História Delena " amar sem ser amada. - Capítulo 20


Escrita por:

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Matt Donovan, Olivia "Liv" Parker, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Zachary "Zach" Salvatore
Visualizações 114
Palavras 2.175
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 20 - Elena soltinnha!


Dessa vez eu não vou ser fraca, não vou chorar por Damon, se ele quiser eu vou estar aqui, então se ele não quiser mais falar comigo o problema é dele.

 Corri atrás das pessoas demais e estou cansada de não receber o retorno delas.limpo minhas lágrimas, tirando o rimel borrado de meus olhos, e que serão as últimas derramas em vão.

saio do banheiro feminino e com a bolsa caminho até a sala, Bato na porta umas três vezes e espero até a professora me autorizar a entrada, e a sim sigo sentando no primeiro lugar vazio.

Ja na hora de ir embora encontro Damon e Katherine se beijando encostado no carro, passo por eles sem ao se quer olha-los.              

                        [...]

Prometo a mim mesma que farei dessa noite a melhor possível,não serei mas a ingênua e tola de sempre, desço para o almoço e tenho uma surpresa. Stefan. 

Recebi um abraço caloroso do mesmo, me fazendo fazer sorrir, não seria mal educada com ele, já que stefan nunca foi rude comigo. 

- Stefan?! Que surpresa boa. digo feliz.-Damon falou que você chegava a quatro dias atrás!

- é eu sei demorei mais do que eu pensava, mais a casa que estava sendo venda deu problemas com a papelada, mais agora eu tô aqui, é bom te rever.

- imagino. Digo debochada.

- Damon me contou, de estar namorando sua irmã. Fiquei surpreso, meu irmão sempre foi mulherengo.  Disse ironico.

- é as pessoas mudam. Digo pensativa.-mais e ai não vamos falar disso, vamos falar da sua vinda, como foi? Pergunto mudando de assunto,e colocando a colher na boca.

 Ele se senta do meu lado e brinca com o guardanapo, se entretendo, começo a comer de novo e sinto o seu olhar em mim.

- então, eu queria pedir um Conselho.  Disse receoso.. - sabe eu tinha uma amiga lá em Milão, aconteceu algo que  fez eu duvidar dela e ter uma impressão ruim, mais ela pareceu sincera e agora eu estou confuso. Oque eu faço?! Disse ele.

- como assim oque você faz?! Você tenta ouvir ela uai, ela deve ter algo importan... Não termino de falar pois percebo que.

- ah Ele te contou?! Digo confirmando o óbvio.

- não , ele me contou de ter brigado com o Kai de tanto eu questionar ele de o porque dele  estar estranho, ele disse, então juntei algumas peças e sei o motivo. Disse ele parecendo falar serio. 

- e qual seria esse motivo?! Pergunto surpresa e debochada.

- Kai e o pai dele foram o motivo. Afirmou Stefan. - mais eu não posso dizer o porque, já que você sabe, Damon é orgulhoso e está magoado e isso não é um combinação boa.

Fico repensando em que motivo e em que Kai chantagiou a familia Salvatore a sair da cidade. 

-eu não me importo, e se você também não se importa, eu preciso sair, eu tô atrasada, digo levantando da cadeira e indo até a porta.

- Elena! Resmungou ele.- você não acha que deve seguir seus próprios conselhos e tentar ouvi-lo.

- eu agradeço a sua preocupação mais eu não quero ser rude com você, então como eu disse eu preciso mesmo sair, eu tô atrasada. Digo e abro a porta. Ele revirou os olhos e saiu relutante, e antes de fechar a porta eu disse.- foi bom te ver. Stefan! 

- antes que eu me esqueça minha mãe chamou você e a sua irmã, ela disse que está com saudades e você deve uma visita para ela. Indagou ele dando um sorriso fraco. 

- pode ficar tranquilo, eu vou ver a senhora Lily, amanhã. dou um abraço antes dele sair.

Ele me olho desgostoso e acentiu com a cabeça saindo.

 Tenho que pensar em mim também, não posso depender de alguém ou ficar correndo atrás dessa pessoa. tenho dignidade. 

Subo as escadas e vejo a foto do Damon comigo na estante, a Jenna deve ter colocado em um novo porta retrato, pego a foto e olho com indiferença. 

- você não vai mais ser um tormento na minha vida, e nem nos meus sonhos. digo e escondo o retrato numa gaveta qualquer. 

Tiro minhas roupas e fico despida ao entrar no banheiro, encho a banheira e quando percebo que ela está cheia entro lá dentro, até sentir as bordas vazar.

Determinação, coragem e auto-confiança são fatores decisivos para o sucesso. Se estamos possuídos por uma inabalável determinação, conseguiremos superá-los. Independentemente das circunstâncias, devemos ser sempre preparado, recatados e despidos de orgulho.

Depois de ficar mergulhada em lembranças, resolvo sair, pego a toalha e me assusto quando vejo Katherine entrar pela porta de seu quarto que também da acesso ao banheiro. - ah não sabia que você tinha chegado. Digo surpresa e ao mesmo tempo assustada. - achei que você iria visitar a Lily.

- eu ando passando tempo demais com Damon, mais eu não posso esquecer que tenho uma irmãzinha. Ela disse rindo e piscando para mim, fazendo eu rir junto . 

- ah é?! Digo me fingindo de ofendida. - então que tal passarmos esse tempo ssó nois duas?! Eu ainda tenho a tarde toda livre.

- como assim, a senhorita marcou de sair com alguém? perguntou ela animada.

- quem sabe?! Digo ironica. Não queria demonstrar chateação não com ela.

Entro no meu quarto seguida pela mesma e deixando a toalha de fora, pego um short de moletom cinza e uma regata.

-quantas horas pergunto?! Percebendo que já estávamos ali conversando a horas.

Ela olha no celular e me mostra a tela deixando eu ver a hora.

- 16:52. Digo incrédula.

- eai você não vai me contar com quem é esse encontro? perguntou a curiosa. 

- com um cara. debocho fazendo ela revirar os olhos. 

- não diga?! Retrucou ela ironica.

- preciso ir em um lugar. Digo de repente e ela sorriu em compreensão. - dorme comigo hoje?! Como nos velhos tempos. digo fazendo biquinho. 

- se você não demorar?! Indagou ela. 

Fui até a casa da Bonnie e a mesma me recebeu feliz, ela era à única  que sabia de quem eu era apaixonada, de quem sabia o motivo da minha briga com Damon, e do meu encontro com Kai.                 

                        [...]

Já havia se passado horas desde então, eu já estava pronta para esse "encontro", não que eu não esteja animada, pois sim, eu acho Kai lindo, mais eu não quero me enganar por homens , desço do carro com ele e sentamos numa mesa perto de uma janela.

- já fez o pedido?! Pergunto ironica. 

- não, eu estava esperando você,fazer! Disse ele rindo. 

Depois de hoje, queria ter possibilidades e diversões nova, queria viver.

- você confia em mim. Digo dando um sorriso malicioso. 

- porque?! Disse ele animado.

Vamos ir para outro lugar! Digo puxando o mesmo para fora dali, dessa vez eu que dirigi o carro, quando chegamos no local, desci do carro sorrindo sem dizer nada. 

-tá ,e o que estamos fazendo no meio do nado e em um galpão fechado?! Questionou ele.

- vamos logo. Digo indo em um corredor que dava para o fundo do local.

-não quero ser estraga prazer, mais se você quer transar comigo que seja em um local confortável!  Disse confuso. Enquanto eu bati na porta duas vezes. 

-engraçadinho, não vamos transar, não ainda. Digo dando um beijo saliente em seus labios. 

Logo ouço o barulho de porta se abrir e um homem forte e musculoso extremamente alto nos olhou frio.

- oque vocês querem?! Perguntou o mesmo.

- Franklin, sou eu a Elena, amiga do Damon!

-ah é você?! Quanto tempo? entra ,ninguém os viu né? perguntou ele olhando fixamente para o Kai.

Neguei com a cabeça  e puxei Kai para dentro já ouvindo a música lá de dentro. 

- esse homem é estranho disse o kai.- aaonde estamos?! 

- em um clube de strip-tease. Digo indiferente.Vamos sentar?! Digo apontando para os bancos que ficavam em frente aonde as dançarinas estavam dançando.

Logo uma mulher quase pelada apareceu servindo vodka, bebemos. Depois que a bebida fez efeito, tive uma idéia, eu já estava beba e se eu continuaase assim, não me lembraria de nada no outro dia, subi até o palco e comecei a dançar, kai me olhou surpreso, mais logo ficou me admirando enquanto eu dançava. 

Eu estava rebolando, e dançando sensualmente enquanto os outros homens batiam palmas, mesmo eu sabendo que no outro dia me arrependeria ou não, como eu estava de blusa e saia, tirei a parte de cima e balancei-a requebrando.   desci do palco e caminhei até o kai que ficou todo animado. 

- que tal um show particular. Digo piscando para ele.

- que tal irmos embora.  Disse ele um pouco autoritário e rindo.

- não, assim você perde o show principal. digo fazendo biquinho. - você vai querer ir embora mesmo. Começo novamente o "showzinho" e o Kai ia pegar na minha cintura, mais eu o repreendo.

- sem tocar, essa é a regra! Digo deixando ele mais louco. 

Sinto alguém me puxar, meus reflexos já estavam lentos, percebo que minha cota de sobriedade, já foi descartada, já que eu estava completamente bebada, e sabia que no outro dia eu iria arcar com as consequências. A dor de cabeça. 

Tentei me soltar da pessoa, e o Kai ficou a me encarar surpreso.

Olhei para trás e vi o.

- klaus?! 


- sim, em pessoa.disse ele frio e furioso. - oque você está fazendo aqui Elena?!

-Não está vendo?! Digo jogando a blusa pra cima dele.-mais agora você me atrapalhou. retruco fazendo biquinho brava.

- não acreditei quando Damon me disse que estaria aqui?! Falou Klaus chateado. 

- ele se importa tanto que nem veio buscar, a pessoa que ele tanto chama de amiga.digo puxando meu braço de klaus. - eu não vou embora!.

- ele se importa a ponto de me chamar para vim te buscar as duas horas da manhã, porque o Franklin ligou para ele.

- aquele segurança de meia tigela.digo brava.

- kai. Chamou klaus. - acho melhor você não chegar perto da Elena. Damon me contou o que você fez pra ele, e se você acha que vai fazer ela se boba você está enganado. afirmou Klaus sereno, mais havia dito em um tom ameaçador. - vamos Elena! 

Klaus me puxou novamente, e bati o pé dizendo que não iria, peguei outra bebida e quando eu ia bebendo klaus me pegou no colo a força e me levou para a saída, aonde estava aquele maldito segurança. 

- obrigado Franklin, pela ligação. 

Me debati no klaus, olhando para o Franklin. 

- seu segurança d-de...

Antes de eu chingar ele, klaus tampou minha boca, e continuou a caminhar. Quando chegamos aonde o carro dele estava estacionado.

- porque vocês todos me tratam como criança...Você , Katherine, meu pai, Stefan...Damon. Digo chorando pela bebida. 

- porque talvez você aja como uma. Retrucou ele ironico. -vamos Elena entra nesse carro.

Fico parada e o mesmo me puxou fazendo eu entrar nesse carro.

- oque está acontecendo com você? Elena você não parece mais a mesma!?

- me leva pra casa?! Pergunto sem responder a ele.

- você manda! Disse com a voz cansada. - mais oque todos vão achar de você chegando sem blusa?! Indagou rindo. 

- eu tô bebada?! Digo percebendo o meu estado e não estava me importando.

- toma.  Disse klaus me entregando sua jaqueta. - já tá virando rotina, te emprestar blusa. Disse rindo.Bufo e sorrio.- já chegamos disse eele parando o carro em frente a minha casa, vejo em seguida o carro do Damon, amassado do dia da briga dele e do Kai, quando ele ficou bravo chutando e socando o audi. Ele deve estar dormindo no quarto da Kath. 

- respondendo a sua pergunta. Disse Klaus descendo do carro e me ajudando a me levar pra dentro quando viu que eu estava calambeando.-Damon se importa com você, mais do que você imagina Elena! Mais ele te conhece muito bem e sabia que se fosse te buscar no clube, você não iria e você sabe que ele te ama Elena! Todos nois se preocupamos com você, e ele mais ainda. disse ele me colocando sentada no sofá.

- não, ligo digo deitando no sofá 

- sim você liga, só não admite e está muito bebada, brincou ele rindo.


- obrigada.  Digo dando um sorriso fraco. 

- disponha amor. Disse se levantado.-eu já vou Sweet.

- eu tô ruim. Digo gargalhando. 

- é isso que a bebida faz! Indagou ele me dando um beijo na testa. 

- tá tudo girando! Você tá girando. Digo e klaus de repente me segura e me leva até o meu quarto subindo as escadas ,ele me levou até a minha cama e tirou meu salto.

- toma um banho! Vai te ajudar a melhorar. Sussurrou Klaus e logo foi rumo a porta.-amanhã eu venho te ver, melhoras! Disse e logo saiu.

Minha cabeça já estava girando parecendo que eu estava rodando à horas, mais eu não estava sentindo nada, pensando em nada, então isso era bom.

Sigo o conselho do Klaus e com muita mais muita dificuldade tiro minhas roupas e caminho calambeando até o banheiro e vejo o Damon me olhar surpreso e espantado. Eu não tinha percebido o motivo, eu estava bebada demais.

Damon?!. Digo rindo sem importar com nada e logo caio no chão bebada. 




Continua. .




Notas Finais


Então amores, esse capítulo deve ter ficado até grandinho.
Me digam o que acharam da Elena um pouco soltinha fazendo um strip - tease com o kai. kk eu acabei quase que shipando ela com Klaus, a Elena bebada kk.
Oque vai acontecer com o Damon e a Elena? Já que ele a viu pelada e a louca deu uma desmaiada.kk ele não vai ser ignorante a ponto de deixar ela no banheiro, ou vai? Ele tem que levar ela pro quarto não é? ! Comentem e favoritem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...