que eu encaro o rosto do Danny.

— Danny. — Sorrio para ele e checo meu relógio no pulso — Chegou cedo.

Me afasto na porta permitindo sua entrada e noto que ele está carregando vários equipamentos.

— Lydia me ligou pedindo socorro. — Ele explica colocando o peso no chão — Aconteceu um problema com o DJ.

— Você é também é DJ? — Me surpreendo

— Não estou querendo me gabar, mas... Eu sou bom em muitas coisas. 

— Que Incrível.

— Mas eu só vou quebrar esse galho por que é a Lydia implorou. O que eu queria mesmo é ficar na pista de dança com você.

Dou um riso envergonhado e Danny se aproxima na intenção de me beijar, mas antes que ele conseguisse uma voz o interrompe: — Danny! — Lydia chama nossa atenção — Vocês terão a noite toda pra isso, vem logo.

— Ela tem razão. — Ele volta a sorrir e deposita um beijo na minha bochecha antes de pegar os equipamentos no chão — Até daqui há pouco.

Danny se afasta e eu me viro para voltar a cozinha para beber água mas a presença de alguém parado na escada chama minha atenção.

E é claro que esse alguém é o Derek me encarando com o maxilar retorcido, o olhar fixo no meu com uma expressão de... Tristeza?

— Derek... — Me sinto na obrigação de dizer algo mas ele dá as costas pra mim e começa a subir a escada

Observo ele entrar no quarto, fechar a porta e suspiro. Essa noite vai ser difícil.


Notas Finais


Um mês com os piticos separados, ai ai ai DOR.

Danny e Stiles, quem amou? quem odiou? (Derek com certeza odiou KKKKKKKKK)

Vocês acharam que essa reação foi o quê? Ciúmes? Tristeza? Decepção? Raiva? Tudo junto e misturado?

Próximo capítulo será com o Derek contando como foi o mês dele.

Espero que tenham gostado e até o próximo 🥰❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...