1. Spirit Fanfics >
  2. Death Princess (Interativa BTS) >
  3. Teaser 2- Jeon JungKook (Policial)

História Death Princess (Interativa BTS) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Olaaa
Segundo teaser

Gente, ta acabando o prazo... Dia 24 ta quase ai. Cadê as fichaaas? Estou preocupada kkkkk

Espero que gostem

Capítulo 4 - Teaser 2- Jeon JungKook (Policial)


Fanfic / Fanfiction Death Princess (Interativa BTS) - Capítulo 4 - Teaser 2- Jeon JungKook (Policial)

Teaser 2 - Jeon Jungkook



Meus pulmões ardiam, minhas pernas iriam vacilar a qualquer instante, minha visão estava um pouco desfocada devido a lubrificação natural da córnea pelo vento que batia a todo instante nos meus olhos, suor escorria pelos meus cabelos grudando os fios em minha testa e pescoço e meu comunicador não parava de apitar com meu parceiro Lee Mark chamando meu nome.


Mas nada disso importava, nenhuma dessas coisas iriam me fazer parar de correr. As ruas de Seul estavam frias e com ventos castigantes fazendo com que muitas pessoas evitassem as ruas nesse entardecer e se acolhessem em suas casas. O que de certa forma facilitava meu trabalho, pois mesmo a alguns metros de distâncias não havia como perder o homem que corria.


- Parado - eu grite para o fugitivo que nem virou-se.


A velocidade dele ia diminuindo aos poucos,  assim como a minha. Estávamos correndo a mais de 10 quadras. O homem que corria do lado esquerdo da rua atravessou para o outro lado e meu coração acelerou quando entendi o que ele queria fazer. A alguns metros havia uma saída do metrô e se ele entrasse lá e se misturasse na multidão até conseguir entrar num metrô despercebido eu jamais iria pegá-lo.


Aumentei a velocidade e olhei no relógio. 18:29. Em um minuto um metro pararia na plataforma e os passageiros sairiam pela aquela saída bloqueando a fuga do homem. 


Vamos, apenas mais um pouco.


E como se Deus ouvisse minhas preces no instante em que ele chegou na entrada uma enxurrada de trabalhadores cansados do longo dia de trabalho começaram a sair. 

Logo eu o alcançaria, por isso  o vi desistir e voltar a correr em direção a uma  esquina.


Ao virar uma esquina o vejo tropeçar e cambalear um pouco. Seu rosto se vira em minha direção e seus olhos se arregalam tomando rapidez novamente. Um barulho ensurdecedor se faz presente quando ao passar por uma lanchonete o homem que por mim é perseguido derruba um carrinho com vários pratos onde o garçom limpava as mesas, fazendo com que as louças quase caiam em mim me atrasando tempo suficiente para que ele tenha tempo de puxar as chaves de uma moto da mão de homem que colocava uma mulher num táxi. 


A não. Você não vai fugir seu bastardo. Não depois do que fez com a pobre senhora.


Pedindo que o dono da moto se afastasse saquei meu revólver e com um tiro preciso na pneu traseiro da moto eu voltei a correr em sua direção enquanto o homem tenta manter a moto em pé devido ao pneu furado. Quando a arma numa mão e almejas na outra não foi difícil render o homem que agora se encontrava de joelhos com as mãos algemadas para trás.


-------------------------------------------


- Você não tem jeito JungKook - Lee Mark meu parceiro falava enquanto eu encaminhava o homem que acabara de ser preso para o interrogatório e reconhecimento - O cara só roubou a carteira da velha. Bastava apenas dar a ela o formulário de Boletim de Ocorrência.

- Hum - não contive o desgosto da voz - Você se tornou policial para prender bandidos ou preencher formulários?


O Lee não respondeu, já conhecia meus pensamentos. Passei por um homem alto na máquina de café do corredor e senti que ele me olhava. Não liguei muito, afinal, todos falam dos meus métodos mesmo.


- Ora ora ora - Capitão Park caçoava do policial - Nosso pequeno super homem entrou em perseguição e atirou numa área com reféns, mas não se preocupem, pois ele pegou o batedor de carteira.


Não pude deixar de sentir um rubor em minhas bochechas. 


- Capitão - não me contive - com todo o respeito. Um criminoso é um criminoso. Não importa se matou o presidente ou roubou a cenoura plantada na casa da senhora que mora sozinha. Somos a lei, devemos aplicá-la e impedir que os infratores passem em pune.

- Sim mas… - O capitão não terminou pois uma voz o interrompeu.

- Linha de pensamento interessante - virei-me para dar de cara com o homem alto que ví no corredor a pouco. Assumo que nunca o ví aqui. - Eu quero ele capitão.

- O que? Pra que? - me estomago fervilhava de ansiedade e nervosismo. Aonde foi que me meti agora?

- Detetive Kim NamJoon - ele se aproximou e estendeu a mão, a qual logo apertei. 

- Policial Jeon Jungkook, senhor - fiz uma reverência a patente maior que a minha - Em que posso ajudar?

- Venha pequeno Clark Kent - ele se dirigiu as escadas - vou lhe mostrar algo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...