História Death Angel- Jeon Jungkook (imagine hot) - Capítulo 1


Escrita por: e Sweethear_7w7

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Mamamoo
Personagens Hwasa, Jackson, Jeon Jungkook (Jungkook)
Visualizações 98
Palavras 609
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie bolinhosssss, tudo bom?

Sim, estou repostando kkkk

Então, vocês sabem como eu gosto de coisas místicas, certo?

Estou fazendo um teste com essa fic, espero que vocês gostem, se não eu apago kkkkk

(Está pequeno pois é apenas o prólogo).

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Death Angel- Jeon Jungkook (imagine hot) - Capítulo 1 - Prólogo

 

-E esta menina- Virou seus olhos negros para mim- Ela é um milagre, uma benção divina, foi posta no mundo para seguir a obra de Deus- Forcei um sorriso acenando para o público de meia idade ali presente- Porque, afinal, ela curou minha mulher do câncer.

O suspiro da plateia, algumas palmas ali outras aqui e o sorriso vitorioso do pastor, finalmente tínhamos chegado na parte em que todos esperávamos.

-Isso mesmo, senhoras e senhores- O pastor continuou- Esta menina, minha filha, é a nova santa do século XXI.

Olá, meu nome é S/n. S/n Mountwhite para ser mais específica. E eu, S/n, odeio minha família.

Respondendo sua pergunta mental: Não, eu não curei minha mãe, e, não, eu não sou uma santa.

Na verdade, nem perto disso, não sei nem o que estou fazendo aqui.

-S/n Mountwhite é uma enviada dos céus- Gritou um atleta, claramente ironizando, de um dos últimos bancos da igreja.

-Se isso é o que tem nos céus, prefiro ir pro inferno- Jackson Wang, aquele famoso gostosão da escola, gritou em seguida.

Criativo, muito criativo.

Meus olhos se focaram em um ponto atrás dos ombros gigantes de Wang chegando à pele branca de Hwasa.

Hwasa é minha melhor amiga desde que cheguei a Goyang, Coréia do Sul, há seis anos, uma pena que temos ciclos de amizades completamente diferentes.

-Celiny, minha querida, poderia começar o louvor?- Ouvi meu pai cochichar para minha progenitora que assentiu cordialmente.

E logo nossos ouvidos foram tomados pela voz melodiosa e arrastada com sotaque britânico da minha mãe.

Desci do palco mexendo em meu vestido rosa claro já pensando em alguma desculpa boa o suficiente para não precisar continuar aqui, mas algo me chamou atenção, um homem de terno preto e porte elegante encostando do lado da vasilha com água benta.

Seus fios eram de uma cor preta cintilante e sedosa, parecia ter saído da mais brilhosa galáxia.

Mas algo estava errado, sua presença fazia meus pelos arrepiarem e seus olhos focados em mim não ajudava muito.

"Ok, estranho..." pensei me sentando ao lado de um senhor qualquer no primeiro banco.

Decidi olhar para o lugar onde o homem se encontrava antes mas ele havia desaparecido.

"Ok, ainda mais estranho..."

Foquei no palco e la estava ele atrás de meu pai.

Arqueei as sobrancelhas confusa, o que ele estava fazendo ali? Ou melhor, como ninguém o via?

Suas mãos brancas levantaram junto a uma faca enquanto meu pai me encarava sorridente.

Tudo parecia em câmera lenta, o vento lá fora ja não soprava mais assim como o choro da criança chata havia parado.

-NÃO!- Gritei estendendo a mão automaticamente quando a faca encostou no pescoço de meu pai o perfurando, tentei levantar mas parecia petrificada assim como o resto das pessoas dali- NÃO!

As orbes castanhas voltaram a me encarar, agora estavam um pouco avermelhadas assim como as gotículas de sangue em seu rosto.

-Você será minha, S/n- Agora sua voz estava perto, parecia vir de trás de meu ouvido- S/n...- Cochichou seguido por uma risada diabólica- S/n...

 

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

-S/N!- Minha mãe gritou me sacudindo em cima da cama- Seu pai esta convulsionando.

-O QUE?- Gritei correndo até o quarto do casal vendo meu pai em cima da cama com espuma na boca- Ligou pro hospital? Ambulância? Alguma coisa?

-E-eu tentei... - Disse a mais velha ainda em choque- Só que nenhum atendeu e-e... e-eu...

Foi então que nossa fixa caiu assim como meus joelhos que logo chegaram ao chão acompanhados pelo de minha mãe, lágrimas rolaram por meu rosto enquanto a imagem de dois olhos marrons se formavam em minha mente

Meu pai havia morrido.


Notas Finais


E foi issoooo

Lembrando que é só um teste emmmmm kkkk

Pra quem quer saber de Moomy, pretendo postar ainda hoje.

Beijossss, amo vocêssss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...