1. Spirit Fanfics >
  2. Dear•BabyGirl >
  3. 0.8

História Dear•BabyGirl - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Genteee voltei, espero que gostem desse capítulo, ta um pouco diferente ksksks

Boa leitura monamores!!

Capítulo 8 - 0.8


Acordei sentido uma paz enorme, Zayn se mantinha no meu lado dormindo, parecia até um anjo, e estranhamente eu me sentia atraída por ele, de uma forma inexplicável.
A forma que ele tava todo torto e segurando o celular era bem engraçada.

Deus, tenha piedade de mim!

Me levantei tentando não o acordar, o que deu super certo, peguei minhas roupas que ele já tinha deixado limpas e dobradas, e indo em direção ao banheiro, peguei meu telefone.
Eu não ia esperar ele acordar ou coisa do tipo, iria pra casa, até ele dar uma posição.
Eu estou me sentindo envergonhada por tudo  que aconteceu, e não queria ter que ver ele acordando e ter um diálogo, seria muito estranho.
Depois que troco de roupa, pego uma escova de cabelo que tinha ali, e olha, vários fios loiros. Eu me sinto tão mal por ter beijado ele, ele namora e isso está muito mais que errado, jesus!
Liguei meu celular, e tinha umas quatro ligações do Thomas, umas duas no Niall.
Eu estou extremamente irritada com o Thomas, ele está tão grudento, e querendo sair a todo momento, que eu não consigo nem ter tempo para mim, mas poxa eu entendo o lado dele também, deve ser um saco morar em uma cidade sozinho, sem nenhum conhecido.

Abro uma gaveta procurando uma escova de dente, que não esteja usada, e acabo por achar, fechadinha na caixa.
Depois que termino de me arrumar e saio do banheiro.

-Aiii...- deu um berro ao ver o Zayn sentando mexendo no celular, porra que susto, será que ele não vai mais parar de me dar sustos, mesmo não querendo.

-Bom dia.- falou me olhando de cima a baixo, bom eu estou com uma roupa de festa, portanto, creio que eu esteja atraente.— Dormiu bem?- ele me pergunta mesmo  sem me olhar, o que me incomoda um pouco.

-Aham.- digo pegando meu sapato.

-Onde vai? Achei qur você iria dormir mais.

-Eu preciso ir para casa, Niall me ligou algumas vezes, e não acho legal deixar ele preocupado.

-Eu falei pra ele que você está comigo...

-VOCÊ O QUÊ? Zayn tu ta louco?- ele só pode estar brincado, como assim cara, que idiota. Meu deus eu to ferrada!

-Sem exagero Sophia.-ele fala carrancudo e se levanta da cama, e poxa porque tão gostoso? Sem camisa então...

-E... e por acaso tu dormiu comigo?- ele nega rindo nasal sem graça alguma.

-Óbvio que não, deitei agora pela manhã porque não aguentava mais minha costas, e me diz que tu não queria que eu deitasse.- ele fala todo convencido, e me limito a responder. Bufei e segui meu camimho pelo andar de baixo.

-Vou indo!- informo e pego minha bolsa.

-ESPERA!- não dou ouvidos para ele, abro a porta com um sorriso na cara, porém algo taoa meus olhos, e minhas mãos são puxadas para trás.
Alguém me empurra para dentro do que eu acredito ser um carro, imediatamente penso e grito por socorro, mas minha boca é coberta também. Meu deus o que é  isso?

-Que... O que...- não consigo falar pelo desespero, eu não sei o que pensar, sinto meu celular vibrar, mas ao mesmo tempo a pessoa tirar de mim.
Jesus eu... não fiz nada à ninguém, não tem porque eu estar aqui.
Meu rosto estava coberto por lágrimas e eu não conseguia parar de soluçar, eu não sei o que pensar, não sei o porque de estar aqui. Eu só sei sentir um pavor fora do normal, meu coração parecia qje ia sair do peito, eu tremia e soluçava a todo segundo. Só quero acordar e ver que não é nada real, por favor...

Zayn

Fazia seis horas que a Sophia tinha saido daqui, ate liguei para ela mas nada, Niall me ligou perguntando dele.
E eu estou totalmente nervoso, liguei para um amigo da polícia e ele não tinha sido informado de nada, porém também não é considerado desaparecimento.
Eu estou puto, eu  falei para ela não sair, porra cara eu disse!
Mas minha preocupação é muito maior,  em pensar que ela possa estar mal, ou ferida. Merda eu sou um babaca, que droga!
Pela milésima vez tento ligar para ela e nada! Então decido ligar para o Niall:

-Niall, algum sinal dela? Porra eu já deixei vários recados, e liguei mais de vinte vezes só nos últimos dez segundos, e nada mano, me diz por favor que conseguiu falar com ela, nem que ela esteja com o fodido do Thomas, por favor cara...

-Zayn, deixa eu falar porra! Ela não apareceu, eu liguei pro fodido do Thomas e nada, eu não sei mais o que fazer, já sai com o Liam e o Louis para procurar, mas nada mano!

-Tu chama o porea do Liam e não me chamou? Qual a merda do teu problema?

-Liam estava aqui comigo Zayn, e não enche porra!

-Niall, eu vou procurar sozinho, e merda se eu não...

-Mano eu liguei para a brigada, eles não podem fazer nada anted de vinte e quatro horas no mínimo... Acho melhor esperar ai, quando vê ela vai direto ai. A gente não sabe se não é uma crise, quando vê ela foi no orfanato, a mano sei lá, não quero pensar nada negativo!

-Esse é teu problema Niall, tu  ta sempre querendo fugir da porra da REALIDADE, só que se tu não se importa eu me importo merda!

-Cala boca seu idiota! Só que se desesperar não adianta porra!

Um barulho de carro parando aqui se torna alto, e um estrondo na porta, merda será que é ela porra!

-Cala boca Niall, depois te ligo!- jogo o celular na cama e corro para o andar de baixo, o carro já tinha ido embora,  porém ainda podia ser ela, corro ate a porta, quando abro, vejo aquela menina jogada no chão, inconsciente, porra ela ta toda machucada, os braços roxos, e a roupa toda rasgada. Que diabos fizeram com ela?
Pego a mesma no colo, e entro tentando fechar a porta, ela precisa de um banho, e depois... Porra o que eu faço depois?

Eu não sei o que aconteceu e estou apavorado com o estado que ela está.
Subo com ela e a deito na cama, para tentar tirar o resto da roupa dela, pelo menos o que sobrou. Mano quem fez isso? Estou horrorizado, a pior parte foi ver que no meio das pernas dela está cheia de sangue. PORRA SE EU DESCOBRIR QUEM FEZ ISSO, EU MATO! Porra eu juro que mato!
Deixo ela deitada na cama, e vou até o banheiro ligando a água quente da banheira, estou tão chocado e me sentindo tão culpado, não consigo imaginar alguém fazendo isso com ela cara, imagina de fosse com alguma dad minhas irmãs então, mano do céu eu tô  muito puto, eu sinto vontade de chorar e de qubrar o filho da puta que fez isso.
Enquanto a bainheira enche volto pro quarto, e pego ela no colo, e volto para o banheiro de novo, ela esta com um expressão de cansada e triste, mesmo inconsciente. Céus eu não sei o que fazer.

...

Eu fei banho nela com o maior cuidado e carinho possível, logo depois troquei os lençóis da cama, por causa do sangue que tinha ficado ali, porra ela era virgem, e... e  agora ela vai ter traumas da... porra da primeira vez dela.
Ela estava deitads do meu lado, e eu vi que ela tinha acordado só pelo choro, embora silencioso, era um choro angustiante, eu só sabia abraçar ela, e parecia que quanto mais eu abraçava mais o choro ia deixando de ser silencioso.

-Shiii, calma, agora você está aqui, eu sei que não esta tudo bem, mas eu juro que vai ficar, eu... eu prometo Sophie por mim, porra eu estou aqui. - ela não conseguia falar, apenas soluçar e chorat, chorar alto. Aquilo estava me partindo o coração, ela não merece, não mesmo, nenhuma mulher merece passar por tal covardia. Cara eu vou achar esse filho da puta e matar ele, porque se ele fez isso com ela, ele faz com qualquer outra mulher.

-Quer conversar?- ela negou mais do que de pressa e eu só assenti—Tudo bem.- ela deitou no meu peito e chorou, voltando aqule choro silencioso e angustiado.

-AAAA....- ela soltou um berro, que não parecia nem um pouco ter diminuído o sofrimento, aquilo fez eu soltar uma lágrima, eu não conseguia controlar minha repulsa e meu sofrimento de ver ela assim.

Aos poucos Sophia ia se acalmando, não sei se era o sono ou o quê, mas ela estava mais calma, eu não desgrudei dela um segundo se quer, acada segundo que passava parecia que eu a apertava mais em mim, ela ainda chorava, mas nada comparado a antes.
Eu a ofereci comida ou algo para beber, mas nada resolveu, já fazia umas duas horas que ela estava deitada e agarrada à mim, e minha preocupação de ela não ter comido nada o dia todo batia cada vez mais forte.
Olhei pra ela e vi que ela tinha dormido, merda, toda vez que eu olho pra ela me da um aperto no peito, ver ela tão frágil assim.
Eu ja tinha avisado ao Niall que ela estava comigo, mas nada mais que isso, não sei se ela iria querer falar.
Só sei dizer que meu peito dói, jamais desejo isso para alguém, é o pior tipo de sensação possível, é tu saber o que  aconteceu e não poder ajudar.
Eu só quero descobrir o desgraçado que fez isso, e acabar com a vida dele...


Notas Finais


Gente, me digam o que acharam disso tudo, e quem vocês acham que era?
Só sei dizer que; O Zayn está disposto a acabar mesmo com a vida desse(s) cara(as), fiquem de olho nos próximos caps, que vai ter umas coisinhas perdidas por ai!
2 bjs pra vcs!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...