História Delicate - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Devil Studios
Visualizações 14
Palavras 1.299
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


...

Capítulo 2 - Capítulo 2


Os dois caminhavam lentamente até uma ponte. Onde foi feita a cena da morte de Sofia

Dream: —"Aqui é bonito..." — Diz com um brilho nos olhos

Bryan: —"Mas não é tão bonito quando se 'matam' pessoas aqui" — Diz rindo

Dream observava a água, que refletia a lua cheia. Ambos calados, vendo a beleza do local. Ouvindo o doce som das folhas das cerejeiras. Vendo algumas pétalas de flores caindo no rio calmo.

Dream: —"Isso me lembra dos tempos em que ela me levava para a nascente... para cantar sua canção..." — Diz tento uma nostalgia

Bryan: —"Você pode cantar para mim?" — Diz bem curioso

Dream: —"Eu? Eu nunca cantei na vida! Minha voz cantando deve ser de uma fuinha sendo estrangulada!"

Bryan ri

Bryan: —"Não custa nada tentar!"

Dream fica pensativo, mas logo cede. Ele prepara sua voz rapidamente, e da um longo suspiro

Dream: —"O homem do meu coração vive dentro de mim,

É por isso que vejo ele em todo lugar.

No fitar de meu olho, em um brilho de luz

Ó eu nunca posso perdê-lo

Aqui, lá, em todo lugar,

Por onde eu olhar, ele está bem lá para mim." — Canta

Bryan estava maravilhado com a voz de Dream

Bryan: —"Sua voz é tão bonita" — Diz encantado

Dream cora levemente

Dream: —"Obrigado..." — Diz timidamente —"Está na hora de ir para casa, está tarde demais..." — Diz olhando no celular

Bryan: —"Verdade"

Ambos andaram até a casa de Bryan, que não ficava tão longe dali.

Dream se despede de Bryan e vai para casa.

~No dia seguinte...

Todos estavam na porta do Devil Studios. Ambos achando isso esquisito, pois o estúdio sempre abre as 6 da manhã. Agora são 8 da manhã

Akuma: —"Será que aconteceu algo?" — Diz preocupado

Dianne: —"Deve ser pelo fato de que Devil trabalhou ontem a noite... deve ter adormecido lá dentro"

Akuma desvia o olhar e olha sério para a porta. Os dois não se davam bem.

Dream chega e olha bem confuso com a multidão de personagens na frente do estúdio

Dream: —"Eu abro o estúdio..." — Diz com a chave

Ele abre a porta e permite que todos os personagens de Devil entrassem. Após isso ele vê Bryan

Bryan: —"Bom dia Dream!" — Diz com um sorriso

Dream: —"Bom dia Bryan! Pronto para trabalhar?" — Diz num tom simpático

Bryan: —"Sim!" — Diz animado

Dream: —"Agora vamos pegar os roteiros!"

Os dois vão para a sala de Devil. Que fica no topo. Após chegar lá com a ajuda do elevador, ambos chegam na sala da mesma, a porta de Devil estava levemente aberta

Dream: —"Mãe?"

Ele empurra levemente a porta, e vê Devil dormindo na cadeira

Bryan: —"Ela trabalhou até tarde, suponho..."

Dream vai até a mesma e a balança levemente

Dream: —"Mãe... acorda..."

Devil abre os olhos lentamente e olha para Dream

Devil: —"Oi filho" — Diz com sono —" Os roteiros estão ali..."

Ela aponta para uma caixa que havia ali. Bryan pega a caixa. Mas Dream percebe que Devil havia escrito algo em um papel

Dream: —"O que seria isso, mãe?" — Diz curioso

Devil: —"Spoilers..." — Diz colocando o braço encima do papel

Bryan: —"Vamos Dream!"

Dream olha desconfiado para Devil, mas logo dá de ombros e sai da sala dela junto de Bryan.

Após percorrerem o caminho, eles passam de sala em sala entregando os roteiros.

Dream: —"Eu não tenho cena hoje!" — Comemora

Bryan: —"Eu tenho bastante serviço na área do cenário" — Diz entregando o último roteiro

Dream: —"Os diabos não podem ajudar?" — Pergunta

Bryan: —"Eles tem cenas hoje..." — Diz Bryan

Dream: —"Por que não pede a minha mãe... ela pode fazer tudo em um estalar de dedos" — Comenta

Bryan: —"Não, ela está muito cansada, deu pra ver na cara dela. Eu faço o cenário junto do pessoal!" — Diz indo a área dos cenários

Dream: —"Eu ajudo!!!"

Bryan: —"Você tem cena hoje..." — Diz sem parar de andar

Dream: —"Ok..." — Diz meio cabisbaixo

Ambos se separaram, Bryan vai para a área dos cenários e Dream para o camarim.

~Depois de um tempo

Dream decorou todas as falas, e já estava a caminho do cenário. Estava um calor lascado no estúdio, pois alguém quebrou o ar condicionado.

Dream: —"Que calor do cão..." — Diz ao chegar na área dos cenários

Todos estavam improvisando para não derreterem dentro do estúdio, alguns pegaram os ventiladores, outros colocando gelo na testa, entre outros...

Devil: —"Atenção gente..." — Diz bebendo água —"Vamos começar a gravação... se não der, a gente faz amanhã!"

Dianne: —"Acho que não vai dar para fazer a cena..." — Diz cruzando os braços

Akuma: —"Eu acho melhor fazer as cenas simples... ai o resto pode ir pra casa"

Dianne: —"Exato!" — Concorda com Akuma

Akuma apenas ficou sério de repente. Akuma e Dianne não se dão bem por causa de algumas coisas do passado.

Mas enfim... Todos os personagens concordaram, e no fim, a única cena simples era a de Dream. Já que o resto era pura luta sanguinária. Ficou ali: Akuma, Bryan, Devil e Dream no estúdio, o restante foi para casa

Devil: —"Okay... vamos logo com isso..." — Diz sentando na sua cadeira de diretora —"Preparado Dream?"

Dream: —"Sim" — Diz respirando fundo

O cenário era de um quarto. Dream fica encostado na porta trancada

Bryan dá um sinal a Dream, para que ele começasse.

Dream: —"Sabe... Não sei como... eu escuto os batimentos do coração de cada Dream... cada Devil..." — Diz ppensativ

Do outro lado da porta estava Akuma

Akuma: — "Por que você é especial, Dream..."

Bryan começou a olhar Dream, olhar o seu jeito, olhar cada simples movimento. O movimento contínuo dos lábios de Dream, encantava Bryan

Dream olha para Bryan, rapidamente ele cora com o olhar do mesmo

Devil: —"Bryan?" — Diz olhando para o mesmo

Bryan nem dá atenção, só continua a olhar Dream, como se estivesse hipnotizado.

Akuma, discretamente, faz um coração. Devil percebe e aponta para os mesmos, ele acede

Devil: —"Algum problema aí?" — Diz com um tom meio elevado

Bryan: —"Oi?" — Diz voltando a realidade

Akuma: —"Senti o clima daqui!" — Diz rindo

Bryan e Dream coram juntos, Devil dá um sorriso malicioso junto de Akuma

Devil: —"Eu permito..." — Diz segurando o riso

Bryan: —"DEVIL!" — Grita envergonhado

Dream: — "Você permite!?" — Diz com brilho nos olhos

Logo ele percebe o que disse e tapa a boca.

Devil: —"Spoilers..." — Diz dando um sorriso

Akuma: —"Está na hora de ir, Devil" — Diz que logo some

Devil: —"Até amanhã" — Diz que logo some também

Os dois ficam em silêncio.

Dream: —"Desculpa pela minha reação... não sei o que deu em mim..." — Diz envergonhado

Bryan: —"Tudo bem..." — Diz corado —"Eu e que peço desculpas. Eu fiquei te observando demais haha"

Dream: —"Eu percebi..."

Ambos entram no silêncio novamente. Mas Bryan tenta quebrar esse silêncio

Bryan: —"Quero"

(Bixo atirado em!)

Dream olha para Bryan meio confuso

Dream: —"O que?"

Bryan: —"Quero!"

O mesmo se levanta e encara Dream

Bryan: —"Eu quero"

Dream: —"Você quer... o que?" — Diz se levantando

Bryan se aproxima de Dream, que recua até encostar na parede do cenário. Bryan o prensa levantando

Bryan: —"Não me venha com essa, Dream... Sei que você me entendeu muito bem... Não vamos dar uma de desentendidos aqui. Somos adultos" — Diz o encarando nos olhos

Dream: —"B-Bryan..." — Diz ficando corado — "Eu não sei... eu..."

O mesmo entra em desespero

Bryan: —"Está bem, Dream... essa eu deixo passar" — Diz se afastando —"Mas na próxima..." — Diz se retirando da presença de Dream

Dream: —"... o que foi isso?" — Diz a si mesmo

O mesmo fica um tempo parado, tentando decifrar aquele momento.


Notas Finais


Tô postando demais não? Kkkkkkkkkkk

Por favor não taquem uma pedra em mim :'3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...