História Death Note - A deusa do novo mundo - Capítulo 39


Escrita por: e IamTheUniverse

Postado
Categorias Black Pink, Death Note, EXO, Jeff The Killer
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Jeff, Jennie, Jisoo, Kai, Kris Wu, Lay, Lisa, Lu Han, Personagens Originais, Rosé, Sehun, Suho, Tao, Watari, Xiumin
Tags Badboy, Badguy, Blackpink, Death Note, Exo, Imagine, Jeff The Killer, Kpop, Romance, Sobrenatural, Terror
Visualizações 563
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como dizem: quem é vivo sempre aparece kkkjk
vcs devem estar putos comigo kkj desculpa gente
tem muita coisa acontecendo e eu acabei criando coragem de só voltar escrever agr rs
aproveitem o capítulo meus amoressss <3

Capítulo 39 - A deusa do novo mundo - Segunda Temporada - Decisões ruins


Fanfic / Fanfiction Death Note - A deusa do novo mundo - Capítulo 39 - A deusa do novo mundo - Segunda Temporada - Decisões ruins

Nós temos aquele amor do subúrbio
Nós temos aquele amor bom
Nós temos aquele amor quente
Nós temos aquele amor que não se importa com nada
Nós temos só uma vida
Vamos fazer isso a noite toda
Nós temos aquele amor estilo Bonnie e Clyde
Que eles dizem que é errado, mas
É assim que você me excita
Nós temos aquele amor do subúrbio
Nós temos aquele amor bom

Me faz tomar, ruins
Garoto, você me faz tomar decisões ruins
Ruins
Garoto, você me faz tomar decisões ruins

Não, eles não vão entender
Entender o que eu vejo em você
Eles não sabem que quando você toca em meu corpo
Eu vejo a sinceridade
Deixe eles, deixe eles falarem
Porque eu sei que eu tenho alguém
Toda vez que eu precisar de algo perigoso
Vou ter aquele ooh, ooh

Eu estive fazendo coisas idiotas
Mais selvagem do que eu já fui
Você se tornou o meu pecado favorito desde então
Então deixe eles, deixe eles falarem
É isso aí

- Ariana Grande : Bad Decisions

 

 

 

Sehun adentra o quarto em um ímpeto rápido chegando a parecer o vento, uma força da natureza.  Sua expressão estava carregada de confusão e ele chegava a quase parecer humano quando ofegava.

- O que aconteceu? – s/n pergunta vendo a situação do shinigami.

- Não venha se fazer de desentendida humana.

- Eu realmente não entendo.

- L está ali fora, conversando com o médico. – ele diz em um tom roco – Disseram que talvez você não tenha condições de investigar esse caso porque está grávida.

- Bem, eles estão certos quanto a segunda coisa. – s/n olha para o deus diante de si – Estou grávida, mas tenho todas as condições para continuar no caso.

- Então, é realmente verdade? – Sehun franze as sobrancelhas perplexo – Esse filho é de quem?

- É do Chanyeol. – Ela diz com convicção.

S/n queria com todas as forças dizer que aquele filho era do shinigami, o que era a verdade, porém ela sopesou os pós e os contras e percebeu que o mais lógico a se fazer é dar para criança um pai humano com boas condições financeiras. Ela precisaria desse apoio enquanto focava em seus planos futurísticos e revolucionários.

A garota voltou a olhar a janela em seu quarto e ver além daquele vidro tão límpido. Ela se perguntava quem estava pagando por suas despesas médicas, a tia? Por que a mulher ao menos não veio visita-la?

- Você, pouco tempo atrás, disse que me ama. – Sehun solta chateado – Percebo que sempre disseram a verdade sobre humanos, não se devem confiar neles.

- Disseram o mesmo sobre shinigamis. – s/n devolve – E muitas vezes você traiu minha confiança, muitas vezes me confundiu. Eu te amo, mas não quero mais isso. Aquele momento eu me permiti ter um pouco mais de você, mas no fundo eu sei que você não é a escolha certa.

- Esse filho é meu. – ele afirma – Eu sinto como nunca senti antes.

- E se você algum dia me amou ou já ama essa criança, Sehun. – uma pausa – Você deve saber o que será melhor para ela e para mim.

- Infelizmente eu sei. – o shinigami se joga na poltrona que estava ali – Mas eu quero escolher errado dessa vez.

- Sério? – s/n se aproxima devagar do mesmo – Você quer a criança? Quer ficar comigo?

 A garota sobe na poltrona basicamente se ajoelhando nela enquanto mantinha Sehun esntre suas pernas. A mão de s/n foi parar nos fios do maior e fez uma caricia calma nos mesmos.

- Você é uma humana. – ele suspira frustrado – E a criança vai puxar à mim.

- Como você sabe disso? Suho parece muito humano.

- Mas não é, você não consegue ver direito como é ele. – Sehun diz – Suho não vai morrer, ele devora vidas humanas também, ele possuí o próprio death note também e o usa como alimento.

- Eu não fazia ideia...

- Você deve ficar com Chanyeol. – Sehun confirma o que eu já havia percebido – Crie a criança até uma certa idade, depois eu virei busca-lo.

- Você não vai tirar minha criança de mim. – s/n se levanta abruptamente.

 Sehun suspira pacientemente e puxa ela novamente para si e surpreende a humana abraçando-a amorosamente.

- Acredite em mim, vai ser o melhor para todos.

- Como? – ela pergunta tentando conter o choro.

- Vai chegar um momento que nosso filho não irá mais envelhecer. – explica calmo – Todos vão estranhar e isso poderá ser perigoso. Vou deixar que fique com ele até que complete vinte anos, depois eu cuido dele, o levo comigo para passar um tempo em meu mundo.

- Sehun, eu vou morrer antes disso, não é? – pergunta assustada.

- Eu acho que vai conseguir ter o filho. – ele responde dando um pequeno beijo na testa da mesma – Mas não acho que vai ter mais tempo do que isso.

- E se eu morrer antes de o ter?

- Não vai. – diz – Eu não permitirei que isso aconteça.

- Obrigada. – s/n olha o shinigami nos olhos – Dentre todas essas tragédias que me aconteceram, você foi a mais romântica.

 O Deus da morte ri com sinceridade e encara a humana intensamente.

- Me arrependo de não ter aproveitado melhor o nosso tempo antes de tudo isso se complicar. – Sehun conta.

- Teremos mais um tempo juntos.

- Vamos mudar o mundo juntos? – ele pergunta com aquele sorrisinho irônico no rosto.

- Espero que você me dê dicas de como fazer isso melhor. – s/n levanta uma sobrancelha provocando.

- Eu estava esperando que me pedisse isso. – ele aperta a bunda da garota – Agora você vai aprender a criar o caos e mudar tudo.

- E qual é seu primeiro conselho? – s/n pergunta mordendo o lábio inferior do shinigami.

- Primeiro você rebola gostoso essa bunda. – ronrona de volta para ela enquanto a sente estremecer.

 

 

   Um som ecoa forte pelo quarto separando o casal sedento na poltrona. S/n se levanta rapidamente dando batidinhas na roupa e arrumando o cabelo o tanto que podia. Sentia as bochechas ainda coradas pelo o que estava acontecendo e controlou a respiração.

- Pode entrar. – a garota diz para quem batia a porta e logo pode ver a expressão vazia de L.


Notas Finais


até o próximo cap amores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...