1. Spirit Fanfics >
  2. Dépayser >
  3. Prólogo

História Dépayser - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


ATENÇÃO ATENÇÃO ESSA HISTORIA SE PASSA APÓS A EDIÇÃO NUMERO 51 (Sombras do passado primeira parte)
Eu tive a ideia dessa fanfic literalmente ontem e vamos ver no que vai dar
Se tiver algum leitor da minha outra fanfic podem ficar calmos que essa semana ainda eu apareço por la e explico o meu sumiço.
Espero que gostem!
OBS: Esse capitulo provavelmente vai ser editado mais tarde para eventuais melhoras

Capítulo 1 - Prólogo


     

       Seis meses viraram dois anos mais rápido do que Cebola pudesse imaginar. Mas, muito pelo contrário do que imaginou o rapaz acabou se acostumando com a França. Tomando gosto pelos lugares, pela culinária e até mesmo pelas pessoas – o mais distante possível da Penha, é claro.

     As coisas acabaram ficando mais fáceis longe da Mônica. Suas ambições mudaram, e por mais que no início isso pudesse ser assustador ele seguiu em frente. Talvez ele realmente precisasse mudar os ares. Despaisar.

     Entretanto, mesmo depois de tanto tempo, alguns casos soltos e os problemas que sempre apareciam, seus desenhos, referencias e até pensamentos voltavam-se somente a ela. Mônica.

 

 

     – Cebola... não vai embora. – sua voz estava tremula, e ela parecia mais frágil do que nunca. – A gente pode resolver isso. Nós dois. Juntos.

 

 

》》》《《

 

     – Não achei que ia vir aqui primeiro. – ela levantou uma sobrancelha em dúvida.

     – Então achou errado.

     Os dois se abraçaram forte. Antes, Cebola teria certeza que aquilo era uma de suas façanhas, que poderia usar Irene a qualquer momento contra um certo alguém. Agora, sentia saudades de Irene como sentia de sua irmã.

     A loira estava exatamente do jeito que Cebola se lembrava, e era reconfortante saber que as coisas não tinham mudado tanto assim. Caia uma garoa fina na rua, daquelas gostosas de se sentir no final da tarde, mas tinha algo na expressão de Irene que não demonstrava calmaria. Ela estava nervosa.

     – Cebola eu acho que tenho que te contar... – ela hesitou contrariada. – As coisas não estão do mesmo jeito que estavam antes.

     E de imediato o garoto percebeu ao que ela se referia. Bem atrás de si, uma silhueta feminina estava parada lhe encarando sem expressão.

 

 

     Ele a puxou para si e procurou por seus lábios, por uns segundos ela relutou, mas enfim cedeu. Dessa vez as coisas estavam diferentes, não se beijaram com calma e amor como da primeira vez. Se beijaram com paixão e saudade como se aquele beijo fosse o último.

    


Notas Finais


EU GOSTO DE COMENTÁRIOS GALERA
AINDA VAI SER EDITADO
PRECISEI POSTAR AGORA PORQUE SE NÃO A IDEIA VAI EMBORA E EU DESISTO
ESPERO QUE TENHAM GOSTADO AO MENOS UM POUQUINHO
Até o próximo s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...