História Defying Gravity- O amor surge de onde menos se Espera. - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Dragon Ball
Personagens Bulma, Rei Vegeta, Trunks, Vegeta
Tags Bulma, Romance, Vegeta
Visualizações 101
Palavras 1.813
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Chegou o grande dia, espero que gostem! Atenção tem partes mais HOT!

Capítulo 14 - O grande dia


Finalmente chega o grande dia, Bulma acorda cedo e logo as mulheres que cuidaram dela no dia anterior chegaram ao quarto dela com um maravilhoso café da manhã, elas compartilharam daquele momento enquanto todas conversavam alegremente, aquilo fez com que Bulma se lembrasse da sua mãe, pois ela sempre tinha um sorriso no rosto e lanchinhos gostosos para degustarem. Prepararam mais um banho relaxante para Bulma com ervas aromáticas, o cheiro liberado formava uma nevoa por todo o quarto.  Que deixava o ambiente misterioso, quase místico.

Elas ajudaram Bulma com o vestido, fizeram também uma maquiagem delicada e um lindo penteado onde entraria o véu. Em outro quarto Vegeta também se arrumava, usava um traje de gala real, com um broche de pedras vermelhas com a insígnia do planeta Vegeta. Trunks também estava no quarto do pai, vestia uma replica da roupa do seu pai, estava em estado de animação e por isso não parava um segundo, falando pelos cotovelos deixando seu pai louco. Vegeta finalizava alguns detalhes quando seu pai entra no quarto.

-Tenho orgulho de Você! Saiba disso! Sei que a garota não é nem de longe algo que eu teria escolhido para você! Uma terráquea fraca! Por incrível que pareça ela não é nada fraca! E eu só pude descobrir isso após conviver com ela, acho que foi isso que você viu nela! Mais que uma bela mulher! Uma mulher forte, uma verdadeira guerreira, que  me deu um neto brilhante e forte! Meu desejo é que seja uma união prospera e digna do trono!

-Agradeço pai!

Dizendo isso o Rei se retirou e seguiu para o quarto de Bulma.

-Senhor Rei? Aconteceu algo?

-Não. Só vim lhe entregar uma coisa!

Bulma fez uma expressão de surpresa e curiosidade.

-O que é?

O Rei mostrou uma caixa de veludo preta e a entregou a Terráquea, ela a abriu e viu que dentro dela havia jóias muito lindas, um colar com pedras azul Royal que tinha um brilho intenso, uma pulseira cravejada com as mesmas pedras além de um par de brincos com pedras azuis e brancas que formavam uma espécie de  cascata delicada.

-Eu não posso aceitar! É lindo, mas não posso ficar...

-Isso é seu! A rainha usou no dia de nosso casamento, essa é uma jóia real que deve ser passada para cada rainha no dia em que ela se casa!- O Rei explica.

Bulma fica boquiaberta, mas aceita enfim ao perceber tratar-se de uma tradição. O Rei a auxilia a colocar o colar e ela termina de colocar as outras peças, ao final ela agradece e ele lhe beija a testa e cobre seu rosto com o véu.

-Você está incrivelmente bela!

O Rei então as deixa e vai se arrumar, pois faltava pouco tempo e ele também precisava estar impecável. Não demora muito Vegeta e seu pai entram no salão real onde seria o casamento os convidados já os aguardavam. Bulma finalmente adentrou o salão, trajando um vestido lindíssimo branco, longo e cheio de brilho, ela estava acompanhada pelo pequeno Trunks que a leva até o altar e a entrega a Vegeta que beija sua mão de leve. Eles chegam até o altar e ficam a frente a um senhor idoso que iria conduzir a celebração da união.

Eles trocam votos numa cerimônia emocionante, Vegeta promete que iria protegê-la e cuidar dela durante toda a vida e Bulma promete apoiar e cuidar de Vegeta além do mais não mais fugir de Vegeta. Após a cerimônia eles passam para outro salão ricamente decorado com velas e flores onde foi servido o jantar de casamento e depois de uma espécie de cerimônia de apresentação de Bulma como princesa, o Rei entregou a ela uma coroa de pedras preciosa. E depois  Vegeta e Bulma dançam uma espécie de valsa, o Rei olha para aquilo com um olhar saudoso  e orgulhoso, pois era como se a família finalmente fechasse mais um ciclo.

A festa foi impecável, Bulma conseguiu cumprir todos os protocolos reais, ao término de tudo Trunks jazia exausto no colo do Rei. Bulma e Vegeta se despediram dos convidados e preparavam se para subir para o quarto quando o Rei os interceptou.

-Aonde vocês vão?

-Pra onde mais? Para o quarto! Não vai dizer que temos alguma outra formalidade?- pergunta Vegeta carrancudo.

-Vocês não dormirão no quarto de Vegeta!Vou levá-los a outro lugar!

-Como assim?-Vegeta pergunta já cruzando os braços irritado.

O Rei subiu e colocou o pequeno na cama e os levou a um andar acima dos quartos reais. Ele abriu uma porta bonita que tinha entalhes lindos na madeira escura. O rei abiu a porta e o fez entrar revelando uma imensa suíte com uma majestosa varanda. O quarto era decorado de maneira rústica, mas com muitos toques delicados, um belo banheiro com uma hidromassagem para dois. Uma cama enorme com dossel e em uma das paredes podiam ser vistos quadros com fotos de todos os soberanos anteriores, e uma imagem grande com uma foto de Vegeta e Bulma.

-Isso é muito lindo!-Bulma diz maravilhada com o lugar.

-Eu nunca entrei aqui!

-Esse lugar estava aguardando até que você se casasse! Esse é o quarto dos soberanos. Fui muito feliz aqui! Desejo que vocês possam desfrutar de tudo isso!

-Obrigada Senhor! Esse lugar é incrível!

-Obrigado pai!

-Vou deixá-los à vontade!- disse o Rei saindo do quarto.

Bulma ainda olhava maravilhada para aquele quarto decorado só para eles, aquilo era muito mais do que ela sonhara para sua vida. Vegeta a abraçou pelas costas e eles ficaram assim por um tempo.

-Vegeta abra meu vestido, por favor, quero tomar um banho!

Vegeta a ajuda e ela segue para o banho e assim que ela sai do banho ele também toma um banho e volta ao quarto vestindo apenas uma cueca boxer, Ele a encontra na varanda, Bulma contemplava o Reino enquanto uma brisa suave balançava sua camisola branca, a cena despertou Vegeta imediatamente.

-O que está fazendo mulher?

-Estou olhando essa vista! É linda não é?

-Não tão linda como a vista que eu tenho daqui! –Diz Vegeta a observando da porta que dava para a varanda.

Bulma virou-se para olhá-lo enquanto ele veio em direção a ela, ele tocou a face dela deslizando os dedos suavemente pelo colo e descendo até chegar à cintura a puxando para mais perto dele beijando-a de leve. Os dois ficam ali envoltos num beijo calmo e delicado.  Os dois seguem lentamente para o quarto em meio a caricias e beijos até o quarto, Vegeta a deita sobre a cama após tirar sua camisola a deixando somente com a calcinha de renda. Ele começou a beijá-la na boca com carinho, descendo pelo pescoço, colo e barriga provocando pequenas ondas de prazer que faziam o corpo de Bulma ficar arrepiado, até finalmente entre as pernas da mulher, tirando a última peça de roupa que cobria o corpo dela, agora Bulma arqueava o corpo pelo prazer e soltava murmúrios e gemia o nome de Vegeta, fazendo aumentar mais ainda a  excitação dele. Ela não demorou muito a chegar ao ápice do prazer gemendoo alto chamando o nome dele. Depois ele se colocou entre as pernas dela e começou a movimentar-se delicadamente, ele queria senti-la ao máximo, as unhas de Bulma cravavam as costas dele trazendo um misto de dor e prazer. Os dois mantiveram aquele ritmo suave até os dois explodirem de prazer juntos, Bulma encostou sua cabeça no peito de Vegeta e ambos acabaram adormecendo devido o cansaço da festa acordando somente no dia seguinte com as batidas na porta com batidas na porta. Vegeta vestiu uma calça de moletom. Era uma das empregadas trazendo o café da manhã bem caprichado. A empregada não pode deixar de notar a mulher adormecida coberta apenas por uma fina coberta e assim saiu do quarto e Vegeta trancou a porta novamente e se aproximou da cama sem se conter começou a mexer nos cabelos dela que logo abriu os olhos sorrindo para ele e o puxou para ela o beijando.

-Por que está vestido?

-É que bateram na porta! Ou queria que eu atendesse a empregada nu?

-Claro que não! Isso é tudo meu!-Disse saindo de debaixo da coberta. - E isso tudo aqui é seu também!

Vegeta ia avançar sobre ela, mas ele a empurrou de volta para a cama.

-Agora sou eu que mando!-Disse misteriosa. – Vamos brincar um pouco! Eu preparei umas coisinhas!

Vegeta olha para a mulher nua na sua frente e fica imaginando que tipo de coisa ela planejava.

-Já volto!-Disse a terráquea com um olhar travesso.

Bulma entrou no banheiro e demorou algum tempo tomando um banho, Vegeta já estava achando que ela havia desistido, mas quando ela abre a porta do banheiro ela vestia uma lingerie preta e com um ar malvado.

-O que é isso mulher?-Pergunta surpreso.

-Uma brincadeira que quero fazer com você! Você quer?

-Claro...-Vegeta responde com seu meio sorriso.

Vegeta permanece deitado na cama enquanto a observa se aproximar da cama com alguns apetrechos. Ela o vendou e prendeu suas mãos na cama com algemas.

-Seja um bom garoto e será recompensado!- Disse o beijando de leve.

Bulma continuou o beijando com cada vez mais volúpia, ela dava leves mordidas em seus lábios, deixava Vegeta louco. Ela desceu pelo pescoço mordendo e roçando os lábios de leve, Vegeta estava trabalhando todo o seu alto controle para não agarrá-la, ela desceu mais os beijos e mordidas, pelo peitoral dando atenção aos mamilos, e beijando cada detalhe dos músculos de Vegeta o fazendo arfar de prazer. Ela desceu mais e tirou o moletom dele revelando o imenso desejo que ele sentia, ela segurou seu membro o massageando devagar e depois o colocou na boca fazendo todo  corpo de Vegeta se retesar de prazer.  Bulma brincou com ele até que ele não conseguisse mais se controlar, o fazendo gemer e se contorcer na cama, ela só parou ao explodir em sua boca, depois disso ela recomeçou a tortura até que ele estivesse pronto novamente, só nesse momento ela tirou a venda de seus olhos para que ele pudesse vê-la sentar se sobre o membro rígido dele se movimentando sensualmente enquanto olhava para ele. Nesse momento ele não resiste e quebra as algemas e derruba Bulma sobre a cama e se colocando por cima a possuindo com força a fazendo gritar de prazer. Vegeta ainda a “castiga” mais um pouco até terminarem exaustos e famintos. Eles tomam o café da manhã e depois se preparam para mais um banquete entre os nobres do planeta para continuarem as celebrações pelo casamento.

Depois os dois partiram para uma lua de mel em outro planeta onde o clima era muito similar ao terráqueo, um lugar tropical que parecia um paraíso. Quando retornaram suas vidas normais, Bulma conseguiu começar os trabalhos no laboratório e Vegeta voltou aos treinamentos com Trunks e as missões.


Notas Finais


Eles finalmente puderam ficar juntos, espero que tenham curtido esse capitulo! Beijos e até o próximo capitulo! Bjos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...