1. Spirit Fanfics >
  2. Demon Slayer-A Espadachin Da Água >
  3. Capítulo 1-A mansão em chamas

História Demon Slayer-A Espadachin Da Água - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu reescrevi a história por quê não estava gostando do tipo de narração então aqui está a parte dois
^-^

Capítulo 1 - Capítulo 1-A mansão em chamas


Fanfic / Fanfiction Demon Slayer-A Espadachin Da Água - Capítulo 1 - Capítulo 1-A mansão em chamas

Acordo e sinto que estou num lugar quente,abro meus olhos e vejo que estou dentro de uma casa em chamas,está bastante quente aqui e há fumaça por todo lado.Ouço alguma coisa pesada cair ao longe,provavelmente alguma viga de sustentação.Tento sair mas todos os caminhos estão bloqueados pelo fogo.começo a entrar em pânico e a ficar ofegante,a fumaça está me sufocando,as coosas começam a escurecer e eu perco a consciencia muito rapidamente.

Por algum motivo eu acordo do lado de fora da casa com parte das roupas queimadas e uma dor agoniante no braço direito,olho para verificar e percebo uma grave queimadura no braço.Me pergunto como será que vim parar aqui fora mas eu não tenho tempo para pendar nisso eu preciso procurar a minha família.No momento em que tento me levantar eu esbarro em uma tora de madeira que estava próxima à casa e começo a agoniar de dor.Me encolho sobre meu braço e começo a chorar como uma criança,nunca pensei que estaria nessa situação.

Logo eu que vivi e cresci na dureza.costurando e vendendo roupas,caminhando quilômetros para visitar cidades vizinhas para conseguir vender roupas e comprar tecidos,o serviço ficou ainda mais difícil depois que minha mãe adoeceu.mas eu continuei,não por quê eu queria,não por quê era obrigada,mas para poder cuidar da minha família,meu pai era apenas um bêbado que só se importava com a própria vida e que era imcapaz de procurar um emprego.Minha irmã gêmea,kiera.nasceu fraca e incapaz de trabalhar e por isso ficava quase sempre acamada pois sua imunidade era baixa e ela poderia contrair qualquer doença muito facilmente.

Nos últimos tempos eu tenho ouvido boatos de um oni rondando as profundezas quando eu ia à cidade,matando famílias que moravam mais próximas às florestas das cidades vizinhas.Durante um tempo eu fiquei despreocupada com os ataques até ficar sabendo que uma família foi atacada próxima à minha cidade,todos morreram.Tentei convencer meu pai a nos mudarmos temporiamente para a casa dos meus tios na cidade,pelo menos até os ataques pararem.Mas ele disse que era impossível nós sofrermos um ataque.Ele estava errado.

Meu braço,tudo o que eu consigo pensar é na dor que sinto no braço.Levanto e analiso o local ao meu redor,apenas chamas e árvores.Tudo está um pouco lento,como se eu estivesse atordoada,não consigo ouvir nenhum som,apenas um leve crepitar de chamas,como se estivesse a kilômetros de distância.Começo a procurar pela minha família em volta da casa mas não encontro nada.na melhor das ipóteses eles devem ter ido para a cidade em busca de ajuda.começo a caminhar em direção à cidade mas algo chama minha atenção.alguém está saindo da casa,mas,por quê está andando nas chamas?

O oni.É a única coisa que me vêem à mente,ele nos encontrou,ele pôs fogo na casa,só pode ter sido ele.Não espero para ver como ele é e saio correndo.Não me enporto com mais nada no mento,apenas em correr pela minha vida,será que o oni ainda está me seguindo?tento olhar para trás e dou de cara com uma árvore.Me levanto rapidamente e continuo correndo.Agora eu consigo ouvir seus passos,cada vez mais perto..Tenho que focar em correr no moment...

Sinto uma dor na nuca,o oni deve ter me alcançado.Tento bater nele para me livrar mas ele é forte demais e segura meus braços.Tento gritar por ajuda mas já estou sem voz,tudo o que consigo fazer é soltar un grunhido.Então esse é o meu fim,apagando lentamente nas mãos de um oni.mas...por quê ele não está me atacando?viro minha cabeça para trás e sinto as mãos do oni afrouxarem entorno do meu cabelo.Quando olho para trás tudo o que vejo é um corpo se desfazendo enquanto uma cabeça decapitada solta palavrões.mas não há só isso,tem uma garota,talvez da minha idade,não estou conseguindo focar seu rosto.será que vou morrer tão pateticamente?depois de ser salva e sem saber o rosto de sua salvadora?realmente,o destino não deve estar do meu lado.

O silêncio começa a dominar o lugar onde estou,está tudo escurecendo,a dor na minha nuca e no meu braço passam,eu não sinto mais nada.será que finalmente morri?tomara que ao menos a minha família tenha conseguido se salvar.


Notas Finais


Não sei se ficou bom a parte dois mas tomara que vocês gostem
^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...