História Deep Web (satzu g!p) - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jeongyeon, Jihyo, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags Satzu, Satzu G!p, Twice
Visualizações 195
Palavras 705
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


vou postar de novo pq eu to feliz então eh isto

Capítulo 23 - 2.3


Cotton estava ajoelhada em frente ao vaso sanitário, vomitando o que Tzuyu tinha a feito comer depois deles terem saído do quarto mais cedo, todo o café da manhã.

O motivo dela estar fazendo isso Tzuyu não sabia, mas pretendia descobrir.

"Cotton..." Ela tentou se aproximar, chamando a lolita.

"Eu sou gorda? Eu sou feia? Por isso que você resolveu não me querer mais?"

E aquilo deixou Tzuyu mais triste ainda, e sabia que a culpa dela se sentir assim era sua, por causa das malditas palavras e do tapa.

"Eu estava nervosa, me perdoa." Tzuyu choramingou, dando descarga no vaso e levantando Cotton, encostando-a na parede. "Escova os dentes que eu explico, okay?"

Cotton assentiu, esperou Tzuyu sair do banheiro para começar a escovar seus dente.

Enquanto se olhava no espelho, não se sentia mais naquele corpo, naquele jeito de viver, ela queria ser quem realmente era, mas sabia que não conseguiria, ou teria alguma esperança. Porém, olhou para o seu braço e passou os dedos pelo seu pulso, sentido um quadrado pequeno por alí, o maldito chip que havia colocado no mesmo dia que havia chegado naquele lugar que tanto tinha ódio.

"SOCORRO! SOCORRO! ALGUÉM ME AJUDA!" Sana gritava, se debatendo nos braços de um homem, que deveria ter uns três metros

"Calada, mocinha!" O homem bufou, abrindo a porta de um quarto e jogando Sana na cama, que fez um estalo quebrando um dos estrados.

Sana chorava, se encolhendo cada vez mais, e o medo que sentia aumentava, e o arrependimento de ter acreditado na pessoa que tanto amava como amigo, e se pudesse chamar aquilo como amigo.

"Cotton, Cotton...Mais bela do que me falaram." Outro homem entrou, ele usava uma máscara que fazia Sana sentir pânico, e um colar com as letras DP.

"Meu nome é Sana." A japonesa respondeu com raiva.

"Opa, a mocinha é nervosa, ainda bem que o Tom vai dar umas boas palmadas nela para aprender as regras do meu mundo." O homem sorriu, e o sorriso de era arrepiante, mesmo por baixo da máscara. "Aliás, bem-vinda ao meu mundo."

"Que mundo?" Sana perguntou, olhando para a porta vendo uns homens de branco entrarem com um objeto nas mãos.

"Quer dar a honra de dizer a ela, filho?"

Sana começou a gritar sentindo os homens prendendo suas pernas e seu braço esquerdo na cama, já que dois homens seguravam o esquerdo e um outro botava o objeto com uma luz azul sobre o braço direito da morena.

"Bem-vinda à Deep Web, Lolita."

Sana gritou, sentindo uma dor em seu corpo dos pés à cabeça, ela não aguentou ficar acordada por muito tempo e logo desmaiou.

Cotton balançou a cabeça se livrando daquele pensamento. Acabou de escovar os dentes e foi até o quarto, encontrando Tzuyu lá sentada com um sorriso triste.

"Tom está com Nayeon, ele me mandou uma foto com ela e uma faca próxima ao peito dela, e minha mãe foi assaltada e disseram que tudo era culpa minha, e agora ela estava em choque." A garota começou a dizer de cabeça baixa. "Sei que fui uma monstra, mas elas são as pessoas mais importantes da minha vida e você-".

"Apenas uma lolita que está estragando tudo." Cotton sussurrou, dando ombros. "Eu fui feita para satisfazer quem me quisesse, e você é uma garota que não pode parar a vida por minha causa."

"E você está virando uma das pessoas mais importantes da minha vida." Tzuyu ignorou tudo que ela disse, se levantando e indo em sua direção. "Você é linda, perfeita, e não ache que eu não te quero por causa de beleza, porque se fosse assim, o mundo todo iria querer."

Cotton corou, abraçando Tzuyu em seguida.

"Me desculpa, por tudo." A lolita sussurrou, olhando nos olhos da garota.

"Eu vou dar um jeito." Tzuyu disse antes de ouvir a campainha tocar. "Eu já volto." A garota deu um beijo na testa da lolita e desceu as escadas, indo abrir a porta.

"O que você está fazendo aqui?" Tzuyu perguntou, arregalando os olhos ao ver a pessoa que estava na sua frente.

"Eu vim conversar."

 

 

-x-

 

 

 


Notas Finais


fodeukk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...