1. Spirit Fanfics >
  2. Deardrops >
  3. A Proibição Do Rock

História Deardrops - Capítulo 15


Escrita por: EscritorBR

Notas do Autor


Se no Capítulo tiver alguma música da banda original, nas notas finais terá o link para a canção. Espero que gostem :)

Capítulo 15 - A Proibição Do Rock


Shoichi estava na Selene ajudando no ensaio como sempre, o rapaz estava caminhando com a Kanako-Sensei pelos corredores, e a disse da audição que iria realizar junto com a sua banda.

Kanako: Um conserto? Eu quero ir. Por favor, me venda um ingresso – diz muito alegre.

Shoichi: Muito obrigado, mas ainda não estão prontas, quando eu as tiver te vendo uma.

Kanako: Obrigada, Suganuma. Não vá esquecer – olha um pouco preocupada pro Shoichi – você vai estar ocupado. É muito trabalhoso revisar o ensaio do coral, não é?

Shoichi: Não, é muito informativo pra mim – o rapaz está bastante preocupado com a Riho, por conta da garota estar sendo intimidada, o jovem está curioso pra saber quem está fazendo isso.

Tomoko: Vamos rápido. O que vamos fazer se alguém nós ver?

Shoichi: Hmm?

Várias garotas estava correndo pelo corredor, todas eram da classe da Riho, o Shoichi olha pro objeto que estavam carregando, são sapatos.

Kanako: O que essas garotas estão fazendo? Sempre digo a elas pra não correr pelos corredores.

Estavam correndo desde a entrada da escola, com um par de sapatos na mão.

Shoichi: Será que…. Sensei, poderia ir pra sala de aula, por favor. Tenho que ir pro banheiro.

Kanako: Claro, pode ficar à vontade.

O Shoichi foi correndo pra entrada da escola, e abre o armário da Riho, os seus sapatos não estava mais lá.

Shoichi: Justo que eu pensei – sussurra.

As garotas que o rapaz encontrou nos corredores, acabaram de pegar os sapatos da Riho.

Shoichi: E agora, o que eu faço?

 

ENTÃO...

 

Kanako: Com isso acabamos o ensaio de hoje, vamos começar as nossas aulas.

Alunas: Sim, muito obrigada – o ensaio do coral tinha acabado, e como de costume, a Riho não estava presente.

Shoichi: Tomoko, tem um minuto? – se aproxima da jovem.

Tomoko: Huh? Eu? – fica surpreendia por ser chamada pelo Shoichi – o que houve? Será que vai se confessar?

Shoichi: Não é isso, só quero falar com você sobre algo.

Tomoko: O que é? Pode falar.

Shoichi: Vem comigo – o rapaz sai da sala junto com a Tomoko.

Lá no corredor, o Shoichi fala que a viu levando os sapatos da Riho.

Tomoko: Ah, então você viu – admitiu com muita facilidade, ela pensou que não é nada tão importante, então disse com um sorriso no rosto.

Shoichi: Por que você fez isso?

Tomoko: Porque eu a odeio – respondeu de uma maneira bem simples.

Shoichi: Bem, a Riho é uma garota que não gosta muito das outras pessoas, mas....

Tomoko: Ninguém da nossa sala gosta dela. Afinal, ela nem olha pros outros, e age como se fosse melhor que todo mundo. Não está nem ai pra gente, você me entende, não é Sensei?

Shoichi: Bem, pode parecer isso, mas eu não acho que a Riho é assim. E além disso, acho uma perda de tempo tentar intimida-la, parece que a Riho nem sequer está ligando pra isso.

Tomoko: É sério? – a garota está sem palavras – essa garota.... – aperta seus dentes frustrada.

Shoichi: Por que não deixa as coisas como estão?

Tomoko: Não, se pararmos agora ela irá vencer, não aceito isso. Trabalhar duro sem nem mesmo ter tempo…. Isso é muito ruim.

Shoichi: Mas acho que Bullying por si só, já é algo muito ruim.

Tomoko: Eu sei isso – levanta um pouco sua voz. Sabe que é algo errado de se fazer, mas ficou muito irritada em saber que tudo que fez até agora foi em vão.

Shoichi: Não acho que continuar com isso faria você se sentir melhor, Tomoko.

Tomoko: Então o que eu deva fazer? – pergunta rangendo os dentes, até parece uma criança.

Shoichi: Bem.... A Riho está bastante concentrada na música, principalmente em cantar.

Tomoko: Cantar? Então por que ela não está comparecendo nós nossos ensaios?

Shoichi: A Riho canta com muita seriedade, então ela acha que não faz sentido cantar com vocês se não levarem a sério – Tomoko fica com muita raiva em saber disso.

Tomoko: Então significa que ela acha que não é digna de cantar com a gente, isso é muito irritante.

Shoichi: Por causa disso vocês devem levar o coral mais a sério, só desse jeito conseguiram chamar atenção dela.

Tomoko: Você acha que será tão simples assim?

Shoichi: Completamente, a Riho é bastante simples. Ela não tem nenhum interesse para as pessoas que aparecem navegando ao longo de sua vida, mas valoriza aqueles que dão tudo de si em algo, principalmente na música.

Tomoko: Em outras palavras, ela acha que estamos brincando. Grrr, essa menina me irrita mesmo, estamos trabalhando muito duro para o Festival Escolar.

Shoichi: Por que não tenta trabalhar mais duro ainda no coral, pra chamar atenção da Riho?

Tomoko: Está bem, não gosto em pensar que ela é melhor do que a gente. Vou fazê-la assumir a derrota.

Shoichi: É assim que se fala, vou fazer o possível pra ajudá-las.

Depois disso, o próximo ensaio do coral foi completamente diferente, parecia que as alunas iriam pegar fogo de tenta determinação. A Tomoko conseguiu convencer as demais pra praticarem mais a sério.

 

MAIS TARDE...

 

Shoichi tinha acabado de chegar na Casa Noturna e se encontra com a Kanade.

Kanade: Oi Shoichi. Parece que está bastante concentrado com o coral da escola ultimamente.

Shoichi: Essas garotas tem muito poder. Uma vez que se decidem em fazer algo, são incríveis.

Até a Kanako se surpreendeu de tanta determinação de suas alunas. Obviamente estão tendo resultados surpreendente, com esse ritmo com certeza ficaram cada vez melhores.

Kanade: Então mal posso esperar. Só falta alguns dias, não é? Estou ansiosa.

Shoichi: Agora só falta a Riho participar também, tenho certeza que ela ficara surpresa se as escutarem cantando.

Kanade: A Riho continua a mesma?

Shoichi: Ela não vai nos ensaios e nem se interessa pra falar a verdade, não tem nem um pouco de cooperação. Acho que posso entender como sente a Tomoko.

Kanade: Mas essa garota.... A Tomoko.... Gosta bastante da Riho, não parece?

Shoichi: Você também acha isso, Kanade? A Tomoko perece uma criança que está querendo chamar atenção de alguém que gosta.

Mas a pessoa que a garota quer chamar atenção, nem sequer está interessada nela. Então a Tomoko quer fazer o possível pra que a Riho a note.

Kanade: Nas escolas pra garotas, tem muitas que admiram outras garotas. Inclusive no dia dos namorados, muitas dão chocolates pra outras garotas. E a Riho parece ser uma pessoa muito madura, tenho certeza que as garotas da idade dela querem ser cada vez mais independente, então quer chamar atenção da Riho.

Shoichi: Ela pode parecer uma garota madura, mas é bastante infantil por dentro.

Kanade: Se todas começaram a levar a sério o coral, tenho certeza que a Riho ficara interessada.

Shoichi: Eu também acho.

A Riho nunca mentiria a respeito sobre a música, se ela acha que é horrível nunca ficara interessada, mas é bastante honesta quando é algo perfeito. Mas os problemas só estavam começando. Estava na hora do ensaio da banda, mas a Yayoi estava irritada com algo.

Yayoi: Essa mulher me irrita muito.

Rimo: Por que você está tão brava?

Yayoi: Escutam só, acabaram de cancelar a nossa apresentação no Festival Cultural.

Shoichi: Que? Cancelaram? Mas ainda falta duas semanas, por que cancelaram assim do nada?

Yayoi: Por isso que é algo repugnante, parece que alguém muito importante apareceu e disse, “tocar Rock nessa escola é inaceitável”.

Eiji: O que foi isso? É uma visão completamente distorcida pra decidir apenas em alguns dias - fala um pouco irritado, até a Riho não gostou em saber disso.

Riho: Essa academia é muito velha, então existe várias regras podres.

Rimo: Na minha escola não ligam pra isso. No Festival Cultural no ano passado, tinha uma banda de Rock que até pintou seus cabelos de rosa.

Yayoi: Festival Cultural. Que Cultural que nada. Grrr, isso me deixa bastante irritada – a garota não consegue esconder sua ira.

Shoichi: Mas isso é horrível, quem é essa mulher a final de contas?

Yayoi: É uma velha que se chama Noda, parece que tem um cargo importante na prefeitura. Pelo que eu sei ela doa bastante dinheiro pra nossa academia, então anda se intrometendo nas decisão do Conselho Estudantil. Como contribui pra escola ninguém pode ficar contra ela.

Riho: Quem essa velha pensa que é? Só porque doa dinheiro pra nossa academia, acha que é alguém importante? Que mulher irritante – essa é um tipo de pessoa que a Riho claramente odeia.

Eiji: Bem, administrar uma escola continua sendo um negócio. Isso é algo estupido, mas não tem muito o que fazer.

Yayoi: Não posso aceitar isso tão fácil assim – diz batendo seus pés com força no chão, e também estava chorando um pouco – parece que muitos inventos estão sendo cancelados por causa da Noda.

Shoichi: Que? Isso é sério? – o rapaz tem um mal pressentimento sobre isso.

 

NO DIA SEGUINTE...

 

Quando o Shoichi foi pra sala na Selene pra ajudar a classe da Kanako, estava tendo muito zumbido, mas uma vez o pressentimento do rapaz se tornou realidade.

Shoichi: O que está acontecendo?

Kanako: Ah, Suganuma. Parece que temos um problema....

Shoichi: Problema?

Kanako: Está acontecendo várias queixas, então alguém está cancelando alguns eventos para o Festivas Cultural.

Shoichi: Por acaso é alguém que se chama Noda?

Kanako: Oh, você a conhece? Prece que ela é uma ex-aluna da academia, mas...

Shoichi: O nosso coral continua de pé, não é?

Kanako: Parece que estão se queixando sobre o nosso coral também.

Shoichi: Mas por que o nosso coral?

Uma coral é algo normal nas escolas, principalmente academias como a Selene.

Kanako: Parece que ela tem alguns problemas com músicas ligadas ao Rock. Ela disse que Rock é uma música que não serve pra eventos nessa academia.

Shoichi: Seleções de músicas? o que está acontecendo? Essa pessoa compreende bem essa situação? Ela deveria entender se conversarmos ou mostrarmos do que estamos planejando?

Kanako: Não acho que vai dar certo... – diz bastante preocupada – ela é uma pessoa que não muda de opinião, sempre foi assim.

Shoichi: Mas todas estão trabalhando duro pra isso….

Tomoko: Suganuma-Sensei, acho que deveria desistir. Provavelmente é algo impossível. Essa bruxa nunca muda a sua opinião.

Kanako: “Essa bruxa”? Não deveria chama-la assim. Mas eu entendo seus sentimentos...

Noda é a antiquada ex-aluna na academia Selene e que trabalha na prefeitura na cidade. E também doa muito dinheiro pra escola, e por causa disso os administradoras da academia não pode ignora as suas opiniões, assim como a Yayoi disse.

Kanako: Agora que todas estavam levando a sério, é realmente uma pena.

Shoichi: Por que pelo menos não tentamos conversar com essa Noda?

Kanako: Que? Quer falar com ela? Isso é uma boa ideia. As opiniões dentro da escola não resolve, mas se alguém de fora falar poderá mudar as coisa.

Shoichi: Então vou perguntar pra ela se não deixa a gente continuar com a nossa seleção musical atual.

Kanako: Por favor, seria ótimo. A Noda ira vir aqui amanhã bem cedinho, assim poderá perguntar pra ela.

 

MAIS TARDE...

 

Shoichi estava na recepção, todos os membros do Deardrops estavam lá, o rapaz disse que irá conversar com a Noda.

Yayoi: Que? Shou, vai mesmo tentar conversar com aquela mulher – os olhos da jovem brilham.

Shoichi: Vou falar com ela amanhã de manhã, vou fazer o possível pra ela mudar de ideia.

Eiji: Que amável da sua parte se intrometer em assuntos que não é da sua conta. Estou impressionado.

Yayoi: CALADOOOOO – grita e soca o braço do homem com força.

Eiji: Ei, o que pensa que está fazendo, doeu sabia?

Yayoi: O Shou está tentando nós defender. Então não o provoca com isso.

Eiji: Urk…. E-eu sinto muito – é a primeira que o Shoichi vê o Eiji assim depois de apanhar, o rapaz estava realmente impressionado.

Yayoi: Shou, eu realmente conto com você. O nosso destino depende de você. Deus, Buda, Shoichi.

Shoichi: Você já está exagerando.

Yayoi: Mas nesse ritmo poderá ser o pior Festival Escolar da história, além de ser o meu último. A nossa escola nunca nós deu tanta liberdade como deram, sabia? Coisas como barracas de refrescos e casas mal-assombradas estavam fora de questão, não eram nada além de peças e coros. No ano passado finalmente nós ficamos bastante agradecidas pela escola nós dar mais liberdade, a escola deixou a gente fazer uma obra original sem ser Shakespeare... Então faça a Noda comer as suas palavras, eu até já comprei uma máscara pra usar na nossa apresentação.

Shoichi: Você ia com uma máscara para a sua apresentação no festival?

Yayoi: Estou tentando interpretar um Guitarrista mascarado de outro universo que procura o homem que matou meu instrutor, o tio Jam.

Riho: Então você vai falar com a Noda, não é? Eu vou com você.

Shoichi: Quer ver a Noda?

Riho: Qual o problema? Quero falar algumas coisas pra ela – é uma péssima ideia deixar as duas se encontrarem, e o Shoichi sabe disso.

Shoichi: Por que quer se encontra com ela? Não quer bater nela, não é?

Eiji: É exatamente o que ela está planejando, não? Da pra ver escrito na testa dela que está pronta pra isso. Deixa que vá com você, poderá ficar bem interessante – diz com uma piada.

Shoichi: Se você vir provavelmente irá piorar as coisas, então não venham está bem?

Riho: Definitivamente eu vou, não consigo descansar se eu não fazer isso.

Shoichi: Por que está tão irritada se nunca compareceu nós ensaios do coral? Acho que não deveria ir.

 

NO OUTRO DIA DE MANHÃ...

 

Shoichi estava na sala de aula junto com a Kanako-Sensei, lá estava também a Noda inspecionando a classe.

Noda: Cantar Rock no nosso sagrado Festival Escolar é algo terrível – é um tipo de pessoa que se nega escutar as opiniões dos outros.

Todos da sala, inclusive a Kanako-Sensei estavam assustadas, ouvindo a Noda falar, mas a Riho estava claramente com raiva, sim, ela está na sala de aula.

Noda: Parece que nós últimos anos o Festival Cultural está trocando os objetivos, não é verdade? – expõem sua teoria. Diz com uma voz confiante e mostra que não pretende mudar a sua opinião.

Kanako: Bem, Hmmmm.... O Rock é considerado um gênero musical, muitas pessoas pelo mundo gosta desse tipo de música.... – a professora tenta persuadi-la, mas a Noda não gosta.

Noda: Existe coisas boas e más com uma música delinquente como o Rock? É difícil eu acreditar nisso - a Riho fica claramente com raiva com as palavras dela, e não se importa em esconder – além disso, Rock nem é consideram como uma música. Todos que as tocam são marginais incapazes de viver na sociedade, não acha? E nas Casas Noturnas rolam muito consumo de drogas não é? Se esses lugares são contaminados com isso, a nossa maravilhosa escola poderá também.

Kanako: Não acho que seja algo tão extremo assim....

Noda: Além disso, drogas e sexo andam juntas também. Não podemos deixar que nossa as alunas vivam em lugares como esses – continua falando a sua visão completamente distorcida.

A Noda só está querendo enxergar o lado negativo do Rock, e nem quer conhecer o lado positivo, nem mesmo o Shoichi consegue permanecer calado.

Shoichi: Por favor, espere um pouco – quando o rapaz fala, a Noda o olha como tiveste acabado de reparar que ele estava presente.

Noda: Quem é você?

Shoichi: Bem.... Eu sou Shoichi Suganuma.

Noda: Shoichi Suganuma?

Kanako: Ele está nos ajudando nó ensaios do coral. Afinal, ele é um grande musico.

Noda: Shoichi Suganuma...... o grande musico........ Agora entendi.

Shoichi: Noda, me escute por favor. Você fala como se o Rock fosse alguma coisa inútil, mas atualmente tem vários tipos de gêneros dentro do Rock. Acho que a senhora está se equivocando, creio que o tipo de Rock que está imaginando é completamente diferente do que queremos apresentar. Por que não tenta escutar primeiro, e depois de a sua opinião? – Noda olha furiosa pro rapaz quando termina de falar.

Noda: Você é aquele Violinista...

Kanako: Você conhece ele senhora Noda? O Suganuma é um Violinista Famoso.

Noda: Ele é o grande Shoichi Suganuma, é claro que eu o conheço. Meus filhos são fanáticos por você. E eu também já fui em alguns dos seus consertos.

Shoichi: Bem.... Obrigado.

Kanako: Então a senhora também é uma grande fã do Suganuma? Que legal. Acredito que agora a senhora pode compreender....

Noda: Mas é claro, agora entendi tudo. Qualquer música ligado ao Shoichi Suganuma deve ser banida dessa escola.

Shoichi: Huh?

Kanako: É.... o que quer dizer com isso?

Noda: Shoichi Suganuma é um delinquente forçado a sair depois de causar uma violência sem precedentes em umas das orquestras históricas na Alemanha – as garotas na sala deixam o silencio, e começam a conversar entre si – você agrediu um colega na orquestra e o deixou com um dano permanente, não foi? Qualquer música ligada a esse homem, não pode ser boa coisa. Depois de tudo, uma pessoa assim nunca poderá entender o que é música de verdade. Por tanto, você ficara fora desse Festival, está claro? – olha bem seria pro Shoichi – não faço ideia como você conseguiu se infiltra nessa escola, mas eu deixarei alguém na entrada que não permita mais sua entrada. Creio que é também uma má influência para nossas alunas, então quero que se retire dessa academia. E é claro, estará proibido vir no Festival Cultural.

Um clima pesado fica na sala, o Shoichi sente que foi humilhado e completamente derrotado.

Kanako: Isso é.…. O Suganuma não é esse tipo de pessoa....

Noda: Então você ficaria responsável por qualquer problemas que irá aparecer no Festival? Se não for, fique calada.

Kanako: Bem.... Hmm…. E-eu sinto muito.... – a professora está completamente congelada na frente da Noda.

Noda: Suganuma, o que está fazendo agora que deixou o Violino?

Shoichi: Estou trabalhando numa Casa Noturna....

Noda: Casa Noturna? – os olhos da velha brilharam – vejam só, isso só prova o que eu acabei de falar, Rock é algo que pessoas como esse homem problemático realiza.

Kanako: Problemático? Isso é.... – Noda ignora a jovem professora, e encara as alunas.

Noda: Agora todas já sabem, fiquem longe da Casas Noturnas e do Rock. Vocês tem ideia quantas garotas ficam gravidas nesses lugares?

Ninguém da sala move um musculo, todas estão congeladas e quietas, mas....

Riho: Você veio aqui só pra falar isso, sua bruxa velha? – vem indo na direção da noda

Noda: B-bruxa velha? – os olhos dela se abriram surpresa.

Shoichi: Ah.... – Riho chega perto da Noda e dá uma bofetada bem forte do rosto da velha.

Noda: ....... O que?

Riho: Não sei você se acha alguém tão importante assim pra falar essas asneiras, mas pessoas que são geniais não menosprezam os outros assim, não é verdade?

Noda: O-o que disse?

Riho: O que você sabe sobre o Shoichi? Nem sequer sabe os sentimentos dele pra tocar Rock.

Noda: Não preciso saber dessas coisas. O mais importante, você me agrediu.

Riho: Você não aprendeu na escola primaria para colocar seus sapatos no armário entes de entrar na escola? - no Japão, as pessoas não entra nos lugares com sapatos, e na escola guardam num tipo de armário na entrada, mas a Noda estava usando dentro da escola - você não está sabendo os conceitos básicos que se ensina pra uma criança no jardim de infância. Se me perguntarem sobre você, irei falar que é uma pessoa sem valor.

Noda: O que.......... Você......

Tomoko: Ffftt…. Olha só a cara dela.... – todas das sala começam a rir da Noda.

Noda: Que falta de educação, nunca fui tão insultadas assim na minha vida. Você acha que irá sai dessa numa boa?

Riho: O que é isso? É uma ameaça? Falou como uma membra da Yakuza.

Noda: Que?

A noda fica vermelha de raiva, mas nem sequer fala algo pra Riho, era como se as palavras não quisessem sair.

Shoichi: “Que mulher” – pensa.

Noda: O que está acontecendo com essa classe? Que tipo de educação recebem nessa academia?

Kanako: Bem…. Estamos ensinado pra nossas alunas de acordo com os princípios desse academia, que é ajudar os necessitados e lutar contra os mais fortes.

Noda: Já é o suficiente, vou conversar com o diretor dessa escola. Não permitirei um Festival Cultural desse jeito – depois de falar, deixa a sala.

Kanako: ......... Isso está virando algo horrível, não está?

Shoichi: Sim.

Parece que a ideia de fazer a Noda aceitar a programação pro Festival, teve um efeito ao contrário.

Kanako: Suganuma, será que vão me despedir?

Shoichi: Não acho que chegaram tão longe assim..... Ficara tudo bem, Kanako-Sensei – dói o coração do rapaz, por não ter total certeza sobre o que acabou de dizer.


Notas Finais


Espero que gostaram :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...