História Deixando marca - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Temari
Visualizações 28
Palavras 741
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem os erros

Capítulo 4 - Fugir é a única opção!


POVs Temari

Neste momento estava a discutir com o meu pai.

–Mas porquê agora?

–Porque já estou farta deste colégio,posso ir para casa dos tios,ou não?

–Tudo bem,um dia eu entenderei melhor essa história!

–Obrigada pai,eu quero ir ainda hoje para konoha.

–Entao vai arranjar as coisas–o meu pai olhou para o relógio e disse–são 14:00, às seis saímos de casa a caminho do aeroporto.

–Ok.–fui para o meu quarto arranjar as coisas.Eu estava nervosa,já tinha ido falar com a Tenten e ela nem acreditou no que eu lhe disse,mas sinceramente nem eu,como é que ele foi capaz de me fazer aquilo.Eu desertessa que nunca o vou perdoar!!!!!!!

Quebra de tempo...

Estava no aeroporto a despedi-me das minhas amigas,elas já sabiam de tudo é queriam que eu apresentasse queixa,mas não me vale de absolutamente nada,eu só queria sair dali,ter uma nova vida.

Os meus irmãos também estavam lá mas não sabiam de nada e se soubessem materiam o Shikamaru,eles são chatos mas irmãos muito protetores.

Entrei no avião,eram 19:00. Desculou e eu senti um leve enjou.

A viagem foi passando e ela vomitava muita vez.Devez enquanto perguntava alguma pessoa se ela estava melhor e se era normal,eu respondia que estava (mentira)e que não era normal e não sabia porque estava assim,eu já tinha andado varias vezes de avião.

Quando aterrei fui no carro do meu tio Minato,que estava à minha espera. Entrei na sua casa e o meu primo escandaloso Naruto veio abraçar-me.

–Á quanto tempo Temari,modas-te muito!!!!–exclamou abraçando-me.

–Ja tu contínuas o mesmo de sempre–eu muitas vezes sou direta ao ponto.

–Que rude!!!–disse-me finjindo-se de chateado.

–Ola Temari!!!–comprimentou-me a tia Kushino.

–Ola tia!!–Abracei-a.

–Ja almoças-te?

–Não,na verdade não consegui comer nada no caminho,estava constantemente a vomitar eu tenho que ir ao médico.

–Estas à praticamente 24:00 sem comer!!!–gritou,a tia Kushino quando queria está igual ao Naruto.

–Eu não consegui co...–nao acabei a frase,comecei a ver tudo preto.

Quebra de tempo...

Acordei fraca.Nao reconheci de imediato o local,mas depois persebeu que era o hospital é que a tia Koshino estava sentada numa cadeira ao meu lado.

–O que aconteceu–perguntei com um sosurro.

–Tu desmais-te.–disse calmamente e com um sorriso suave no rosto,mas não era um verdadeiro porque se fossem era um grande igual ao do Naruto.

–Porquê?

–Tu tens te alimentado mal e também deves ter passado por emoções fortes,fazendo mal para....–ela parou de falar e eu farta  de esperar a resposta insentivei-a.

–Para.....

–para......o bebé.–fiquei tonta.

–Como assim bebé?

–Estas grávida querida.

–Como isso aconteceu.

–Tu deves saber e a medica fes-te vários exames e foi essa a conclusão.–pensou e disse–eu já contei ao teu pai é aos teus irmãos e eles desconfiavam que tu já sábias e por isso fugiste.

–Nao eu não sabia e eu fugi por outro motivo.

–Entao dis-me esse motivo.

–Nao da para esconder mesmo.–respirei fundo–eu era virgem e o meu namorado estava sempre a insistir para termos relações sexuais.Eu não me sentia preparada,então dissia sempre que não estava pronta para esse passo.Na sexta fomos a uma festa e como era longe de casa iríamos dormir em quartos do bar ou num motel,eu e ele obtamos por dormir no bar.Eu subi primeiro e adormeci,passado um bocado sinto alguém em cima de mim e reparei que era ele.Eu pedia para ele parar e ele não parava.Resumindo e concluindo,perdi minha virgindade com uma violação e ainda por cima engravidei.–ela olhava com raiva para mim.

–Nao te defendes-te,não dizes-me queixa?

–A música estava muito alta e.....

–E o quê?

–Eu ainda sinto algo por ele,pronto já admiti.

–Esse rapaz não te merece decertessa.

–Pois não.

–Eu vou explicar tudo ao teu pai.

–Mas diz para não fazer queixa,ele quando fez aquilo cheirava muito a álcool,ele estava bêbado.

–Isso não é desculpa–respirou fundo e continuou–mas,mesmo contra essa decisão vou disser ao meu irmão para não fazer queixa.

–Obrigada.

–E o que decides fazer com a essa criança?

–Nao quero abortar,eu não quero matar uma criança!!Mas também não consigo cria-la.

–Entao eu ajudo-te a cuidar dela,mas eu ajo melhor deixares acabares este ano de faculdade enquanto a tua barriga está pequena e para o próximo ano dedicas-te ao bebé.

–Ok,mas também peça ao meu pai para nao contar nada a ninguém do bebé.

–Tudo bem,depois do que ele te fez,não merece saber de nada.

–Nao sei,mas não sou capaz de lhe contar.

–Nao te preocupes tu ficarás bem.

CONTINUA.....







Notas Finais


Desculpem os erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...