1. Spirit Fanfics >
  2. Deku o titã martelo de guerra >
  3. Capítulo quatorze

História Deku o titã martelo de guerra - Capítulo 14


Escrita por: myRive

Notas do Autor


UwU

Capítulo 14 - Capítulo quatorze


Fanfic / Fanfiction Deku o titã martelo de guerra - Capítulo 14 - Capítulo quatorze

 

Lá estava izuku, com ambos os braços acorrentados, uma névoa escura densa cobria sua boca, como se fosse um pano que o impedia de falar ou gritar.

Lentamente ele começa a abrir os olhos de pouco a pouco, até estarem completamente abertos, demorou um pouco para ele entender onde ele estava, mais depois de um tempo o mesmo percebeu, sua primeira ação foi tentar quebrar as correntes com sua força titã, mais surpreendentemente sua força não estava a funcionar, algo que pouco a pouco foi levando sua segurança, já que desde que despertou os poderes, ele tem dependido deles, sem eles, ele se achava um nada, e um dos fatores pra essa insegurança era sua infância cheia de Bullying e desprezo que seus amigos sentiam por ele.

Mais ele escutou

— Por favor! Izuku você não e assim! você e aquele garoto gentil e amigável que eu conheço! — sua voz, como ele esqueceria sua voz, uma das únicas vozes que o faz se sentir em paz depois de longos anos, a dona dessa voz?, Momo Yaoyorozu era seu nome, agora o porque dela esta gritando ele tentava entender. 

Tudo ao redor de izuku estava escuro. ele não conseguia ver nada, só escuta, mais com o passar dos gritos que só aumentavam, que acabaram vindo de todos os seus amigos, algo que só o aterrorizou.

Com o tempo a escuridão ao seu redor foi desaparecendo, dando lugar a algo que izuku nunca imaginou.

Uma U.A destruída, e vários dos corpos já sem vida de seus amigos ao redor, só existia destruição, só destruição, ele torcia para não encontrar o corpo de Momo por ali, mais a sorte nunca esta a lado dele.

Ao lado do corpo de Todoroki, estava ela, a mesma não tinha ainda morrido mais tinha um grande ferimento em seu corpo, era possível ver que sua vida estava acabando, izuku correu ate ela e a segurou nos braços.

— Momo! fica de olho aberto ok!? não feche esses malditos olhos! — disse izuku tentando parecer calmo, mais estava em completo desespero.

Momo olhou pra ele com um olhar de como se sentisse traída, magoada, ela colocou uma das mão que estavam sujas de seu próprio sangue em sua bochecha, e alisou com o dedão, depois ela falou.

— Por que fizesse aquilo? izuku? eu te amava izuku, izu...ku — dizia ela, e cada frase seu tom de voz diminuía, até...não se escutado mais nada.

— Momo? momo! momo! — gritava ele, suas lágrimas já eram vistas caindo, junto a chuva que tinha começado.

Logo as lágrima deixaram de cair para serem substituída por um brilho azul, intenso.

o chão começou a tremer, izuku olhou pro lado e  lá e viu...seu titã!.

o titã olhou pra baixo e pegou seu martelo, ficou em posição e jogo o martelo pra frente e...

[...]

izuku acorda em um pulo, a testa coberta de suor, os olhos muito abertos. Ele olha ao redor, perdido e confuso, e só passado alguns instantes consegue perceber que aquilo so passava de um pesadelo.

Depois de ter se acalmado pegou seu celular e olhou as horas, 4:30 da manhã marcava o relógio, se levantou e foi tomar um banho para esfriar a cabeça. 

Naquele noite onde izuku deu seu casaco para aquela linda garota, ele voltou pra casa ainda bastante surpreso, quando chegou foi questionado porque chegou tarde, ele inventou uma desculpa dizendo que encontrou com Shoto no meio do caminho e começarão a conversar tanto que nem perceberão a noção do tempo, sua vó mesmo ainda com uma desconfiança acreditou já que se tratava de Shoto e conhecia a amizade dos dois, então, so disse que dá próxima era para pelo menos mandar um recado pois ela  ficou preocupada.

Coisa de vó, como o Midoriya chamava. 

Depois do banho izuku, tomou banho, se deitou e tentou dormir novamente, mais sem sucesso, quando deu o horário ele saiu de seu quarto e tomou café, mais na hora de sair seus avós o acompanharam até a saída da casa, algo que ele estranhou, ele se despediu e foi se distanciando, mas falando baixinho seus avós disseram.

— Nosso último café da manhã juntos, você acha que ele vai aguenta? — perguntou a Sra,Midoriya ao seu marido, a mesma tinha um lágrima descendo do seu olho esquerdo.

—Sim, ele aguenta, ele e forte, mais do que imaginamos que seria  — respondeu o ele, enquanto limpava a lágrima que estava descendo do olho de sua esposa.

Finalmente chegando lá, no vestiário, com sua turma, enquanto eles se arrumavam, izuku não parava de pensar no sonho que tinha tido todos não conseguiam segurar a animação por esta em um dos maiores eventos da U.A, poucos os que estavam calmos ali, por incrível que pareça Bakugou estava...calado?, algo que deixou izuku incomodado, mesmo não querendo, ele ainda tinha consideração pela a amizade que ele e o loiro tiveram na infância, Shoto podia ter sido um ótimo amigo, mais nunca conseguiu fazer o portador do titã martelo, esquecer do loiro explosivo.

Alguns como Mineta reclamavam por não poderem usar o traje de herói, oque o fez levar um olhar de morte, dado pelas meninas, porque todos ali sabiam que o verdadeiro motivo dele reclamar era por causa que alguns trajes das garotas ficavam apertados em seu corpo delas, e ele amava observar isso, mais izuku teve que sair de seus devaneios por causa de uma pessoa que ultimamente vinha se tornando um amigo, o chamou, Denki Kaminari era essa pessoa.

— izuku!, algo aconteceu?, tipo, hoje você esta mais quieto do que o normal — perguntou o usuário de eletricidade, que demonstrava preocupação com o garoto de cabelos brancos.

— Eu estou bem Denki, só estou pensando em algo, mais obrigado pela preocupação — respondeu izuku com um sorriso.

— Hum — disse kaminari

Logo izuku mudou o assunto e ele e kaminari começaram a conversar, mais no meio de seu bate-papo Shoto, 
se colocou na frente de Izuku.

— Midoriya — disse o meio a meio, que mesmo antes já tinha a atenção de izuku em si e o portador do titã martelo se remoeu por dentro, por ser chamado pelo sobrenome pelo seu melhor amigo, e também por causa do tom que ele frio que ele usou para se referir a izuku —  antigamente, quando éramos menores e agente treinava, você sempre vencia por ser mais focado e determinado que eu... mais hoje em dia, analisando estaticamente, eu sou mais forte, não me importo se você tem um titã de 15 metros ou não, eu sou mais forte, por isso, nesse festival... eu vou ganhar de você — falou o Todoroki, que ganhou atenção de todos que estavam na sala de espera.

— Ei ei, cara, somos todos amigos certo?, pra que fazer isso agora que estamos quase entrando? — disse Kaminari, um pouco nervoso.

— Eu não sou amigo, nem seu, nem dele — respondeu o bicolor, olhando diretamente nos olhos de izuku e ele ativou sua peculiaridade, fazendo sua mão congelar

— Eu também não irei me segurar, Todoroki — disse izuku, com um tom frio e desprezo, que fez parecer que todas as palavras
que o bicolor disse, parecerem idiotice, e raios amarelos começaram a surgir de todo o seu corpo.

Mais antes que qualquer outra coisa fosse dita, Aizawa entrou no recinto, com uma...garota?.

— Parem com isso agora, se não eu mesmo tiro vocês dois do festival — disse Aizawa, com seus cabelos flutuando e seus olhos brilhavam vermelho — Ótimo, tenho dois anúncios importantes para fazer, pode entrar! — falou aizawa e logo em seguida a mesma garota que Izuku salvou, entrou no sala de espera.

— Ola! e um prazer conhece-los, meu nome é Akemi kiyoko e espero que agente se de bem! — disse a agora denominada akemi, que fez mineta cair de tanta lideza, ela tinha : um corpo realmente lindo. murmurou Mineta.

— Ela tem um corpo lindo —  Murmurou Mineta que tinha um sangramento nasal.

Akemi percebeu izuku logo de cara, e a mesma sorriu para ele, mas discretamente para que ninguém percebesse. logo, Aizawa fez o outro anúncio que se resumia a ele dizer que era para todos se esforçarem, porque aquilo elevaria as chances delesconseguirem bons  heróis para estágiarem.

Então finalmente Todos os alunos foram chamados para irem ao campo, com uma narração pra lá de animada do Present Mic.

 

 

 

 


Notas Finais


desculpa o atraso!, amanhã vai sair outro capitulo já, ok?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...