História Deixa eu amar você - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Tags Gune, Malhação
Visualizações 1.000
Palavras 525
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieeeeee!!! Quanto tempo kkkkkk
Mais um capítulo da festa. Esse está pequeno, o próximo meus amores é o meu Preferido!
Beijinhos *-*

Capítulo 17 - Conseguir...


Guto

Eu estava parado, perto do palco, de onde vi Benê sair. As meninas tinham dispersado e eu não sabia o que fazer, só pensava na burrada que tinha feito minutos antes. Vi Clara vindo até mim. Não era surpresa que ela estava me cercando, e na boa, nem sei porque, afinal ela tinha acabado de terminar com meu amigo.

- Vamos dançar? – Perguntou, e eu fiquei com vergonha de negar. Começamos, mas ela encostava seu corpo no meu toda hora, como se quisesse me seduzir, mas eu não queria nada com ela. Vi Benê se aproximar com Luca, e ela começou a imitar os movimentos de Clara e eu estava perdido, e o parceiro dela, aparentemente também. Eles pararam, e os perdi de vista.

- Ei Clara acabou a dancinha, vamos tocar Guto. – Veio Felipe até nós, me puxando. Acho que ele percebeu que eu não estava à vontade.

                Tocamos e arrasamos, como sempre. Vi que Benê estava próxima do palco e tentava olha – la, com um pedido de desculpas, mas ela não me encarava de volta. Acabamos de tocar, e fomos aplaudidos. Vi Fio anunciar as garotas, e sabia que ela devia estar com medo.

                Tina, Ellen, Lica e Keyla já estavam posicionadas no palco, e todos os olhos iam pra Benê, lembrando do ocorrido na festa julina. A encontrei e ela parecia parada e amedrontada, encarando todos os lados. Corri até chegar nela.

- Você consegue Benê, você é forte, guerreira, diferente de todo mundo aqui. Confia em mim? – Falei e ela me olhava, enquanto dava meu dedinho mindinho pra ela.

- Confio. – A senti apertando meu dedinho e sorri, a puxando para o palco com a mão. Nem parecia aquela menina que não gostava de toque. As meninas sorriram quando a viram. Pedi silenciosamente que ela focasse seus olhos em mim e fiquei feliz quando ela sentou no banco.

 

Benê

                Ouvi o violoncelo de Tina e comecei a tocar junto. Eu encarava Guto, e ele sorria pra mim com aquelas covinhas que eu gostava tanto. Ouvia Keyla cantar e me sentia bem em estar conseguindo realizar a vontade das meninas em ter nós cinco ali. O show acabou e todos aplaudiram.

- Gente, queria que vocês batessem palma para uma pessoa muito especial. Nossa pianista, Benê. – Keyla falou e todos começaram a gritar meu nome. Fiquei emocionada. Olhei pra Guto e ele batia palma e assobiava. Agradecemos e descemos do palco. – Você foi incrível. – Falou Keyla sorrindo.

- Todas fomos. – Falei e elas alargaram o sorriso. Vi Guto ao longe. – Já volto. – As meninas deram seus risinhos de sempre e fui falar com meu professor. – Oi. – Falei animada e ele sorriu.

 - Como vai campeã? – Falou e eu ri. – Fiquei muito orgulhoso de você sabia? – Falou e eu sorri. Senti uma vontade imensa de fazer algo que nunca tinha feito, então, peguei Guto de surpresa e o abracei, colocando minhas mãos em suas costas, e meu rosto em seu pescoço, inalando seu perfume. – Ah Benê. – Sussurrou ele, e me abraçou de volta. Fechei meus olhos, como se o mundo parasse e era tão bom ali, eu e ele, só nós dois.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...