História Depois de um Acidente - Capítulo 96


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Acidente, Amizade, Amor, Descobertas, Famoso, Futebol!, Hospital, Jogador, Romance, Traumas
Visualizações 38
Palavras 940
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ieeei, boa leituraaaaa!

Capítulo 96 - Você não pode terminar comigo!


Fanfic / Fanfiction Depois de um Acidente - Capítulo 96 - Você não pode terminar comigo!

POR NICK.

MEU DEUS... ELA QUER TERMINAR.

A beijei assim que pensou em pronunciar essas palavras.

Tocar seus lábios nos meus é o que eu preciso, ter ela comigo, meu coração se corrói de culpa e desespero. A saudade vai sendo consumida pelo perfume dela.

- eu te amo! Nunca beijei aquela mulher... Confia em mim quando digo isso... - pedi olhando nos seus olhos.

- não dá pra continuar... Sempre vai ter uma fofoca, uma imagem com várias interpretações. - falou triste. Afastei seu cabelo do rosto e a olhei.

- por favor... Não termina comigo. - apelei. - eu não vou te deixar em paz... Eu vou colar fotos nossas até no teto do seu corredor, eu vou colar sua foto nos postes e tatuar seu nome, eu vou pichar declarações no muro do seu prédio se terminar comigo. - falei. Acabou sorrindo.

- me avisa quando eu for o problema... Quando algo assim realmente acontecer... - pediu.

Me lembrei de amanda e eu nus na minha cama... Ela nunca vai saber.

- aviso. - falei. Tocou minha mão. Me olhou nos olhos.

- senti saudades. - falou. Sorri e a beijei enterrando a mão no seu cabelo loiro cor de sol da manhã.

A puxei para perto e o câmbio atrapalhou.

- droga... Podemos subir? - perguntei. Sorriu. E saiu do carro.

Fomos até seu apartamento... Nossa, está bem mais completo.

Fechou a porta, a encostei nela e a beijei devagar, como quem dá as boas vindas.

Abraçou meu quadril e fomos andando, nos beijando, esbarrando em tudo até chegar no seu quarto.

Tirou minha camisa, minha calça, meu tênis e meias. Tirei sua blusa, camisa, calça, meias, até estar nua. A abracei e a deitei na cama.

Não foi rápido, não foi ansioso, não foi agressivo, foi amor, delicado, lento, com gemidos marcados pela necessidade que temos um do outro.

Cai ao seu lado.

- não pode mais me deixar... Não sei ficar sem você, não quero ser o cara que era antes... - falei. Tocou meu rosto e me beijou colando o corpo no meu.

- também não quero te deixar... - falou com a testa na minha. Me beijou com delicadeza, a puxei para perto.

Acordei com ela ao meu lado, respirei seu cabelo e meu coração palpitou.

Beijei sua nuca e tirei de seu cabelo do rosto. Beijei seu pescoço e fui subindo cobrindo seu rosto de beijos e cheguei em seus lábios.

Sorriu e fiquei sobre ela me sustentando.

Tocou meu rosto sorrindo e tirou meu cabelo do rosto.

- oi...- falou rouca.

- bom dia.- falei. Puxou o lençol até o pescoço, e se espreguiçou lentamente... Linda, suas curvas se molda no lençol.

Era incrível acordar com ela...como me deixei levar por Amanda ?

Acariciou meu peito.

- parece um sonho acordar bem com você.- falou.

- se dependesse de você, ficaríamos muito mais tempo longe.- a lembrei. Sorriu.

- ainda não acho que estava errada.- falou. A olhei.

- não estava mesmo...- falei. Me beijou.

- fica aqui comigo... Bem perto... E estará tudo maravilhosamente bem.- falou enlaçando meu pescoço.

Me deitei sobre ela ficando abraçados.

Um tempo assim e ela se lembrou de que tem trabalho.

- preciso ir...- falou me empurrando para o lado. Sorri e continuei deitado.

- vou tomar um banho... - falou saindo enrrolada no lençol.

Quando apareceu. Ainda estava deitado.

- ei... Vamos! Tenho que ir.- falou me cutucando. A puxei para a cama e a coloquei embaixo de mim.

- vamos... Assim que eu te enxer de beijos...- falei. Sorriu tentando me empurrar.

- depois faz isso...- pediu.

- não... É minha prioridade.- falei e a beijei. Ela resisitiu, mas logo notei suas pernas cedendo para me acomodar entre elas.

Sorriu em meus lábios.

- porquê tem que ser tão gostoso ?- perguntou.

- pra tentar estar a sua altura...- falei em seu ouvido. Me olhou.

- se tem alguém que tem que estar à altura de alguém aqui, esse alguém sou eu à sua altura.- falou rindo. A empurrei para o lado.

Ah não... Lá vem com a mania de se achar menor por causa do meu dinheiro.

- pode ir parando...

- sabe que é verdade...- falou sentada sobre as pernas.

- não... É tudo mentira.- falei me levantando comecei a colocar a roupa.- está super a minha altura, e me supera em todos os sentidos, intelectuais, sociais, e comportamentais...- falei. Ficou me olhando enquanto coloco a calça.

- não tenho sete carros, cinco casas, nem frequento suas festas...- falou.

- quer ser a minha altura financeiramente ?- perguntei. Negou.

- até porquê nem conseguiria... Mas as vezes observo as esposas e namoradas dos seus amigos...E noto que não chego...

- olha izabella, já discutimos sobre isso, já te disse que é tudo que eu sempre sonhei, que é perfeita para mim, que está mais do que minha altura.- falei incomodado. Me olhou e concordou.

- claro... Tem razão. - falou estranha e saiu do quarto.

Não seja bruto em três... Dois... Um...

- ei...- falei a abraçando por trás enquanto colocava a capsula de café na cafeteira. - desculpa...

- tudo bem... Está certo, se um dia julgar que não sirvo para você, irei saber... - falou me abraçando forte.

A acompanhei até esse trabalho, e a ajudei em uma pesquisa, na biblioteca estadual de Roma.

A observei enquanto grifava e ponderava sobre o que estava sendo estudado.

Colocava direto o cabelo atrás da orelha quando caía sobre seu rosto.

- é linda até estudando. - comentei.

- italianos... Sempre com charmes baratos. - falou. Sorri.

- tomara que só o meu charme funcione... - falei. Sorriu e me olhou voltando pro livro.

- só ele... - confirmou. Por dentro relaxei.


Notas Finais


Muito obrigada por ler! O que achou? Espero que tenha gostado, deixa ai o que achou... Nos vemos nos próximos e se cuida!

BLOG: www.victoriabitencourt.wordpress.com


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...