1. Spirit Fanfics >
  2. Depois de A Escolha >
  3. Mudanças

História Depois de A Escolha - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Gente,me desculpa. Só deu pra postar hoje. Não se esqueçam de comentar, compartilhar e criar teorias sobre o que irá acontecer 😂

Capítulo 14 - Mudanças


Fanfic / Fanfiction Depois de A Escolha - Capítulo 14 - Mudanças

   Na tarde do mesmo dia,fomos visitar Brice. Ela era uma menina adorável,muito afrente da sua idade. Decidimos levá-la conosco na mesma hora. Para despistar paparazzis e repórteres inconvenientes,a colocamos num quarto do terceiro andar,mais afastado dos demais. Contamos apenas para nossos amigos sobre ela. Tínhamos certeza que aquilo nunca sairia dali. Nossa maior preocupação era alguém descobrir e Brice ser condenada a morte,como mandava a lei. 

  Fiquei observando Maxon e a menina durante um bom tempo. Apesar de serem filhos de um canalha,ambos tinham caráteres bons. O jeito - e até a aparência - dos dois eram muito parecidas. A todo momento pensava na Rainha Amberly;de como ela desejara ter mais filhos,de como era tão boa,a ponto de ser ingênua em relação as pessoas,em especial,seu marido. 

  No jantar,apresentamos a adorável menina aos nossos amigos. Sabíamos que o segredo nunca sairia dali. Antes de dormir,conseguimos uma escola boa, alojamento e segurança para Brice. Na idade certa,ela seria moradora fixa do castelo,começando como aprendiz. Maxon estava receoso quanto a pequena distância,mas ele sabia que era o melhor. Temíamos que ela fosse morta. Maxon temia que o povo descobrisse que o pai era pior do que eles imaginaram. 

  Na manhã seguinte,acordei primeiro que Maxon,o que era raro. Fiquei olhando para ele,seu rosto,a barba por fazer…parecia tão sereno, tão em paz… fazia tempo que não tínhamos somente isso. Paz. Era só o que queríamos,mas com os rebeldes preparando um novo ataque e o fim das castas,era quase impossível. A todo momento estávamos em alerta. O que me acalmava era sua presença,seu cheiro,seu toque. Maxon era meu mundo e eu,o dele. Meus pensamentos foram interrompidos quando Maxon abriu os olhos

-Você estava me observando? - ele perguntou,com olhar curioso

-Sabe, você deveria deixar a barba crescer. Te deixa sexy.

-Acho que quando eu for pai,eu vou deixar crescer. Vai dar um ar de mais sério...acho que não vai demorar muito - ele sorriu

-Oi? Como? Não eram cinco anos de espera,até tudo se acalmar?  - me apoiei na cama, tentando fazer cara de séria

-Sim,mas Kile não pode brincar sozinho. Tadinho,vamos deixar ele brincar sozinho todo esse tempo?

-Tem a Brice.

-A Brice é uma criança a frente do tempo dela e ela quase não vai ficar aqui,por enquanto. Só estou dizendo - ele me beijou levemente - que pode acontecer.

-Eu tomo meu remédio regularmente, então... só se Deus quiser,ou o universo conspirar. Quero muito ter filhos,mas não queria ter no meio dessa loucura.

-Você está certa,querida. Mas seria...será incrível! 

-Sim. Mal posso esperar - o beijei de leve e o abracei com vontade 

-Não faça isso. - ele disse com uma voz charmosa - temos que levar Brice para um lugar seguro. Você fazendo isso, não dá vontade de sair da cama.

  Sorri para ele e o empurrei. Me enrolei no lençol e fui para minha suíte,sem antes lançar um olhar para ele. Maxon me olhava com desejo,mas sabíamos que tirar Brice com segurado castelo,era prioridade naquele momento. 

  Saímos do palácio pelos fundos,no carro mais discreto. Estávamos com roupas comuns,escondendo os cabelos e de óculos. O vento já soprava mais frio com a proximidade do outono, então,usar casacos,toucas e óculos não era tão esquisito. Angeles não tinha um clima muito frio,mas em alguns dias,o tempo era propício para tal traje. 

  Tudo era simples,lindo e sofisticado. Brice teria "babás",muito contra gosto. Iria passar os finais de semana conosco,mas tudo muito calculado. Apenas guardas de extrema confiança fariam sua segurança. Ficamos umas horas com ela e voltamos para o palácio. Tentei ir visitar mamãe,mas Aspen nós proibiu,dizendo que era uma atividade muito arriscada. 

  Subi as escadas e fui direto ver Marlee. Ela estava inchada,e sua barriga,enorme

-Marlee? Como você está? 

-Estou enorme! - ela começou a chorar,me assustando - minhas sandálias não entram nos meus pés,meus seios estão enormes e ficam vazando. Tenho a sensação que eu irei explodir a qualquer momento. 

-Calma! Eu acho que em até 10 dias ele nasce. Vai dá tudo certo. -a abracei 

-Tomara que você esteja certa - ela soluçava - mal vejo a hora de ter o Kile nos meus braços

-Não  a hora de ser madrinha. 

  Passei um tempo com minha amiga e o resto do dia,aproveitei cada momento com o meu marido. Era maravilhoso esquecer os problemas,um reino nas nossas costas. Maxon estava com a barba ainda. Sua expressão era leve e ele sorria a todo momento. Cada cada passeio no jardim,cada filme que víamos juntos,cada conversa e curiosidade nossa,era como se estivéssemos no começo de um namoro. Estávamos cada vez mais apaixonados. As brigas diminuíram,a intimidade aumentou. Tudo,naquele dia,era perfeito. Naquele dia.

  No dia seguinte,tudo começou cedo. Após o café,seguimos para uma reunião. Queríamos anunciar o fim da casta 4 até o próximo Jornal Oficial,mas era pressão para todos os lados. Um lado queria o fim de todas as castas de uma vez e o outro lado, continuar com -pelo menos- as três primeiras castas. Do lado de fora,o povo cobrava o fim,mas a elite recorria a apelação para continuar com os títulos. 

-Majestade! Isso já foi longe demais! - um conselheiro antigo gritou quando entramos na sala de reunião - Banir as castas mais altas... já tiraram  quase todas. Como vamos classificar as pessoas? 

  Parei em frente ao conselheiro,pronta para o ataque,quando Maxon percebeu e interveio

-As pessoas não serão classificadas. Não são gado. Elas serão livres para fazerem suas escolhas,sem rótulos. Bem vindo a nova Illea,senhor Renner.

-Maxon,devemos finalizar esse projeto logo. Isso já foi longe demais. Quem manda é você! -disse August,exaltado 

  Aspen e Carter  logo tomaram seu lugar. Maxon apenas ouvia toda confusão,com a mão no rosto. Uns estavam gritando com ele e outros brigavam entre si. Aquilo me fazia ficar com dor de cabeça, até eu não aguentar mais e me levantar. 

-CALEM A BOCA! - gritei mais alto que eles. Todos se calaram e me olharam assustados. - Lembrem-se que somos os soberanos. Vocês estão aqui para nós aconselharem,para serem a voz do povo e não de vocês mesmos. Maxon não é uma criança, tampouco,o príncipe,no qual vocês gritavam junto com o pai dele e ele obedecia. Maxon é Rei agora! Nós sabemos o que estamos fazendo. Ele foi treinado a vida toda para isso, então sentem-se e sejam civilizados. E… - me virei para August e companhia - Vocês! Tenham calma. Não demos nem bom dia. 

  Todos olhavam para mim espantados. Eles retornaram aos seus devidos lugares e se sentaram em silêncio. Senhor Renner me olhava com raiva,mas eu mantinha minha postura

-Muito bem. - impliquei

-Bom,como minha esposa disse, primeiramente,bom dia.

 

~ Continua ~


Notas Finais


Sim! Na minha cabeça,o Maxon é parecido com o Chris Evans 😂❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...