História Deku, o homem de aço - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens All For One, Chiyo Shuzenji (Recovery Girl), Dabi, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Eri, Fumikage Tokoyami, Fuyumi Todoroki, Gran Torino, Hanta Sero, Hawks, Hitoshi Shinsou, Hizashi Yamada (Present Mic), Ibara Shiozaki, Inasa Yoarashi, Inko Midoriya, Itsuka Kendo, Izuku Midoriya (Deku), Kai Chisaki (Overhaul), Katsuki Bakugou, Kinoko Komori, Kurogiri, Kyoka Jiro, Mashirao Ojiro, Mei Hatsume, Mina Ashido, Minoru Mineta, Mirio Togata (Lemillion), Momo Yaoyorozu, Muscular, Naomasa Tsukauchi, Neito Monoma, Nejire Hado, Nemuri Kayama, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Pony Tsunotori, Ryuko Tatsuma (Ryukyu), Sen Kaibara, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Sir Nighteye, Stain, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Tenya Iida, Tetsutetsu, Thirteen, Toga Himiko, Tomura Shigaraki, Toru Hagakure, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui, Yo Shindo, Yosetsu Awase, Yu Takeyama (Mount Lady), Yuga Aoyama, Yuuga Aoyama
Tags Female Bakugou, Female Todoroki, Indigo, Izuku Midorya, Izuku X Harém, Super Deku
Visualizações 149
Palavras 2.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tá aí espero que gostem

Capítulo 20 - Eu sou Darkham!!


Fanfic / Fanfiction Deku, o homem de aço - Capítulo 20 - Eu sou Darkham!!

Capítulo anterior

Ele parou, seus olhos se arregalando.

- Eu não poderia imaginar um mundo onde você morreu! Você é muito amável! NÃO QUERIA PERDER VOCÊ! - disse Bakugou

Ele ficou em silêncio, a cabeça olhando para baixo, os olhos escuros.

- Então você decidiu 'me ajudar', tornando minha vida miserável? - perguntou Midorya

Ele olhou para cima, seu rosto cheio de raiva quando ela se viu içada pelo colarinho, o rosto a centímetros dela.

- Você era meu única amiga! - gritava Midorya

- Está vendo isso Bakugou!!! - disse Midorya mostrando os cortes nos pulsos, Bakugou arregalou os olhos, não só ela como toda a classe 1-A que via de longe os cortes nos pulsos do Midorya, também de longe as professoras Midnight, Aizawa, Recovery girl, Nozomi e All might viram e Hatsume, todas começaram a chorar, Bakugou chorou mais que os outros - Toda vez que você fazia bullying comigo eu me cortava!!!! - disse Midorya

- Eu só tinha você e minha mãe, e você fez minha vida inteira! Você me torturou! VOCÊ ME DIMINUIU! E quando você está lutando comigo, você me falou que eu falhei com minha mãe! - disse Midorya

Ela recuou, lágrimas caindo de seu rosto.

- Você não acha que sei que falhei com minha mãe! Eu penso nisso todos os dias! EU NÃO POSSO DORMIR SEM VER SEU ROSTO, VÊ-LO NA CAMA DO HOSPITAL! Eu daria tudo para ter ela de volta! Para segurá-la! OUVIR SUA VOZ! - disse Midorya

Ela caiu de joelhos, soluçando abertamente agora.

Ele olhou para ela, suas lágrimas se transformaram em vapor por causa de sua visão de calor.

- Você sabe que o engraçado é que graças a você eu aprendi o significa ódio. Lá no fundo, era difícil para eu te odiar. Mas agora eu te desprezo - disse Midorya

Ela olhou para ele, seus olhos negros e vazios.

- Eu nunca VOU TE PERDOAR PELO QUE VOCÊ ME FEZ PASSAR KATSUKI BAKUGOU!!! - gritava Midorya

Ele começou a se afastar, deixando Bakugou sozinho, soluçando e chorando abertamente.

O resto do 1A estava assistindo pelas janelas, sentindo-se triste e magoado por Midorya. E, no entanto, eles ainda sentiam pena de Bakugou, exceto Yaoyorozu, Todoroki, Uraraka e Indigo.

Bakugou se levantou, caminhando para a saída. Ela foi até sua casa, sua mãe queria saber se ela encontrou o Midorya, ela entrou no seu quarto e trancou a porta. Ela foi para a cama e puxou um baú debaixo da cama. Ela abriu e removeu um item embrulhado em um pano.

A capa vermelha Inko Midoriya fez para ela todos esses anos atrás.

Ela segurou a capa no peito, soluçando nela.

- Eu sinto Muito. Eu sinto Muito. Eu sinto Muito - disse Bakugou - EU QUERIA PROTEGE-LO.... MAS EU SÓ ESTAVA O MATANDO!!!!!

Ela repetiu essas palavras repetidas vezes enquanto chorava até dormir.

Em algum lugar desconhecido, uma pessoa misteriosa lê um jornal sobre o All Might se tornar professor. Ela coloca a questão do que aconteceria se o "Símbolo da Paz" fosse apagado pelos vilões.

Em algum lugar no espaço, uma pessoa misteriosa estava preparando dois Androids enormes .

- Eles logo estarão prontos - disse o ser misterioso se virando para o seu servo - Eu quero que amanhã você e eles vão até essa UA, peguem o DNA do portador do poder Kryptoniano, matem ele e a garota, depois matem todos, entendido!!!

- Sim senhor - disse o servo

O ser vai até uma cápsula, lá se encontra um ser adormecido

- Logo, logo você acordara meu símbolo do caos

De volta à terra

Em outro lugar, o vigilante estava em pé no telhado olha para a cidade.

- Hoje o mal irá cair!

Agora

Na UA

All might, Midnight, Aizawa e Nozomi estavam reunidas na sala dos professores, All might estava quase dando um chilique, primeiro por que ela descobriu que Nozomi sabia onde Midorya estava todo esse tempo e não disse pra ela, segundo que Midorya antes de conhecer All might ele se cortava e terceiro que Midorya tentou o suicídio, Aizawa tentava acalma-lá, mas era inútil.

- NOZOMI PORQUE VOCÊ NÃO NOS DISSE QUE O JOVEM MIDORYA SE CORTAVA? - perguntou All might com pura raiva nos seus olhos, isso assustou a todos menos Nozomi

- Veja bem... eu sabia onde Midorya estava, mas a pedido dele e da senhorita Indigo, eu decidi que não podia contar pra ninguém até chegasse a hora certa - disse Nozomi - Mas eu não sabia que o jovem Midorya se cortava, isso foi uma surpresa para mim também, se eu soubesse eu tentaria buscar ajuda para o jovem Midorya - disse Nozomi tentando acalmar a situação

- Isso não basta Nozomi - disse Midnight - Um garoto doce como aquele não deveria ter passado pelo que passou - disse Midnight se lembrando do que ela ouviu - Ele precisa de ajuda

- Eu concordo - disse Aizawa - Ele é meu aluno, é meu dever como professora protege-lo - disse Aizawa surpreendendo a todos, afinal ela era do tipo que tava nem aí pra nada

- Com licença... - disse Recovery girl entrando na sala - Eu gostaria de dar uma olhada nele se for possível - disse Recovery girl - Amanhã eu darei uma olhada nele para ver se não tem mais nenhum corte - disse Recovery girl

- De acordo - todas disseram

Em algum lugar fora da UA

Midorya correu pela calçada do parque, com lágrimas no rosto, ele sabia que suas colegas de classe, viram os cortes nos pulsos, ele as viu olhando pra ele horrorizadas, ele não tinha coragem de falar com elas agora é nem tinha coragem de voltar pra fortaleza, tudo que ele podia fazer é andar por aí até que criasse coragem o suficiente pra voltar pra casa, ficou vagando por ai

- Espere aí, garoto

Midorya parou, virando-se para a fonte da voz, olhou pra baixo e viu Karma, ele se esqueçeu que Karma estava com ele o tempo todo, Karma ouviu tudo o que ele é Bakugou falaram.

- Eu vi a coisa toda - disse Karma - Você quer falar sobre isso? - perguntou Karma - Se quiser nos podemos ir a uma lanchonete, pra você esfriar a cabeça - disse Karma, Midorya concordou com a ideia

No caminho, Midorya contou a Karma tudo, sobre ele e Bakugou, ( Karma não sabia sobre a história deles) Karma estava uma fera, ele achava que Bakugou não merecia ser heroína, ele sabia bastante sobre heróis, nenhum herói jamais diria alguém pra se matar, Midorya entra numa lanchonete e pede seu lanche, depois de comer o seu lanche, Midorya saiu da lanchonete e começou a caminhar até ouvir sons suspeitos vindo de um armazém, Midorya e Karma decidem ir para verificar o que estava acontecendo, numa janela eles, o que bandidos levando alguma coisa.

- Se apressem! A chefe quer que a remessa seja transferida agora! Cabeças rolarão se sentirmos falta disso! - disse alguém

Os caminhões entraram no armazém, vários capangas de alguma organização criminosa. Eles começaram a descarregar o conteúdo.

- O que há nesses caixotes? - Uma tonta gritou.

A mulher sorriu quando ela abriu um recipiente e puxou uma arma de aparência avançada.
 
- Esses bebês são rifles de plasma; eles podem disparar tiros de plasma poderosos o suficiente para perfurar a armadura do tanque. Essas caixas estão cheias delas - disse disse a mulher.

Ela colocou o rifle de volta na caixa - Os chefes conseguiram isso de um 'amigo' que quer dispersá-los - disse a mulher

- Gostaria de ver heróis lidando conosco agora. Mal posso esperar para explodir o Endeavour com eles, enxugar aquele olhar presunçoso do rosto dela - disse a mulher

Eles guardaram as armas quando o caminhão final entrou.

- Patrão! Este pacote de caminhões é diferente! - disse a capanga

- Tenha muito cuidado com isso! Nosso ' amigo ' mandou encomendar pessoalmente! Quer aquele mais que as armas! - disse a mulher

- Deve ser um pacote - disse a capanga, elas abriram só pra ter seus olhos arregalados, era uma espécie de bazuca muito estranha, elas rapidamente fecham o caixote

Eles retiraram a caixa, tomando muito cuidado para não embaralhá-la demais. O tempo todo, nenhum deles notou as duas figuras na janela.

- Qual é a história? - Midorya perguntou.

- Não faço ideia - disse Karma, derrepente Karma avista uma figura preta no teto - Midorya olha lá em cima - disse Karma apontando para cima, Midorya logo o reconheceu através do noticiário, era o vigilante.
 
- A gangue Yanaza. Tenho 'aliviado' os reféns, armas e tudo o que posso nas últimas semanas, mas esses idiotas nunca aprendem - pensou o vigilante - Como vocês estão conseguindo armas de alto nível como essa? Estas não são armas do governo? Onde vocês arrumaram algo tão tecnológico? - pensou o vigilante

O vigilante deu um sorriso torto.

- É hora do show! 

- Tudo bem, esse é o último deles. Vamos nos apressar e... - Eles se viraram para os distúrbios, apenas para serem atingidos por um borrão preto.

- Seu desgraçado... - A bandida encontrou seu rosto jogado no chão, o atacante pulando para atacar as outras - ESTAMOS SOB ATAQUE

O vigilante sorriu. Ele disparou para frente, evitando os disparos sem esforço. Ele começou a pular das paredes, dando socos brutais aos bandidos. Ele acelerou, quebrando as armas e os ossos.

- Mary! - gritava a capanga

De repente uma nova tonta entrou, ela tinha 15 pés de altura, sua pele era de metal sólido - Bem, você já fez um belo show! Vou transformar você em pó!

O vigilante olhou para Mary - Você me quer? - O vigilante sorriu - Venha me pegar!!

Mary correu para o vigilante, jogando os punhos para ele. Vigilante esquivou-se do ataque e depois pegou sua espada e enfiou no braço dela e a jogou na parede.

Mary gritou - Maldito!!! - Mary remove a espada e a joga para o vigilante que a pega - Então você é mais habilidoso do que parece! Mais divertido para mim!

A0 gigante correu para ele, puxando seu punho para trás - Você está feito!

BLAM!

Mary sorriu até descobrir que seu punho não tinha realmente acertado no vigilante de volta.

Ele estava atrás dela - Minha vez - Ele bateu no rosto dela, fazendo-a tropeçar para trás. Ele bateu nas costas e no rosto, virando-a e agarrando a cabeça dela e batendo-a nos caminhões.

As capangas ficaram em choque - M-Miss Mary!

O vigilante apareceu de repente atrás deles - Você deveria se preocupar consigo mesmo - Ele puxou a perna para trás, chutando-a em várias caixas.

Mary voltou, ainda mais irritada do que antes - VOCÊ MORRE AGORA! - Antes que ela pudesse reagir, o vigilante jogou esferas que continham pimenta bem na frente do rosto. Os olhos dela ardiam de dor.
 
O punho dele estava conectado ao estômago dela, os olhos arregalados quando ela foi lançada pra parede.

Midorya então usa os óculos do seu traje de herói - Incrível ele fez tudo isso, mesmo não tendo uma peculiaridade - disse Midorya impressionado

O vigilante saltou para os níveis mais baixos, vencendo as capangas restantes.

Na fortaleza da Solidão

Indigo estava preocupada com o Izuku, Indigo fica vendo no celular as mensagens das suas colegas de classe ( Indigo pegou o número de todas, até do Bakugou), todas estavam preocupadas .

Mensagens on

- O DEKU, já voltou? - perguntou Uraraka

- Alguém viu o Midorya? - perguntou Yaoyorozu

- Não é possível que ninguém viu ele - disse Iida

- Talvez ele queira ficar sozinho - disse Todoroki

- Ninguém deve ficar sozinho - disse Ashido

- Gente vamo falar com ele amanhã tá - disse Kirishima

Mensagem off

Indigo recebe uma visita que não esperava - Quem é você? - perguntou Indigo vendo uma mulher alta, afrodescente com o cabelo preto preso num rabo de cavalo. Ela ostenta uma jaqueta de cor azul marinho desabotoada com uma camisa azulada clara por baixo, um par de brincos e um laço preto. Ela também usa uma saia azul na altura do joelho e saltos pretos

- Olá sou a Amanda Waller, você deve ser Indigo filha de brainiac - disse Amanda

- Você... meu pai falou de você - disse Indigo - Mas como achou esse lugar?

- Senhorita precisamos conversar, pelo bem do Izuku e do planeta

( Ela sabe do Midorya, como?)

No armazém

- Foi divertido - disse o vigilante, ele juntou as armas no centro, amarrando as bandidas e deixando-as no centro - Esse é o último deles, agora eu vou... - o vigilante então avistou Midorya e Karma pela janela

- Fudeu - disse Midorya, o vigilante correu até eles, os olhos do vigilante parecia que perfuravam a alma do Midorya, fazendo Midorya se tremer todo, o vigilante fica cara a cara com o Midorya, mas ele percebe que ele é só um garoto e então o deixa ir, o vigilante sobe até o telhado mas antes de ir o Midorya o chama - Ei espera !!! Qual o seu nome? - perguntou Midorya

O vigilante se vira e olha pro Midorya

- Eu sou DARKHAM!!!!  

Continua 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...