História Demônios da Caligem - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Jimin, Jungkook, Romance, Sobrenatural, Suga, Yoongi
Visualizações 50
Palavras 2.475
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoal..
Como estão?? Espero que bem.. 😀
Mais um capítulo para vocês..
Espero seus comentários.. 😉
Desculpem qualquer erro..
Boa leitura!!

Capítulo 17 - Bichinhos fotos


Fanfic / Fanfiction Demônios da Caligem - Capítulo 17 - Bichinhos fotos

Yoongi's pov

No fundo Jimin sabe ou imagina o quão importante é tudo isso. E o que acontecerá se fecharmos os olhos para o que Jo Wen Di quer fazer.

- ________ desbloqueou o poder dela graças a você. - disse Li-joon. - Ela é filha de Wen Di e ninguém sabia disso. - completou cabisbaixa.

- Então por isso a culpa é minha? - ele perguntou estreitando os olhos. - E o que você está querendo? - ele apontou para o pacote sobre a mesa.

Não entendi. O que tem dentro desse pacote, gente?!

- O que acontece... depois desse ritual? - perguntou Jungkook com uma voz sombria.

- _______ morre. - disse Hyn Liah. - Como os outros filhos dela morreram.

- Ela caçou por isso! - disse Jimin irritado se afastando da parede e apontou com o dedo indicador para o chão brevemente. - Não é problema meu! _______ escolheu ir e fica com... - ele deu de ombros. - .. sei lá.. mãe dela. - ele deu um tapa no ar como que não liga para nada. - Deixa ela continuar com isso. Eu não ligo!

- Mas devia. - disse a bruxa Hyn Liah.- Se Wen Di fazer o ritual, ela nunca mais vai precisar fazê-lo novamente. - Jimin franziu o cenho e eu encarei a bruxa preocupado. - Isso porque o poder de ______ vem de um, dos quarto elementos, o fogo. - ela balançou a cabeça. - E ele sempre se renova. Sem falar que ninguém nunca vai conseguir deter Jo Wen Di. - suas palavras terminaram amargas.

- E não posso deixar ela morrer. - disse Li-joon determinada.

- Por quê? - retrucou Jimin rapidamente. - O que ela é para você se não sua criada?

Li-joon pareceu ouvir atentamente as palavras de Jimin e estranhamente ela respirou fundo e abriu sua boca.

- Ela é minha amiga. - soou determinada a jovem Li-joon e eu cruzei os braços. - Não vou deixar ela morrer.

Jimin bateu uma mão na outra e elevou os ombros.

- Então o que vamos fazer? - questionou ele.

- Jo Wen Di... - começou Hyn Liah. - Vai forçar _______ ao máximo de seu poder, porém como ela é uma vampira... - Hyn Liah fez uma breve pausa. - Wen Di não vai deixar _______ se alimentar.

- Isso não é bom. - disse Jungkook abaixando o olhar pensativo.

- Se _______ estiver forte com o sangue em suas veias... - começou Hoseok. - Isso poderia mudar o resultado no final?

- Sim. - disse Jungkook levando a mão ao queixo pensativo e encarando Hoseok. - Com ______ cheia, bem alimentada, Jo Wen Di perderia facilmente. - ele encarou Li-joon.

- Sim. Vocês tem que ver ela em ação. - disse Jimin balançando a cabeça positivamente. - Isso seria suficiente para matá-la? - ele encarou a bruxa.

- Não segundo a Hyn Liah. - disse Li-joon com sua voz doce. - O poder de ______ com dos outros três elementos seria capaz de mandar Wen Di para o inferno.

- O que estão esperando para trazer esses outros seres maravilhosos aqui? - disse Jimin com um tom de "Como vocês não pensaram nisso?".

- As bruxas mantém esses outros, com poderes de elementos da natureza, escondidos, exatamente para escaparem das garras de Jo Wen Di.

- Mas por quê? - perguntei intrigado. - Por que ela representaria perigo a eles se eles não são filhos de Wen Di?

- Eles são os únicos que podem contra ela. - disse Hyn Liah. - E Jo Wen Di faria de tudo para matar qualquer um com esse tipo de poder que aparecerem à frente dela. - Hyn Liah fez uma breve pausa. - ______ não sabe disso, mas é mais forte do que Wen Di. ______ não consegue matá-la sozinha, mas consegui feri-la.

- O meu plano é o seguinte. - começou Li-joon chamando a atenção para si. - Para que ______ se alimente e fique forte e tenhamos vantagem. - ela fez uma breve pausa. - Precisamos afastar as duas.

- Como? - perguntei curioso.

Li-joon me encarou brevemente.

- O sangue de cordeiro aqui dentro desse pacote. - Li-joon apontou para o pacote sobre a mesa de madeira. - .. é o que ______ quer. - estreitei os olhos. - Só temos que colocar isso à vista dela, através do Jimin, e _____ não resistirá.

- Com certeza isso não é o que ela quer. - disse Jimin com um sorriso cínico. - Não culpo você, pois nunca se alimentou de verdade, priminha. Sinta-se livre para descobrir os prazeres quando estiver pronta, mas... o que _______ quer é o sangue fresco que sai direto de veias quentinhas de humanos deliciosos.. - ele se aproximou de Hyn Liah e a rodeou. - Com um cheiro delirante e... - ele usou o dedo indicador para afastar o cabelo de Hyn Liah e ela bateu na mão dele que riu se afastando um passo dela. - É isso o que ela vai querer. - Jimin apontou para o pacote sobre a mesa recolhendo o sorriso. - E não essa coisa que você insiste em chamar de sangue. - ele encarou Hyn Liah. - Deve ter tido muito trabalho para pegar esse sangue do cordeiro, lindinha. - Hyn Liah cruzou os braços e comprimiu os lábios. - Já imaginou se os animaizinhos da floresta se juntarem contra você em uma rebelião? - ele arqueou uma sobrancelha e eu revirei os olhos. - Eles devem conversar entre si, não é? - ninguém disse nada e Jimin rapidamente continuou. - O melhor jeito para aliviar a tensão e essa mágoa de matar os bichinhos fofos da floresta é escrever em um diário. - fechei os olhos brevemente. - Está muito popular hoje em dia... O que dirá daqui uns duzentos anos. - ele riu debochado. - Um dia falarão sobre nós! Farão séries sobre nós, contadas a partir desses diários. - ele encarou atentamente Hyn Liah. - Pode me descrever se quiser... - ele apontou para si. - De maneira apropriada, por favor. - sorriu e rapidamente continuou. - Sugiro que comece contando sobre o animal que você matou... "Querido diário, hoje eu matei um cordeirinho. O nome dele era Joe e eu me sinto muito mal por isso." - Jimin levou a mão ao peito como se sentisse um pesar pela morte de um cordeiro.

- Alguém, por favor, enfia uma espada no coração desse idiota. - disse Hoseok entre dentes.

- Eu sou o salvador da pátria, caçador. - ele sorriu cínico. - E estou tendo uma ideia.

- Eu tenho as ideias, irmão. - disse Jungkook. - Se lembra?

- É claro, é claro. - Jimin deu de ombros. - Porém, se tratando de se alimentar.. - ele meneou a cabeça para o lado. - .. O buraco é mais embaixo e ninguém é melhor do que eu.

- Você não vai matar ela não! - esbravejou Li-joon.

Jimin gargalhou.

- Quem falou em matar? - disse ele prendendo um sorriso. - Pelo menos não ela. - completou dando de ombros e eu estreitei os olhos, preocupado com esse tal plano dele.

- Você vai fazer ela se alimentar com o sangue de cordeiro... - começou Li-joon sendo interrompida pelo próprio Jimin.

- Na-na-na-não. Se eu vou fazer isso, farei nos meus termos. - disse ele apontando para si, brevemente. - E vou fazer ela se alimentar ou não me chamo Park Jimin.

- Seu sobrenome é Kim, não? - Li-joon o questionou.

- Foi algum dia. - disse ele entre dentes. - Mas eu não sou filho daquele homem.

- Jimin! - Jungkook chamou pelo irmão com irritação em sua voz.

- Que foi? - ele deu de ombros se virando para o irmão. - Você ouviu muito bem o que ele disse. Você... - ele apontou brevemente para Jungkook. - é o filho preferido dele. Carregue o sobrenome dele você, ora essa!

- Uma pergunta. - disse chamando a atenção de todos. - Você disse... - encarei Li-joon. - .. que precisa afastar Wen Di de _______, para que ela se alimente. - ela afirmou com a cabeça. - E como pretende fazer isso? - a questionei levando a mão sobre o queixo.

- Essa é a outra parte do plano. - disse ela encarnado Hyn Liah com um sorriso misterioso. - Preciso que Wen Di seja distraída com a possibilidade de matar um bruxo que tenha um poder dos elementos.

- O quê?! - disse Hyn Liah arregalando os olhos. - Você quer me matar?!

- Isso seria realmente um desperdício. - disse Jimin a olhando de cima a baixo. - Se queiser morrer, deixe-me fazer isso. - ele levou a mão na frente do rosto em um movimento. - O seu sangue tem um cheiro doce.

- É a única forma de afastar Jo Wen Di temporariamente de _______. - disse Li-joon dando de ombros para o que Jimin disse.

- As bruxas nunca vão concordar com isso. - disse Hyn Liah preocupada encarando Li-joon atentamente.

- Têm que concordar. - disse Li-joon determinada. - Elas querem deter Jo Wen Di ou não?!

- Eu tenho uma pergunta. - disse Jimin elevando o dedo indicador e eu suspirei descontente. - Por que você.. - ele apontou para mim. - .. tem um cheiro diferente de um humano comum? - ele apontou para Hyn Liah. - Diferente do dela e diferente do caçador ali. - ele apontou ali, por fim, Hoseok.

- Eu não queria falar nada sobre isso. - disse Jungkook elevando os ombros. - Mas... meu irmão tem razão. - ele me encarava atentamente. - O que você é?

Engoli em seco.

- Eu sou humano. - disse de modo firme. - E se eu soubesse o que significa essa pergunta eu tentaria respondê-la. - sorri cínico.

- O cheiro dele é diferente, pois a mãe dele foi mordia por um lobo quando grávida. - disse Hyn Liah. - Isso o torna sobrenatural, mas não dá para saber se para o bem ou para o mal.

- Então está dizendo que esse caçador é um efeito colateral da natureza e que de caçador pode se tornar o que caça? - Jimin perguntou de modo debochado.

- Por que uma coisa tão séria saindo da sua boca parece tão medonha? - disse o encarando com desdém.

- A verdade dói. - ele elevou os ombros. - Disse alguém certa vez.

Jimin's pov

Ah, que maravilha. Suspirei de frente para uma taberna as margens da floresta e mesmo assim ainda era afastada do vilarejo. Ainda era dia e eu olhei para Li-joon ao meu lado, o semblante dela parecia preocupado.

- Tudo bem... - virei de frente para eles. - Esse lugar é perfeito. Vamos entrar e fazer a festa. - sorri animado.

- Que festa? - perguntou Li-joon incrédula.

- Sugiro que comece a treinar seus dentinhos mordendo em humanos suculentos, porque só o Jungkook e eu de vampiros aqui, não vai dar certo contra todos os caras bêbados lá dentro. - apontei para a taberna brevemente.

- Você quer deixar ela bêbada? - perguntou Jungkook impaciente.

- O quê?! - disse confuso.

- O sangue desses beberrões são bem alcoólicos. - esclareceu ele.

- É mesmo. - encarei Li-joon. - Esquece o que eu falei... - dei de ombros. - A última coisa que eu preciso é de uma vampira que não sabe se alimentar... Bêbada.

- Você não vai matar essas pessoas. - disse ela séria.

- Li-joon, eu estou tentando criar um cenário envolvente aqui. - disse rude. - E se não tiver pessoas caídas e sangrando no chão... - suspirei. - Ela não vai acreditar.

- Precisamos mesmo disso?! - disse ela preocupada.

- O plano é o seguinte... Jungkook e eu não podemos dar conta de todos lá dentro sozinhos, por isso... os caçadores estão aqui também. - sorri encarnado Yoongi e depois Hoseok. - Vocês vão caçar humanos hoje.

- Não me sinto contente com isso. - disse Hoseok.

- E quem se sente? - sorri simples. - Eles são o pior tipo de humanos, assassinos e beberões. - dei de ombros. - Vai por mim, depois de um tempo você nem vai se importar.

- Eu vou atrair _______ até aqui. - começou Li-joon pensativa. - Onde você... - ela apontou para mim. - .. vai estar esperando com sangue fresco. É isso mesmo?

- Basicamente. - disse irritado. - Você conseguiu transformar o meu plano em borbulhas.

- Não será perigoso? - questionou Yoongi encarando a jovem Li-joon.

- Eu consigo me virar. - disse ela de modo calmo. - ______ não vai me machucar.

- Todos na taberna estarão mortos, exceto a dona... - prendi um sorriso. - Ela é uma moça muito doce... Porém, não doce demais. - apontei para Yoongi. - Tenho certeza que você sabe o que é doce. - Yoongi olhou em volta, descontente. - Li-joon, você vai atrair _______ até aqui. Vai entrar por aquela porta. - apontei para a taberna. - E vai sair pelos fundos, entendeu? Não quero ninguém atrapalhando as coisas.

- Atrapalhando o quê? - Li-joon estreitou os olhos para mim.

- Se ______ está sendo... digamos, manipulada por essa tal de Wen Di. - elevei os ombros. - Então, ela não vai ouvir ninguém. Muito menos você. - apontei para Li-joon. - Eu vou dar uma escolha a ela. ______ vai resistir. Vamos começar a briga... - Jungkook suspirou. - O meu plano é bom, relaxa, Jungkook. Então,... - suspirei. - .. vamos quebrar todo no interior daquele bar e por fim, ______ vai cravar os dentinhos dela no lindo pescocinho da Lovely, dona do bar. - sorri ladino. - O que acharam do plano?

- Está de brincadeira, não é? - perguntou Hoseok.

- Não, caçador. - estreitei os olhos. - De todos lá dentro o sangue da Lovely é o mais saboroso e eu vou deixar para ______. - respirei fundo, descontente. - É um bom plano. Jungkook? - encarei o meu irmão.

- Pode funcionar. - disse ele sério e eu prendi um sorriso.

- É o mais próximo que ele vai dizer em relação ao meu plano ótimo. - apontei para mim brevemente. - Com margem de erro em zero. - balancei a cabeça positivamente.

- E quanto a mim e ao Hoseok? - perguntou Yoongi. - O que vamos fazer durante esse tempo?

- Acho que seria bom, ficarmos escondidos ao redor daqui, caso _______ fuja sem se alimentar. - disse Jungkook olhando para os caçadores - O que acham?

- Está bem. - disse Yoongi determinado.

- Não vai precisar, eu tenho certeza. - disse emburrado para Jungkook com a falta de crença dele em mim. 


Notas Finais


Dois assassinos letais vivendo como marido e mulher sem saber das vidas secretas um do outro?! 😱 Isso não podia dar certo quando um se torna o alvo do outro. "Até que a morte nos separe!" Confira o desfecho em 'O perdedor' 👇 https://spiritfanfics.com/historia/o-perdedor-8915053

Então??
O que acharam deste capítulo??
Deixem comentários.. sua opinião é muito importante para mim.. 😊😊
Vejo vocês em breve..
XX #Kathy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...