1. Spirit Fanfics >
  2. Depois Da Lua Cheia >
  3. 08

História Depois Da Lua Cheia - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - 08


Paul

-E pelo visto nunca terá espaço para mim também...não é.Eloíse diz e eu me calo.

Ela olha para frente e depois se virá para ir embora e eu me viro e fico olhando para frente e sinto que Eloíse se virou novamente para me olhar mas desceu a trilha e foi embora.

Eu admito fui grosso e mal educado com ela mas é assim que tem que ser.

Eloíse é meu Imprint...e eu estou em um relacionamento com Ranchel e eu não quero fazer com ela a mesma coisa que Sam fez para Leah.

Antes de Sam se transformar ele estava noivo de Leah e os dois iam se casar e então Sam se transformou e virou alfa da matilha mas ele não pode contar a ela pois é segredo da tribo e os humanos não podem saber.

No dia da festa do noivado Leah convidou sua prima Emily que eram melhores amigas e eram grudadas uma na outra e Quando Leah foi apresentar Sam para Emily...Sam teve um imprint com ela.

Então Sam foi se afastando de Leah aos poucos mas não conseguiu romper o compromisso com ela,e um dia Leah acabou flagando os dois juntos.

Leah tirou Emily pelos cabelos da casa de Sam e a empurrou para o meio da rua e fez um escândalo e todos de La Push ficaram sabendo sobre a suposta "traição" de Sam.

Depois de um mês mais ou menos seu pai Harry Clearwater acabou falecendo por ter um infarto ao ficar cara a cara com a maldita sanguessuga ruiva Victoria,e foi ai que a vida de Leah mudou completamente.

Ela e seu irmão acabaram se transformando e entraram para a alcateia

E tivemos que conviver com o drama de Leah,Sam e Emily e com os pensamentos confusos,de raiva e ódio e melancólicos de Leah.

Pelo menos para mim é torturante ver o sofrimento dela,e eu não quero que Ranchel passe pelo que Leah passou.

Eu não posso fazer isso com ela...Mas também não posso me afastar de Eloíse...isso acabaria me matando.

Me sento na beirada do penhasco e deixo o nó que estava em minha garganta se desfazer e algumas lágrimas rolam por meu rosto.

Respiro fundo...e tento raciocinar mas não vem nada em minha mente.

Então vejo que o sol já estava começando a nascer,me levanto da beirada do penhasco e limpo minhas lágrimas.

E volto a forma de lobo e corro para casa...

☆☆☆☆☆

Resolvo entrar pela porta dos fundos para não acordar Ranchel e abro a porta com cuidado para não fazer barulho e vou andando devagar até a sala e quando ia subir o primeiro degrau da escada a luz da sala se acende e vejo Ranchel sentada no sofá me olhando com cara de poucos amigos.

-Onde estava ???.Ela pergunta e eu respiro fundo antes de responde-la.

-Precisava tomar um pouco de ar...então passei a noite no penhasco observando as ondas e a paisagem...isso me acalma.Eu falo e ia me virar para subir ae escadas novamente.

-Rever Eloíse te abalou tanto assim Paul...-Ranchel diz e eu paraliso e a olho.

-Não me abalou eu apenas precisava tomar um ar.Eu falo e ela ri sem humor.

-Da próxima vez arrume uma desculpa mais convincente querido.Ela diz e vem até mim para subir as escadas e eu seguro seu braço há fazendo olhar para mim.

-Não é isso que você está pensando.Eu falo e ela me olha com uma sombrancelha erguida.

-Eu não pensei em nada apenas estou afirmando o que eu vi e o que me pareceu...apenas isso,agora vai se trocar se não vai chegar atrasado na escola.Ela diz e volta a subir as escadas.

☆☆☆☆☆

Eloíse

Acordo com algumas batidas na porta e me sento na cama me espreguiçando e arrumo meu cabelo em um coque bagunçado.

-Pode entrar...-Eu falo e a porta se abre revelando meu pai sorrindo.

-Fiquei sabendo que minha princesinha está de volta.Ele diz me olhando emocionado e vindo até mim e me abraçando e depois se sentando na cama.

-Ah meu pai quantas saudades que eu senti de você.Eu falo e o abraço e meu pai acaricia meus cabelos.

-Mais você está muito bonita...e mudada.Ele diz analisando meu rosto e eu rio.

-E você também mudou...dá pra ver alguns fios brancos no seu cabelo.Eu falo e ele me olha espantado.

-Que ??? Eu não posso ter cabelos brancos ainda sou muito jovem.Ele diz passando as mãos pelos cabelos e eu rio.

-Brincadeira pai...você ainda continua bonitão como sempre.Eu falo e ele segura minhas mãos.

-Eu nunca mais vou te deixar ir embora.Ele diz olhando para mim com os olhos rasos de água.

-Não fala assim que eu já não quero mais chora...agora só quero felicidade.Eu falo e ele ri.

-É você está certa...-Ele diz e se levanta da cama-...Bem vou deixar você se trocar para você e seu irmão irem para escola.

-Aii a escola...acabei me esquecendo disso.Eu falo batendo em minha testa e meu pai ri.

-Continua esquecida não minha filha...-Ele diz saindo do quarto e eu rio e me levanto da cama e vou em direção ao banheiro e quando entro no banheiro fecho a porta e vou até a pia e abro a torneira e jogo um pouco de água em meu rosto.

Então olho meu reflexo pelo espelho e me lembro da discussão que tive com Paul.

E também me lembro daquela pessoa que vi vestida com aquele capuz preto que tampou totalmente o rosto.

Quem será que é aquele misterioso ser ???...

Volto a realidade e termino de fazer minhas higienes matinais e volto para o quarto pego uma das minhas malas e coloco em cima da minha cama e a abro e começo a procurar por alguma roupa.

Depois de tanto procurar decido vestir uma calça jeans rasgada e uma blusa larga da cor cinza e visto um tenis preto.

Me visto e depois coloco a mala minha mala no quanto do quarto novamente e decido ir com o coque bagunçado.

Nunca fui uma menina de se importar muito em me arrumar...

E então olho para a mesinha que fica ao lado da minha cama e vejo um porta retrato com uma foto minha de Paul na minha festa de 15 que foi feita uns 2 meses antes da minha partida para Mystic Falls.

Flash Black On

Eu estava nervosa tinha que admitir...eu não queria essa festa mas aceitei para ver a felicidade da minha mãe e não queria que eles gastassem esse tanto de dinheiro comigo.

-Você está linda minha filha...-Escuto minha mãe dizer emocionada.

-Obrigada mãe.Eu falo e analiso meu reflexo,eu usava um vestido de saia balão azul turquesa,da cintura pra cima ele era cheio de pedrinhas brilhantes e ele era tomara que caia e tinha uma renda que ia dos meus ombros até a parte do meus seios mas a renda era da mesma cor do vestido,na parte da saia ela era bem rodada e parecia brilhar.

Meus cabelos estavam em um belo coque e eu usava uma bela tiara de prata.E minha maquiagem não estava tão exagerada...pelo menos nisso minha mãe me escutou.

-Venha minha filha todos já estão lá embaixo te esperando.Ela diz e eu sorrio.

-Eu estou muito nervosa mãe.Eu falo e ela ri.

-Vai dar tudo certo querida.Ela diz e então ela me acompanha até a escada que daria acesso a parte de baixo do salão que minha mãe e meu pai alugaram aqui em Forks.

Ela desce a escada na minha frente e então depois de alguns minutos escuto a cerimonialista chamar meu nome e começo a descer as escadas devagar para não cair pois eu usava sapatos de salto só em ocasiões especiais.

Quando termino de descer as escadas vejo que o salão estava lotado e meu pai,Jared e Paul me esperavam ao pé da escada.

Meu pai e Jared sorriam e Paul me olha surpreso e depois sorri e eu desvio o olhar e acabo ficando vermelha.

Então meu pai vem até mim e me leva até pista de dança e nos posicionamos para valsar.

A música lenta começa e eu e meu pai começamos a dançar e depois de alguns minutos meu pai me entrega a Jared e voltamos a dançar novamente e por último Jared me entrega a Paul.

Quando Paul pega em minha mão sinto um arrepio percorrer por todo o meu corpo mas eu disfarço para ele não perceber,e então ele coloca uma mão em minha cintura e voltamos a dançar.

Percebo que ele me observava atentamente e sorria.

-Você está linda sabia...-Ele diz e eu o olho sorrindo.

-Muito obrigada...tenho que admitir que você também ficou lindo vestido de terno,está parecendo até mais serio.Eu falo e ele ri.

-Você não sabe o trabalho que me deu para achar esse terno e olha que eu não gosto desse tipo de roupa...-Paul diz e me olha intensamente-...Mas o que eu não faço por você.

-Por isso que você é meu melhor amigo.Eu falo e a música da valsa para e as pessoas batem palmas e eu e Paul nos separamos.

Flash Black Off

-Você está mesmo no mundo da lua em...-Escuto a voz de Jared atrás de mim e dou um pulo de susto e ele ri.

-Ai que susto Jared...-Eu falo dando um tapa em seu braço.

-Mãozinha pesada em...-Ele diz passando a mão pelo seu braço-...Eu vim te chamar para tomarmos café da manhã e depois irmos para escola.

-Ta bem...então vamos descer.Eu falo e acompanho Jared até o andar de baixo.

☆☆☆☆☆

Paul

Estou encostado em minha caminhonete e vejo Jared dirigindo seu carro e o estaciona ao lado da minha caminhote e observo que Eloíse estava junto com ele...e meu coração se acelera.

Jared desliga o carro e os dois descem dele e vem até mim.

-Paul...-Ele diz me olhando serio e eu aceno com a cabeça...acho que ele já sabe que tive um imprint com a irmã dele.

-Eloíse.Eu falo olhando para ela.

-Olá Paul.Ela diz desviando o olhar dela do meu.

Então escuto um barulho de celular tocando.

-Acho que tem um celular tocando.Eu falo e Jared coloca a mão no seu bolso pegando seu celular.

-Não é o meu.Ele diz e Eloíse abre sua bolsa e me olha surpresa.

-É o meu...-Ela diz olhando para o visor e sorri e atende o telefone-...Ty...a que devo há honra dessa ligação ???.

Ela pergunta feliz e eu poderia até dizer feliz demais pro meu gosto...não gostei nada disso e quem é esse Ty ??? Será que é namorado dela ???...meu sangue começa a esquentar.

-O que aconteceu...-Ela diz e seu sorriso some e ela olha apavorada para Jared-...Como assim a casa da Tia Lúcia pegou fogo com ela dentro.

Vejo Eloíse ficar branca parecendo que virou um fantasma...


Notas Finais


Espero que tenham gostado bjss ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...