História Deixe-me te Amar - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias A Seleção
Tags America Singer, Maxon Schereave
Visualizações 89
Palavras 963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Deixe-me te Amar - Capítulo 2 - Capítulo 2

Pov. Katherine

Meu nome é Katherine Rodwell tenho 17 anos, sou a filha número 3 de 6 filhos, moro com os meus pais Michael e Eliza e os meus três irmãos mais novos Emanuel com 12 anos, Larissa com 5 anos e Juliane com apenas 6 meses, em Clermont. Meus irmãos mais velhos já são casado e tem as suas próprias vidas.

Sou uma garota que tem o gosto muito simples, gosto muito de ler, tocar piano e violino, dançar e praticar artes marciais. A luta sempre foi algo de família, meu pai e meus tios aprenderam com o meu avô, e depois que meu avô morreu meus tios ensinaram o meu pai a lutar e agora o meu pai tem ensinado para mim e para os meus irmãos, eu comecei a praticar artes marciais com 4 anos, e pode se dizer que eu sou muito boa no que eu faço, sei me defender muito bem, não preciso de ninguém para me proteger, nem todas temos um cavaleiro de armadura reluzente para me proteger, por isso tenho que fazer isso sozinha.

Sempre tivemos tivemos uma vida confortável, meu avô a mais de 60 anos foi general das tropas ílleanas, era como o braço direito do rei Porter Schereave, mas devido a mais escolhas ele foi condenado por traição, meu avô era espião dos rebeldes sulistas, por um milagre o rei também não mandou matar a minha avó, os meus tios e o meu pai, eles foram inocentados, e o rei permitiu que eles continuassem vivos mas longe de Angeles.

Minha família era da antiga casta 2, mas como o rei Maxon eliminou as castas e todos puderam seguir a carreira que quisesse, minha mãe tem uma boutique chamada Fashion Secret, meu pai agora tem cuidado do vinhedo que era da família da minha mãe, em pouco tempo os vinhos produzidos por nossa família tem sido conhecido por toda Íllea.

Minha família toda esta na sala assistindo o Jornal Oficial de Íllea, eu estava sentada em um dos sofás com a pequena Juliane nos braços, quando o príncipe Nicolas disse que ele faria uma seleção meu coração começou a bater acelerado. E não parou nem quando o jornal acabou.

Eliza: “Filha você vai se inscrever na seleção?” ela pergunta olhando para mim e meu pai também me olhou esperando a minha resposta.

Katherine: “Eu não sei mamãe” eu disse insegura, com milhares de garotas em Íllea, as minhas chances de ser selecionada são mínimas, eu não quero me encher de esperanças e acabar magoada por não conseguir.

Eliza: “Porque você não sabe?” ela pergunta.

Katherine: “Mãe, existem milhares de garotas em toda a Íllea, quais são as chances de conseguir entrar?”

Eliza: “As mesmas que essas milhares de garotas, não custa nada a tentar.”

Katherine: “Não sei mãe, vamos ver quando a folha da inscrição chegar.”

Durante todo o tempo que fiquei conversando com a minha mãe, meu pai não disse nenhuma palavra, mas eu consigo ver que ele estar preocupado com o fato de eu pensar em me escrever para essa seleção.

Meu pai se levantou do sofá e foi para o escritório, eu o segui com os olhos, não entendi muito a reação dele, me levantei também com a minha irmãzinha no colo, subo as escadas para levá-la para o seu quartinho e deitá-la no berço. Desço as escadas e vou até o escritório do meu pai, chegando lá eu vejo o meu pai na frente da janela olhando para fora.

Katherine: “Oi papai” eu disse entrando no seu escritório, ele olha para mim e dá um sorriso forçado.

Michael: “Oi abelhinha, posso ajudar em alguma coisa?” ele me pergunta.

Katherine: “Não papai, é só que o senhor ficou um pouco estranho por causa dessa história de seleção, aconteceu alguma coisa?” ele olhou para mim e suspirou.

Michael: “Não filha, eu só estou preocupada com o caso de você ser selecionada” ele disse me olhando nos olhos.

Katherine: “Porque?” eu perguntei sem entender porque tanta preocupação.

Michael: “Eu tenho medo, por causa de tudo o que aconteceu com o seu avô”

Katherine: “Mas papai, isso aconteceu a muito tempo. Nossa família não foi inocentada por tudo o que o vovô fez?”

Michael: “Sim filha, mas mesmo assim é arriscado. Não quero que você corra nenhum tipo de preconceito por causa disso é tem também essa história do palácio estar sempre sendo por rebeldes sulistas, não quero que você se machuque” ele diz e eu vou dar um abraço apertado no meu pai.

Katherine: “Não vai acontecer nada, e eu também posso nem ser sorteada”.

Michael: “Mas isso não quer que eu não tenho porque me preocupar, eu sempre me preocupo com você e os seus irmãos”.

Katherine: “Eu sei papai, e eu agradeço por isso.”

Fico por mais alguns minutos conversando com o meu pai, e depois eu resolvo ir para o meu quarto tomar um banho e dormir. Chego no meu quarto, vou direto para o banheiro, tomo um banho quente, me seco, coloco as minhas roupas, escovo os dentes e vou para a minha cama.

Já na minha cama, eu não consigo parar de pensar no príncipe Nicolas, eu sou apaixonada por ele desde os meus quatorze anos, pode parecer loucura estar apaixonada por uma pessoa que nem conheço pessoalmente, mas não mandamos no coração. Só de pensar que eu posso ser uma das selecionadas e poder ficar nem que seja perto dele, me enche de alegria, eu sei que não posso me iludir com essa história de seleção, sei que posso não ser selecionada, mas seja como for eu vou torcer pela felicidade dele, mesmo não sendo comigo, eu só quero vê-lo feliz.

Fiquei rolando na cama por um bom tempo, até que eu finalmente acabo caindo num sono profundo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...