1. Spirit Fanfics >
  2. DeidaraXObito >
  3. Desejos do Uchiha

História DeidaraXObito - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Oioioioioioi! Tudo bem? Espero que sim kskksks
Trouxe mais esse capítulo ;P Gostei bastante de fazer ksksksksk Espero que gostem u.u
É isso, desculpem os erros e tenham uma ótima leitura!

Capítulo 11 - Desejos do Uchiha


·°·°Deidara°·°·

 

Deidara corre diretamente para o terraço, encosta na parede e desliza para o chão. O loiro abraça os joelhos. Ele estava ofegante, tremendo e sentia que o seu coração iria sair para fora. Em sua mente não se formulava mais nada. Era impossível. Ele cobre a boca com a mão trêmula. Ele queria muito se enfiar em um buraco naquele exato momento. 

Dei: -A-A gen-gente ia... ia... -Sua cabeça frita e ele fica vermelho como um pimentão. -O-O que e-eu... N-Ne-Nem sequer o empurrei... E-Eu ia deixar ele... -Ele cobre o rosto com o cachecol para esconder sua vergonha. 

Deidara seca o rosto que ainda estava molhado com a manga do uniforme e tenta ao máximo se acalmar. Ele sentia-se quente e retira o cachecol rapidamente.

Dei: -E-E agora? O que f-faço? A-Aquele idiota...

Os seus pensamentos estavam em completa bagunça e nem sabia mais o que fazer. Ele teria que retornar para o conselho e fazer seu trabalho, ou seria penalizado novamente e sua mãe saberia imediatamente e Deidara não queria ter de prejudicar a mãe.

Dei: -Droga... V-Vou fingir que isso nunca aconteceu e vou agir normalmente. Is-Isso, vou fazer isso. -Deidara começa a lembrar da cena e ele cora imediatamente. -Ma-Mas nossos lábios ainda se encostaram! C-Como posso fingir que isso não aconteceu?! A-Aquilo foi considerado um be-beijo? -Sua cabeça frita.

Deidara nunca tinha beijado antes e isso foi um grande choque. E ser beijado pela pessoa que ele não queria se dar bem foi um choque maior ainda. Ele se acalma novamente e levanta do chão.

Dei: -Porra... -Sua aflição estava o levando a ficar com raiva. -Tenho que voltar. Inferno.

Ele sai do terraço e anda para o grêmio.

 

Deidara abre a porta e é rapidamente encarado por Obito. O loiro ruboriza violentamente e desvia o olhar. Ele anda rapidamente para a cadeira da mesa e senta. Pega um livro e começa a revistá-lo.

Obito estava na cadeira do computador e ele cobre a boca e sorri. Ele não podia negar que estava achando engraçada e fofa aquela atitude de Deidara de tentar fingir que nada tinha acontecido. O Uchiha olha de canto para o loiro e morde o lábio inferior. Ele continua a digitar no computador e age normalmente.

Deidara estava sentindo-se sufocado em ficar na mesma sala que Obito e ele nem conseguia se concentrar nos livros à sua frente.

Logo, Suigetsu aparece depois de ter ido no banheiro.

Sui: -Ah! Deidara! ^^ Eu posso sentar perto de você?! Você responde minhas perguntas?! Tenho muita coisa pra te perguntar! :3 Por favooor?

Dei: -C-Claro -w-' . Faça como quiser. Você pode me ajudar nos livros?

Suigetsu fica com os olhos brilhando.

Sui: -Ooohh... Claro!!! Ajudo sim! ^^ -Suigetsu corre e senta em uma cadeira na mesa e começa a revistar os livros também.

Sui: -Espera! Seus olhos estão vermelhos! O que foi?!

Dei: -F-Foi poeira! -w-'

Sui: -Aaaahhh, então tá... Ah! Sabe, eu realmente sou seu fã! E meus amigos também! Nunca pensei que eu estaria na mesma escola que você! Meu sonho foi realizado! T-T Aaaahh... -Suigetsu segura as lágrimas de alegria que queriam sair. 

Dei: -Não chore, por favor ;-; . Não sou ninguém importante para você ficar tão emocionado assim. Você disse que sabia de coisas sobre mim, não foi? Como você sabe?

Sui: -Aahhh, meio que quando ocorreu aquele caso da pimenta fiquei sabendo por um primo meu que estudava na mesma escola que você ;-; . E meio que isso se espalhou e algumas crianças na época amaram o que vocês fizeram, incluindo eu :3 . Daí com o tempo passando vocês foram fazendo mais coisas e as notícias iam se espalhando rápido. E também buscamos pesquisar mais sobre vocês ksksksksksksks. 

Dei: -Vocês são todos uns stalkers ;-; . Vou chamar a polícia.

Sui: -Quê?! Não, por favor! -w-' Acabei de realizar meu sonho e eu vou ser preso justo agora?! A gente não é stalker, eu juro! Só amamos o que vocês fazem! Só isso!

Dei: -Mano, calma ;-; . Eu não vou chamar a polícia, tava brincando ksksksks. Só que é estranho saber que a gente tinha fãs ;-; . Nunca imaginei que isso seria possível.

Sui: -E como não?! Vocês são incríveis! As histórias e confusões de vocês são muito inimagináveis! Eu sempre fico chocado quando lembro de alguma. :3 Vocês são incríveis, mano. Vou chorar T-T .

Dei: -Nossa... Obrigado, talvez? Ksksksksks Eu tenho que concordar que algumas coisas foram legais mesmo, não vou mentir ;-; .

Sui: -As coisas que vocês fizeram foram lindas T-T . Não acredito que eu estou conversando com a pessoa que fazia isso! :3 Nunca imaginei que você seria assim ksksksksksks.

Dei: -Espera, como assim? E você não sabia como eu era?

Sui: -Não, não sabia ;-; . Só sabia dos nomes e das histórias. Todo mundo que conheço que gosta de vocês não fazem ideia de como você é, ou de como os outros são :3 . Mas amamos vocês mesmo assim >w< . Agora eu estou apaixonado por ver você aqui na minha frente ksksksksksk. Ah, meu coração T-T .

Dei: -Minha nossa ;-; . Como vocês amam alguém que nem conhecem? Isso é que é ser doido. Ah, e como somos retratados nas histórias?

Sui: -Vocês sempre eram os causadores de confusão. Na verdade, todos eram brigões, mas você, Hidan e Konan eram os mais cabeças quentes e os que implicavam com os outros. Sasori era o que sempre não estava nem aí com nada, mas era um pouco impaciente e sempre participava de tudo o que vocês faziam. Kakuzu e Pain eram os que resolviam as coisas no braço ;-; . Tem uma história que eles dois colocaram alguns carinhas para correr só em fazerem cara feia.

Dei: -Mano, vocês são stalkers! Como que pode?!

Sui: -Estava certo?! Minha nossa :0 eu que retratei vocês assim na minha mente kkkkkkkkkkkkkk.

Dei: -Só uma coisinha está errada.

Sui: -O que?

Dei: -Todo mundo é bom de braço, não só o Pain e Kakuzu ;-; . Todo mundo brigava na real.

Sui: -O quê?! Mano, como assim? Kkkkkkkkkkkk Até você?!

Dei: -Meu filho, até o Sasori que é o mais preguiçoso de nós todos ;-; .

Suigetsu estava de queixo caído.

Sui: -Então quer dizer que até a Konan?! Eu sempre achei ela incrível e agora ela é muito mais! *-* Meu pai amado, eu não sabia disso não kkkkkkkkkkk. Eu sempre achei ela incrível por ser a única menina entre vocês, ela é uma deusa ;~; .

Dei: -É normal achar isso ;-; . E não diga isso dela, eu tenho ciúmes ;-; . -Deidara cruza os braços.

Obito que estava digitando e escutando toda aquela conversa, para um momento e mexe no cabelo.

Sui: -O quê?! Espera!... :0

Dei: -E não, não sou namorado dela. Ela é minha amiga então tenho ciúmes ;-; . -Deidara vira a cara e cruza os braços. Nesse momento, os olhares dele e de Obito se encontram e Deidara cora de imediato e seu coração pula. Ele vira o rosto para o outro lado.

Obito ri internamente e apoia o queixo na mão. Logo, ele continua a digitar no computador.

Sui: -Ooohhh... :0 Fiquei chocado, pensei que vocês eram ;-; . Mas é só ciúmes de amigo. Aaaahhh... Que pena.

Dei: -Pena?! Tenha pena de mim! Mesmo sendo só amigos ela já fica com a maior melosidade comigo! Imagina se a gente tivesse em um relacionamento! Misericórdia!

Sui: -Ah, mas você também fica com melosidade com ela, não é? ;-; Nas histórias mostram que você e ela são quase inseparáveis ;-; .

Deidara cora de vergonha.

Dei: -Bom, isso é verdade, mas não quer dizer nada! A gente é só muito próximo. É amor de amigo. E se ela visse você dizendo isso daria ideia pra ela então nunca diga isso, por favor ;-; . Não quero sofrer nas mãos dela.

Sui: -Ok ._. . Eu esqueci de perguntar, mas depois que vocês entraram no ensino médio vocês pararam de criar confusão, não foi?

Dei: -Bem, a gente precisou dar uma pausa porque as advertências são mais rigorosas ;-; . Mas mesmo assim a gente conseguiu ficar de castigo aqui ¬-¬ .

Sui: -Espera! Não me diga que seus amigos estudam aqui também?! Sério?! Quê?! Am?!

Dei: -Ué, sim. A gente sempre estudou junto, menos uma vez que o Hidan foi trocado sem querer e foi para outra sala ;-; . Dias difíceis aqueles.

O cérebro de Suigetsu tinha desligado e ele estava em órbita.

Dei: -Suigetsu?

Sui: -...

Dei: -Suigetsu, você está bem? ;-;

Sui: -...

Dei: -Ei!... Morreu ;-; .

Deidara vai até Suigetsu e bate nele com um livro.

Sui: -Ai! Por que você me bateu? -Ele alisa a cabeça.

Dei: -Você não estava respondendo! E... -Eles escutam as conversas e passos dos estudantes que chegavam.

Dei: -Huummm...

Sui: -Você não vai agora?

Dei: -Acho que não posso ainda, então tudo bem. -Deidara sorri.

Sui: -Ooohhh... *-*

Dei: -Que foi?

Sui: -Deidara, sorri de novo, por favor... *-*

Dei: -O quê?!

Sui: -Seu sorriso é lindo! ^^ Foi o mais lindo que já vi!

Deidara bate nele de novo com o livro, só que agora mais forte. 

Sui: -Ai! Por que você me bateu de novo?! T-T

Deidara cruza os braços.

Dei: -Você mereceu. -Ele senta de volta na cadeira.

Suigetsu olha para Obito.

Sui: -Presidente, eu posso ir?

Obi: -Eu não pedi para que ficasse.

Sui: -Nossa, que grosso ;-; .

Obi: -Se quiser ir, vá. -Obito dá de ombros e não tira os olhos do computador.

Sui: -Então tá ;-; . Deidara, depois a gente conversa mais! ^^ Ah! Será que posso dizer aos meus amigos que vocês estudam aqui?!

Dei: -Huummm... Acho que sim, mas eu não quero que venham correndo e quase me derrubando como você fez ;-; .

Sui: -Me desculpe por isso -w-' . Foi a emoção do momento :3 . Eu digo a eles sim. Tchauzinho. -Suigetsu vai para a porta.

Dei: -Até mais ^^ .

Suigetsu sai felizinho da sala.

Deidara se espreguiça. Finalmente se dá conta de que estava sozinho com Obito e entra em pânico. Ele vira o rosto para a outra direção e evita ao máximo olhar para o Uchiha.

Obito apoia o queixo na mão e encara o loiro.

Obi: -Então você é assim tão amigável com os outros? Kskksksksks. Isso me impressionou. -Ele faz ar de riso. 

Deidara congela. Seu rosto estava muito vermelho.

Dei: -N-Não é da sua conta, idiota. So-Sou assim com todo mundo. -Ele cruza os braços e faz cara de bravo. 

Obi: -Sério? Bom saber que você gostou mais do Suigetsu de primeira do que da gente aqui. Que maldade, Deidara ksksksksksks.

Dei: -V-Vocês não merecem, humpf.

Obi: -Que pena, queria que você fosse mais legal comigo... -Obito se espreguiça e olha Deidara de canto.

Dei: -"Querer não é poder", já escutou esse ditado?

Obi: -Já ^^ , mas não concordo com ele, até porque caso eu não consiga eu posso tentar com outros meios mais eficazes, eu acho... Sempre funciona ksksksks. -Obito digita no computador e olha de relance para o loiro. 

Deidara franze as sobrancelhas.

Dei: -"Sempre funciona"? O que você quer dizer? Acha que o mundo gira em torno de você e que sempre consegue o que quer?

Obi: -Não é bem isso, até porque não consegui o que quero... ainda. -Obito sorri.

Dei: -Que seja. -Deidara pega um livro. Ele fica se perguntando como alguém pode ser tão mesquinho ao ponto de dizer que consegue tudo o que quer.

Obi: -Está com raiva? Kkkkkkkk.

Dei: -Não é da sua conta. -Deidara olha de canto para ele. -Tsk, irritante... -Ele fala para si e volta a atenção para o livro. 

Obi: -Huuuummm... -Obito apoia a bochecha na mão e observa o loiro.

O jeito como Deidara estava sentado com a coluna ereta mostrava que seu corpo era pequeno e delicado, era muito mais afeminado na verdade. Os cabelos amarelos cobriam as costas e caiam sobre os ombros, mas não escondiam o fato dele ter uma cintura um tanto fina e ter ombros não tão largos. Suas pernas, também afeminadas, eram um pouco mais gordas, tanto coxas ou panturrilhas e a calça escura dava um certo charme. O rosto arredondado, nariz, formato e cor dos olhos, sobrancelhas finas e boca eram surpreendentemente atraentes. A forma como ele estava com o rosto apoiado na mão, os fios da franja deslizando levemente, e lendo o livro despreocupadamente fez Obito o desejar de uma maneira quase impossível de se controlar. Na verdade, todas as vezes que o Uchiha via Deidara ele sentia um grande desejo também, e para se controlar ele buscava fazer algo, por exemplo, morder a unha do polegar ou se distrair com outra coisa.

Deidara percebe que ele estava sendo encarado e cora ligeiramente.

Dei: -Q-Quê que foi?!

Obito abaixa a cabeça e cobre o rosto com a mão.

Obi: -N-Nada. Você... já pode ir.

Dei: -Tem certeza? Você dizendo pra que eu vá sem mais nem menos? Kkjsksjsjks. Então tá. -Deidara levanta rapidamente e sai da sala.

 

 

·°·°Obito°·°·

 

Obito corre para a porta, a fecha completamente e fecha as janelas. Seu rosto estava vermelho. Ele senta de volta na cadeira do computador. Estava completamente excitado e existia um volume em sua calça.

Obi: -Sério isso? Logo agora Obito?... -Ele cobre a boca com a mão e morde o lábio inferior.

Obito impaciente abre a calça, retira o membro pulsante e ereto e começa a fazer movimentos de vai e vem. Seu corpo começa a esquentar e o sentimento de prazer o domina completamente. Pensamentos eróticos começam a aparecer em sua mente, tais como, o que teria acontecido se Suigetsu não tivesse atrapalhado no momento do beijo dele e de Deidara. Será que os dois teriam ido bem mais a fundo que um simples roçar de lábios? O alucinante rosto corado de Deidara, no momento em que Obito se aproximava para beijá-lo, seria bem mais atraente e irresistível se os dois estivessem em meio ao quente prazer? Como seria se ele pudesse tocar a pele e sentir o cheiro doce e atordoante de todo o seu corpo?

Vários outros pensamentos tomam sua mente e ele aumenta a velocidade dos seus movimentos e morde a mão para que nenhum gemido de prazer saísse. Seu coração batia fortemente e ele estava ofegante. O Uchiha sente o corpo tremer e uma grande quantidade de gozo é excretada em sua mão. Ele rapidamente pega os lenços que ficavam dentro da gaveta do computador e se limpa. Joga na lixeira os lenços e se estende na cadeira. Estava exausto e seu rosto estava vermelho.

Obi: -Que vergonha... (N/A: VERGONHA TENHO EU DE TER ESCRITO ISSO! MINHA PRIMEIRA CENA DE PUNHETA (。_。) ) Ficar pensando coisas assim de alguém mais novo que eu... Devo estar muito carente para isso... Ele é muito lindo, é difícil não ter esse tipo de pensamento... -Obito mexe nos cabelos e busca pensar em outras coisas, mas a imagem do rosto corado do loiro não saia de sua mente.

Obito finalmente se dá conta que o celular no seu bolso tremia enlouquecidamente. Era Rin mandando várias mensagens, perguntando do porquê dele não ter ido para a sala e dizendo que o sinal já tinha tocado faziam tempos. O Uchiha provavelmente não tinha escutado pois tinha ido longe demais em seus pensamentos pervertidos.

Ele relaxa a mente e vai para a sala, depois de abrir as janelas e deixar o ar circular dentro dela. Ele entra na sala de aula, pede desculpas ao professor pelo atraso e senta na cadeira.

Kaka: -Cara, por que você se atrasou? ;-;

Rin: -Você é o presidente do conselho, Obito! Ficar se atrasando assim não serve de exemplo para os outros alunos ;-; .

Obi: -Desculpa -w-' . Meio que fiquei organizando os dados e não ouvi o sinal tocando.

Rin: -Rum -_- . Tá bom então.

Obi: -E como foi com os outros? Resolveram as coisas com a professora?

Os outros integrantes do grêmio ao invés de terem estado com eles mais cedo, tinham estado ajudando uma professora.  

Rin: -Bem... mais ou menos ;-; . Ainda vamos ter que ficar vindo pela manhã para ajudar ela, e não poderemos ajudar com as outras coisas do grêmio por enquanto. Além disso pela manhã, vamos ter que ficar vendo ainda aqueles demônios à tarde :/ . Não temos sossego não, affs.

Kaka: -Esses dias estão sendo muito difíceis "-" . Ah! E o diretor disse pra gente, no meio do corredor, que você fosse na sala dele hoje à tarde para receber alguns outros dados.

Obi: -O que? Como? Eu já estou cheio de coisas pra fazer e ainda vem mais essa ;-; . Vou morrer cedo. Kakashi ou Rin, querem ficar no meu lugar de presidente? -w-'

Rin: -Não, não ;-; . Estou bem como vice.

Kaka: -Eu estou muito bem como apenas membro -w-' . Ser presidente não é pra mim kkkkkkkk.

Obi: -Affs ;-; . Tá bom, deixe. Belos amigos que vocês são T-T .

Kaka: -A gente ajudaria se pudesse, mas só o presidente (você) pode fazer isso dos dados ;-; .

Rin: -Kakashi está certo. Se nós pudéssemos ajudaríamos, mas o destino prega peças ;-; .

Obi: -Dorga T-T . Vou ter que passar dias e mais dias fazendo isso mesmo.

Rin: -Sinto por você ;-; .

Kaka: -Vida difícil da porra ._. .

Obito, Rin e Kakashi começam a prestar atenção na aula.

 

 

.·.·Na sala do primeiro ano·.·.

 

·°·°Deidara°·°·

 

Ko: -Quê?! Então quer dizer que a gente tem um fanclub?!

Sa: -Shiu! Fala baixo, Konan.

Dei: -É isso mesmo ;-; . Pelo menos no que eu entendi é isso. Suigetsu disse que ele e o pessoal lá ama a gente.

Hi: -Oxi ;-; .

Pa: -Eles nem conhecem a gente, mano :| .

Ka: -Tem certeza que não são stalkers? Hoje em dia tem muitos por aí né ;-; .

Dei: -Eu realmente acredito que não. Ele disse que ama as coisas que a gente já fez. Ah! Ele sabe daquela história da pimenta.

Hi: -Mano, como assim? Kkkkkkkkk faz tempo isso.

Sa: -Caralho, nem me lembrava kjkkjkjkjkjjj.

Ko: -Minha nossa kkkkkkk. Isso foi a uma década atrás e nem me lembrava mais. 

Pa: -Qual pimenta?... Ah! Aquela?! Maaanooooo... Que viagem cara kkkkkkkkkkk.

Ka: -Bons tempos ;-; . Aquela pimenta rendeu foi coisa, puta que pariu kkkkkkkkkkkkkk.

Dei: -Então kkkkkkk. Aquela foi a primeira coisa que a gente fez. 

Ko: -Aquilo foi insano demais kskskksks.

Eles ficam em silêncio olhando para o além e do nada começam a rir.

Hi: -Aquele homem se lascou no chão kkkkkkkkkk.

Pa: -Foi satisfatório kkkkkkkkkk.

Ko: -Demais! E na hora que ele tomou o café e foi correndo para o filtro kkkkkkkkkkkkkk.

Sa: -Aquela foi uma queda bem feita, isso sim kkkkkkkkk.

Ka: -Me lembro que ele ficou com o nariz quebrado, não foi? Kkkkkkkkkkkkk.

Dei: -Foi kskskksks. E ainda quebrou o braço também kkkkkkkkk.

Pa: -Mas como ele sabe disso? Não tinha sido um caso confidencial?

Dei: -Eles não sabem o real motivo da gente ter feito, mas sabem que aconteceu isso. E com certeza devem saber mais histórias também kkkkkkkk.

Hi: -Huummm... Queria conhecer esse menino...

Ka: -Como é? -Kakuzu belisca Hidan.

Hi: -Ai! Não é nada disso. Eu quero saber as histórias que ele sabe! Só isso, Kakuzu ;-; .

Ka: -Rum -_- .

Hi: -Quê?! Não acredito que você desconfia de mim! Qual é! -Hidan cruza os braços e vira a cara.

Ka: -Huummm...

Sa: -Eeeeeeeee... Qual é Kakuzu ;-; .

Ko: -Tadinho do Hidan ¬-¬ . Ficar desconfiando dele assim é maldade.

Dei: -Konan tem razão ;-; . Coisa feia, Kakuzu. -Deidara que sentava atrás de Hidan, conforta o amigo.

Pa: -Você sabe que o Hidan não é desse tipo de gente e fica assim ;-; .

Ka: -Quê?! Eu tava brincando!

Sa: -Isso que você chama de lealdade, Kakuzu? '-'

Ka: -Vocês sabem que eu tô brincando! Coé!

Dei: -A gente sabe kkkkkkkkk.

Ko: -Não se preocupe jkjkjkjjjkjk. A gente entendeu kkkkkkkkk. Não é, Hidan?

Hi: -... -Hidan continua com a cara virada. Parecia que estava bravo. 

Sa: -Iiiiii gente ;-; .

Pa: -Eita porra kkkkkkk.

Ka: -Oxi ;-; . Vai se fazer de difícil mesmo?

Ko: -Hidan ;-; , você não colabora também, né.

Deidara cutuca as costas dele.

Dei: -Hidan? Você sabe que ele estava brincando, não é?

Hi: -...

Ka: -Affs, vou ser obrigado a fazer isso mesmo ;-; . -Kakuzu retira uma barra de chocolate da mochila. -Toma. -Ele se estica e coloca na mesa de Hidan.

Hidan olha para a barra e depois para Kakuzu.

Hi: -Você está me comprando?

Ka: -Só aceite ;-; .

Hidan pega a barra, guarda na mochila e dá de ombros.

Ko: -Nem com uma barra de chocolate você está feliz?! Hidan!

Hi: -Ele não fez o essencial, então... -Hidan apoia a bochecha na mão e olha de canto para Kakuzu.

Ko: -Ahhhh...

Ka: -Eu já dei uma barra de chocolate e não tem mais o que fazer ;-; .

Ko: -Kakuzu!

Dei: -Kakuzu, você é muito lerdo mesmo ;-; . Ave Maria.

Pa: -Oxi, nem eu tô entendendo ;-; . Ele precisa fazer mais o quê?

Sa: -Até eu tô boiando aqui °-° .

Konan, Hidan e Deidara olham para os três com desgosto.

Ko: -O ápice da lerdeza é esse ;-; .

Dei: -Eu desisto, afff.

Hidan põe a mão na testa e suspira.

Hi: -Namorar com alguém assim é o cúmulo do ódio.

Kakuzu olha para os amigos e fica sem entender. Deidara e Konan viram a cara.

Ka: -Ah, mano ;-; . Se vocês não disserem não tem como eu saber, não tenho bola de cristal, porra.

Dei: -Qual a coisa que é essencial se dizer quando você faz algo errado e sabe que aquilo é errado?! Eita, que ódio da porra ;-; .

Hi: -Ele é tão lerdo que nem assim ele vai entender. -Hidan olha de lado para Kakuzu.

Ka: -Se era isso então tivessem dito logo suas desgraças! Desculpas, pronto! -Kakuzu cruza os braços e vira a cara.

Hi: -Am? O que você disse? Não ouvi.

Ka: -Tsk...

Hi: -Ah, que coisa, não? Eu esqueci que você não gosta de se desculpar ;-; . Eu iria te perdoar se você tivesse pedido desculpas, mas já que você não falou nada então...

Kakuzu encara Hidan.

Ka: -Desculpas por ter duvidado de você. Escutou agora? Humpf. -Ele vira a cara porque estava com vergonha.

Hidan fica chocado e cora.

Hi: -Ouuuunnn... >w< -Ele levanta da cadeira e abraça Kakuzu com força. -Nunca pensei que você fosse pedir desculpas pra mim! ^^

Kakuzu continua sério e suas bochechas estavam rosadas de vergonha.

Konan que estava sentada atrás de Kakuzu começa a ficar emocionada e limpa o sangramento nasal com um lenço.

Sa, Dei: -É o amoooorr... Que mexe com a minha cabeça e me deixa assiiim...

Pa: -O amor é lindo ;-; . Meu senhor, quando vou encontrar minha alma gêmea? -Pain olha para cima.

O professor Madara estava escrevendo no quadro e escutava aquela conversa deles. Ele enxuga uma lágrima de emoção. (N/A: Imaginei essa cena e ri muito kkkkkk eu sou muito bestinha kkjkjkjkj)

Desde a conversa que tinha tido com a mãe de Deidara ele estava mais compreensivo com os alunos, não só com Deidara e os amigos dele, mas também com todos no geral. Isso o permitiu entender melhor todos os seus estudantes, e muito mais ainda os atos dos alunos problemáticos da sua classe, e pôde compreender que todos eles eram muito legais e carinhosos uns com os outros. Ele estava tocado. Ele não era assim tão curioso, mas queria continuar escutando as conversas sem pé nem cabeça deles lá atrás, porém toda a sala estava conversando muito e ele teria que pôr ordem.

Pr. Ma: -Por favor, todo mundo faça silêncio.

A sala inteira se acalma.

Hidan retorna para sua cadeira completamente emocionado.

Dei: -Agora sim voltaram a se dar bem, pelo menos ksksksks.

Hi: -Sim, sim ^^ .

Ko: -O amor é tão lindo *-* . Meu coração não guenta assim. -Konan começa a se abanar com o caderno. (N/A: Eu te entendo perfeitamente Konan ;-; fico assim também quando vejo o meu casal preferido tendo uma relação fofa u.u )

Eles todos começam a conversar coisas aleatórias e a aula se passa normalmente. Vão para o intervalo. Voltam para a sala e a aula se passa normalmente também.


Notas Finais


(。_。) Mano, ainda tô pasma com o que escrevi kksksksk Gostaram? 7w7
Na cena do Kakuzu e Hidan eu morri de amores ^.^ ksksksksk
Bom, é isso e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...