História Demons (DemiYou) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato
Personagens Camila Cabello, Demi Lovato, Hailee Steinfeld, Lauren Jauregui, Personagens Originais
Tags Demi, Demi/you, Interativa
Visualizações 162
Palavras 2.557
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ei pessoal, tudo beleza? Bom, eu passei aqui mesmo só para saber o que vocês estão achando da história, tipo, saber as críticas principalmente e compartilhar com vocês a felicidade que tive em conversar -ainda que virtualmente- com a Vitorivato. Como já disse e não nego, só comecei a escrever por causa de Life of Fame... então muito obrigada a pessoinha que me ajudou a isso, e muito obrigada por tal honra Vitorivato.
Sem mais delongas, vamos ao capítulo!!

Capítulo 10 - Sexy Dirty Love


Fanfic / Fanfiction Demons (DemiYou) - Capítulo 10 - Sexy Dirty Love

Point Of View: (S/N) Bennet Dalton

Hoje por fim estarei voltando a faculdade e confesso até que senti saudades, nem tanto da turma, mas sim das aulas e de todo o aprendizado. É por meio da fotografia que consigo me expressar e consequentemente gerar emoções! Infelizmente não consegui conhecer o Jack pessoalmente, porém a Demi me deu seu número e ficamos de marcar algo assim que possível, isso me deixou extremamente feliz e deixou a minha mãe orgulhosa pelo fato de eu estar crescendo nessa área que tanto amo.

Nesse semestre aqui na faculdade, estamos a ver “As Artes e as Novas Tecnologias”, o que significa que estamos estudando o conceito de belo, a evolução desse conceito, ou seja, tudo relacionado a isso. A professora é uma verdadeira carrasca, mas quando ela gosta... ela de fato gosta. Na verdade, acho que vale dizer que ela sempre quer que mostremos o nosso melhor e que estejamos dispostos a melhorar sempre, afinal isso é possível.

Callie: A proposta da aula de hoje é os deixar livres para irem em buscar de uma fotografia conceitual, uma fotografia que retrate aquilo que estamos estudando, o que quer dizer, o belo e tudo que o envolve. -Ela é a tal professora- Irei deixar a disposição de vocês os cabeleireiros e os maquiadores de sempre, por conta de vocês fica a montagem do estúdio, porque embora esteja equipado um bom fotógrafo é quem monta seu ambiente. -Fez uma breve pausa- Ah, vale dizer que alguns modelos se despuseram a estar aqui hoje, e devo dizer que é bom vocês se esforçarem, pois, o aluno ou aluna com a melhor fotografia terá uma bela recompensa além da nota.

Quando ela falou sobre a proposta do ensaio eu até que fiquei receosa, afinal eu havia perdido umas algumas aulas, todavia enquanto pensava conseguia visualizar a imagem da evolução da beleza e mais que isso, conseguia visualizar a evolução da quebra desses padrões do “Bom e Belo” que surgiu com Platão, por meio da metafísica, isso na filosofia. Assim que a professora Callie nos liberou, fui logo em direção a sala onde haviam os modelos e de pronto surgiu tudo que buscava para algo extremamente conceitual.

Conversando com outros modelos estava a Winnie Harlow, Jesus Amado, essa mulher é um ícone de superação, pois conseguiu levar toda a sua luta para as passarelas. A moça é canadense se me recordo bem, portadora de vitiligo que nada mais é que uma doença dermatológica caracterizada pela perda da coloração da pele. O que mais me indignou foi o fato de que alguns de meus colegas simplesmente “ignoraram” a sua presença ali e foram em direção aos modelos que seguiam o “padrão” da beleza.

Alessandro Dellisola entre os rapazes era um dos mais cobiçados. Eu o conhecia de vista, pois tinha assistido a sessão de fotos que Camila havia participado com ele por a GUESS, bom... o fato bom de conhecer e ser amiga de pessoas famosas é que posso assistir alguns photoshoots e todo aquele processo de criação que tanto amo. Os outros eram bem desejados por já terem desfilado para marcas famosas ou por terem modelado para fotógrafos renomados.

Dentre as moças, a Vittoria Ceretti era a favorita, isso por assim dizer. Pelos burburinhos e pelo conhecimento breve que tenho sobre ela, pude lembrar que ela já tinha fotografado ao lado de Kendall Jenner -que foi a modelo mais bem paga do mundo em 2017 e provavelmente sua marca continua-. Bom, embora todos fossem lindos, eu ainda acho que a Winnie cairia perfeitamente bem como uma luva na proposta que trago.

S/N: É, bom dia, senhorita Harlow! -Cheguei um pouco insegura-

Winnie: Bom dia! -Cumprimentou sorridente- Por favor, sem formalidades. Devemos ter idades parecidas. -Gargalhei de sua colocação e assenti com a cabeça-

S/N: Okay, então. -Respirei fundo para puxar coragem- Bom, eu me chamo (S/N) Bennet Dalton e quando lhe vi por aqui vi que finalmente minha proposta poderia se concretizar. -Embora eu fosse ótima na lábia, admito que fui muitíssimo sincera- Digo, eu gostaria de retratar a evolução dos conceitos do belo, mostrar um pouco da sua história de superação no mundo da moda.

Winnie: Nossa, isso é surpreendente, ainda mais para uma moça tão jovem como você. Eu super topo! Estou a seu dispor. -Toda sorridente respondeu-me-

S/N: Bom, eu gostaria que você fosse maquiada, digo, gostaria que utilizassem uma tonalidade semelhante em todo seu rosto, porque na foto, quero que você tire toda essa montagem que costumam fazer. -O seu cenho franzido meu deu uma insegurança da desgraça-

Winnie: Você quer me desmascarar? -JESUS, VOU MORRER!-

S/N: Bom, teoricamente sim... -Sabe quando o nervosismo te faz suar e aquela maldita gota desce por sua espinha...?! Pois é-

Winnie: Já amei o seu conceito. Aonde devo ir?

S/N: Ali com aquela moça, enquanto isso vou falar com o cabeleireiro, porque eu quero seu cabelo o mais próximo do natural possível.

Winnie: Perfeito, girl, vamos fazer acontecer.

E então assim fizemos, fui com ela em direção a maquiadora e expliquei-lhe o que queria e graças ao bom Deus, a moça entendeu a mensagem. Assim que terminei com elas, fui passar uma outra mensagem, dessa vez ao cabeleireiro que costumava trabalhar comigo quando temos essas aulas práticas. Bom, como não havia mais nada a ser feito por hora, fui pensar na iluminação e no local e pude ver que o estúdio seria a melhor opção possível, afinal seria o que retrataria a mídia e os conceitos estereotipados. Logo, pedi um fundo preto e um banco alto, daqueles de cozinha americana.

PLAY: Glory (John Legend feat. Common)

Na caixa de som que tinha pedido a um dos rapazes da produção, tocava Glory que foi uma música feita especialmente para um filme chamado Selma. Definitivamente eu amo unir minhas duas paixões, música e fotografia e dessa vez sinto que acertei como jamais houvera. Em pouco tempo, a Winnie já estava pronta e estava belíssima, muito natural e ficaria ainda mais bela a partir do momento que começássemos a desfazer aquela imagem. Assim que ela foi se aproximando, logo pedi que se sentasse naquele banquinho e dei uma consertada na iluminação a fim de captar o ângulo per-fei-to.

S/N: Winnie, eu quero que você passe esse lenço que contem demaquilante e o conceito estará bem aí. -Me aproximei e dei uma mexida de leve em seu cabelo-

Winnie: Certo! Estou entendo aonde você quer chegar. -Agora vai-

Então ela se posicionou e eu da mesma forma, pegando logo na sequência minha câmera e me pondo a fotografar. Aquela música pareceu me tocar e me incentivar a dar o meu melhor, pois muitas pessoas morreram para que esses padrões fossem pouco a pouco mudados, pessoas derramaram incontáveis lágrimas por conta dos padrões que um dia ficaram estigmatizados na sociedade. Há quem dirá que é exagero, mas não é, e talvez por causa desse pensamento que o mundo está dessa forma... banalizando os sentimentos alheios. Pior que as minhas lágrimas caíram com mais intensidade quando vi a própria modelo derrubando as suas.

Era um choro que havia um conceito e eu continuei quando vi a sua determinação no olhar. Ficou ainda melhor do que eu podia imaginar, aquelas lágrimas correndo, marcando seu rosto e desfazendo aquela maquiagem, aquela máscara que tentam nos fazer usar para que sejamos pertencentes a um grupo. A porra de um grupo! Consegui sentir a presença de alguém atrás de mim, porém não ousei me virar e sair daquela bolha. Depois de muitas fotos batidas e muitas lágrimas derramadas, ao aproximar-me dela a puxei para um abraço. Aquele que gruda coração a coração. Só nos soltamos quando ouvimos aplausos.

Callie: Definitivamente esse foi um dos ensaios mais emocionantes que já tive a honra de presenciar. -O sorriso sincero estampava sua face.... É, acho que conquistei a cruella- O conceito a qual o você propôs e realizou, é simplesmente incrível. Parabéns, senhorita Dalton e parabéns a minha amiga Winne, eu não posso imaginar o quanto isso mexeu com você. -A modelo sorriu agradecida ao elogio recebido e eu da mesma forma-

Winnie: Sabe (S/N), no começo eu era chamada de zebra, vaca e isso simplesmente por minha aparência ser diferente, comecei a receber muitos olhares e não sabia como lidar com eles. -Sorriu lindamente e então continuou- Hoje em dia adoro ser diferente. Sou eu mesma. Se dissesse que não, significaria que não gosto de mim mesma! Estou muitíssimo feliz de ter sido fotografada por você, sei que ainda ouvirei muito falar de ti. Aposte nela, Callie, essa menina tem talento. -A professora sorriu em minha direção-

S/N: Muito obrigada, eu estou muito honrada da oportunidade de ter concretizado esse projeto conceitual que tanto imaginei. Sério, esse foi o projeto que mais me libertou. -O sorriso faltava rasgar meu rosto-

STOP: Glory (John Legend feat. Common)

(...)

Callie: Okay turma, como vocês podem ver aqui temos várias fotos e ótimas fotos, aliás. -No mural, todas as nossas fotos foram expostas- São elas de diversos ângulos, com diversas técnicas e cada uma, por mais que tenha o olhar do fotógrafo, tem mais de uma interpretação. Isso é ótimo, porque fotografar é isso, mostrar o que você vê, da forma como vê e deixar que outras pessoas tirem suas conclusões. -Uma breve pausa surgiu para me matar mais um pouco- Quando eu...

PLAY: Sexy Dirty Love (Demi Lovato)

Enquanto ela falava, senti meu celular vibrar no bolso da calça e disfarçadamente o peguei indo verificar quem era e fiquei estupidamente feliz ao ver o nome da Demi, sim, ela estava me mandando mensagem, mais precisamente uma foto. Não sei se cheguei a comentar com vocês, mas ela foi para Bali com as irmãs passar esse período de folga que está tendo até que comece a segunda parte da TMYLM Turnê e desde então ela tem me mandando fotos curtindo.

S/N: Brave! Honest! Beautiful! {Corajosa! Honesta! Linda!} -Enviei a seguinte mensagem a ela-

Demi: Obrigada, boo! Tenho várias aqui que são com exclusividade para você.

S/N: Só peço que tenha misericórdia de mim, rsrs.

Demi: Não posso prometer isso. -Essa mulher quer ver minha ruína- Só faltou você aqui para curtir essa ilha gostosa, esse hotel maravilhoso, esse sol...

S/N: Tudo que eu mais queria nesse momento, uma piscina contigo. Aquele sol de lenhar... daria um belo topless. -Enviei a mensagem e imediatamente obtive resposta-

Demi: A gente precisa vir aqui realizar esse sonho, sério, boo. Você vai amar, ainda mais que parece ter esse instinto aventureiro. Curtiríamos muito!!!

S/N: Se eu tivesse aí contigo a última coisa que iria querer era me separar de ti. Garanto hehehe.

Demi: Não me tente mais, please?! -Sorri olhando para tela- Está aonde, na faculdade?

S/N: Siiiiim, hoje a aula foi prática e fotografei a Winnie -Quando estava terminando de digitar, ouvir meu nome ser dito, então por susto apertei em enviar-

Callie: [...] foi você, (S/N) Bennet Dalton. -Olhei para todos os lados buscando entender o que estava acontecendo-

S/N: Desculpa, eu não estava muito... atenta! -Cocei a nuca em embaraço e sentir o sangue subir para minhas bochechas-

Callie: Eu disse que a sua fotografia foi escolhida como a melhor, a mais conceitual e mais expressiva de todas. -Abri a boca em surpresa- Não sei se todos se recordam, mas eu disse que o aluno ou aluna que tivesse a sua fotografia escolhida ganharia uma coisa que iria além da nota, e eu não brinquei quando disse isso. -Sinto meus olhos cada vez mais esbugalhados- (S/N) a sua foto estará estampando a capa da revista i-D.

PUTA QUE PARIU! VOCÊS TÊM NOÇÃO DE QUÃO IMPORTANTE ISSO É PARA MIM? Na verdade, é um passo muitíssimo importante para vida de qualquer fotógrafo, cara a i-D é uma das revistas mais conceituadas e renomadas. Ai meu Jesus Cristinho, me segura! Vou morrer. Puta merda. Inspira, expira. Inspira, expira. Inspira, expira. Inspira, expira.

S/N: AHHHHHHHHHHHH! -Gritei assustando até a professora- Eu não posso surtar, não posso, MAS PUTA QUE ME PARIU. AHHHHHHHHHHHHHHHHHH. -Eu pulava tipo a dupla Sandy & Junior- OBRIGADA! OBRIGADA PROFESSORA, OBRIGADA DEUS. -A professora me olhava assustada até que por fim continuou sua fala-

Callie: Depois desse surto, eu só posso dizer que estão dispensados todos, agora irei conversar com a senhorita Dalton para acertarmos alguns detalhes, porém saibam que fizeram um bom trabalho, infelizmente não bom o suficiente como o de (S/N) para que estivesse na capa da i-D. Da próxima vez valorizem menos a padronização estética, deem mais valor à sua personalidade enquanto artistas.

(...)

Não resisti e decidi ligar para Demi e contar essa novidade a ela, isso ainda na faculdade, mais precisamente no banheiro. Gente é sério, eu estou pulando demais de tanto felicidade. Vou fazer questão de comprar trocentas revistas e deixar uma em cada cômodo da casa, sobretudo no escritório do meu pai, tanto em casa quanto na empresa.

Demi: Olha se não é meu amorzinho. -Sua voz soou do outro lado da linha-

S/N: Advinha quem vai assinar a capa da revista i-D?! -Sentia meus lábios machucarem devido ao sorriso largo que estampava minha face-

Demi: Devo dizer... -A interrompi tamanha a minha felicidade-

S/N: IT'S ME! DEMI, ELES ESCOLHERAM MINHA FOTO E ELA VAI ESTAMPAR A CAPA DA PRÓXIMA EDIÇÃO DA REVISTA. Sério, eu vou morrer! -É drama que chama é? Não, é surto mesmo-

Demi: OMG! Really? Ah meu Deus, eu estou tão feliz por ti, sério, você merece isso e muito mais. -De fato ela parecia estar feliz por mim- A coisa que eu mais queria era te abraçar agora, (S/A).

S/N: Eu adoraria que você me abraçasse agora! Embora você seja minha musa inspiradora suprema, devo dizer que hoje a Winnie me fez trabalhar da forma que jamais houvera feito... -Dei de ombros-

Demi: Okay, isso não é legal de se dizer para sua girl real oficial. -Podia imaginar o biquinho e, portanto, gargalhei-

S/N: Real e oficial já? Okay, eu gostei disso. Então eu já posso dizer que Demi é minha garota? -Brinquei enquanto mordia o lábio-

Demi: Só depois que pedir, my love. Aqui a coisa não é bagunçada não, dê licença. -Não contive a gargalhada novamente e nem ela, na verdade-

S/N: Plus c’est toi, mon amour. {Mais velha é você, meu amor} -Fiz questão de carregar meu sotaque francês, porque sim, eu fui obrigada a aprender quando mais nova-

Demi: Não entendi nada além do “meu amor”. -Soltou aquela risada típica de Demi Lovato- Mas devo confessar que você fica muito sexy falando em francês no pé do meu ouvido. -Articulou sacana e eu nunca amei tanto o meu pai por ter me obrigado a aprender esse idioma-

S/N: Isso foi quente, Demi Lovato. -Pronunciei seu nome com o sotaque francês-

Demi: Me aguarde, (S/N), você não viu foi nada.

Meu Deus, meu coração não aguenta esse tanto de coisa. É uma notícia daquela, é a Demi se declarando e logo em seguida me provocando descaradamente... é um negócio de Deus me livre, mas quem me dera. Que Deus me perdoe, porque Ele sabe que estou pecando, mas também é impossível não pecar com uma mulher como Demi Lovato e ainda mais quando ela fica me provocando com fotos e ligações que me fazem sonhar com aquele amor sexy e safado.

STOP: Sexy Dirty Love (Demi Lovato)


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...