História Demons - Interativa - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Pentagon (PTG), Stray Kids
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Exo, Interativa, Pentagon, Stray Kids
Visualizações 82
Palavras 646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, mais um capitulo.
Boa leitura!

Capítulo 6 - Armas Brancas


Fanfic / Fanfiction Demons - Interativa - Capítulo 6 - Armas Brancas

               〰 Ha Yoon 〰

"Ha Yoon, uma garota especial"

É o que as garotas falam de mim

O que eu agradeço de coração, porque isso melhora meu emocional

Eu sou uma menina especial mesmo sendo diferente das outras pessoas.

Antes eu era considerada humana sem duvidas mas não, desde pequena eu ja sabia o que eu e meus pais eram.

Com só 5 anos eu vi meus pais morrerem na minha frente em uma viagem de barco.

Tudo por minha causa.

Quando eu vejo um barco, a memória de meus pais morrendo vem em minha mente com força.

Meus pais morreram me protegendo, pois, eles fizeram um pecado imperdoável que resultou no nascimento de Ha Yoon, no caso, eu.

Minha mãe era um anjo e meu pai um demônio poderoso mas não muito conhecido tiveram um caso escondido de seus superiores, Deus e Lucifer.

A luz e a escuridão.

No dia de sua morte meus pais tiveram que lutar contras anjos e demônios que queria matar a mim

Meus pais e os sobrenaturais que estavam querendo me matar morreram.

Eu estava lá.

Eu vi tudo.

Eu morei com minha tia até os 16 anos, eu não sei muito bem o que minha tia é, mas sei que ela não é uma humana normal.

Desde aquele dia, eu tive que se acostumar com algumas invocações de pessoas curiosas já que minha história ficou um pouco conhecida.

As pessoas não sabia quem eu era já que muitas crianças tinha nomes iguais e era um nome bem conhecido

Eu aparecia pra elas por um breve momento, eu aproveitava pra assustar elas antes de ir embora.

As pessoas não podia me ver, só se eu quisesse, mas as pessoas podia sentir a minha presença.

Eu herdei os poderes e tudo relacionado a demônio de meu pai e a aparência de minha mãe.

É apenas minha aparência que é angelical.

Eu tive uma vida boa mesmo sem meus pais, eu sabia que eles estavam me protegendo e que eles não gostariam de me ver triste, já que toda vez que eu ficava triste, minha mãe dizia que os céus ficava triste também.

Mesmo sendo um modo de dizer, isso me fazia refletir.

Eu decidi sempre tentar mudar tudo por onde passava, nem que eu tenha que esconder meus sentimentos.

Com meus 17, quis mora sozinha. Minha tia liberou e me mudei para Seul, achando que teria uma vida normal.

Iludida? Que isso, nunca nem vi!

Com 18, meus poderes começariam a aparecer e eu sabia disso!

Eu continuaria desaparecendo porque pessoas estavam me invocando mas eu queria uma vida relativamente normal

Eu entrei em uma empresa de entretenimento musical, e para minha sorte, Choon-Hee estava assombrando a alma do diretor da empresa simplesmente porque ele não passou ela em uma audição quando a mesma tinha 12 anos.

Vingativa? Claro que sim

Nunca contei para nenhuma das meninas minha historia.

Não é falta de confiança, eu apenas estou a espera do momento certo.

Com 21 anos eu ainda não tive todos os seus poderes revelados, toda noite eu gemo de dor pois sei que meus poderes estão vindo à tona cada vez mais e que isso doi.

E muito.

Mas eu com todas as suas forças tento manter a calma perto das meninas durante o convívio.

Elas realmente me mostraram que eu sou especial mesmo com meus defeitos.

No começo eu fui grossa, mas elas foram pacientes comigo.

Eu sou grossa com as pessoas no começo porque eu não sei as suas intenções comigo.

Um cara vem em minha direção, ele tem cabelos alaranjados e vem com um sorriso meio tremido.

_ Ola - Ele começou uma conversa

_ Ola, você é o?

_ Eu sou o Jung Hoseok - Ele disse sorrindo de um jeito que pareceu uma careta.

_ Não sorria assim, você fica com cara de idiota - Eu disse séria

_ Certo - Ele falou

_ Você tem armas brancas? - perguntei para o garoto a minha frente.

_ Não? - Tá, talvez fosse uma pergunta meio obvia mas não custava tentar.

_ Quer ter?

_ Talvez

_Ótimo - Fiz uma pausa - Talvez você seja suportável.


Notas Finais


Até a próxima.
Dois beijos💕💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...