História Depois de tudo - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Anne, Aspen Leger, Carter Woodwork, Celeste Newsome, Kriss Ambers, Lucy, Marlee Tames, Mary, Maxon Calix Schreave, May Singer, Rainha Amberly, Rei Clarkson, Shalom Singer
Tags América, Amexon, Maxerica, Maxon
Visualizações 180
Palavras 1.964
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiro muito obrigada pelos 44 favoritos voces me motivam e apoiam bastante.
Voces estão quase me matando por deixar voces curiosos, mas eu adoro deixar voces curiosos...
Eu também estou quase me matando por causa desta imagem que era para ser um gif mas correu tudo muito mal, mesmo e ficou imagem mas é linda na mesma, sorriso, parece um bebé sorrindo é fofo!
Mas vamos para o capitulo.

Capítulo 25 - O fim do Castigo...


Fanfic / Fanfiction Depois de tudo - Capítulo 25 - O fim do Castigo...

Clarkson- Bem eles já responderam.

America- E então?

Maxon- Qual é a última resposta deles?

Clarkson- Os Britânicos disseram que....



Clarkson- Os Britânicos disseram que querem acompanhar o crescimento da Audrey para saber como ela vai ficar e como ela vai ser de personalidade e isso mas a resposta deles é sim, eles vêm nos visitar um dia destes atenção.

Maxon- Eles o que?

Clarkson- Só aceitam se acompanharam o crescimento dela...

America- Quantos anos o príncipe tem?

Clarkson- Tem 1 ano...

Maxon- O príncipe também vêm? 

Clarkson- Claro e já vão conheçer a Audrey.

Audrey- Não, papai não que-ro...- Disse aflita aquilo me dava pena minha propria filha está nervosa e isso mata me.

Maxon- Como se chama o príncipe?

Clarkson- Em honra do país deles que pelos vistos o nome dele é bem comum em Inglaterra...

America- Qual é Clarkson?

Clarkson- Edward.

Maxon- Ja suspeitava.

Clarkson- Isto é bom, ele é quase igual ao Max, a Audrey não vai ter problemas.

Maxon- E nós não podemos acompanhar o crescimento dele também? 

Clarkson- Não sei, isso temos de perguntar aos Britânicos, mas é bem provável que fiquem inseguros.

Maxon- Então eles podem acompanhar o crescimento da Audrey mas nós não podemos acompanhar o crescimento do Edward, é isso?

Clarkson- Sim, esse foi o acordo.

Maxon- Voce só pode estar a brincar certo?

Clarkson- Não, Maxon eu não estou a brincar...

Maxon- Isso não vai ficar assim...- Maxon saiu com Audrey que estava a agarrada a ele.

Max- Avô...

Clarkson- Eu só quero o melhor para voces...

Max- Não...

America- Vamos bebé, vamos ter com o papai e a mana sim, bebé? 

Max- Sim mamãe...

Saí da sala de reunião e fui até ao quarto onde Maxon estava abraçado a Audrey.

America- Como voce está? 

Maxon- Mal...

America- Voce acha que eles vêm esta semana? 

Maxon- Eu não acho tenho certeza.

America- Não pode ficar tenso...

Max- Papai...cal-ma...

Maxon- Meu amor voce quer me ajudar? 

Max- Sim papai...

Maxon- Amanhã falamos com o avô sim?

Max- Sim papai...- Disse começando a mexer na minha orelha e a deitar a cabecinha no meu ombro.

America- Vamos deitar o bebé? 

Max- Sim mamãe...

Maxon- Audrey já dormiu, ela estava muito cansada, mas já está dormindo.- Disse colocando Audrey em meio de seu peito.

America- Ela continua com a mãozinha no seu peito.

Maxon- Até parece que não conhece ela...- Ri.

America- Meu amor também já está quase dormindo não é lindo?

Max- Sim...mamãe...

Deitei Max no berço e quando me virei vi Maxon olhando para Audrey que estava dormindo nos seus braços, fui até ele e tirei Audrey dos seus braços.

Maxon- Então minha querida? 

America- Ela pode dormir mais confortavelmente.

Maxon- Comigo? 

America- No seu lindo berço!- Ri.

Maxon- E agora vai me ignorar? 

America- Já disse que não estou ignorando você.

Maxon- Ah mas você está sim...

America- Não, meu querido eu não teria coragem de fazer isso a voce.

Maxon- Ah não então se fizer isso você se afasta?- Senti suas mãos na minha cintura e sua boca chupando a pele do meu pescoço me libertando varios gemidos.

America- Não faça isso Maxon, eu ainda estou com a Audrey....hmm...Maxon...

Maxon- Deixe ela...precisa de descansar minha querida...- Disse apertando mais minha cintura.

America- Maxon...

Maxon agarrou em Audrey e a colocou no berço, quando se virou me deu um sorriso malicioso e pegou em minha cintura.

Maxon- E agora?

America- E o castigo? 

Maxon- Pois o castigo...

America- Ainda não acabou meu querido.

Maxon- Pois...

Tinha de o provocar e era isso que ia fazer, coloquei meus braços em volta do seu pescoço e ela colocou as mãos dentro do meu roupão e começou a apertar minha cintura sem pena, a força com que me apertava estava me fazendo soltar gemidos na sua boca, aprofundou o beijo e me virou para perto da cama foi dando passos até a cama sempre me beijando, abri os olhos e tirei meus braços do pescoço de Maxon e já fui tirando sua camisola, quando consegui passei minhas mãos pelo seu peito, ele me olhou nos olhos e eu levantei minha cabeça para olhar nos seus olhos.

America- Que foi?

Maxon- Se portou mal...

America- Vai me fazer algo?

Maxon- Vou....eu vou te fazer muito mal minha querida...

America- Vai me fazer muito mal?

Maxon- Sim...

America- Hmm e que mal é esse?

Maxon- Voce verá...

Maxon On 

Empurrei America para a cama e encarei ela fiquei um pouco a olhando lá jogada no meio da cama, fui até a ponta da cama e começei a tocar em suas pernas, massageando elas, fui de joelhos até ela e começei a abrir seu roupão, passei minhas mãos pelo seu corpo e apertei chegando a sua cintura apertei com mais força ouvindo ela gemer com isso.

America- Já começou? 

Maxon- Está quase...

Abri a parte de cima do seu roupão já revelando os seus seios, para a torturar um pouco começei a passar minhas mãos por eles mas seguia sempre em frente, comecei a beijar seu pescoço e dando alguns chupões nele, fiquei de joelhos de novo e acariciei sua pele que estava descoberta pelo roupão America tentou se sentar para tirar meu cinto mas a empurrei de novo para a mesma não fazer nada. 

America- Vai me torturar?

Maxon- Sim...

Tirei meu cintos e minhas calças me deixando apenas de cueca olhei para ela e a mesma olhava para o lado seria por não poder me tocar e a única condição ser eu poder tocar nela.

America- Vai tirar a roupa ou não? (O que tenho a dizer é não se brinca com America Singer) 

Abri seu roupão deixando assim ela exposta a mim ela agarrou na minha mão e a colocou no seu seio e eu o apertei sem muita força sei que podia magoar ela e isso não era o que eu queria, fui até a eles e os beijei quando terminei de beijar os seus seios comecei a dar chupões neles apertando sua cintura de novo, ouvia os gemidos de America e aquilo estava me deixando mais excitado, ela desceu sua mão até minha cintura e com a outra desceu até a minha cueca tocando no meu membro o que com que eu geme-se desta vez, tirei seu roupão ja a deixando ela nua em cima da cama (logico) tirei minha cueca e fiquei de joelhos de novo e acariciei sua cabeça juntamente os seus cabelos...

Kriss On

Abri a porta do quarto de Maxon e America e vi lá eles completamente nus (constrangimento, mas Kriss merece quem mandou espiar os outros) ver Maxon nu em cima de America foi horrivel, eu nunca tive essa oportunidade ele tinha mudado muito desde que ela voltou e que os gémeos nasceram, soube que os Britânicos aceitaram Audrey para casar com o príncipe de Inglaterra o Edward quando fui ver uma imagem dele fiquei surpreendida ele era igual ao Max olhos, cabelo, como um bebé de outro país e outro continente pode ser tão parecido em aparencia de olhos e cabelo ao herdeiro de Illea, afastei esses pensamentos quando ouvi America gemer o nome de Maxon olhei e ele estava naquele momento que nem na minha cabeça consigo dizer...

Maxon On 

Olhei uma última vez e a beijei, antes de entrar nela ouvi uns barulhos, ports abrindo olhei para America e seu olhar estava na porta olhei para o mesmo sitio e a porta estava um pouco aberta.

America- Voce acha que alguem nos ouviu? 

Maxon- Acho que não...

America- A porta Maxon.

Maxon- Está um pouco aberta, mas não se preocupe vamos apenas continuar os que estavamos fazendo...

America- Está esperando o que?

Sorri maliciosamente para America que estava me esperando olhei para ela e com o desespero ela agarra minha cintura e beija meu pescoço se sentando entre mim e a cama, sem avisar ela a penetrei levemente e ouvi seu gemido perto do meu pescoço, começei com as estocadas leves para castigar mais ela por ter me provocado, seu gemidos estavam desaparecendo, senti seus labios no meu ombro para abafar os seus gemidos. 

Maxon- Sai-a do meu ombro minha querida eu quero ouvir...

America- Não consigo agora...

A surpreendi com uma estocada forte e finalmente ela largou meu ombro e gemeu alto.

Maxon- E agora?

America- Hmm.....

America fez uns movimentos e fez com que senta se comigo ainda em cima dela e dentro também, os seus seios estavam roçando no meu peito, ela sempre fazia isso para eu gemer. Senti suas mãos no meu rosto e senti também suas cariacias, olhei para a mesma e ela estava com os seus olhos fechados só aproveitando o momento, depois de mais umas estocadas senti seu orgasmo e ouvi seu gemido alto, isso fez com que eu não quise se acabar com aquilo, mas America fez de preposito e me empurrou para dentro dela fazendo assim com que eu chega se ao meu limite e tivesse meu orgasmo, cai na cama atrás dela e agarrei com força sua cintura.

America- Agora me diga, vai continuar com o castigo? 

Maxon- Voce tem dúvidas?

America- Vai continuar?

Maxon- Claro que não.

America- Otimo, porque não queria mais ignorar voce!- Ri. 

Maxon- Eu sabia!- Ri.


2 semanas depois 

Estava brincando com os gémeos quando ouço meu pai falando, vou até a porta escutar algo, eu não sou cusco só tenho de zelar pelo futuro da minha filha e fazer com que ela não case com o príncipe de Inglaterra.

Clarkson- Mas é claro...está tudo pronto sim......ah sim nós também estamos ansiosos......mas voces já têm data?.....não ,claro que não eu só estou ansioso pela vossa......ah sim.....o mais cedo possível?.....fico contente por isso muito contente até....

Audrey- Papai?

Maxon- Sim linda? 

Audrey- Papai por-que es-tá aí?

Maxon- Estou só vendo uma coisa filha, não é importante...

Max- Papai?

Maxon- Sim? 

Max- Papai ti-rou o cas-ti-go da mamãe? 

Maxon- Sim filho ja tirei.- Ri.

Max- Papai...

Maxon- Diga meu amor...

Max- Papai como é o ou-tro bebé? 

Maxon- O príncipe de Inglaterra? 

Max- Sim...- Afirmou triste.

Maxon- Ele tem os mesmos olhos e cor de cabelo que voce, só que é mais pequeno que voce.

Max- Por-que papai? 

Maxon- Porque ele é mais novo que vocês.

Max- Mana...

Audrey- Sim...

Max- Gos-ta mais do ou-tro bebé? 

Ri da pergunta do Max, ele foi tão fofo agora perguntando se Audrey ia gostar mais do Edward do que dele, olhei para ela e a mesma me olhou confusa.

Audrey- Não, eu gos-to mais de vo-ce Max.

Maxon- Me digam uma coisa...

Audrey e Max - O que papai?

Maxon- Voces gostam mais de mim ou da mamãe?- Ri.

America- Se responderem mamãe eu dou vos a provar a melhor sobremesa do mundo!- Ri. 

Max- Não po-sso res-pon-der...

Audrey- Nem eu papai...

Maxon- É pela sobremesa?

Audrey- Não papai....

Derrepente ouvi meu pai entrar na porta meu olhar foi parar ao dele.

Clarkson- A partir de agora quero que vistam o Max sempre com um terno e a Audrey com um vestido. 

Audrey- Não!- Disse seria.

Clarkson- Aqui temos a personalidade da America, só podia ser sua filha mesmo.

Audrey- Mau, papai o avô é mau!

Max- Avô.

Clarkson- Sim?

Max- Obri-ga-do!

Clarkson- Pelo o que?- Perguntou e pude perceber um carinho e uma alegria na sua voz.

Max- Ter-ni-nho!

Clarkson- Ganhou o bom gosto do avô não foi querido neto? (Querido nunca ouci o Clarkson dizer querido para ninguem)

Max- Não, foi do papai!

Clarkson- E voce ganhou a personalidade do Maxon.

Max- Sim!

2 dias depois 

Clarkson On 

Clarkson- Voce vai gostar dela Audrey confie em mim.

Audrey- Não avô...

Clarkson- Não sobre o que, gostar dele ou confiar em mim?

Audrey- Os dois! (Audrey melhor pessoa kkkk)

Aspen- Senhor chegou um carro aqui ao lado do palácio, é para atacar?

Clarkson- Não, não precisam de atacar chamem Maxon e America por favor.

Aspen- Sim senhor...

America On 

Estava beijando Maxon quando fomos interrompidos por Aspen.

Aspen- Olhem desculpem interromper vossas altejas mas Clarkson chamo os.

Maxon- Voce sabe porque?

Aspen- Não mas tá um carro a frente do palácio e ele me mandou chamar voces e o Max claro.

America- Vamos então...

Fomos para a entrada do palácio esperar Clarkson para saber quem era, assim que chegou deu Audrey a Maxon que se agarrou a ele assim que pegou nela escondeu sua cabecinha no ombro de Maxon e ele achou estranho, Max me abraçou e eu beijei sua cabecinha que também estava escondida em meu ombro.

America- Clarkson quem é?

Clarkson- É...

Assim que ia falar algo a porta inicial se abriu e.....


Notas Finais


E só saberemos amanhã quem é kkkkk eu vou ficar com "conhecida" como a garota que acaba com o capitulos sempre na melhor parte kkkkk.
Tenho uma novidade boa para voces quando chegar mos ao 50 favoritos que falta pouco faltam 6 favoritos eu vou anunciar uma novidade boa muito boa, para continuar preciso dos vossos comentários hehe.
Espero que gostem! 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...