História Deixe-me dançar (SOPE-Yoonseok) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Got7, K.A.R.D, Red Velvet, SHINee
Personagens B.M, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Jong-dae (Chen), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Lisa, Min Yoongi (Suga), Minho Choi, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seulgi
Tags Bangtan Boys (BTS), Deixe-me Dançar, Hellojam, Hoseok, Jammonster, J-hope, Shortfic, Sope, Suga, Yaoi, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 89
Palavras 3.293
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HELLO JAM's

Vejo vocês nas notas finais!

Capítulo 4 - Apenas deixe-me dançar


Fanfic / Fanfiction Deixe-me dançar (SOPE-Yoonseok) - Capítulo 4 - Apenas deixe-me dançar

No capítulo anterior:


Ruivo♥: Se você for um cara legal e vier aqui...

Ruivo♥: Não é só o jantar que você vai comer. 


Você: Estou saindo. 


(...)


-Você é tão lindo... -acariciou as bochechas coradas e suadas do Jung


-Obrigado! Não é todo dia que Min Yoongi trepa comigo e depois é todo romântico -disse e riram


-Se você quiser, Min Yoongi vai "trepar" só com você e depois ser romântico só com você, todos os dias -disse sonolento e se deitou na cama


-É mesmo? E o que eu preciso fazer? 


-Só... Não me abandone... -respondeu baixinho e se entregou ao sono


-Desculpe, verdinho...


(...)


Aos poucos estavam se tornando uma família. 


Porém, Hoseok e Jimim sabiam que isso -infelizmente- não duraria por muito tempo.


-×-×-×-×-×-


Escrito por: HelloJam

Editado por: HelloJam

4° Capítulo


Leiam as notas finais. 


Aproveitem


Apenas deixe-me dançar

CHAPTER 04


Sábado. 


19:01pm. 


Hoseok corria pela areia, os minúsculos grãos gelados entrando em contato com sua pele quente.

O Jung sorria com os gritos raivosos de Yoongi. O Min estava bravo porque Hoseok havia jogado o mesmo na água fria do mar. 


-EI JUNG HOSEOK! -Yoongi ofegava. Maldito seja o seu sedentarismo


Após alguns minutos, Yoongi parou para descansar, se curvou e apoiou suas mãos em seus joelhos, recuperando o fôlego.

Hoseok também parou. Estava a uma distância considerável do Min. 


-Já cansou, verdinho? -gritou para que Yoongi o escutasse


Yoongi levantou a mão direita, seu punho estava cerrado. Então, com um lento movimento, o pálido levantou o terceiro dedo de sua mão levantada -o famigerado "dedo do meio".

Hoseok gargalhou. Com toda a calma do mundo, se aproximou de onde Yoongi estava. 


-Está estressadinho? 


Yoongi o puxou pela cintura, seus corpos se colando, as respirações ainda aceleradas devido à corrida de segundos atrás.


-Você vai levar a culpa se eu morrer de hipotermia.


-É mesmo? -colocou os braços em volta do pescoço do pálido


-É. 


-Isso é ruim. -deu uma leve mordida no lábio inferior do Min


-É muito ruim... -apertou a cintura do ruivo e o mesmo soltou um arfar


-E eu não quero isso... A gente tem que dar um jeito de te esquentar.


-Concordo. 


Acabaram com a distância ao iniciarem um beijo necessitado. Sem nem pedir passagem, Yoongi invadiu a boca de Hoseok com sua língua pronta para brigar por espaço.


-Vocês não vão fazer o que eu estou pensando... Vão? -Jin surgiu do nada. Hoseok parou o beijo e escondeu sua cabeça na curvatura do pescoço de Yoongi- Porque se forem, saibam que não é uma boa ideia. A areia pode entrar em TODO lugar, isso pode causar desconforto e até machucar vocês. 


-Obrigado por acabar com o clima, Jinnie. -o pálido disse e riu


-É, nem temos como agradecer. -Hoseok encarou Jin


-Por nada! -sorriu com inocência, se virou e andou apressadamente de volta à casa de praia dos pais dele


Numa quinta-feira, Seokjin havia comentado o quanto os pais dele gostaram de saber sobre seus amigos. Tanto que pediram que o Kim os apresentassem a seus amigos. A ocasião perfeita seria no final de semana, todos poderiam ir para a casa de praia dos Kim's se divertir e de quebra, conhecer os pais de Jin.

Jungkook havia dito que não poderia ir, devido ao casamento do seu irmão que também seria no final da semana, porém, chegaram a um consenso de que passariam sexta e sábado na casa dos pais de Jin, e no domingo de manhã sairiam para a casa dos pais de Jungkook, já que o casamento seria à tarde. 


-Bom... Vamos voltar? 


-Hm, Yoon, eu... Nós podemos conversar? Eu queria te falar algo...


-Antes, eu quero dizer uma coisa... Sei que estamos nesse rolo só há quatro meses... Mas acho que você conseguiu me prender, sabe? Aí dentro... -colocou a mão sobre o peito do Jung


-Yoon...


-Hoseok... -colocou o dedo indicador em frente à boca do ruivo- Já faz um tempo que eu não consigo pensar em outra pessoa que não seja você. Talvez você não sinta o mesmo, mas... Eu te amo, ruivo...


Hoseok sorriu. Em seu interior, se odiava pelas palavras que teria que dizer ao Min. 


-Ruivo?


-Hm? 


-O que ia me dizer?


-Eu ia...


"Vamos, diga!", o Jung pensou. 


-Eu... Yoongi, eu te amo. -o pálido parecia estar raciocinando


"Droga, Hoseok!", o ruivo se repreendeu mentalmente.


Yoongi o levantou no ar, fazendo Hoseok sorrir. 


-Não está mentindo, não é, ruivo? 


-Não, Yoon. Você sabe que odeio mentiras! -beijou o pálido


O Jung estava feliz em poder dizer o que sentia. Yoongi estava feliz também.

Não acabaria com aquele momento tão bom. 


-Hyung's... -por um momento, Hoseok e Yoongi pensaram não ter ouvido nada, mas viraram suas cabeças na direção da casa


Jimin estava há uns 10 passos de distância. Estava correndo, quase sem fôlego.


-O que foi, Jiminnie? -o ruivo foi o primeiro a perguntar


O Park chegou perto o suficiente de seus hyung's e começou a recuperar o fôlego. 


-Está tudo bem? -preocupado, Yoongi tocou o ombro de Jimin


-Eu... Eu contei... Espera aí... -pediu e ficou alguns minutos em silêncio- Contei ao Jeon.


-Contou o quê? -o Jung e o Min perguntaram ao mesmo tempo


-Contei que sou demissexual. 


Os semblantes de Yoongi e Hoseok se suavizaram. 


-Que bom, Jiminnie! Muito bom! E o que ele disse? 


-É... Eu não sei. 


-Como não sabe? -o pálido perguntou


-Eu tive medo da reação dele e... saí correndo.


-O quê??


-Fiquei com medo do Jeon me rejeitar, tá legal?!


Yoongi começou a rir. 


-Ya, o que foi, Yoon? -Hoseok perguntou


-Gente, o Jungkook mal sabe que é alossexual. A única reação que o Jimin vai conseguir tirar do Jeon, será a confusão, porque ele não faz a menor ideia do que é ser demissexual. Deve estar achando que é algo a ver com a Demi Lovato, 'estão ligados? 


Hoseok deu uma risadinha. 


-Mas... Aish...


-Quer que falemos com ele?


-É! Podemos resolver isso para você.


-Fariam isso?


-Claro. 


Jimin abraçou seus hyung's.


-Obrigado, vocês são demais. 


-Tá, já chega. -Yoongi se afastou do abraço- Espere aqui, huh? Vamos falar com o Jungkook, depois mandaremos ele vir conversar contigo. 


O Park assentiu. 


(...)


19:28pm.


-Jeon? -o Jung e o Min entraram no quarto


Jungkook estava sentado na cama rabiscando um caderno que havia trago consigo para o caso de ter inspiração para desenhar. 

O garoto levantou o olhar até encarar os garotos à sua frente. 


-Oi gente.


-Tudo bem? -Yoongi sentou na cama


Hoseok continuou em pé. 


-O que é "demissexualidade"?


-Bom... Eu serei obstetra, não sexólogo. Mas, vou te explicar sobre isso, tudo bem? 


-Sim...


-Hm... -coçou a garganta antes de começar- Antes de tudo, isso não tem nada a ver com a Demi Lovato. 


-Oh, sério? ... Meu desenho não serviu de nada. -virou o caderno para os garotos


Como Yoongi havia imaginado, havia um desenho da Demi Lovato e do lado estava escrito: "DEMIlovato...?"


-Continuando! Nós: Você, o ruivo e eu somos "alossexuais", tudo bem? Sentimos atração sexual por outras pessoas sem conhecer sobre elas. Por exemplo, eu me senti atraído pelo Seok antes mesmo de nos falarmos pela primeira vez. 


O ruivo corou. 


-Ah, acho que entendi. Então, Jimin hyung não sente o mesmo que nós? 


-Hmm, exato. Os demissexuais só têm atração sexual, vontade de transar, tesão e outras coisas nesse sentido, quando eles se sentem emocional, intelectual ou psicologicamente -ou todos esses três juntos- conectados com alguém, entende?


-Então por que ele me beijou naquela noite em que nos conhecemos? 


-Jimin sentiu vontade de te beijar, provavelmente porque vocês conversaram sobre algo que fez com que ele se sentisse confortável e conectado com você de alguma forma. -Hoseok se sentou perto de Jungkook


-Mas... Por que o soco? 


-Sou suspeito para te explicar isso, mas pode ser que uma parte do Jimin não aceitou que ele estava tendo contato físico com outra pessoa que ele tinha acabado de conhecer. 


-O que eu devo fazer? 


-Deixe que o Jimin conheça seus gostos, seu modo de pensar, e conheça sobre ele também. 


-Oh... Então, Jimin hyung só precisa de tempo para me conhecer melhor? 


-Isso. 


-Nós podemos dar certo?? -os olhos do Jeon brilhavam como os de uma criança que olhava para um doce


-Bom, isso o tempo que dirá. 


-Ele está te esperando lá na praia. -o garoto pulou da cama, logo se colocando de pé e indo em direção à porta


-Obrigado, hyung's!


(...)

03:18am. 

Já era tarde da noite, Hoseok e Yoongi caminhavam de mãos dadas pelo salão onde ainda estava ocorrendo a festa de casamento do irmão de Jungkook. Na mão direita, Hoseok segurava o buquê que Momo, a esposa do irmão de Jungkook, havia jogado algumas horas mais cedo. O ruivo o pegou sem nem perceber, e quando foi devolver, a noiva recusou, dizendo que não pertencia mais a ela. 


-Ruivo? -apertou a mão de Hoseok, levemente


-Hm? 


-Está calado, pensativo. 


O ruivo sorriu fraco.


-Eu estava pensando... Depois que isso tudo acabar, quero dizer, a faculdade... O que vai acontecer com a gente?


Yoongi puxou o Jung até uma mesa vazia, onde se sentaram nas cadeiras ali dispostas. 


-Como "O que vai acontecer"? Vamos "juntar nossos trapinhos", oras! -Hoseok o encarou


-Vamos nos casar? -Yoongi assentiu- E teremos uma casa? 


-Uma mansão! -puxou Hoseok para perto de si


-Onde? 


-Você pode escolher. 


-Teremos filhos? 


-Pelo menos um. 


-E animais de estimação? 


-Um gato e um cachorro, o que acha? -o Min beijou os fios ruivos de Hoseok


-Acha que seremos felizes juntos? -perguntou e ouviu uma risada doce vinda de Yoongi


-Tenho certeza. -tomou os lábios do Jung para si


(...)


Terça-feira. 


09:07am.


-Hoseok e Jimin, quero falar com vocês. -o professor disse


Os garotos obedeceram e ficaram na sala enquanto todos os outros alunos saíam para o intervalo.


-São amigos... Certo? 


-Sim senhor. -responderam em uníssono


-Nesse caso, imagino que Jimin já saiba sobre aquilo...?


-Ele sabe sim, senhor. 


-Ótimo. Já escolheu? Entre Daegu e Busan? 


-Já senhor. 


-E então?


-Daegu é a melhor opção. 


-Tem certeza do que quer, certo? Ainda há uma semana antes do comunicado oficial. 


Hoseok pensou em Yoongi.


-Tenho, senhor. 


-Tudo bem, então. Mandarei um e-mail para o pessoal de Daegu. Assim que eu obter resposta, entro em contato com você. 


-Okay... Podemos ir? 


-Podem sim.


Hoseok e Jimin saíram da sala, indo em direção à cafeteria. 


-Você ainda não contou ao Yoongi hyung, não é? -o Jung negou lentamente- Por que, hyung? Justo você, o cara que despreza mentiras e...


-Eu não menti, tá legal?!... Eu só não falei para ele... E você pare de me julgar! É meu melhor amigo! 


-É por isso que eu estou tentando ajudar, hyung. Lembra quando você conheceu o Yoongi hyung? 


-Lembro...


-Eu não queria te passar o número dele, porque eu tinha medo de vocês acabarem se machucando. Hyung, por trás do nome "Min Yoongi", por trás de todos os rótulos que dão à ele, por trás daquela carranca, há um garoto sensível que havia lacrado o coração justamente para não se machucar... Você arrancou o lacre, Hobi hyung. Foi o único que o Yoon permitiu... Vai mesmo o machucar assim? Escondendo a verdade dele? 


Agora o ruivo sabia como seu amigo se sentia ao ser pego mentindo. 


-Eu vou contar. Só, me dê mais um tempo, okay? Vou me resolver com o Yoongi do meu jeito. 


Jimin acariciou o ombro de Hoseok. 


-Tá bem, hyung.


Sentaram-se e fizeram os pedidos. Hoseok olhou para a porta da cafeteria. 


-Olha quem está chegando. -Jimin se virou e sorriu


-Nam hyung! Vou f... -foi interrompido por Hoseok


-Não vai fazer nada. Ele está acompanhado, não viu? 


-Aquele não é o...


-Jin hyung? É sim. Nam e ele estão bem íntimos desde o casamento do seu cunhado. 


-Kwan não é meu cunhado, é irmão do Jungkook e só.


-Sei. -o ruivo riu


-Oi gente! -Jin e Namjoon se aproximaram de Hoseok e Jimin


-Oi! -o Park e o Jung responderam


-Sentem aqui! -Jimin sugeriu, logo sendo obedecido- Fazia um tempo que não te via, Nam hyung! 


-Pois é, Mochi. Tenho estado ocupado ultimamente. Mas prometo te dar mais atenção, huh? 


-Tá bem! E você, Jin hyung? Como vai? 


-Bem, Minnie. E vocês? 


-Estamos bem... Vocês dois... Estão bem juntinhos, ein. 


Os citados sorriram timidamente. 


-Nós dois estamos nos conhecendo, não é, Jin? 


-É sim... Yoongi está com saudade de você, Hos. 


O ruivo o encarou surpreso.


-É mesmo? -Jin assentiu- Mais tarde farei uma visitinha à ele...


(...)

21:03pm. 

Verdinho gostoso: Ei, ruivo. 

Verdinho gostoso: Estou te esperando na entrada da universidade. 

Verdinho gostoso: Traga um moletom.


Hoseok não tivera tempo de ir até o dormitório de Yoongi à tarde, e estava se odiando por isso. 

O pálido devia estar bravo consigo. 


-Jiminnie, vou sair, okay? -perguntou enquanto pegava seu moletom


-Tá. -Jimin respondeu enquanto procurava seu celular para pedir um lanche


Enquanto se encaminhava para a catraca de seu bloco, Hoseok esbarrou em Jungkook. O Jeon sorriu. 


-Oi hyung! Jimin está no dormitório? 


-Oi! Ele está sim, ia pedir comida quando saí de lá. 


-Tá bem, obrigado hyung! Ah, posso perguntar aonde vai? 


-Vou me encontrar com o Yoon. 


-Certo. Divirtam-se! -disse e se apressou


O ruivo apenas deu de ombros. 


(...)

23:47pm. 

-Eu ainda não acredito que você assistiu a peça "Romeu e Julieta" comigo só para me deixar feliz! -Hoseok disse sorridente e abraçou o Min


Yoongi havia feito mistério durante todo o percurso, até que chegaram ao teatro, onde o pálido confessou que comprou dois ingressos para a peça que o ruivo tanto gostava. 


-Você gostou? 


-O quê?! Verdinho, você é o melhor namorado que eu já tive! E olha que você é o único que eu namorei na minha vida! -disse


-Somos namorados? -o pálido perguntou. Uma chama de alegria crescia em seu peito


-Se você aceitar, sim. 


Yoongi roubou um beijo do Jung. 


-Eu aceito, ruivo. 


Ambos sorriram. Porém o sorriso de Hoseok se esvaiu. Contaria ao pálido de uma vez. 


-Ya, tudo bem? -Yoongi perguntou


-Não sei se seremos namorados depois do que eu te disser...


-Hm? 


-Não é algo grande! É só que... Eu deveria ter falado antes, sabe? Quando começamos...


-Ruivo, eu não estou entendendo. Você tá com um diagnóstico de óbito, é isso?


Apesar da tensão, Hoseok riu. 


-Não, é só que... -os celulares de ambos tocaram


Ao atender, souberam por Jin e Jungkook, que Namjoon havia se envolvido em um acidente de carro e estava hospitalizado. Combinados de conversarem outra hora, Hoseok e Yoongi se encaminharam até o hospital onde o Kim estava. 


(...)

Segunda-feira.


14:56pm.


Já faziam duas semanas que Namjoon havia se acidentado. E faziam duas semanas que Hoseok estava fugindo de Yoongi. Não atendia as ligações, não respondia as mensagens e evitava andar pelo campus. 


-Você ainda tem alguns minutos, hyung. Vá lá! -Jimin tentava convencer seu hyung


-Não vai adiantar. Não acredito que fui tão hipócrita. -falou enquanto fechava suas malas


Foi até seu antigo guarda-roupa, tirando de lá um envelope vermelho. 


-Depois que você voltar do aeroporto, quero que peça ao Jungkook que entregue isso para o meu verdinho. 


Mesmo hesitante, o Park assentiu. Sem segurar as lágrimas, abraçou seu melhor amigo. 


-Eu vou sentir tanto a sua falta, Hobi hyung! -Hoseok sorriu e retribuiu o abraço


(...)


15:30pm.


-Hyung? -Jungkook adentrou o dormitório escuro


-Hm? -Yoongi saiu do banheiro, secando seus fios verdes


Estava mais pálido que o normal.


-O Minnie pediu que eu te entregasse isso aqui. -mostrou o envelope ao Min


Curioso, Yoongi pegou o envelope, o abriu e se pôs a ler silenciosamente.


"Querido Yoongi, 

Antes de qualquer coisa, peço que não amasse, nem rasgue essa carta antes de ler até o final.

Obrigado. 

O que tenho a dizer é: me desculpa. Eu fui um idiota e um infantil em fugir de você nas últimas semanas. A verdade é que antes de ter te dito "oi" no dia em que nos conhecemos, eu deveria ter dito que em alguns meses eu me mudaria para Busan ou Daegu para estagiar. Mas eu não sabia que as coisas iam tomar essa proporção, eu não sabia que você ia foder não só meu corpo, mas também meu psicológico (desculpe, eu precisava dizer isso, Yoon). Essa é a segunda vez que te chamo de "Yoongi", e estávamos juntos há uns cinco meses... Eu te amo, verdinho. Amo muito! E sei que, com a verdade que escondi por muito tempo, não nos casaremos mais, e não teremos uma mansão, nem um filho, nem um gato e um cachorro... Eu não terei mais você... Dói escrever isso. Esses meses que passamos juntos foram maravilhosos! Eu te agradeço por todo o amor que me deu, te agradeço por aguentar minhas comidas ruins, te agradeço por simplesmente ter entrado na minha vida. Se quer saber, Daegu foi a minha escolha. Vou me ajeitar aqui enquanto faço o estágio, já estou matriculado numa faculdade daqui e talvez eu volte para Seul... Ou não. 

Uma nova música começou a tocar. Peço que não me esqueça, apenas... Deixe-me dançar sem o peso da culpa. Eu nunca quis te machucar, indo embora sem me despedir corretamente... Mas eu não conseguiria te dizer adeus, seria demais para mim. 

Espero que me perdoe. 

Atenciosamente, seu ruivo.♥"


(...)

Domingo. 


07:59am.


-Filho! -a senhora Min sorriu. Estava feliz em ver seu filho mais novo


-Oi, mãe... -abraçou sua mãe e levou suas malas para dentro com a ajuda de seu irmão


-Estamos tão felizes que esteja de volta, querido! Sente! Seu pai logo chega, foi buscar um pãozinho para tomarmos café juntos. Ele está mais animado do que eu e seu irmão! 


-Estou feliz de estar aqui também. Como vão as coisas, hyung? 


-Uma pilha de papéis, como sempre. -seu irmão sorriu, parecia cansado


-Está animado, querido? Estagiar no mesmo hospital onde nasceu! 


Não era nada interessante aos olhos do Min mais novo. 

Estava ali em Daegu por causa de Hoseok. Queria vê-lo novamente, mesmo que de longe. Mas achava improvável acontecer. 


Ou não...


(...)

Sexta-feira.


18:18pm. 


Yoongi era praticamente o único no hospital. Estava prestes a sair de "sua" sala quando uma mulher loira entro no local. 


-Doutor? Precisamos da sua ajuda. 


-Para que, Joy? -antes de ter uma resposta, dois pacientes entraram ajudando um homem


-Ele torceu o tornozelo enquanto apresentava uma coreografia. 


"Coreografia"? O Min pensou. Se voltou para o homem. Arregalou os olhos. O homem permanecia de cabeça baixa. Era ruivo. O seu ruivo. 


-Sei que não é a sua área, mas o médico responsável por esse tipo de lesão ainda não chegou para o plantão. 


-Coloquem-no na maca, por favor. -o homem levantou a cabeça, surpreso- Busque o necessário, Joy. 


A loira assentiu e se retirou junto dos outros dois pacientes. 


Hoseok estava completamente surpreso com a presença de Yoongi ali.


-Então, você estava dançando e torceu o tornozelo? Foi um passo que você já havia feito ou foi a primeira vez? 


-Foi a primeira vez... -sua voz saiu num fio


-Dói se eu tocar aqui? -o pálido perguntou e tocou suavemente o tornozelo do ruivo


-Aish... -fez uma careta e se remexeu na maca


-Hm, o que te levou a fazer isso? Esse passo sem nenhum preparo antes? 


-Foi um desafio. 


-Certo. Assim que Joy chegar, daremos um jeito nisso. Enquanto isso, preencherei sua ficha. -o pálido pegou a prancheta e não precisou perguntar algumas coisas ao Jung- Estado civil? 


-Solteiro.


Um alívio tomou conta do Min. 


-Para quem ligo para virem te buscar? 


-Para os pais de Jimin.


-Os pais de Jimin? 


-Eu moro em frente à casa deles.


-Sério? Eu moro ao lado da casa deles. Quero dizer, meus pais moram, né. Estou arrumando uma casa aqui perto do hospital. Posso te levar até a sua casa, se quiser...


-Senti a sua falta. -disse baixinho


Após alguns minutos em silêncio, Yoongi se pronunciou. 


-Li a sua carta. Tive vontade de te matar por achar que me contar que ia se mudar me faria te odiar... Você disse que uma nova música começou a tocar. Eu sou um ótimo pé de valsa, sabia? 


Hoseok lentamente alargou seu sorriso. 


-Me concede essa dança, ruivo? -se aproximou


-Só não pise no meu pé. 


-×-×-×-×-×-


|FIM|


Obrigada por terem lido até aqui.


Notas Finais


Acabou meus parceiros.

Desculpem se o final não ficou bom '-'

Eu deixei o final meio que em aberto, porque acho que é melhor assim :3

Desculpem pela demora, desculpem pelos erros e obrigada por acompanharem esses quatro capítulos. Foi muito bom escrever essa história, a.

Se você é nova(o) aqui, no primeiro capítulo estão os links de - quase - todas as minhas histórias :3

Amo vocês, a.

I PURPLE YOU!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...