1. Spirit Fanfics >
  2. Deidara x leitora >
  3. Memórias

História Deidara x leitora - Capítulo 4


Escrita por: nomepaqueman

Capítulo 4 - Memórias


Fanfic / Fanfiction Deidara x leitora - Capítulo 4 - Memórias

E na minha frente, tinha uma mulher idêntica a minha falecida irmã, isso não faz o menor sentido, mas naquela hora, quando eu ia chamar o nome de minha irmã, aquela mulher se misturou entre as árvores, e saiu de vista, logo em seguida comecei a ter um ataque de ansiedade, por eu estar tremendo e chorando, me ajoelhei no chão e comecei a tentar me conter, tentar parar com a tremedeira, segurei meus joelhos, nessa ação, acabei arranhando meus joelhos, eu não conseguia ouvir nada, e nem sentir, eu só estava focada em me conter, e nisso, acabei desmaiando com as pernas sujas do meu próprio sangue.

Flash back aque.

Eu estava com os meus 10 anos de idade, meus pais estão bem estranhos nesse ano, pedi pra eles deixar eu levar minha irmã de 7 anos pra passear, eles deixaram.

Estávamos andando com minha irmã, e então eu tive a ideia de começar a subir em árvores, então eu tive uma ideia.

S/n: vamos ver quem sobe mais alto?.- eu disse apontando para a árvore -.

Ela acenou que sim, com a cabeça.

Eu fui primeiro, e cheguei perto da ponta da árvore, desci, e gesticulei que ela fosse, ela subiu, e pisou num galho fraco, logo em seguida que o galho quebrou, ela caiu de uma altura em cerca de 7metros, fazendo ela morrer logo em seguida que caiu.

Em dessespero, peguei ela no colo, e fui na direção da minha casa, no meio do caminho, comecei a ver uma fumaça perto da minha casa, fiquei assustada, mas continuei andando, chegando lá, ouvi gritos, o fogo era recente, cheguei bem perto da casa, e vi meus próprios pais morrendo na minha frente, queimados vivos, fiquei em choque, e comecei a ter um ataque de ansiedade e pânico ao mesmo tempo, comecei a tremer.

Por causa da tremedeira, acabei caindo de joelhos, e na tentativa de me conter, segurei minhas pernas, tudo isso foi em vão, por que eu apenas fiz arranhões profundos em minha pele, eu chorava baixo, sentia tanta confusão e dor.

Ouvi alguém atrás de mim, mas eu não conseguia me mexer, eu estava do lado do corpo da minha irmã, e os gritos dos meus pais já estavam acabados, senti uma mão quente no meu ombro, acordei do meu transe, e me virei pra trás.

Flash back acaba.

Eu acordei ofegante na cama de deidara, ele estava deitado do meu lado, e acabou se assustando com meu susto repentino.

Eu comecei a tremer de medo um pouco, e então ele me abraçou.

Deidara: se acalma, tá tudo bem agora.- ele disse quase me apertando -.

Comecei a respirar fundo, pra tentar recuperar a calma.

Deidara: você está melhor?.- ele disse se afastando -.

Engoli seco.

S/n: sim, eu estou melhor...- eu disse colocando minha cabeça no peitoral de deidara -.

Ele suspirou e me abraçou, logo notei que ele estava chorando.

S/n: deidara? Você está bem?.- eu disse limpando a suas lágrimas -.

Deidara: sim eu estou, eu só fiquei...assustado, donada você começou a tremer e, eu não sabia oque fazer...- ele disse me abraçando -.

Ficamos um pouco abraçados, mas ele se afastou um pouco, e suspirou.

Ele se sentou do meu lado, e ficou olhando inquieto para mim.

Deidara: oque fez você tremer daquele jeito?

Eu suspirei, e me aproximei mais dele, fiquei contando oque tinha acontecido comigo, depois que eu terminei, ele se levantou.

Deidara: você não conseguiu ver o rosto daquela pessoa?.- ele disse confuso -.

S/n: não vi absolutamente nada, eu acabei acordando antes.- eu disse me levantando pra ficar perto de deidara -.

Deidara: isso é bem assustador, que tal sairmos para destrair a mente?.- ele disse me puxando para fora do quarto dele -.

Fiquei um pouco confusa.

S/n: você fez todas as suas missões de hoje?

Deidara riu.

Deidara: pain disse que você é minha responsabilidade, e como ele disse isso, deixar de fazer missões é aceitável pra poder ter cuidados com você.- ele disse sorrindo -.

E olhei pra trás de deidara, pain estava lá.

Pain: errado, você está na akatsuki pra me obedecer, e então é isso que você vai fazer.

Deidara se assustou com a voz repentina de pain.

Pain suspirou.

Pain: você pode levar ela nas suas missões, mas não deixe de fazer o seu trabalho.- ele disse saindo de perto de deidara e eu -.

Deidara suspirou, e Tobi surgiu donada.

Deidara: bom, pelo menos eu terminei as minhas missões de hoje, a não ser que o pain resolva me dar mais.- ele disse me puxando pra fora do esconderijo -.

Agora estávamos voando com o pássaro de deidara, e pousamos num lago cristalino.

Deidara: aqui é bem bonito, vamos descansar aqui.

Tobi se sentou de baixo de uma árvore e eu fiquei sentada na beira do lago, junto com deidara.

Fiquei adimirando o lago, e sentindo a brisa fresca, e notei alguém me observando, deidara estava me encarando.

S/n: por que você é tão gentil comigo?.- eu disse olhando para ele, que desviou o olhar imediatamente -.

Deidara: é só um favor, eu não quero sujar minhas mãos de sangue.- ele disse resmungando -.

Ele olhou para mim novamente, e comecei a me aproximar dele, quando eu ia dar um beijo em seu rosto, Tobi entra no meio.

Tobi: obrigado pelo carinho, s/n!.- ele disse com sua voz boba -.

Deidara rosna e empurra tobi, que tropeça no chão, soltei uma risada baixa.

Deidara: MAS QUE DESGRAÇA, JUSTO AGORA QUE VOCÊ IA ATRAPALHAR?.- ele disse dando chutes no tobi, que zombava dele -.

E então deidara se jogou em cima de mim, e ficou me encarando vermelho, para provocar ele, dei um beijo em sua testa, fazendo ele recuar com vergonha.

S/n: você parece uma criança!.- eu disse entre risadas -.

Horas depois.

Estávamos voltando para o esconderijo, tomando sorvete, deidara não queria mais caminhar com medo que eu tivesse um ataque de ansiedade novamente, e então estávamos voando.

Eu estava conversando com o tobi sobre o deidara, apenas para irritar ele.

Tobi: vai por mim, o deidara já é uma mulher linda, isso pq vc não viu ele vestida de empregada.- ele disse numa voz perversa -.

Deidara rostou e jogou um pedaço de argila na cara de Tobi, e então tive uma ideia.

S/n: ah que inveja! Eu quero ver o deidara de vestido também, deve ser uma deusa saborosa!.- eu disse num tom manhoso e provocante.

Deidara fica vermelho como um tomate, não sei dizer se é por raiva ou por vergonha, acho que é os dois, e então eu e Tobi começamos a zombar de deidara, que rosnou em troca de nossa provocação.

Foi um dia divertido, e Deidara se recusou dormir do meu lado, achando que eu iria abusar dele, convenci ele a deitar, a peoveitei a apalpei sua bunda para irritar ele, e deu certo, por que ele se jogou no chão com tudo, fazendo um barulho bem alto, mas acabou dormindo do meu lado ainda.



Notas Finais


Foi curto, mas eu gostei do resultado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...