História Deixe-me amar você - NejiTen - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Ação, Hentai, Neji, Nejiten, Romance, Tenten
Visualizações 225
Palavras 2.770
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E ai, tem alguém ainda acompanhando a fic?

Desculpa demora gente e boa leitura. Nos vemos nas notas finais!

Capítulo 17 - País da Terra.


Fanfic / Fanfiction Deixe-me amar você - NejiTen - Capítulo 17 - País da Terra.

Antes de amanhecer totalmente, Neji e Tenten já estavam se preparando para missão, tomaram seu café rapidamente e partiram para o portão da vila encontrar Lee. A missão era escoltar o senhor feudal do País do Fogo até o País da Terra. Todos se encontraram e partiram. O senhor feudal tinha alguns guardas porem nenhum deles era do nível dos três. A viagem duraria três dias de ida ficariam apenas dois dias no País da Terra e voltariam em seguida. Chegaram no terceiro dia no País da Terra no final da tarde e  encaminhando o senhor feudal até sua hospedagem e logo os três foram para um hotel. Neji e Tenten pegaram um quarto de casal e Lee um de solteiro. Combinaram de descansar um pouco e depois ir conhecer a cidade, Lee estava eufórico queria muito sair. O casal dormiu por umas duas horas estavam bem cansados, Neji foi o primeiro a acordar com as batidas de incessantes de Lee na porta dizendo que estavam atrasados para sair.

 

- Hime, precisamos nos arrumar. – Disse beijando o rosto da morena para ela poder acordar.

 

- Já vou meu amor, vai tomando banho. – Ela falou manhosa.

 

- Ir sem você? Nem pensar! – Pegando ela no colo a levando em direção ao banheiro. Ela ria igual uma criança da atitude do moreno.

Tomaram um banho rápido, controlando os impulsos para não se atrasarem mais pois sabia que Lee iria ficar insistindo na porta o que cortaria o clima na hora. Saíram do banho e foram se trocar, Neji colocou uma camisa branca um pouco aberta e uma calça preta, na testa a bandagem de sempre sem a bandana deixando o cabelo solto. Tenten colocou um vestido branco com detalhes em vermelho, era um pouco justo que descia até a metade da coxa e tinha fendas em cada lado. Deixou o cabelo solto e a franja cobrindo sua testa.

 

- Está muito linda pequena. -  A abraçando por trás enquanto ela se olhava no espelho. – Vamos? – Ela apenas assentiu com a cabeça e pegou na mão dele e se encaminharam para fora do quarto.

Encontraram Lee com uma camisa verde e uma calça cinza esperando impaciente pelos dois no hall do hotel.

 

- Agora eu sei porque demoraram. – Disse o sobrancelhudo se referindo a roupa dos dois.

 

- Já estamos aqui Lee, podemos ir. – Respondeu Neji.

 

Eles caminharam pela cidade observando tudo, estava um clima bem agradável as vezes paravam para admirar algumas lojas e escolher um lugar para jantar , Neji não desgrudava da mão da morena que recebia vários olhares de homens por onde passavam, mas no fundo ele se sentia orgulhos por estar com uma mulher tão bonita ao seu lado. Entraram em um restaurante e sentaram, uma garçonete sorridente veio atende-los.

 - Boa noite, o que vão querer? – Disse ela simpática.

 

- Olá, bom eu quero uma porção de sashimi, pode colocar bastante gengibre por favor. E uma salada de broto de feijão. Obrigada – Respondeu Tenten sorrindo para a moça.

 

- Vou querer shiitaki ( cogumelo refogado )com takikomi Gohan ( Arroz com frango e cenoura ) – Disse Neji.

 

- Eu quero lámen de porco mesmo, conviver com o Naruto da nisso. – Sorriu Lee com uma mão atrás da cabeça. 

 

A garçonete anotou tudo e saiu, voltou pouco tempo depois trazendo os pedidos. Eles jantaram calmamente e conversavam, gostaram do País da Terra e as pessoas eram bem sorridentes e receptivas. Ao terminar o jantar a garçonete voltou. – Vão querer mais alguma coisa queridos? – Perguntou ela.

- Vocês tem sobremesa? – Questionou Tenten.

 

- Oh, querida infelizmente não temos. – Respondeu a garçonete. E assim saiu deixando os três.

 

- Poxa eu queria um doce. – Disse Tenten frustrada. – Acho que vou na lojinha de chocolates que vimos antes. – Completou ela.

 

- Vou pagar a conta e irei com você. – Falou Neji já se levantando e Lee o acompanhou. Ao chegarem no caixa tinha uma pequena fila e a morena estava impaciente, até terminarem de pagar a loja já teria fechado.

 

- Anata, até ser nossa vez de pagar a loja vai estar fechada. Vou lá rapidinho, me esperem na frente do restaurante. – Disse Tenten dando um beijo na bochecha de Neji e saindo pela porta.

 

- Se cuida. – Ele falou um pouco alto mas ela não ouviu.

 

Ela caminhou até a lojinha que já havia fechado, mas ela não desistiu sabia que existia outra algumas quadras adiante, tentou memorizar o caminho todo pra que pudesse voltar sem problemas depois. Encontrou a loja e entrou sentindo o cheiro que ela amava, chocolate de avelã! Decidiu levar para Neji e Lee também, então pegou duas caixas. Passou no caixa e se distraiu conversando com a moça que lhe atendeu. Ela se assustou ao ver que já estava demorando, e saiu apressada pela porta. As ruas se encontravam desertas e ela caminhou um pouco, mas não conseguia lembrar por onde havia vindo. Voltou para a lojinha para pedir informação para a moça mas a mesma já se encontrava fechada. Mas que droga! Praguejou ela. Decidiu tentar achar o caminho de volta, enquanto caminhava sentia que estava sendo observada o que fez acelerar o passo. Ao virar uma esquina viu três homens muito grandes na sua frente, ela deu a volta, sabia que podia lutar contra eles mas preferiu não arriscar.

 

Ela não sabia mais para onde ir, as ruas pareciam iguais. Eles ainda a seguiam provocando e mexendo com ela, sua paciência já não existia mais, então ela se virou para poder enfrenta-los foi quando sentiu uma dor forte na nuca, alguém havia lhe acertado, Tenten desmaiou no mesmo instante deixando as caixas de chocolate caírem no chão.

Neji e Lee estavam preocupados com a demora da morena.

 

- Ela está demorando. – Disse Neji com um semblante preocupado.

 

- Ela deve estar escolhendo os chocolates ainda,  sabe como gosta de doce logo ela está aqui. – Lee tentando acalmar o amigo. Neji sentiu uma sensação muito ruim percorrer seu corpo, um arrepio na espinha o fez ficar nervoso. Um gosto ruim subiu em sua boca e ele tinha certeza que algo havia acontecido.

 

- Já chega, vamos atrás dela. – Disse Neji impaciente. Assim seguiram para a loja de doces que já havia fechado. Decidiram ir caminhando pelas, algumas já estavam totalmente desertas. Ao dobrarem uma rua Neji viu duas caixas de chocolates caídas, alguns doces estavam pisados. Isso foi o suficiente pra fazer o coração do ninja parar. – Aconteceu alguma coisa. Precisamos acha-la Lee. Rápido.

 

Tenten acordou e viu que estava amarrada e seu corpo estava jogado sobre os ombros de um homem grande e gordo, ela tentou se debater porem o homem a chacoalhou com brutalidade mandando ela ficar quieta. Olhou para os lados e viu que havia mais três homens que os acompanhavam.

 

- Tem certeza que é ela chefe? – Perguntou um dos homens.

 

- Sim, essa é a puta de konoha que matou Junge, vamos usa-la para negociar a arma de volta. – Afirmou o homem gordo.

 

- Mas e os outros dois? Vão sentir a falta dela. Podem vim procura-la. – Disse o outro

 

- Se isso acontecer nos o matamos. – Tenten ouvia tudo aquilo enquanto tentava se soltar sem sucesso.

Eles chegaram em uma casa pequena, o cheiro de mofo e comida estragada era forte, fez o estomago da kunoichi revirar. Eles a soltaram em cima de um sofá velho e todo rasgado. Ela tentava se soltar o tempo todo, as cordas sugavam seu chakra e impediam de fazer os sinais de mão. Ela viu o homem gordo se aproximando dela, tocando seu rosto com as mãos ásperas.

 

- Tão linda, mas precisamos te devolver inteira. Infelizmente.

 

- Eu vou matar você quando me soltar. – Rosnou Tenten. O homem então acertou um tapa muito forte no rosto da morena, fazendo cortar seu lábio inferior.

 

- Bom, não totalmente inteira. – Riu ele do feito. – Se não quiser levar outro é melhor calar essa boquinha linda.

 

- Não tenho medo de você. – Cuspindo o sangue no chão. Ele estapeou ela novamente com mais força fazendo a morena desmaiar.

 

- Você fala demais.

 

Aqueles eram nukenins da aldeia do som, estavam sendo enviados para proteger a arma, porem ao chegarem no esconderijo viram a luta entre seus companheiros e os ninjas de konoha. Junge era o líder e Tenten o matou, desde então estão esperando uma oportunidade para pega-la e usar para obterem a arma de volta.

Neji usava seu byakugan enquanto saltavam pelos prédios na vila a procura de Tenten, Lee via o amigo aflito e tentava a todo momento ser otimista. Mas Neji não dava ouvidos ao sobrancelhudo só tentava se focar em acha-la. Sentiu cinco chakras numa pequena casa afastada da cidade, sentia que um deles era o dela. Pediu a kami para que ela não estivesse machucada.

 

- Ali. – Neji apontando para o amigo.

 

Lee arrombou a porta com um chute e eles entraram, encontraram com quatro nukenins e Tenten descordada em cima do sofá. Neji fitou os homens com fúria, Lee já se preparava pra avançar neles.

 

- Olha só, os namorados virem salva-la. – Disse o nukenin gordo.

 

- Soltem-na e quem sabe teremos um pouco de piedade. – Neji retrucando o homem.

 

- Pena, nós não teremos piedade.

 

Assim eles avançaram nos nukenins. Lee usava seu taijutsu em dois deles, desferiam socos e chutes contra o sobrancelhudo que desviada sem problema,  um deles avançou com uma kunai em mãos mirando as costas de Lee, que se agachou aplicando uma rasteira fazendo- o cair de costas no chão. Já o segundo preparou um soco contra Lee que foi pego no ar, o moreno então empurrou o segundo nukenin na parede batendo sua cabeça e desmaiando logo em seguida.

Neji lutava contra o nukenin gordo e um loiro. Usou seu  Oito Trigramas Sessenta e Quatro Palmas para atacar rapidamente os inimigos e golpear rapidamente os seus tenkets. Golpeando rápido os dois foram lançados para longe também desmaiando.

Os dois foram até onde Tenten estava desacordada, Neji a pegou no colo e pediu para que Lee chama-se as autoridades. Levou Tenten ao hospital da vila e logo ela acordou e contou tudo sobre o que eles queriam com ela.

- Eles estão presos agora. – Falou Neji

 

- Me senti tão inútil. – Tenten disse para o moreno.

 

- Calma hime, não se cobre tanto.

 

- Neji eu me deixei ser capturada. Como pude ser tão idiota?

 

- Pelo o que você disse foi uma emboscada, não tinha como prever.

 

Neji tentava acalmar a namorada que estava inconformada. Uma enfermeira entrou no quarto com os papeis da alta e liberou Tenten, assim os dois seguiram para o hotel, ela estava doida pra dormir. Sentia seu rosto queimar pelos tapas e a boca inchada estava dolorida. A missão estava chegando ao fim e eles já estavam a caminho de konoha escoltando os senhor feudal e levando consigo o nukenin gordo para interrogatório. Chegaram na vila ao entardecer, entregaram o relatório para Kakashi que disse que ele mesmo iria interrogar o nukenin. Então se encaminharam para casa. Lee se despediu dos amigos e seguiu seu caminho.

 

 

Dois meses haviam se passado e o relacionamento de Neji e Tenten estava ótimo, o moreno estava completamente louco por ela e claro que a moça retribuía tudo, afinal tanto tempo o amando em segredo e agora ele era todo seu.  Todos já sabiam do namoro dos dois, Hinata foi a que mais ficou feliz. Neji saia em missões e Tenten trabalha no hospital e naquele dia era sexta, já estava quase encerrando seu plantão quando Shizune bate na porta.

 

- Tenten, Kakashi-sama deseja vê-la. – A morena pedia a kami para que não fosse uma missão.  Apenas assentiu com a cabeça e foi para o escritório do Hokage.

 

- Hokage-sama deseja falar comigo? – Perguntou ela com o mesmo pensamento de antes.

 

- Yo Tenten, ainda bem que chegou. – Kakashi com a mesma cara de tédio de sempre. – Como sabe temos alguns pacientes do País do Relâmpago hospitalizados aqui no nosso hospital, o fato é que mais alguns pacientes serão enviados para cá e como alguns médicos daqui estão em missão o País do Relâmpago enviou três de seus médicos para nos auxiliar. Preciso que você tome conta de tudo, já falei com Sakura e ela indicou você e Ino no lugar dela. Pode fazer isso?

 

- C-claro... quer dizer é uma grande responsabilidade. Mas darei o meu melhor. – Concordando com um sorriso.

 

- Ótimo, eles chegaram segunda-feira. Esteja no portão da vila antes do amanhecer para recepciona-los. – Tenten estava feliz por Sakura tê-la indicado, mas ao mesmo tempo nervosa.

 

Kakahi passou mais alguns detalhes para ela e então se retirou da sala dele. Ao sair do prédio do Hokage avistou Neji a esperando. Ele havia acabado de sair de uma missão e estava louco para vê-la. Tenten se jogou nos braços dele ali na calçada mesmo, sem se importar com o olhar das outras pessoas.

 

- Senti saudades. – Ela sussurrou.

 

- Eu também. – O moreno afundou o rosto no pescoço dela. – Kami! Você é tão cheirosa.

 

Os dois saíram de mãos dadas dali e se encaminharam para a cada do moreno, Neji adorava ter ela em sua casa e ela adorava estar lá. Entraram e Tenten decidiu preparar algo para comerem enquanto o moreno tomava banho. Ela percebeu que ele estava demorando demais e resolveu chama-lo. Mas ao entrar no quarto o encontrou dormindo apenas com a toalha enrolada na cintura. Ficou ali admirando o corpo do moreno, a pele alva ainda molhada juntamente com o cabelo grudado em seu rosto, o troco sarado dele completamente exposto, sorriu pensando no quanto o amava. Saiu do quarto para deixar ele dormir, claro que estava cansado, afinal acabara de chegar de uma missão. Ela foi caminhando pelo corredor e antes de ir para a cozinha olhou para a porta no fim do corredor. O único cômodo que ela ainda não havia estado, claro que sabia o que estava atrás daquela porta. Eles nunca conversaram sobre os pais de Neji e ela sabia o quanto ele sentia dor falando sobre... mas a curiosidade foi maior e então virou seus calcanhares e se encaminhou para o quarto, colocou a mão na maçaneta e pensou exitante se deveria mesmo entrar. Entrou.

A morena viu um quarto muito grande, com uma calma grande com lençóis limpos o lugar todo em si era limpo, ela esperava que estaria empoeirado, mas não. O que a faz pensar que talvez Neji trocasse os lençóis e mantivesse tudo limpo mesmo que ninguém dormisse ali. Adentrou mais no cômodo, ali fitou tudo o que conseguiu. Uma cômoda com alguns perfumes, cremes e um pente de cabelo. Do lado da cama dois criados mudos com abajures e em um deles havia a foto de Neji com seus pais, ela segurou o retrato nas mãos e sorriu, ele deveria ter uns cinco anos na foto.

Numa penteadeira havia um grande espelho todo trabalho em madeira ao seu redor, uma gaveta mal fechada chamou a atenção da morena. Ela pensou em fechar, mas ali viu uma caixinha pequena de veludo preto. Não resistiu e abriu a gaveta e pegou a caixinha, abriu e viu um par de alianças com uma pedra de brilhante na menor e dentro delas os nomes de dos pais de Neji. O coração de Tenten amoleceu, sem duvidas era o item mais precioso que o moreno possuía.

 

- O que está fazendo aqui? – Ela se virou para encara-lo. O mesmo estava com um semblante bem irritado.

 

- D-desculpa, eu... eu – Não conseguia falar.

 

- Sai. – Neji foi extremamente grosso e ela o olhou confusa.

 

- Está bem... – Ela devolveu a caixinha para a gaveta e saiu.

 Neji fitou a cômoda por alguns segundos e fechou a porta com força.

 

- Nunca mais entre naquele quarto, entendeu?  - Ordenou para ela.

 

- Calma, já pedi desculpa. – Tenten não entendia a atitude do moreno. – Porque está sendo grosso?

 

- Porque você passou dos limites, Tenten. – Ela ainda estava confusa.

 

- Eu sei que era o quarto dos seus pais, não queria invadir a privacidade, mas eu achei que não havia problema afinal...

 

- Eles morreram. – Ele completou e ela mordeu a língua por ter sido tão insensível.

 

- Neji... eu não ia falar isso

 

- Tenten, por favor. Vai embora. – Ele não olhava nos olhos dela.

 

- Como quiser. – Ela engoliu a seco e saiu lentamente.

 

Tenten sabia que havia sido inconveniente, mas não esperava que ele tivesse uma atitude dessas. Ela chegou em casa, se deitou na cama e chorou percebendo que talvez a sua atitude imatura tenha estragado completamente seu relacionamento. 

 

 

 


Notas Finais


Por favor não me matem! Eu sei que demorei pra atualizar a fic, mas estou trabalhando o dia todo novamente e acabei perdendo o foco dessa fic, ai comecei a escrever outras e agora preciso termina-las! HAHA Mas prometo atualizar NejITen com mais frequência porque agora peguei o ritmo ragatanga novamente!

Comentem e podem me xingar pela demora também sei que mereço! Beijinho <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...