História Demônios na minha casa - Capítulo 10


Escrita por: e Chuvisquinho

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 5
Palavras 1.549
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Respostas


Fanfic / Fanfiction Demônios na minha casa - Capítulo 10 - Respostas

Nam~

Ao chegar na universidade eu estacionei a moto, não demorando muito pra descer, vendo o mais novo fazer o mesmo

N- o que fazemos agora?

V- que tal um cappuccino?

N- você vive na base de café?

V- kkk! Tipo isso... - logo ele abriu seu belo sorriso retangulo

N- okay, vamos eu te compro um cappuccino.

Andamos calmamente na direção da entrada da universidade. Até que Taehyung acaba me surpreendendo com uma pergunta meio... Desconfortável

V- como você virou um demônio hyung?

Eu não sabia como responder então parei de andar e me sentei num banco que tinha ali perto respirando profundamente

N- eu... Bom, na minha vida de humano - fiz uma pausa- eu era abusado pela minha madrasta, e meu pai... Bom, ele não tava nem aí pra isso, eu também sofria muito bullying... E mais alguns problemas pessoais. Resumindo, a minha vida era uma merda! Eu sempre tinha um problema. Até que um dia eu soube que você podia fazer meio que contratos com Lúcifer, eu não acreditava muito nisso, mas eu o envoquei e ele apareceu... A pessoa mais linda que eu já vi até hoje...

V- era L-Lúcifer?

J- o que tem eu?

Me virei meio surpreso ao vê-lo com roupas escolares e seu belo sorriso nos lábios, seu cabelo castanho com seus fios em perfeita harmonia o deichava mais angelical possível

N- oi Luci... Como está?

J- é Jin! Você sabe bem disso

N- não importa... O que faz aqui?

J- não tá na cara... Eu fim cuidar dos meus pecadores favoritos

N- muito obrigado, mas não preciso de nenhuma babá pra cuidar de mim

O clima estava meio intenso ao meu ver, mas preferi não me meter na conversa deles, aliais Lúcifer estava perante os meus olhos

J- não fale assim, eu ainda me importo com você

N- quer um prêmio por isso?

J- por que você está agindo assim? O que fiz?

N- nada... Como sempre você nunca faz nada!

Namjoon aparentava estar com raiva, diferente de Jin que manteve seu semblante calmo e doce

N- não é atoa que foi expulso dos céus

O semblante de Jin mudou completamente, seus olhos pareciam pegar fogo!

J- nos da licença, Taetae?

N- não, ele não vai sair!

J- okay...

Antes que eu mesmo possa falar algo ou até mesmo me retirar... O tal Jin beija o Nam (na minha frente). Foi desconfotavel ver toda acena de ambas línguas de batendo.

Senti meu rosto esquentar e então sugeri que eu estivesse corado

*droga!*

Depois que o beijo acabou, Jin susura algo no ouvido do Nam, mas eu não consigo ouvir.

V- e-eu já vou indo - dei passos pra trás saindo devagar

N- eu já vou Taetae - falou sem tirar os olhos do mais velho

V- tah... - sai completamente daquele lugar.

Caminhei tranquilo pelos corredores, falta alguns minutos pra bater. Na minha caminhada acabei a encontrar o hobbi e o tal suga

Hp- oii

V- oie

Sg- ham... Tá tudo bem?

Assenti com a cabeça

Sg- é que as suas bochechas estão vermelhas

V- droga...

*Mil vezes droga*

Hp- como tá sendo o seu dia tae?

V- sério? Tem outro jeito de puxar assunto?

Hp- que tal... Vamos tomar um café??

V- cappuccino??

Hp- claro

Sg- eu pago!

Vhope- tah

Compramos os nossos cappuccinos e começamos a conversar... Eu até estou me acostumando em conviver entre demônios, não é tão chato assim

Jeon~

Não pude evitar de abrir mas um sorriso nessa manhã, Jimin era realmente maravilhoso

Jk- vamos? Ou iremos nos atrasar

Jm- eu vou se você parar de me olhar como se eu fosse uma dinvidade, ou algo do tipo

Jk- kkkk, tá bom... Há, nos vamos de moto okay?

Jm- onde consegui uma moto?

Jk- eu comprei Jimin

Jm- com que dinheiro? Jeon Jungkook?!

Jk- não importa, não agora

Subi alguns degrais e o peguei pela mão o levando para fora da escada, lhe entreguei um capacete e fomos até a moto

Jm- eu posso dirigir?

Jk- sabe dirigir?

Jm- não

Jk- então...

Jm- é tentando que se aprende;-)

Jk- outro dia você aprende.

Subimos na moto, e eu dei a partida... Não demorou muito pra chegarmos na universidade. Descemos e nos dirigimos a entrada... E para a minha surpresa eu vejo o Nam e o Jin num canto. Me direciono até lá puxando o Minnie pela mão pra ir comigo

Jk- oi hyungs

J- kookie... Que surpresa te ver aqui

Jk- pra falar a verdade é uma surpresa te ver aqui... Vai estudar é?!

J- kkkk, emgraçadinho. Mas respondendo a sua pergunta... Sim eu vou

Jk- como se você precisa-se de estudo

J- e você precisa?

N- então, vamos trocar de assunto?

J- claro...

Jimin~

O terceiro homen a minha frente era de fato um dos mais lindos que já vi. Mas a sua expressão muda quando seus olhos caem sobre mim

J- JACK?!!

Jm- n-não, eu me chamo Jimin, Park Jimin

J- como você pode ser tão parecido com ele?

Jm- hamm...

Jeon não me deixou falar, pegou na minha cintura e susurou em meu ouvido: "pega dois cafés pra gente". Logo depois disso deu uma leve apertada no local onde a sua mão se encontrava. Me tirando um baixo gemidos entre os meus lábios

Assenti com a cabeça e me retirei depois de uma rápida reverência.

Jin~

N- eu acho que também vou

J- fica, pode me ajudar em algo

Jk- tah... Do início,eu quero tudo do início hyung... Me conta tudo!

J- tah... Na sua vida aqui da terra... No século XIX, você se apaixonou por um duque chamado Jack, vocês se amaram até que um dia ele morreu de uma doença... Como o nome... Não lembro, mas é irrelevante, eu só sei que o Jack é a cara do Jimin, ou vise e versa

N- pera... O Jack é seu namorado do tempo da sua vida humana?

Jk- e-eu ac-acho...

N- não tá na cara?

J- o que?

N- o Jimin é a reencarnação do Jack

J- eu não tinha pensado nisso...

Jk-... Podemos falar sobre isso mais tarde, eu acho melhor

J- okay

Jimin~

Eu realmente estou curioso... O que eles estão falando? Por que me confundiram com esse tal Jack de novo?

Cheguei onde eles estavam com os dois copos de café em mãos

Jm- Jeon? - falei alguns passos atrás do mesmo que não demorou muito pra se virar pra mim, seu semblante era sério, mas ele logo abriu um sorriso ao me ver

Jk- oii- deu alguns passos na minha direção, eu estendi o braço com o copo do café que ele pediu

Jk- obrigado meu anjinho

Jm- de nada

Logo suas mãos me puxaram e como um empulso agarrei a sua cintura de lado envolvendo meus braços nela.

Jk- meu anjinho... - ganhei um selar na testa... O que aconteceu com meu Kook? Ele parece tão abatido apesar dos carinhos

Jm- tudo bem?

Jk- claro, por que não estaria?

J- humhum... Então Jimin... Você é o evocador do kookie?

Jm- humru - levei o copo com café aos lábios tomando um gole do líquido quente

J- ele já te contou?

Jm- o que?

J- hum... Não contou

Jm- o que Jeon?

Jk- nada... Nada de importante

Jm- fala... Jeon....

Jk- depois eu falo

*bate o sinal *

Jk- vamos?

Jm- humru

N- você vem Jin?

J- claro... Sou um estudante agora--falou já começando a caminhar

Jk- ksks, ata

J- Jimin!?

Jm- sim?

J- como tá a relação de vocês?

Jm- como assim?

J- ksks, deve estar bem quente já que eu quase não enchergo a cor da sua pele no seu pescoço, devido aos seus chupões

Minhas bochechas queimaram!!! Tinha me esquecido completamente deles

Jk- dexa ele Jin!

J- desculpa, só comentei já que tá bem chamativo

Pra minha sorte estávamos passando em frente ao banheiro

Jm- colicensa - larguei a cintura do mais velho e me dirigi ao espelho

Realmente meu pescoço estáva cheio de chupões. Vejo pelo reflecso do espelho Jungkook adentrando no local

Jm- tem muitos Jeon. Como vou escondê-los?

Jk- não esconda, simples

Jm- como NÃO ESCONDER!

Jk- calma... Não tá tão feio assim, se te tranquiliza... Tá até muito sexi

Jm- só pra você

Jk- claro... Foi eu que fiz cada um deles

Jm- bobo... Para de falar besteira e me ajuda a esconder isso!

Jk- eu não tenho nada pra esconder isso... Talvez na enfermeira teha um lenço ou algo do tipo

Jm- boa

Sai do banheiro e me direcionei há enfermaria

J- onde vai?

Jm- eu já volto... - falo sem parar de andar

Jk- Minnie quer que eu te espere?

Jm- não precisa... Podem ir

Ao chegar na enfermaria, não encontro ninguém o que em facilita pra achar alguma coisa. Começo a procurar algo pra poder cobrir meu pescoço,e acabo a achar uma "coleira" grossa, toda preta. O que uma "coleira" está fazendo na infermaria?? Eu não quero nem saber...

Sem muita opção pego essa "coleira" e coloco, até que não ficou tão feio assim. Sem mais demoras me dirijo a sala de aula, já estou atrasado.

Ando pelos corredores apresado, entro na sala e recebo muitos olhares... Tipo do Nam, Yoonie, Hobbi, Taetae, Jin, Jeon e assim vai, mas do de ombros sei que tô gostoso (^_-)

Jeon~

Sério??

Uma gargantilha... Algo me diz que os banheiro vai pegar fogo!! (^_-)

Logo ele se senta na cadeira vaga ao lado do suga

Eu ainda estou meio confuso com todo o assunto que o Minnie é a reencarnação do Jack... Mas eu preciso relaxar agora

Continua??



Notas Finais


Desculpa qualquer erro e nos siga se quiser @chuvisquinho @kimLups
Não sejam leitores fantasmas!!

Bjss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...