História Depois da tempestade - Capítulo 148


Escrita por:

Postado
Categorias CNCO
Personagens Christopher Vélez, Erick Brian Colón, Joel Pimentel, Richard Camacho, Zabdiel De Jesús
Tags Revelaçoes, Romance
Visualizações 40
Palavras 947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem .

Capítulo 148 - Depois de tempestade 148


Fanfic / Fanfiction Depois da tempestade - Capítulo 148 - Depois de tempestade 148

Yenny : cuidava dela , sim , porque a Rosana lhe manifestava amor. O Chris é muito leal com as pessoas que demonstram estar ao seu lado. Mas ele não se interessava tanto para que ele tivesse medo de perdê-la , em vez disso , se sentia enganado .

Narra ( sn ) : Eu me relaxo , é a confirmação do que ele costuma dizer . O conforto , a solidão e os interesses é a única coisa que os manteve unidos.

Yenny : as suas mudanças de humor vieram mais tarde. Ele estava bem e depois , de repente, estava mal . Nós não sabemos o que lhe aconteceu nem por que tem essas alterações. Igualmente amamos ele , você sabe .

( sn ) : Chris é muito especial .    - sussurrei sorrindo -  E obrigado, Yenny , ele não costuma se abrir tanto.

Yenny : Eu sei e agora , se você me permitir dar um conselho , vá dormir , linda . Se acorda e não te encontra ao seu lado , ambas sabemos que vai ficar mal.  - se enclina e para a minha surpresa , me beija na bochecha -    Obrigado a você por cuidar dele e ir dando um pouco a alegria que poucas vezes lhe vi manifestar. Eu não sei o que dizer , estou mais uma vez superada pelo seu apoio e pela sua forma de dirigir-se a mim. Amanhã depois do almoço, não haverá ninguém em casa. William e eu sairemos, Kyllanne estará envolvida com o desfile e Erick aparentemente não vai estar ... Chris , bem , você já vai fazer algo com ele , exceto ir às compras, por favor . Hoje voltou a me dar um monte de roupas .  - brinca -  Avisa a Sol e a Melissa , que podem descansar a tarde toda. Vamos voltar para o jantar.

( sn ) : de acordo e de novo ...  - desta vez eu beijo sua bochecha -   Obrigado.

Narra ( sn ) : A conversa com Yenny me dá o que pensar. A sua afirmação de como é diferente o Chris ao meu lado me conforta , mas é assim ou que agora leva a vida de outra forma ? Ao entrar no quarto , fecho a porta com cuidado , mesmo que não seja necessário , já que o Chris passa a mão pela cama , me procurando. Ao me ver na porta , a sua expressão fica seria .

Chris : o que você está fazendo ?  - pergunta friamente -   Você ia embora ?

Me aproximo da cama ignorando o seu tom de desconfiança . Quando vai entender que eu não pretendo deixar ele ? E , para o cúmulo , estou tremendo ... tive uma conversa profunda com a minha ... sogra ? sobre um tema que as duas nos preocupa.

( sn ) : Não , venho da cozinha .  - falei com a voz um pouco tremola -   Estava com sede , isso é tudo.

Chris : Você está nervosa. Você me esconde alguma coisa.

( sn ) : você é aquele que me deixa nervosa quando você olha para mim assim .    - falei me deitando do seu lado -   Esqueça Chris.

Chris : como te olho ?  - insiste distante -

( sn ) : como se esperasse que a qualquer momento eu fosse embora . Você sempre está alerta.

Chris : você faria isso ?

" de novo ..."

( sn ) : Quando você vai entender que isso não vai acontecer ?

Sem voltar a olhar para mim, deixa-se cair para trás e começa a ficar agitado .

( sn ) : Chris .     - digo segurando seu queixo . Ele me olha nos olhos -   Eu já te disse o que eu sinto por você. Por favor, não esteja sempre em constante alerta. Eu não te peço nada além de confiar em mim. É tão difícil ?

Chris : mais do que você pensa. Eu não sei fazer as coisas de outra forma. Muito menos entendo que queiras estar comigo e isso me leva a temer te perder .

( sn ) : e eu te repito que não vai acontecer.       - me apoio nele e que toque minha testa com os dedos -  Não vou me afastar de vc . Somente você tem o poder de me expulsar do seu lado. Embora , eu não iria embora sem lutar.

Chris : eu nunca te pedirei para ir embora, você sabe disso.

( sn ) : Eu sei ?

Chris : uma vez pensei que você era igual a todas e , mesmo que você tenha provado não ser , eu não sei como ter a confiança que você e eu precisamos. Mas não vou te perder , ( sn ) , não posso permitir .

Eu me sinto cheia de amor.

( sn ) : Durma , Chris , você está cansado e não pensa com clareza .  - eu aconselho ternamente -   de dia você vai ver as coisas de outra forma.

Narra ( sn ) : Me deito abraçada a ele e mesmo vendo que seu sono demora pra chegar , uma hora e meia mais tarde , finalmente descansa . E eu faço isso com ele . Mas , de repente , se agita . Se levanta da cama e , com uma energia que me assusta , começa a tirar roupas do seu guarda-roupa e analisa todas elas . 

O que está fazendo ? Quando volta ao meu lado , o abraço fingindo que estou dormindo. Depois de um tempo ... lhe dou o bom dia com uns beijos no pescoço.

Chris : como você se sente ?      - pergunta , acariciando minhas costas -    Você descansou ?

 

 

continua .......... o que acharam ?  ❤️


Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...