História Delicate - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 1.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Pequeno mesmo...

Capítulo 2 - Capítulo 2


Os dois caminhavam lentamente até uma ponte. Onde foi feita a cena da morte de Sofia

—"Aqui é bonito..." — Diz Dream

—"Mas não é tão bonito quando se 'matam' pessoas aqui" — Diz Bryan rindo

Dream observava a água, que refletia a lua cheia. Ambos calados, vendo a beleza do local. Ouvindo o doce som das folhas das cerejeiras. Vendo algumas pétalas de flores caindo no rio calmo.

—"Isso me lembra dos tempos em que ela me levava para a nascente... para cantar sua canção..." — Diz Dream

—"Você pode cantar para mim?" — Diz Bryan bem curioso

—"Eu? Eu nunca cantei na vida! Minha voz cantando deve ser de uma fuinha sendo estrangulada!"

Bryan ri

—"Não custa nada tentar!"

Dream fica pensativo, mas logo cede. Ele prepara sua voz rapidamente, e da um longo suspiro

—"O homem do meu coração vive dentro de mim,

É por isso que vejo ele em todo lugar.

No fitar de meu olho, em um brilho de luz

Ó eu nunca posso perdê-lo

Aqui, lá, em todo lugar,

Por onde eu olhar, ele está bem lá para mim." — Canta Dream.

Bryan estava maravilhado com a voz de Dream

—"Sua voz é tão bonita" — Diz Bryan com brilho nos olhos

Dream cora levemente

—"Obrigado..." — Diz Dream timidamente —"Está na hora de ir para casa, está tarde demais..." — Diz olhando no celular

—"Verdade" — Diz Bryan

Ambos andaram até a casa de Bryan, que não ficava tão longe dali.

Dream se despede de Bryan e vai para casa.

~No dia seguinte...

Todos estavam na porta do Devil Studios. Ambos achando isso esquisito, pois o estúdio sempre abre as 6 da manhã. Agora são 8 da manhã

—"Será que aconteceu algo?" — Diz Akuma preocupado

—"Deve ser pelo fato de que Devil trabalhou ontem a noite... deve ter adormecido lá dentro" — Diz Dianne

Akuma desvia o olhar e olha sério para a porta. Os dois não se davam bem.

Dream chega e olha bem confuso com a multidão de personagens na frente do estúdio

—"Eu abro o estúdio..." — Diz Dream com a chave

Ele abre a porta e permite que todos os personagens de Devil entrassem. Após isso ele vê Bryan

—"Bom dia Dream!" — Diz com um sorriso

—"Bom dia Bryan! Pronto para trabalhar?" — Diz Dream

—"Sim!" — Diz Bryan animado

—"Agora vamos pegar os roteiros!" — Diz Dream

Os dois vão para a sala de Devil. Que fica no topo. Após chegar lá com a ajuda do elevador, ambos chegam na sala da mesma, a porta de Devil estava levemente aberta

—"Mãe?" — Diz Dream

Ele empurra levemente a porta, e vê Devil dormindo na cadeira

—"Ela trabalhou até tarde, suponho..." — Diz Bryan

Dream vai até a mesma e a balança levemente

—"Mãe... acorda..."

Devil abre os olhos lentamente e olha para Dream

—"Oi filho" — Diz com sono —" Os roteiros estão ali..."

Ela aponta para uma caixa que havia ali. Bryan pega a caixa. Mas Dream percebe que Devil havia escrito algo em um papel

—"O que seria isso, mãe?" — Diz curioso

—"Spoilers..." — Diz Devil colocando o braço encima do papel

—"Vamos Dream!" — Diz Bryan

Dream olha desconfiado para Devil, mas logo dá de ombros e sai da sala dela junto de Bryan.

Após percorrerem o caminho, eles passam de sala em sala entregando os roteiros.

—"Eu não tenho cena hoje!" — Comemora Dream

—"Eu tenho bastante serviço na área do cenário" — Diz Bryan entregando o último roteiro

—"Os diabos não podem ajudar?" — Pergunta Dream

—"Eles tem cenas hoje..." — Diz Bryan

—"Por que não pede a minha mãe... ela pode fazer tudo em um estalar de dedos" — Comenta Dream

—"Não, ela está muito cansada, deu pra ver na cara dela. Eu faço o cenário junto do pessoal!" — Diz Bryan indo a área dos cenários

—"Eu ajudo!!!" — Diz Dream

—"Você tem cena hoje..." — Diz Bryan sem parar de andar

—"Ok..." — Diz Dream meio cabisbaixo

Ambos se separaram, Bryan vai para a área dos cenários e Dream para o camarim.

~Depois de um tempo

Dream decorou todas as falas, e já estava a caminho do cenário. Estava um calor lascado no estúdio, pois alguém quebrou o ar condicionado.

—"Que calor do cão..." — Diz Dream ao chegar na área dos cenários

Todos estavam improvisando para não derreterem dentro do estúdio, alguns pegaram os ventiladores, outros colocando gelo na testa, entre outros...

—"Atenção gente..." — Diz Devil bebendo água —"Vamos começar a gravação... se não der, a gente faz amanhã!"

—"Acho que não vai dar para fazer a cena..." — Diz Dianne

—"Eu acho melhor fazer as cenas simples... ai o resto pode ir pra casa" — Diz Akuma

—"Exato!" — Concorda Dianne

Akuma apenas ficou sério de repente. Akuma e Dianne não se dão bem por causa de algumas coisas do passado.

Mas enfim... Todos os personagens concordaram, e no fim, a única cena simples era a de Dream. Já que o resto era pura luta sanguinária. Ficou ali: Akuma, Bryan, Devil e Dream no estúdio, o restante foi para casa

—"Okay... vamos com isso..." — Diz Devil sentando na sua cadeira de diretora —"Preparado Dream?"

—"Sim" — Diz respirando fundo

O cenário era de um quarto. Dream fica encostado na porta trancada

Bryan dá um sinal a Dream, para que ele começasse.

—"Sabe... Não sei como... eu escuto os batimentos do cotação de cada Dream... cada Devil..." — Diz pensativo

Do outro lado da porta estava Akuma

—"Por que você é especial, Dream..." — Diz Akuma

Bryan começou a olhar Dream, olhar o seu jeito, olhar cada simples movimento. O movimento contínuo dos lábios de Dream, encantava Bryan

Dream olha para Bryan, rapidamente ele cora com o olhar do mesmo

—"Bryan?" — Diz Devil olhando para o mesmo

Bryan nem dá atenção, só continua a olhar Dream, como se estivesse hipnotizado.

Akuma, discretamente, faz um coração. Devil percebe e aponta para os mesmos, ele acede

—"Algum problema aí?" — Diz Devil com um tom meio elevado

—"Oi?" — Diz Bryan voltando a realidade

—"Senti o clima daqui!" — Diz Akuma rindo

Bryan e Dream coram juntos, Devil dá um sorriso malicioso junto de Akuma

—"Eu permito..." — Diz Devil

—"DEVIL!" — Grita Bryan envergonhado

—"Você permite!?" — Diz Dream com brilho nos olhos

Logo ele percebe o que disse e tapa a boca.

—"Spoilers..." — Diz Devil dando um sorriso

—"Está na hora de ir, Devil" — Diz Akuma que logo some

—"Até amanhã" — Diz Devil que logo some também

Os dois ficam em silêncio.

—"Desculpa pela minha reação... não sei o que deu em mim..." — Diz Dream

—"Tudo bem..." — Diz Bryan —"Eu e que peço desculpas. Eu fiquei te observando demais haha"

—"Eu percebi..." — Diz Dream

Ambos entram no silêncio novamente. Mas Bryan tenta quebrar esse silêncio

—"Quero" — Diz Bryan

Dream olha para Bryan meio confuso

—"O que?"

—"Quero!" — Repete Bryan

O mesmo se levanta e encara Dream

—"Eu quero" — Diz Bryan

—"Você quer... o que?" — Diz Dream se levantando

Bryan se aproxima de Dream, que recua até encostar na parede do cenário. Bryan o prensa na parede

—"Não me venha com essa, Dream... Sei que você me entendeu muito bem... Não vamos dar uma de desentendidos aqui. Somos adultos" — Diz o encarando nos olhos

—"B-Bryan..." — Gagueja Dream —"Eu não sei... eu..."

O mesmo entra em desespero

—"Está bem, Dream... essa eu deixo passar" — Diz Bryan se afastando —"Mas na próxima..." — Diz se retirando da presença de Dream

—"... o que foi isso?" — Diz Dream a si mesmo

O mesmo fica um tempo parado, tentando decifrar aquele momento. 


Notas Finais


...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...