1. Spirit Fanfics >
  2. Delinquente Love (Imagine: Suga e V) >
  3. Perfeita bagunça

História Delinquente Love (Imagine: Suga e V) - Capítulo 52


Escrita por:


Notas do Autor


hii bebês, como estão? Espero que muitíssimo bem#!
Demorei com o capítulo por razões de falta de tempo, mas irei compensar, prometo!
Aqui está o capítulo bem tranquilo e parado, para que nada passe abatido e tudo fique mais claro, espero que gostem fico feliz por vocês serem presentes por aqui >.<
Obrigada e Boa leitura 💜

Capítulo 52 - Perfeita bagunça


SEGUNDA

Confesso que no sábado não consegui terminar de passar tudo a limpo, fiquei relembrando o beijo de Yoongi diversas vezes e tentei entender como aquilo conseguiu me atingir daquela maneira, então o que me restou foi apenas tomar um banho e dormir — pelo menos tentar — ele me mandou uma mensagem avisando me sobre a sua chegada, trocamos algumas mensagens sobre o trabalho, pareceu querer desviar o assunto do beijo e isso me fez ver que ele tinha entendido meu recado.

Já no domingo acordei um pouco tarde e me senti uma fadiga demasiada, porém isso não me impediu de tentar terminar aquela atividade, mesmo com os pensamentos tão distantes me esforcei de verdade para fazer tudo sair perfeito.

Yoongi perguntou sobre as cartas, confessou estar curioso para saber o que estava escrito, e sinceramente eu ainda não tinha tomado coragem para abrir, questionei muitas vezes se aquilo mudaria alguma coisa, afinal as duas estavam tão distantes e não tínhamos mais contato, fiquei hesitante em relação ao que estava escrito, apenas guardei em uma gaveta e esperei tomar coragem na expectativa de le-las em outra oportunidade.

O dia iniciou, e de certa forma me sentia inquieta, não sei se era bom ou ruim, mas tudo me remetia ao que aconteceu no sábado a noite e quando encontrei Yoongi perdido em tantos agasalhos, touca e luva sorri fechado acenando para ele.

— Bom dia princesa! — saudou assim que parei ao seu lado.

— Bom dia Yoonie!

— Vamos entrar? Temos que colocar a capa e entregar logo essa pesquisa — disse em tédio

— Ainda tem o de física mocinho! — pisquei enquanto andávamos lado a lado

— Porque você tinha que lembrar disso? — revirou os olhos

Ri pelo seu ato, era estranho como estávamos agindo normalmente depois do que aconteceu.

Instintivamente olhei para trás para verificar a presença dos Lions e ainda bem que eles não estavam ali há um tempo, mas era sempre bom verificar. Yoongi percebeu e colocou a mão em meu ombro com um sorriso de canto na expectativa de aliviar me pelo o que aconteceu.

— Relaxa, eles não vão parecer tão cedo.

— Não tenho certeza — fiquei um tanto aflita ao lembrar da "pequena" conversa que tive com as capangas delinquentes dos Lions.

Preferi não dar continuidade ao assunto, depois de trocarmos nossos sapatos seguimos para a sala, como apenas faltavam dez minutos para o professor chegar aproveitamos para juntar sua capa com a pesquisa. Ambos éramos meticulosos a cada detalhe.

...

Depois do que aconteceu entre Yoongi e eu, nossas mensagens começaram a ser mais frequentes — basicamente como a presença um do outro, pois tínhamos aulas juntos e depois pegavamos o ônibus para o centro para poder trabalhar e quando ele saia do serviço que no caso bem depois de mim que já estava em casa, ele fazia questão de saber se estava tudo bem, essa preocupação dele parecia me mostrar que suas intenções iam além de amizade, mas não comentei pois ele estava respeitando a linha tênue entre nossa amizade e seu sentimento. Porém eu ainda sentia no fundo que continuava a iludi-lo, e ele não reclamava e isso ainda conseguia me deixar mais tensa, tentei não demostrar isso a ele para não gerar conflitos, ou talvez eu tivesse tirando conclusões erradas?

Tudo isso era uma perfeita bagunça.

O que me deixava aliviada era não ver os Lions, naqueles dias.

Enfim no meio da semana resolvi pegar as duas cartas e dar uma olha, a carta de Jyn-ah, tinha seu nome na frente apenas e tinha um cheiro bom de perfume:

"Para minha querida (s/N)!

Tenho tanta saudades de você, mas você sabe que eu nunca fui boa com palavras, eu sou melhor com atitudes. Mas, lamento por você e Suga, espero que vocês um dia possam superar isso tudo, Erina não é ruim, só é mal amada e invejosa, ela nunca suportou que seus primos fossem mais amados que ela, então por isso ela vivia fazendo intriga entre eles, quando se conversa com ela, você vê que ela é digna de pena, apenas isso. Sei que você não quer saber dela ou do que aconteceu da última vez no reformatório ou do passado deles, mas quero que saiba que eu não apoio o relacionamento dela com o Yoongi, mas de alguma maneira ela quer ajudar a todos nós então... Sou grata apenas por isso, não que eu a ame e a venere, todos aqui pensam da mesma forma e ninguém queria se afastar de você, eu falou por todos: Snake, Thumbelina, Na, Hong, Tiger, Dae, Jun e Chang. Sentimos muita saudades de você, e esperamos que você seja feliz.

Agradecemos pelos momentos do passado e por termos conhecido alguém como você, não se esqueça da gente!! Pedimos desculpas por qualquer coisa e por não mantermos mais contatos e provavelmente quando ler isso estaremos distantes.

Com amor, Jyn-ah, como você adorava me chamar"

Terminei de ler com lágrimas nos olhos e me senti sufocada, com um bolo na garganta, todos éramos amigos e agora estávamos distantes e nem ao menos nos despedimos, nem ao menos uma conversa descente...

Me senti mal, não queria me lembrar de tudo que ocorreu da última vez que vi Yoongi e Erina juntos nos reformatório, nossa pequena discussão, claro que tive um pouco de paz ao ver que agora nos dois estávamos indo bem com nossa relação de amigos, mas ainda sim por conta do seu "eu" do passado ele não permitiu que me vissem, fiquei triste, mas desejei a felicidade a eles, pois sei que eles mereciam uma oportunidade de escrevem uma nova história.

Só que com tantas emoções daquela carta da minha querida amiga Jyn, não consegui seguir adiante com a outra carta, a de Lucy.

Passou se terça, quarta, quinta e sexta.

Na sexta estava mais perdida em meus pensamentos que o normal, não consegui reger uma reunião decentemente, e isso acabou ficando tudo para o vice, sim exatamente naquele dia tivemos uma atividade com a antiga turma de Lucy e ouvi muitos comentando sobre ela, ou melhor sobre seu sumiço repentino, fazia tempos que ela saiu do colégio ou transferiu, não sei, mas justo naquele dia eu fui obrigada a ouvir todo aquele falatório que me deixou mais imersa em meus devaneios.

Lucy tinha sido muito querida e de grande importância para mim e minha vida, e comecei a me questionar como ela foi me deixar assim de lado por conta de Chang, tudo bem que seu sentimento era forte, mas ainda sim, ela fez questão de ser minha amiga e de estar comigo e agora não estava mais ali, como um passe de mágica, aquilo era estranho e me remetia à sensações nada boas, mas Jyn em sua carta relatou que Erina ajudou a todos, Yoongi fez questão de deixar isso claro também, eu queria acreditar que tudo estava bem e que todos estavam ótimos, mas um pequena pulguinha ficava atrás de minha orelha.

Suspirei tentando afastar tudo aquilo e decidi que quando chegasse em casa leria a carta de minha amiga enfim e esperando tirar um enorme peso de minhas costas.

Após chegar do serviço, a primeira coisa que fiz foi procurar a carta de Lucy no meio de minhas coisas, sentei na cama e observei o papel que tinha apenas seu nome na frente assinado:

"Não sei como começar direito isso.

O certo apenas seria dizer obrigada.

Por aceitar ser minha amiga, e estar comigo e me proteger como uma irmã quando precisei, você deve se questionar o porque me afastei já que insisti tanto em nossa amizade. Isso é bizarro não é?

Depois da briga e do tapa que doeu muito pensei que apenas tive a oportunidade de ter algo a Chang por conta de você, sim você me incetivou e me deu forças, e finalmente ficamos juntos mas não é justo te manter fora disso.

Nos distanciamos e ao menos tive coragem de dizer o que sinto a você ou de explicar, provavelmente eu já esteja na China, e seja tarde.

Só quero que saiba que sou grata e que você foi especial em minha vida (s/N).

E nada que eu digo poderá mudar o que já aconteceu.

Lucy"

Sua carta foi menor que dá Jyn, e bem mais objetiva, não sei, pra mim foi estranho, parecia que Lucy estava triste ao escreve-la, acho que ambas temos culpa e sabemos disso, é realmente o que aconteceu não irá mudar e isso será um fardo que todos carregaremos. Suspirei e deixei uma lágrima rolar, fiquei aliviada, mas não o suficiente para parar de pensar nela e em seu bem estar, ela apenas relatou algumas coisas mas não explicou outras ou a menos fez questão de especificar, era apenas aquilo, uma pequena parte que eu tinha de Lucy, sua caligrafia e nossos momentos gravados em minha memória.

Apenas quero que ela seja feliz.

Como a carta de Jyn, a de Lucy também me deixou com algo me incomodando, eu queria mais... Mais informações, queria saber de seus atuais estados, emocional, fincanceiro, físico... Era um saco me sentir impossibilitada naquele momento, me deitei em minha cama, e aos poucos minhas pálpebras foram ficando pesadas, e com meus amigos em pensamentos adormeci.

No sábado de manhã recebi uma mensagem de Yoongi pedindo minha companhia a um passeio ao shopping, falou que precisava sair um pouco e que amiga eu seria se não aceitasse esse simples pedido? Assim podia me distrair um pouco já que o assuntos das cartas martelavam em minha cabeça, pensei em comentar com ele mas não quis enche-lo com minhas teorias, pelo menos não naquele instante.

(...)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...