História Death note(Continuação) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens L Lawliet, Light Yagami, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Ryuuku, Shuichi Aizawa, Touta Matsuda, Watari
Tags Death Note
Visualizações 0
Palavras 2.369
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Suspense
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ok, estamos de volta com Death note! A saga do nosso novo Kira e de um detetive tão maluco e burro quanto o L(Do filme).

Capítulo 7 - Êxito


Fanfic / Fanfiction Death note(Continuação) - Capítulo 7 - Êxito

Sidney chegou na casa X, seu pai estava lá. Então, foi aquele fuzuê.

-Não tem suspeitas que eu sou o Kira? Me prenda agora, Jensen!-Disse Sidney.

-Sid, como eu já disse, não posso te prender.-Respondeu X.-Mas o Aizawa pode...

Então Aizawa arregalou seus olhos pra X.

-Se for prender meu filho, terá que me prender junto!-Disse Lewis.

-Lewis, não exagera!-Soltou X.

-Aizawa, me enjaula também! Eu não vou deixar meu filho preso e ficar aqui fora!-Gritou Lewis.

-... Ok... Aizawa, pode prender os dois...

Então Aizawa cumpriu a ordem, além do mais, até mesmo ele suspeitava de Sidney.

Algumas horas depois...

X estava olhando ao monitor de seu computador, vendo as 3 câmeras do compartimento de prisão na casa X.

-Eu renuncio a posse do Death note...-Sussurou Sidney, para Light.

-Sério...? Ok.-Respondeu Light.

X estava mais focado na cela do Lewis, que era sua preocupação principal.

-Detetive Carter... Até agora, ocorreram 2 mortes, dessa vez, não foram mais procurados, foram executivos.-Soltou X.

-Executivos? O que o Kira ganha matando executivos?-Perguntou Lewis.

-Eu não sei, mas, quando vocês saírem, investigaremos isso...-Respondeu X.

X então decidiu falar com Sidney.

-Sidney, até o momento, não ocorreu morte alguma, tem certeza de que não é o Kira?-Perguntou X.

-Eu não sou o Kira! Não tem como eu ser!-Gritou Sidney.

-Só a justiça irá julgar você, eu não.-Respondeu X.

Alguns dias depois...

Mais mortes ocorreram nesse curto período de tempo. Mas, X ainda queria ter certeza de que Sidney é o Kira.

-Detetive Carter, várias mortes ocorreram nesses últimos dias, todas de executivos de empresas multinacionais.-Disse X.

-Multinacionais? Por que Kira faria isso...?-Perguntou Lewis.

-Vamos esperar, eu quero você na investigação.-Disse X.-Detetive Lewis... Seu filho não é o Kira, pode ficar sossegado.

Um mês depois... As mortes persistiram, X só estava mantendo os três presos, pra garantir que Sidney não seja o Kira.

-Detetive Carter, preciso de um favor seu... Sid e Chlöe serão soltos já já....

Algumas horas depois...

Lewis pegou Sidney em um carro preto.

-Filho... Todo o tempo que ficou preso, nenhuma morte ocorreu!-Disse Lewis.-Como você pôde, Sidney?

-Pai, eu jamais faria nada!-Respondeu Sidney.

-O Sid é inocente, eu sou inocente!-Gritou Chlöe, chorando.

-Não adianta... Nenhuma morte foi noticiada, nenhuma morte foi relatada por X, ele estava certo o tempo todo!

-Não, não estava, pai!! Não estava, eu não sou o Kira!!-Berrou Sidney.

-O que fiz para merecer isto? Meu filho, um assassino sem escrúpulos!-Disse Lewis.

Então Lewis parou o carro e apontou uma arma para Sidney.

-Qual de vocês Será primeiro?-Perguntou Lewis.-Em qual dos dois eu atirou primeiro?

-Você seria capaz de atirar no próprio filho?!?-Soltou Chlöe.-Que tipo de pai é você!?!

-Sou o tipo que faz justiça...-Respondeu Lewis.-Primeiro vai a Chlöe, depois você, Sidney... Por último, eu irei me matar!

-Não, pai! Não faz isso!! Por favor, pai!!! Não!!!-Gritou Sidney.

-Adeus, Sid! Adeus Chlöe! Vejo vocês dois no inferno!!-Disse Lewis.

Então ele efetuo 3 disparos, um apontando a arma para Chlöe, outro para Sid, e o último para si mesmo.

Quando Sid abriu os olhos. Ninguém estava atingido ou morto, ele olhou pra seu pai.

-Pai...?-Perguntou Sidney.

-X, você estava errado, Sidney não é o Kira, certo?-Perguntou Lewis.

-Correto, Detetive Carter!-Respondeu X.-O Kira precisaria do seu rosto para te matar, já o segundo Kira, só precisaria do seu nome. Você não está morto, está vivo, e bem.

-E agora?-Perguntou Chlöe.

-Iremos retomar a investigação de onde paramos... Estou orgulhoso de ti, Lewis, já pode estrelar sua própria novela. Você fez tudo sem nenhum êxito.

De volta na casa X...

Sidney tomou um banho e se trocou, colocou roupas limpas. Chlöe fez o mesmo, mas decidiu conversar com X um pouco pra o conhecer melhor.

-Seu nome verdadeiro tem X?-Perguntou Chlöe.

-Não posso falar...-Respondeu X.

-Ah, por favor, fala pra mim, será nosso segredinho!-Implorou Chlöe.-Por favor, por favor, por favor, por favorzinho, meu bem!

-Ok... A primeira letra do meu nome É L. Do meu segundo nome é J. E do meu último nome é W.-Respondeu X.

-Por que X?-Perguntou Chlöe.

-O codinome do meu pai era W. X é sucessor de W.-Respondeu X.-E... é isso.

Então Chlöe sentou ao lado de X no sofá.

-Você é muito fofo!-Soltou Chlöe, dando um beijinho na bochecha de X.

As bochechas de X ficaram muito coradas, e seus olhos se arregalaram. Ele deu um sorrisinho sem graça e se levantou.

"Meu ... Eu acho que me apaixonei por ela...!"

-O que você fazia antes de ser detetive, X?-Perguntou Chlöe.

-Era um estudante na minha cidade natal, Nova Iorque.-Respondeu X.-Na verdade, eu nasci na Itália, mas meu registro é novaiorquino.

-Nossa, que legal!

Então X, já xonadasso, decidiu servir Gummy Bears para Chlöe.

-Queres?-Perguntou X, entregando a bandeja de Gummy Bears para Chlöe.

-Obrigada, X, você é cavalheiro.-Respondeu Chlöe.

Mas aí, chegou Sid pra estragar o momentinho de felicidade de X. Ele sentou no meio dos dois, pra separar, propositalmente.

-Jensen, cê não tá dando encima da minha namorada não, né, seu safado?-Perguntou Sidney, sussurrando.

-Nããão! Eu só ofereci Gummy Bears!-Respondeu X, sussurrando mais forte

X ficou com as bochechas mais coradas, quando Sidney começou a beijar Chlöe.

"Ah... É brincadeira! Eu não vou ficar aqui vendo os dois se beijando!"

-Sid, Chlöe, eu vou dar uma saidinha.-Disse X, colocando seu tênis.-Podem ficar a vontade.

-Aonde vai essa hora da noite, X?-Perguntou Chlöe.

-Vou... Comprar um sanduíche no Speedy perto do 221 na Baker Street.-Respondeu X.

Então ele saiu de casa e foi andando sem rumo, perdido em si mesmo e em uma grande cidade chamada Londres. Dessa vez, X estava sem telefone, sem internet, sem nada que o encha o saco... E começou a lembrar de quando era criança, e seu sonhos de ser um detetive...(Se quiserem, eu faço uma história única do X, antes desses eventos)... Idolatrando L Lawliet e seu pai.

-... Eu vou te deixar orgulhoso, pai.-Disse X, ajeitando sua fitinha de cetim no pescoço.

Então ele continuou andando, sem rumo algum, somente explorando Londres. Mas em uma parte escura, X foi agarrado por um grupo de bandidinhos.

-É o seguinte...-Disse um dos caras, puxando um canivete.-Me da sua carteira, e você sai inteiro.

-Não.-Respondeu X.

Então X deu uma bicuda no cara que tava com o canivete e deu um jeito de se soltar. Com apenas 1 golpe, ele derrubou cada um.

-Amadores... Mal sabem ele que eu sou faixa preta em karatê.-Disse X, indo embora.

Então X retornou a casa X, retirou sua gravatinha de cetim, e desativou as câmeras da casa de Sidney. Ele estava certo que ele não era o Kira.

No dia seguinte...

Sidney acordou com uma mensagem de X, que estava com o nome Jensen Paige:"Sid, preciso de você na casa X, não precisa se apressar, pode tomar um banho, um café da manhã. Não estou com pressa.

D&T&T1V& X."

Então Sid se apressou para ver o que X queria...

Enquanto isso...

-Quem será o próximo?

-Esses aqui... Eles precisam cair pra alavancar as nossas vendas...

Na casa X...

Sidney entrou pela porta principal.

-Oh, Sid, que bom que veio. Jensen está esperando você no porão dele.-Disse Q.

Então Sid desceu as escadas do porão, X estava procurando algo.

-Jensen?-Perguntou Sidney.

-Opa! Sid! Calma aí... Ow!-Gritou X.

-Cê tá legal? Eu tô descendo, Jensen.

-Ah, ok... Pode vir.

Então Sidney sentou em uma poltrona que tem no porão. X pegou uma bebida que Q havia feito.

-Eu odeio couve, mas isso tá bom... Quer um gole?

-Não, obrigado... Por que me chamou?

-Você é um cara muito esperto e inteligente, um gênio pra mim...

-E...?

-Eu quero você na investigação junto comigo.

"Hum? Como? Assim do nada? Mas eu já tava na investigação antes..."

-Eu achei que já estivesse.

-Não, eu esqueci de adicionar seu nome na minha prancheta.

Então X pegou uma caneta e escreveu o nome de Sidney na prancheta.

-Sidney Carter... Algum terceiro nome?

-Não.

Então X Levou Sidney até a área da piscina, pra o "treinamento".

-Por que estamos na piscina?-Perguntou Sidney.

-Simples, quero testar seu raciocínio e seus reflexos...

Então X tentou dar um golpe de karatê em Sidney, mas conseguiu desviar. X caiu na piscina, em uma cena humilhante.

-Ai, Puta Merd!!-Gritou X, caindo na água.

-X, cê tá legal?-Perguntou Sidney.

-Como cê desviou um golpe desses?

-Você é previsível, seu maluco!!

Então X saiu da piscina, e seguiu Sidney até a sala.

-Sid, calma aí, espera, porra!-Disse X.

-Não fode, seu doente! Vai se tratar, seu tratável!-Respondeu Sidney.

-Sid, eu quero que você seja meu sucessor caso eu morra.-Soltou X.-Você é inteligente e entende minhas ideologias.

-... X, tem certeza disso?-Perguntou Sidney, com um tom sério.-Você não tá tentando me trollar não, né?

-Não, claro que não... Eu vou pra Nova Iorque semana que vem, eu quero que vá comigo, e com o Aizawa.

Então X foi se secar e trocar de roupas. Coisa que ele não fazia já faz um tempo...

-Sid, o que você acha?-Perguntou X, colocando uma máscara do L.

-Você tá ridículo, Jensen.-Respondeu Sidney, dando risada.-Ta parecendo um idiota.

-Eu sou idiota.-Disse X, dando uma parada Monsters.

-Eita... Ignorante...

-Só tô devolvendo o que você me fez na lanchonete em Bristol.

Então os dois saíram de novo, dessa vez, pra um shopping Center, onde se encontrariam com Chlöe.

Chegando no shopping, X estava de máscara.

-Camarada, não pode entrar de máscara.-Disse o segurança do shopping.

Então X subiu a máscara, e colocou um pirulito na boca.

-Espera... Aquela ali é a Misa Amane?-Perguntou X, sozinho.-É Misa Amane!!

X começou a correr pelo shopping atrás da multidão de fãs, e da própria Misa. X não era só fã, ele queria saber sobre o Kira, ele estava obcecado por isso.

-Senhorita Amane! Senhorita Amane!-Gritou X, então ele colocou a máscara do L.

-Oi, meu...-Disse Misa.-... L...?

Misa ficou boquiaberta quando viu X com a máscara do L. Então Misa foi até X, e começou a tirar sua máscara, ela estava com medo do resultado que teria ao tirar, ao ver o rosto da pessoa.

-Você não é o L.-Disse Misa.

-Meu nome é...-Então X falou seu nome bem baixo no ouvido de Misa.-Eu queria falar com você.

Enquanto isso...

Q estava fazendo suas palavras cruzadas, coisa que ele sempre faz quando X está fora se aventurando. Quando recebeu uma chamada, era da detetive conhecida pela letra "Y"(Sucessora de X).

-Ah, Cevin Farrell! Que bom falar com você!-Disse Y.

-Y? Por que está ligando?-Perguntou Q.

-Quero falar com Jensen Paige, é urgente.-Respondeu Y.

-Bom... O Jensen saiu, ligue mais tarde.

-Ah, que pena... É muito importante.

Enquanto isso...

Sidney estava a procura de X, pois já sabendo que quando X some, está aprontando alguma coisa, ou vai aprontar.

-Chlöe, viu o Jensen?-Perguntou Sidney.

-Não vi, amorzinho.-Respondeu Chlöe.

Mas, X estava tomando um Milk Shake com Misa Amane.

-...Prometo que essa é a última pergunta.-Disse X.-Como o Light matava?

-Você não estudou tanto sobre o L? Deveria saber! Ele matava com um caderno.-Respondeu Chlöe.

"Caderno?!"

-Caderno?-Perguntou X.

-Sim, um caderno, conhecido como Death Note.-Respondeu Misa.

"Caderno! Sidney falou de um caderno na universidade, agora, eu só queria saber se o caderno que ele estava falando era esse tal 'Death Note'..."

Então Sidney achou X.

-Jensen! Mas que porra, por que você correu?-Perguntou Sidney.

-Ah, oi, Sid, quer um pouco do meu Milk Shake? É de morango, é muito gostoso-X estava dando uma de desentendido.

-Vou ter que colocar uma rédea em você? Vamos embora!-Disse Sidney.

-Tchau, senhorita Amane, até um outro dia.

Então o agente da Misa foi correndo e deu um mata leão em X.

-Ai! Ow, ow, ow, ow! Hey, calma aí, cara!-Disse X.

-O que queria com Misa?-Perguntou O agente.

-Peraí... Matsuda? Matsuda!-Disse X, com um sorriso.

Então Misa se interferiu.

-Matsu, calma, ele é só um fã!-Disse Misa.

-Matsuda, calma aí, eu trabalho com o Aizawa.-Soltou X.-Eu só queria fazer umas perguntas sobre Light Yagami pra Misa.

Então Matsuda soltou X, que saiu correndo de felicidade por finalmente ter conhecido sua ídola, e Matsuda, que trabalhou com L. Sidney correu atrás.

-Jensen...-Tentou dizer Sidney.

-Cê viu aquilo, Sidney? Cê viu? Minha senpai me notou! Minha fucking senpai me notou!

-Jensen!-Gritou Sidney.

Então Sidney aplicou um soco de direita no nariz de X, que caiu no chão.

-Nossa... Isso dói mais do que imaginei...-Disse X.

-Mantenha o foco, Jensen! Isso aqui não é brincadeira não! Tá pensando o que?

-Sid... Eu tô sangrando...-Disse X.

Então os dois foram no banheiro, para estancar o sangramento do nariz de X.

-Isso doeu demais.-Disse X.

-A culpa foi sua!-Respondeu Sidney, curto e grosso.-Se você mantesse o foco, não teria acontecido.

-Sid, posso fazer uma pergunta?-Perguntou X.

-Mas é claro.

-O que aconteceu com a sua mãe?-Perguntou X.-Se você não se importa, de eu perguntar...

-Não tem problema, ela morreu ano passado.-Respondeu Sidney.

-Oh... Eu sinto muito.-Disse X.

-Sim... Não sinta, não somos amigos.-Respondeu Sidney.

Então Sidney foi até a porta do banheiro, quando ele estava prestes a abrir a porta, quando X decidiu fazer uma revelação.

-Sabe, Sid, eu costumava ser popular no colégio, mas, eu sinto que você é o meu primeiro grande amigo.-Disse X.

"Huh? Como assim...? Mano, que cara confuso, primeiro ele... Nossa, esse cara ta querendo Bugar minha cabeça, essa carinha de inocente não me engana!"

Os dois saíram do banheiro. Foram até a rua para voltar pra casa X... No meio do caminho, X e Sidney estavam andando, conversando.

-Cara, na minha opinião, o filme "He never died" é uma porcaria.-Disse Sidney.

-Olha, eu que sou ateu, adorei o filme, mais pelas aparições do Steven Ogg, que é o Trevor do Gta 5.-Respondeu X.

-Cê é ateu?...-Perguntou Sidney.

-Mas que porra é aquela?

Então X avistou um cara encima de um prédio, ele estava na beirada, prestes a pular, então ele despenca. X tampa os olhos, Sidney olha com fixação no homem caindo... X só pode ouvir o impacto do corpo colidindo com o chão. Uma multidão de curiosos foram correndo pra ver a tragédia. O corpo do homem estava totalmente quebrado no chão, com sangue e fraturas expostas nos braços.

-Meu Caralho!... Tá muito feio, Sidney!? Tá muito feio!?-Perguntou X, apavorado.

-Meu pai do céu, X! Olha logo!!-Gritou Sidney, virando a cara de X.

Então todos ouviram o nome X e olharam pra Sidney.

-Oh... Hell...-Disse X, com o sotaque mais americanizado que ele havia feito.

Então ele foi olhar o corpo.

-Cara... Como tá feio, hein...?-Disse X.

X olhou a carteira dele, e o seu celular, viu que ele era CEO de uma empresa de tecnologia avançada.

-Com certeza foi o Kira.-Disse X, com convicção.

-Tudo você culpa o Kira agora?-Perguntou Sidney, alterado.

-O cara é CEO de uma empresa de tecnologia avançada, o Kira tá trabalhando pra alguma empresa, que agora nesse momento está se alavancando!-Respondeu X, com uma certa pirraça.-Chega disso!! Cansei!

-Mas Jensen, e o cadáver?-Perguntou Sidney.

-Chama a merda da polícia!

Então X entrou em um beco, nesse beco, tinha outro cadáver, só que, esse estava escrito "A justiça distorcida de X" no peito.

"Agora foi pro lado pessoal, Kira!"...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...