História Demon's Slave - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bruxos, Dominação, Jikook, Jimin!bottom, Jimin!slave, Jungkook!sir, Jungkook!top, Kookmin, Lemon, Sadomasoquismo, Submissão, Vampire!au
Visualizações 114
Palavras 702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aaaaaa estou ansiosa <3
Espero que curtam esse cap ^^

Capítulo 2 - I. Pertencendo aos demônios


Os meus avós eram da realeza quando eu era jovem, embora não fossem vampiros tal qual a família real atual. Éramos bruxos, e eu ainda sou um — embora meus poderes não houvessem se desenvolvido totalmente ainda — porém renunciaram ao poder após verem o meu pai morrer devido ao fato de ter unido-se à um lobisomen para assassinar os vampiros.

Eu tinha seis anos na época e não fui capaz de entender direito, tampouco lembro-me de muita coisa do dia, mas hoje eu sei e compreendo totalmente. Eu odeio vampiros.

Dizem por aí que eles não são tão ruins e isso me faz rir. Oras, são criaturas imundas! Eles bebem o nosso sangue como se fosse uma coisa natural de se fazer com inocentes e matam qualquer um que se oponha ao seu regime pois são extremamente nobres — em manter sua palavra — e exigem nosso retorno.

Depois de perder a coroa, meu avô foi morto por problemas no coração — pois ele já tinha saúde frágil e após a “traição" contra os Jeon, perdeu o apoio curativo de vampiros — e minha avó faleceu de desgosto depois que a minha mãe apaixonou-se por um demônio.

Ela, minha mãe, quis me levar consigo para o reino que fica ao sul — na Oceania — e pretendia que eu me aceitasse como irmão mais velho dos filhos que ela teve com o tal maldito. Mas eu nunca terei irmãos vampiros!

Nesse momento eu possuía doze anos de idade e consegui fugir no dia em que ela partiu de barco com o novo marido. E deu-me outro motivo para odiá-la, pois ao invés de vir me procurar e desistir do casamento, o pôs acima de mim e simplesmente foi embora.

Eu estive sozinho desde então.

A vida foi difícil pois os centavos que tinha conseguido roubar do marido de minha mãe estavam acabando e em menos de três meses eu me encontrava vivendo na rua, me escondendo de caçadores de escravos e dos coletores de sangue. Passei fome, sede e quase morri diversas vezes de fraqueza, me mantendo vivo com o pouco de magia que eu possuía dentro de mim. Até que fui achado.

Madame Oh era uma mulher elegante e bonita, e ela fingiu me ajudar ao passo que escondia sua natureza vampírica. Eu tinha quatorze anos quando levaram-me até a sua Casa Exibicionista e comecei a ser treinado nas rédeas da submissão, aprendendo a ser obediente e a respeitar o meu futuro mestre.

Mas todas as células do meu corpo eram repudiantes de seres sanguessugas e quando descobri a verdade sobre Madame Oh, surtei ao ponto de tentar matá-la com uma estaca de madeira feita à mão por mim mesmo. Ela me tratava bem até então, mas após esse dia fui punido por meus atos de maneira que eu não imaginava na época: ela me vendeu para os caçadores de escravos. 

Eu me tornei um escravo de luxo.

Nunca fui tocado além do comum nas aulas de dominação e eu cheguei a gostar do estilo de vida. Eu realmente gostava de ser submisso, e jamais imaginei que meu destino seria pertencer à aquele que eu mais repudio.

Imaginar-me como propriedade de um vampiro nobre qualquer era algo que deixava meu corpo em chamas, eu fervia de ódio e era capaz de vomitar a qualquer momento ao me imaginar sendo tocado pelas mãos imundas.

Porém esse não era o caso e quando a porta do palacete em que eu estava abriu-se e um homem encapuzado puxou-me de dentro, eu senti todos os meus poros se arrepiarem. 

Foi ali que eu descobri quem seria meu dono, meu mestre e a quem eu deveria servir. Seus olhos percorreram todo o meu corpo nu, vestido apenas por um manto de seda branca que cobria meu tronco e meu baixo ventre, as correntes em meus tornozelos e pulsos não pareceram mais incomodar tanto quanto seu olhar pesaroso encontrando-se com o meu.

Sentado em seu trono e iexpressivo. Era assim que encontrava-se o rei de Glynndaw, me fitando como se eu fosse um pedaço de carne ao qual ele degustaria lentamente. Impiedoso, era como todos o chamavam. Eu preferia denominá-lo demônio.

E a partir de então, eu seria o escravo de um demônio. E ele seria agora o meu mestre.


Notas Finais


Yaaaaa, estão curtindo? 💕💕💕
É, Jimin odeia vampirineos, mas vocês notaram que os motivos dele são meio controversos? Tipo, foi o pai dele quem traiu os Jeon's antes de tudo....... rs.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...