História Deku de diamante - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Eri, Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Gran Torino, Hanta Sero, Hawks, Hitoshi Shinsou, Hizashi Yamada (Present Mic), Ibara Shiozaki, Inasa Yoarashi, Inko Midoriya, Itsuka Kendo, Izuku Midoriya (Deku), Kai Chisaki (Overhaul), Katsuki Bakugou, Kinoko Komori, Kurogiri, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mei Hatsume, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Muscular, Naomasa Tsukauchi, Neito Monoma, Nejire Hado, Nemuri Kayama, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Pony Tsunotori, Ryuko Tatsuma (Ryukyu), Sen Kaibara, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Sir Nighteye, Stain, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Tenya Iida, Tetsutetsu, Thirteen, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Toru Hagakure, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Yo Shindo, Yosetsu Awase, Yu Takeyama (Mount Lady), Yuga Aoyama, Yuuga Aoyama
Tags Deku De Diamante, Dekuxmomo, Diamante, Izuku Midorya, Izuku X Momo, Midoriyaxyaoyorozu, Momo Yaoyorozu
Visualizações 206
Palavras 2.428
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tá aí espero que gostem

Capítulo 14 - Explicando pra ela


Capítulo anterior

Midorya sorriu ao ver que ele era o primeiro na lista, mas também ficou surpreso ao ver que Bakugo havia conseguido o sexto lugar. Ele ouviu os gritos de pânico do garoto baixo com cabelos roxos que viu que ele era o último da lista.

Aizawa então sorriu - Ah, sim, eu estava mentindo sobre a expulsão, isso foi apenas para trazer a sua melhor performance - ele disse.

- EEEEEEHH !? - Quase toda a turma gritou.

- Bem, é claro, ele não quis dizer isso - Momo disse, fazendo parecer óbvio.

- Eh? Sério? - Yami murmurou.

- Ele estava falando sério - Midorya declarou com os braços cruzados.

O sorriso de Aizawa desapareceu agora quando ele começou a se afastar com as mãos nos bolsos - Bem, isso é tudo por hoje. Prepare-se para outro dia difícil de trabalho amanhã

Yami e Izuku observaram o professor caminhar pela esquina do prédio.

- Um professor tão estranho - Yami comentou.

- A-agora eu lembro quem ele é! Ele é Eraserhead! - Midorya disse na realização.

- Eraserhead? - Yami repetiu.

- E-Ele tem uma peculiaridade que pode apagar peculiaridades quando ele mantém os olhos abertos - disse Midorya

- Interessante...

Enquanto tudo isso acontecia, Bakugo era o único que ainda olhava para o ranking da avaliação de peculiaridades.

- Novamente...

Suas mãos estavam parcialmente sangrando pela força com que ele estava cerrando as mãos em punhos.

- Quinto lugar ... Quinto lugar, porra!

Ele virou a cabeça e tinha os olhos encarando Yami e Izuku.

- Por que diabos isso está acontecendo?

Agora

Agora era o fim do dia, Izuku havia procurado a Recovery Girl, ela queria ter certeza de que o braço do Midorya estava curado. Mesmo assim ela descobriu que ele quebrou o braço e o repreendeu, dizendo - Se você continuar sofrendo ferimentos graves, usará muita resistência e acabará morrendo

- Eu não acho que vou morrer tão facilmente - pensou Midorya

Midorya agora saiu do prédio da UA e ficou surpreso ao ver Momo parada junto aos portões, olhando para ele.

- Ela estava me esperando? - Ele pensou em sua cabeça. Momo caminhou em sua direção.

- Olá Izuku, você poderia me emprestar alguns minutos do seu tempo? - Ela perguntou, com um olhar sério no rosto

- C-Claro - Midorya disse nervosamente, sem saber o que ela queria, e os dois começaram a sair do recinto da UA. Isso é ... até que alguém os chame.

- Midorya! - Gritou Uraraka sorrindo, correndo atrás deles com Iida atrás dela.

- Midoriya! Devo dizer que o seu desempenho hoje foi excelente! - Disse Iida, fazendo um gesto de mão cortante.

- Sim Midorya! Você era tão legal! Especialmente quando você enviou completamente aquela bola voando! Isso foi incrível, mas você tem certeza de que seu braço está bem agora? - perguntou Yami

- Está tudo bem! Eu me curei completamente e a Recovery girl deu uma olhada só para garantir! Vocês três foram ótimos também, especialmente quando obtinha uma pontuação infinita no arremesso de bolas! - Disse Midorya a Uraraka

Momo ficou um pouco desapontado - Porra, eu queria ficar sozinho com ele ... - ela pensou.

Yami então virou-a - Momo ... Yaoyorozu, certo? Você também foi incrível nos exercícios! Isso foi tão criativo quando você fez um canhão para disparar a bola macia!

- Obrigado, seu desempenho também foi impressionante. Hum ... se não for demais, eu tenho que discutir algo importante com Izuku aqui - disse Momo

Os olhos de Uraraka pareciam brilhar quando ele pensou ter percebido o que Momo queria dizer, ela fez um pequeno sorriso malícioso - Tudo bem! Lamentamos por interromper seu tempo juntos! Vamos meninos, vamos deixar esses amantes para ter seu tempo pessoal juntos! - disse Uraraka com um sorriso malícioso

Momo passou da calma para a pele avermelhada em pouco tempo, enquanto Midorya também ficou nervoso e agitou os braços enquanto tentava falar - NNN-Não! Não é assim! - Ele deixou escapar.

Yami ficou com uma expressão um pouco confusa vendo aquilo - Eles não namorados? Afinal ele falou tão bem dela que eu pensei que eram? - pensou Yami

Iida colocou a mão no queixo. - Não é? Mas ela te chamou pelo seu primeiro nome, não foi? E pensei ter ouvido você chamá-la pelo primeiro nome dela também - Ele disse confuso.

- Eu apenas o chamo Izuku porque, bem ... eu pensei que seria mais apropriado porque nos conhecemos muito bem! Ele até me salvou uma vez ... - Momo disse, corando.

- Então, vocês não são um casal então? - Uraraka perguntou com um tom de malícia

- Não! - Momo e Izuku gritaram simultaneamente, ambos ainda vermelhos.

- Oh ... bom - pensou Uraraka, soltando um suspiro de decepção - Espere um minuto, por que estou ficando tão ligando pra isso !? - ela ficou um pouco confusa tendo esse pensamento. Ela então imaginou como seria se Midorya e Momo fossem namorados - Eles faríam um belo casal não?! - pensou Uraraka  

- Eu vejo! Devemos nos desculpar profundamente por nossa suposição razoável! - Disse Iida, curvando-se em uma posição de noventa graus.

- Eu também! - disse Yami se desculpando

- Não tem problema! Contanto que vocês entendam! - disse Momo toda vermelha - B-Bem, vamos sair agora! Tchau Iida! Tchau, Ochako! Tchau, Uchida! - Midorya disse quando ele e Momo começaram a se afastar.

- Ah, acho que você chama Uraraka e Yami pelo primeiro nome deles também porque você se tornaram uma bons amigos depois que os salvou do robô durante o exame? - Iida pediu esclarecimentos.

- BB-bem, sim! Tchau agora! - Midorya gritou quando saiu com Momo.

Iida virou-se para Uraraka e Yami - Acho que terei que me provar um verdadeiro amigo antes de ter o direito de me dirigir a qualquer um de vocês pelo seu primeiro nome! - Iida explodiu quando ele colocou o punho no peito de uma maneira orgulhosa.

- Hum ... você não deve levar isso muito a sério Iida, você ainda é nosso amigo - Uraraka disse, corando com a imagem que ela tinha de Midorya e Momo juntos na cabeça - Eu tenho que fazer eles ficarem juntos - pensou Uraraka

- É cara relaxa - disse Yami

Momo e Izuku agora caminhavam lado a lado sozinhos, com os dois quietos na atmosfera estranha devido ao que Iida disse.

- I-Iida com certeza é sério, não é? ... - Midorya perguntou nervosamente.

- Sim, ele com certeza é - Momo respondeu - Mas Uraraka não fica pra trás... aquela brincalhona! - disse Momo inflando as bochechas

Os dois adolescentes continuaram andando em silêncio, até Midorya falar - U-Um, você disse que queria conversar comigo, certo?

- Ai sim! Está certo - disse Momo, erguendo a voz. Ela agora parou de corar e olhou para Midorya com uma expressão séria no rosto - Izuku, você sempre acaba sofrendo quando usa sua peculiaridade?

- B-bem, no começo sim, eu sempre acabava quebrando minhas próprias partes do corpo quando eu usava minha peculiaridade depois que ela se manifestava, mas-não se preocupe! Há um tempo atrás eu aprendi a controlar mais meu poder, de modo que isso só acontece se eu ultrapassar demais meu limite! - disse Midorya - Além disso é... Bem, minha peculiaridade não apareceu até recentemente, então não posso falar muito sobre isso - disse Midorya inventando uma história - Espero que ela engula isso... - pensou Midorya

- Entendo ... tudo bem, outra coisa. O que Bakugo quis dizer quando exigiu que você lhe dissesse o que estava acontecendo? E por que ele e Uraraka te chamou de Deku?

Midorya esfregou a parte de trás de sua cabeça - H-hum, B-bem, você vê ... a razão pela qual Bakugou ficou com raiva e me perguntou isso ... Olha, eu fiquei realmente inesgotável a maior parte da minha vida, até um ano atrás, sobre um alguns meses antes de conhecer você para ser mais específico. Durante o tempo em que Bakugou manifestou sua peculiaridade, foi quase o mesmo tempo em que as pessoas descobriram que eu não tinha uma peculiaridade, e todas pensaram que eu não poderia acumular uma. Desde aquele dia, a vida parecia mudar para mim ... Bakugou deixou de ser meu melhor amigo, o meu pior valentão, e foi então que surgiu o apelido "Deku", que significa inútil para ele, e logo o resto do a classe estava me chamando assim, até meu professor me chamou por acidente em um ponto. De experimentar todo esse bullying foi quando percebi que não ter uma peculiaridade era basicamente a mesma coisa que ser inútil na sociedade ... Ah! M-Mas Uraraka não me chamou assim por insulto! Ela pensou que era um apelido carinhoso por isso me chamou assim! Mas ela não sabia disso eu juro!

parecia

Momo tinha uma expressão triste no rosto, ela não sabia que Midorya enfrentava todo esse tormento e intimidação quando ele era mais jovem, tudo por causa de uma coisa que lhe faltava - Me desculpe por você ter enfrentado tudo isso, então você não teve nenhum amigo durante esse tempo?

Midorya olhou para o chão - Nem um ... Todo mundo sempre me criticou, dizendo que eu não podia me tornar um herói ... Mas ei, pelo lado positivo, eu provei que eles estavam errados, e aqui estou participando da UA agora! - Midorya disse formando um pequeno sorriso.

- Bem, sim, isso é uma coisa boa. Você não precisa mais se preocupar com o assédio Midorya, todos na classe sabem o quão forte você é, e você já tem vários amigos, Uraraka, Iida, Yami e eu - Momo disse com um sorriso.

- Sim, eu estou realmente feliz por ser amigo de vocês - ele disse

- Além disso... você não deve se incomodar com seu apelido Deku, você sabia que nome Deku é parecido com Dekiru, o significado de "Você pode fazer isso!", e como deku' e 'dekiru' soam parecidos, é quase como se os significados deles fossem iguais - disse Momo

- Eu... nunca pensei nisso - disse Midorya - Bem... então tudo bem você me chamar de Deku então... - disse Midorya todo vermelho, Momo corou

- Bem .... talvez eu te chame de Deku de vez em quando... mas eu prefiro te chamar de Izuku - disse Momo toda vermelha

- Bom tudo - Midorya estava todo vermelho, então ele e Momo ficaram em silêncio novamente.

Até Momo se lembrar de outro assunto para mencionar - Ahem, Izuku? Eu ... me desculpe por ter sido tão fria com você hoje. Eu sabia que o que ... aconteceu no trem foi um acidente, mas exagerei e me tornei irracional com você.

Midorya lembrou-se do incidente do trem e imediatamente ficou vermelho e começou a suar nervosamente - NN-não se desculpe! Você tinha todos os motivos para reagir da maneira que reagiu! Eu deveria ter sido mais cuidadoso e segurado no mastro do trem para que eu não tivesse caído em você!

Momo deu um sorriso gentil. - Bem, isso não importa agora, não estou bravo com você. Mais importante, você acha que vai ficar bem? Estou preocupado com Bakugo causando problemas para você.

Midorya assentiu - Eu vou ficar bem, tenho certeza que ele aprendeu alguma coisa quando Yami o prendeu e eu mandei a real pra ele, espero que ele se comporte durante as aulas agora

- Bem, você conheceu o resto de nossos colegas de classe? Lembrei-me dos nomes de alguns, será bom conhecê-los - Momo disse sugestivamente.

- H-hum ... bem, eu não sou muito bom em conversar com pessoas. Eu sempre me sinto nervoso por eles, quero dizer que levei uma semana para parar de me sentir tão tenso ao seu redor. Você foi a primeira garota com quem conversei em bons termos, porque os outros sempre estavam me criticando - disse Midorya

- Primeira garota em bons termos, hein? - Momo pensou em sua mente, sentindo-se um pouco feliz - Ninguém na classe vai intimidar você Izuku, e mesmo que eles tentem, eu vou lhe mostrar a eles do que eu sou capaz! Pense nisso, mais cedo ou mais tarde todos os seus colegas de classe vão falar com você, independentemente de assistirem suas performances impressionantes durante a aula - disse Momo

- Hum, eu acho que sim ... mas o que eu diria para começar uma conversa com alguém? - perguntou Midorya

- Não precisa ser uma conversa, você pode se apresentar e dizer que espera se dar bem - Disse Momo.

- Eu ... eu vou tentar isso então - Midorya disse quando ele e Momo chegaram à estação, então, sem pensar, ele disse - Obrigado por falar comigo Momo, estou muito feliz por ter conhecido você.

Momo olhou para Midorya com um leve rubor nas bochechas e uma expressão de surpresa pelo que ele deixou escapar.

Midorya percebeu o que ele disse e levantou os braços até os ombros - Eu-Eu-Eu não quis dizer isso de repente! Eu estava pensando em voz alta! - Ele estava perturbado agora.

- Ei, se você pudesse dizer isso descaradamente em voz alta para mim, então claramente você poderia ter uma introdução simples aos seus colegas de classe - Momo disse, rindo um pouco.

- S-Sim! Acho que posso então! - Izuku falou.

Ele e Momo finalmente entraram no trem com Izuku ainda perturbado com o que ele deixou escapar. Estava quase vazio, então eles puderam sentar um ao lado do outro. Midorya bocejou alto, chamando a atenção de Momo.

- Izuku, você está dormindo bastante? - perguntou Momo

- Hum? Sim ... É que desde que eu usei o meu poder, eu me senti um pouco com sono, eu não estou acostumado ainda. Não se preocupe, vou apenas ... tirar uma pequena soneca ... - Midorya disse enquanto cochilava em seu assento.

Momo sorriu e fechou os olhos, tentando descansar também, mas então o trem começou a se mover, e isso fez Midorya inclinar a cabeça e se apoiar no ombro de Momo, pegando-a desprevenida, mas teve o cuidado de não se mexer em risco de ele acordar. Ela corou e se sentiu um pouco tensa ao sentir o cabelo de Midorya formigando um pouco em seu pescoço. Ela olhou para ele e viu que Midorya havia formado um sorriso gentil no rosto, parecendo completamente em paz. Ela ficou hipnotizada por sua expressão por alguns segundos, antes de sorrir - Ele é tão fofo e inocente - Ela pensou enquanto se sentava em seu assento, sentindo seu coração bater mais rápido e se sentindo mais quente por dentro do que nunca.

Continua 


Notas Finais


E aí gostaram semana que vem tem mais
Gente se vocês acharam curto eu posso redigitar depois tá


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...