1. Spirit Fanfics >
  2. Demon Slayer - Demônio da Lua >
  3. Um livro aberto

História Demon Slayer - Demônio da Lua - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Um livro aberto


Fanfic / Fanfiction Demon Slayer - Demônio da Lua - Capítulo 4 - Um livro aberto

Ao retirar a capa que estava usando, perceberam algo

Inosuke: DEMÔNIO!!! - ele gritou cheio de raiva.

Inosuke pulou em sua direção, mas, ela com uma movimentação rápida que nunca haviam visto antes, somente desviou, sem fazer sequer um esforço.

Tsuki: É assim que ele recebe as pessoas?

Zenitsu: Na maioria das vezes

Tsuki: Isso não é muito educado Inosuke

Inosuke: Como... Como sabe o meu nome? - ele tentou falar, mas tanto tempo sem lutar o deixou incapacitado e muito exaustivo.

Tsuki: Isso são só detalhes

Inosuke então se levanta, ainda mancando, e se junta ao grupo

Tsuki: Voltando as apresentações. Meu nome é Tsuki Akuma. Eu sou sim um demônio mas, não sou igual aos outros. 

Sanemi: Consegue provar?

Tsuki: Não! Mas também são só detalhes.

Shinobu ainda tinha uma dúvida se quem fez a borboleta falar foi Tsuyuri ou essa nova garota.

Shinobu: Foi você? Que mandou o recado pela borboleta e depois com a Nezuko?

Tsuki: Sim, mas na primeira vez ouve uns pequenos... imprevistos.

Kyojuro: Que tipo de imprevistos?

Tsuki: Eu adoraria ficar a noite inteira conversando mas suponho que vocês precisem dormir para recuperar energias.

Sanemi: Não podemos dormir sabendo que um demônio está solto bem na nossa frente.

Tsuki: Tudo bem. Mas vai chegar uma hora em que terão de dormir. Ou vocês não precisam disso?

Sanemi fica meio sem jeito pois sabia que ela tinha razão. Uma hora ou outra eles estariam mortos de sono e precisariam dormir

Tsuki: Quem cala concente. Sendo assim, podem dormir agora ou esperar amanhecer, eu não importo com as escolhas que irão fazer

Todos estavam pensando em como uma garota com uma aparência tão jovem teria todas as respostas na ponta da língua. 

Eles sabiam que ela estaria disposta a dar respostas a todas as suas perguntas no dia seguinte. Todos foram dormir com os ouvidos em pé, menos um.

Tsuki estava em no topo de uma árvore quando vê Shinobu se aproximar

Shinobu: Por que fazer todo esse alvoroço?

Tsuki: Você chama isso de alvoroço?

Shinobu: Não isso em si mas... com borboletas, fantoches e enigmas que ninguém fazia ideia do que se tratava. Nos deixou preocupados, e alguns até com medo

Tsuki: Você se refere ou Zenitsu, não é? Tenho que lembrar de me desculpar com ele depois. Mas a questão é que eu tinha de arranjar um método de me comunicar com vocês sem apressar o futuro

Shinobu: Apressar o futuro? Não seria o destino

Tsuki: Não existe essa coisa de destino. Muitas pessoas acham que somos uma livro e que cada página já foi escrita antes de nascermos, mas não é assim

Shinobu a olhou nos olhos e só conseguia enxergar um livro aberto, mas não um livro qualquer. Ele não tinha somente as respostas como também as perguntas e quanto mais você lia, mais queria ler. Sem se cansar. Sem parar.

Shinobu: Por que a borboleta estava com Tsuyuri?

Tsuki olhou para ela com uma cara de que estava encurralada mas mesmo assim, conseguiria sair, só precisaria de tempo e respostas falsas para que as coisas não fossem por água a baixo.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...