História Depois da tempestade - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Eijirou Kirishima, Katsuki Bakugou
Tags Bakugo Uke, Boku No Hero, Kiribaku, Kirishima Seme, Lemon, Midoriya Seme, Tododeku, Todoroki Uke, Yaoi
Visualizações 258
Palavras 1.624
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Ficção, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoas! Voltei aqui! Eu ia postar ontem mas sabem como é, o autor-san idiota aqui se sobrecarregou aquele dia escrevendo 3 capítulos diferentes aí precisou de um tempo pra se recompor, me perdoem mesmo, eu vou me manter no limite para não acontecer de novo! Mas se a criatividade vinher de uma vez eu não vou exitar em fazer de novo! Superar sempre os limites! PLUS ULTRA!!! Enfim, agora que a sessão noia por conta do sono passou, vamos para o capítulo!

PS: Não precisam se preocupar em questão de continuação ok, essa daqui muito provavelmente vai ser uma long, então podem esperar muitos capítulos!

Capítulo 2 - Capítulo 2


(Kirishima)...


Eu estava esperando no sofá enquanto Bakugo estava se arrumando no seu dormitório, eu já estava arrumado pois planejava sair o quanto antes.

Estava totalmente nervoso pois não eram meus planos sair com Bakugo, eu estava saindo para conseguir pensar em tudo que aconteceu...

Desde o incidente eu não conseguia parar de pensar no seu sorriso.... Em eu segurando sua mão... Tudo aquilo me fazia sentir estranho...

Após alguns minutos Bakugo sai de seu dormitório, ele estava com sua clássica camisa preta com uma caveira, uma calça preta e as botas que sempre usava tanto normalmente quanto no uniforme de herói, ele tranca a porta e vem em minha direção.


(Bakugo)- Desculpa a demora, enfim, está pronto?

(Kirishima)- C-Claro! Vamos lá!

(Bakugo)- No cinema que fica do lado da escola?

(Kirishima)- Pode ser! Você decide!


Nós dois saímos da sala de estar e pegamos o elevador para descermos até o térreo dos dormitórios e de lá poderíamos ir para o cinema.

Para nosso azar, quando chegamos no térreo damos de cara com Todoroki, ele nos olhava com um olhar confuso, afinal Bakugo estava arrumado para sair sendo que ele nunca gostava de sair nem sozinho nem com ninguém.


(Todoroki) O-Oi pessoal, para onde vão?

(Bakugo)- Vamos ao cinema, algum problema com isso cara de pavê?

(Todoroki)- Nem um pavil curto, é só que você nunca foi muito de sair e agora tá indo ao cinema? Vai chover! Só o Kirishima pra te convencer a isso.

(Bakugo)- Ele não me convenceu a nada, eu estava planejando ir e ele também estava, os horários apenas se cruzaram, agora vê se dá o fora.

(Todoroki)- Tá bom não precisa se irritar esquentadinho, só uma coisa, algum dos dois sabe onde o Midoriya está?

(Bakugo)- Não a gente não sabe onde o nerd maldito está, se quer informações da sua puta pergunta pras pessoas do andar dele, nós temos que ir agora.


Bakugo tenta pegar meu braço para me puxar e sairmos de perto de Todoroki mas acaba segurando minha mão, por um impulso de que já estava com raiva e com pressa ele deixa do jeito que estava e me puxa para fora do prédio dos dormitórios me fazendo ficar extremamente corado por ele não soltar minha mão.

Bakugo e Todoroki nunca se deram muito bem, e os dois tinham que ficar justo no mesmo andar, aquilo já havia sido motivo de muitas confusões entre os dois, principalmente quando o assunto era dividir a sala de estar na hora do almoço ou janta.

Ele continua me puxando pela mão e chegamos até a pequena parada de ônibus que havia na U.A para levar os alunos para locais mais distantes, afinal toda a área da U.A era gigantesca, nós nos sentamos para esperar um ônibus.


(Bakugo)- Tsc, aquele idiota do Todoroki não cansa de encher o saco.

(Kirishima)- É-É mas você também não coopera, e acho que pegou minha mão ao invés do meu braço por acidente e ainda está segurando.

(Bakugo)- Tsc, não foi acidente...


Ele vira o rosto ficando levemente corado mas ainda com expressão de raiva por conta de Todoroki, quando o ônibus chega ele sobe e me puxa ainda segurando minha mão, só quando nós nos sentamos que ele solta minha mão.

Eu ainda não havia entendido o motivo de tudo aquilo, de toda a pressa e de toda a raiva por Todoroki, eles normalmente brigavam mas nunca nesse nível, era possível sentir claramente a raiva e chateação exalando de Bakugo.


(Kirishima)- V-Você está bem? Parece com mais raiva do que o normal.

(Todoroki)- Eu só não queria que aquele desgraçado do Todoroki nos tivesse visto saindo juntos, ele vai encher meu saco pelo resto da vida.

(Kirishima)- E-Eu sinto muito...

(Bakugo)- A culpa não é sua, aquele desgraçado que sempre me enche o saco, mas esquece isso, vamos nos focar em nós divertirmos!


Havia algo muito errado acontecendo, a raiva dos dois estava muito maior, algo deve ter acontecido sem que eu soubesse, eu tinha que dar um jeito de descobrir isso mas só depois.

Em algum momento que eu não havia notado da viagem, eu inconscientemente acabei segurando a mão de Bakugo de novo enquanto estávamos sentados no ônibus, e estranhamente ele não se incomodou ou me pediu para solta-la.


<Alguns minutos depois>


Após alguns minutos de viagem no ônibus ainda com mãos dadas, a parada onde deveríamos descer finalmente chega, para isso acabamos soltando as mãos para não acabarmos caindo na hora de descer.

Finalmente havíamos chegado, era um cinema separado sem ser em um shopping ou coisa do tipo, por sorte não era muito longe da U.A


(Bakugo)- Então, que filme quer ver?

(Kirishima)- Pode escolher, eu vinha sem ideia de nenhum filme, eu vinha só para pensar um pouco.

(Bakugo)- Tudo bem então, vamos assistir o mais novo filme que dizem que conta a história do All Might!

(Kirishima)- Vamos então!


Nós rapidamente fomos até a bilheteria e compramos os ingressos, era um dia de semana e com muitos acontecimentos então estava praticamente vazio o local, após comprarmos o ingresso nós compramos um pouco de pipoca e refrigerante, a sessão que havíamos comprado estava para começar então nós corremos para dentro da sala e sentamos nos nossos lugares.

Após alguns minutos que o filme havia começado, eu estava comendo pipoca distraído quando em certo momento eu e Bakugo decidimos pegar pipoca na mesma hora, fazendo assim nossas mãos se encostarem e acabarem ficando juntas por um momento, eu coro totalmente e sinto meu rosto queimar, não conseguia ver como Bakugo estava afinal estava tudo escuro.

Quando o filme estava na metade para o final, eu sinto apenas algo se encostar no meu ombro, era a cabeça de Bakugo, estava numa parte chata sem muita ação do filme então ele se encostou em mim e estava com os olhos pesando, dava para ver claramente ele quase dormindo ali mesmo.

O filme termina depois de aproximadamente 2 horas, nós saímos da sessão impressionados pois o filme havia sido ótimo.


(Bakugo)- Eu realmente não sei como um filme pode ser tão bom, enfim, quer ir comer alguma coisa? É que eu não queria voltar ainda pois com certeza Todoroki vai encher meu saco.

(Kirishima)- Podemos sim sem problema! Eu vou só no banheiro me ajeitar um pouco, eu acabei sujando essa roupa de refrigerante, por sorte eu trouxe uma outra na bolsa, você me espera um pouco?

(Bakugo)- Claro, pode ir se trocar com calma.


Eu o deixo sentado em um dos bancos que havia ali e entro no banheiro, eu sem querer havia derramado refrigerante em minha blusa e minha calça, por sorte eu tinha uma roupa reserva na bolsa, bem... Não era exatamente a roupa que eu queria mas... Era a única no momento... Era a mesma roupa do dia do incidente que eu havia esquecido de tirar da bolsa, uma calça jeans da cor de vinho, uma camisa branca e uma jaqueta da cor da calça, eu me troco rapidamente para não deixar Bakugo esperando, mas, antes de sair eu passo um pouco de água no cabelo e o deixando em sua forma normal lisa, meu cabelo duro não ficava muito bonito com essa roupa então eu deixei nessa forma dessa vez.

Eu saio do banheiro e dou de cara com Bakugo, que, ao me ver fica totalmente boquiaberto e acaba sem conseguir evitar ficando corado.


(Kirishima)- D-Desculpa mas é a única roupa que eu tinha, eu esqueci de tirar da bolsa...

(Bakugo)- S-S-Sem problemas, vamos comer então?

(Kirishima)- Vamos!


Nós fomos até uma lanchonete que ficava do lado, eu ainda estava meio incomodado pois não mostrava muito esse meu lado de cabelo liso mas não tinha muita escolha.

Ao chegarmos eu digo para o Bakugo qual o meu pedido e ele vai até o caixa fazer os pedidos enquanto eu pegava uma mesa, eu pego uma, me sento, e pouco tempo depois ele volta e se senta ao meu lado.


(Bakugo)- Bem, agora que o pedido já tá feito e só oque resta é esperar, sobre oque se trata o sonho que tem te atormentado?

{Eu fico extremamente corado e com o rosto quente na mesma hora, ele realmente estava lembrando daquilo ainda}

(Kirishima)- N-Não é nada de mais!! Não precisa se preocupar com isso.

(Bakugo)- É óbvio que eu me preocupo! Você me salvou no outro dia! E você é a única pessoa que eu considero realmente meu amigo para contar tudo!


{Eu nunca imaginei que ele pensava tudo aquilo de mim, toda a preocupação que ele tinha}


(Kirishima)- Bem... O sonho é justamente sobre aquele dia... Sobre... Sobre...

{Eu dou uma resposta funda para conseguir falar}

(Kirishima)- Sobre toda o medo que eu tive de te perder... Sobre o seu sorriso naquela hora... O medo de nunca mais poder ver ele... Nunca mais poder segurar sua mão... Acho que com esse sonho eu... Eu... Percebi que eu te amo Bakugo... Você sempre alegra minha vida me fazendo rir e sorrir mesmo nos momentos mais difíceis... Eu nunca quero te perder...

{Antes que eu pudesse continuar falando ele me puxa para perto e da uma leve selinho}

(Bakugo)- Porque acha que eu segurei sua mão hoje e não soltei em nenhum momento idiota... Porque acha que eu tenho raiva do Todoroki por ele fazer piadas sobre nós dois ficarmos juntos para mim quando estamos a sós... Porque acha que eu aceitei sair com você para vir ao cinema sendo que eu nunca saio com ninguém... Eu também te amo idiota... Sempre amei...

(Kirishima)- E-Eu não podia imaginar isso...

(Bakugo)- Agora me responde sinceramente uma pergunta idiota...

(Kirishima)- Qual pergunta?

{Ele se ajoelha ficando de frente para mim segurando minhas mãos}

(Bakugo)- E-Eu não sou muito bom com isso então não faça ser mais embaraçoso do que já é.... Mas... Você... Quer namorar comigo?

{Ele tenta virar o rosto para o lado envergonhado, mas eu seguro o seu queixo o virando para mim}

(Kirishima)- Se prometer que essas suas expressões serão apenas minhas, não exitarei nenhum momento em dizer sim!

{Eu puxo o seu rosto para perto dessa vez dando um beijo um pouco mais selvagem}







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...